Celebrando a liberdade

Lições da Bíblia1

Como vimos, o sábado nos aponta para mais do que apenas os dias da criação. A segunda vez em que os Dez Mandamentos foram pronunciados, Moisés estava recapitulando os 40 anos de Israel no deserto. Dessa vez, a frase que apresenta a razão para santificar o sábado não diz respeito à criação, mas à libertação da escravidão e do cativeiro no Egito (Dt 5:12-15). Embora hoje não sejamos escravos no Egito, enfrentamos outro tipo de escravidão que, de certa forma, pode ser tão opressiva quanto aquela.

3. Que outras formas de escravidão enfrentamos hoje? Gn 4:7; Hb 12:1; 2Pe 2:19

Gn 4:7 (ARA)2: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.”

Hb 12:1 (ARA)2: “Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta,”

2Pe 2:19 (ARA)2: “prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção, pois aquele que é vencido fica escravo do vencedor.”

O sábado é uma celebração da liberdade de tudo que nos mantém em cativeiro. No sábado somos lembrados de que existe libertação do pecado, não em nosso próprio poder, mas no poder de Deus, que é oferecido a nós pela fé. Também somos lembrados de que não merecemos essa liberdade. Os primogênitos israelitas foram salvos pelo sangue do cordeiro espalhado nos umbrais das portas na noite anterior ao êxodo do Egito (Êx 12). Também fomos salvos pelo sangue do Cordeiro e agora devemos andar na liberdade que é nossa em Cristo Jesus.

4. O texto de Romanos 6:1-7 pode ser relacionado ao que recebemos no sábado?

Romanos 6:1-7 (ARA)2: “1 Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que seja a graça mais abundante?De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos? 3 Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? 4 Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida. 5 Porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição, sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos;porquanto quem morreu está justificado do pecado.

Em Deuteronômio 5:15 – “Lembre-se de que você foi escravo na terra do Egito e que o Senhor, seu Deus, o tirou de lá com mão poderosa e braço estendido” – o povo foi lembrado, novamente, de que a obra de Deus em seu favor o tinha salvado. Quanto mais devemos nós, como cristãos, perceber que somente a obra de Cristo e Seu poder nos salvam do pecado!

Esse mandamento nos ordena a descansar na salvação que Deus conquistou para nós mediante Seu braço poderoso. Somos libertos de nossas tentativas de justificação ao nos lembrarmos de que Deus é o Criador e que podemos confiar que Ele também nos recriará e nos libertará, hoje mesmo, da escravidão do pecado, se permitirmos que Ele trabalhe em nós.

Qual tem sido sua experiência com a escravidão do pecado? Como podemos nos apropriar das promessas que recebemos em Jesus de libertação dessa escravidão?

Segunda-feira, 30 de agosto de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Descanso em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 505, jul. ago. set. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s