Disfunção no lar

Lições da Bíblia1

José fazia parte de uma família disfuncional. Era bisneto de Abraão e Sara. Quando Sara percebeu que era estéril, ela convenceu Abraão a procurar Agar, sua serva. Quando Agar ficou grávida, a rivalidade começou. Ao crescerem nessa atmosfera, Ismael e Isaque levaram a tensão para a família. Isaque fez questão de favorecer Esaú, e Jacó passou a vida tentando ganhar o amor e o respeito de seu pai. Depois, Jacó foi enganado, casando-se com duas irmãs que competiam entre si para procriar, até mesmo recrutando suas criadas para gerar filhos.

1. Reveja o incidente detalhado em Gênesis 34. Que impacto emocional e relacional esse incidente teria causado na família como um todo e também em José?

Gênesis 34 (ARA)2: “1 Ora, Diná, filha que Lia dera à luz a Jacó, saiu para ver as filhas da terra. 2 Viu-a Siquém, filho do heveu Hamor, que era príncipe daquela terra, e, tomando-a, a possuiu e assim a humilhou. 3 Sua alma se apegou a Diná, filha de Jacó, e amou a jovem, e falou-lhe ao coração. 4 Então, disse Siquém a Hamor, seu pai: Consegue-me esta jovem para esposa. 5 Quando soube Jacó que Diná, sua filha, fora violada por Siquém, estavam os seus filhos no campo com o gado; calou-se, pois, até que voltassem. 6 E saiu Hamor, pai de Siquém, para falar com Jacó. 7 Vindo os filhos de Jacó do campo e ouvindo o que acontecera, indignaram-se e muito se iraram, pois Siquém praticara um desatino em Israel, violentando a filha de Jacó, o que se não devia fazer. 8 Disse-lhes Hamor: A alma de meu filho Siquém está enamorada fortemente de vossa filha; peço-vos que lha deis por esposa. 9 Aparentai-vos conosco, dai-nos as vossas filhas e tomai as nossas; 10 habitareis conosco, a terra estará ao vosso dispor; habitai e negociai nela e nela tende possessões. 11 E o próprio Siquém disse ao pai e aos irmãos de Diná: Ache eu mercê diante de vós e vos darei o que determinardes. 12 Majorai de muito o dote de casamento e as dádivas, e darei o que me pedirdes; dai-me, porém, a jovem por esposa. 13 Então, os filhos de Jacó, por causa de lhes haver Siquém violado a irmã, Diná, responderam com dolo a Siquém e a seu pai Hamor e lhes disseram: 14 Não podemos fazer isso, dar nossa irmã a um homem incircunciso; porque isso nos seria ignomínia. 15 Sob uma única condição permitiremos: que vos torneis como nós, circuncidando-se todo macho entre vós; 16 então, vos daremos nossas filhas, tomaremos para nós as vossas, habitaremos convosco e seremos um só povo. 17 Se, porém, não nos ouvirdes e não vos circuncidardes, tomaremos a nossa filha e nos retiraremos embora. 18 Tais palavras agradaram a Hamor e a Siquém, seu filho. 19 Não tardou o jovem em fazer isso, porque amava a filha de Jacó e era o mais honrado de toda a casa de seu pai. 20 Vieram, pois, Hamor e Siquém, seu filho, à porta da sua cidade e falaram aos homens da cidade: 21 Estes homens são pacíficos para conosco; portanto, habitem na terra e negociem nela. A terra é bastante espaçosa para contê-los; recebamos por mulheres a suas filhas e demos-lhes também as nossas. 22 Somente, porém, consentirão os homens em habitar conosco, tornando-nos um só povo, se todo macho entre nós se circuncidar, como eles são circuncidados. 23 O seu gado, as suas possessões e todos os seus animais não serão nossos? Consintamos, pois, com eles, e habitarão conosco. 24 E deram ouvidos a Hamor e a Siquém, seu filho, todos os que saíam da porta da cidade; e todo homem foi circuncidado, dos que saíam pela porta da sua cidade. 25 Ao terceiro dia, quando os homens sentiam mais forte a dor, dois filhos de Jacó, Simeão e Levi, irmãos de Diná, tomaram cada um a sua espada, entraram inesperadamente na cidade e mataram os homens todos. 26 Passaram também ao fio da espada a Hamor e a seu filho Siquém; tomaram a Diná da casa de Siquém e saíram. 27 Sobrevieram os filhos de Jacó aos mortos e saquearam a cidade, porque sua irmã fora violada. 28 Levaram deles os rebanhos, os bois, os jumentos e o que havia na cidade e no campo; 29 todos os seus bens, e todos os seus meninos, e as suas mulheres levaram cativos e pilharam tudo o que havia nas casas. 30 Então, disse Jacó a Simeão e a Levi: Vós me afligistes e me fizestes odioso entre os moradores desta terra, entre os cananeus e os ferezeus; sendo nós pouca gente, reunir-se-ão contra mim, e serei destruído, eu e minha casa. 31 Responderam: Abusaria ele de nossa irmã, como se fosse prostituta?”

A rivalidade entre as mães se espalhou para os filhos, que cresceram prontos para brigar. No início da fase adulta, os irmãos mais velhos de José massacraram os homens da cidade de Siquém. O irmão mais velho, Rúben, afrontou seu idoso pai ao dormir com Bila, a serva de Raquel e mãe de vários filhos de Jacó (Gn 35:22). Judá, outro irmão de José, confundiu sua nora viúva com uma prostituta e acabou tendo gêmeos com ela (Gn 38).

Jacó piorou a tensão familiar por seu favoritismo para com José, ao lhe dar uma custosa túnica colorida (Gn 37:3). Essa realmente foi uma família disfuncional!

2. Por que Abraão, Isaque e Jacó foram listados como heróis da fé em Hebreus 11:17-22, considerando seus complicados relacionamentos familiares?

Hebreus 11:17-22 (ARA)2: “17 Pela fé, Abraão, quando posto à prova, ofereceu Isaque; estava mesmo para sacrificar o seu unigênito aquele que acolheu alegremente as promessas, 18 a quem se tinha dito: Em Isaque será chamada a tua descendência; 19 porque considerou que Deus era poderoso até para ressuscitá-lo dentre os mortos, de onde também, figuradamente, o recobrou. 20 Pela fé, igualmente Isaque abençoou a Jacó e a Esaú, acerca de coisas que ainda estavam para vir. 21 Pela fé, Jacó, quando estava para morrer, abençoou cada um dos filhos de José e, apoiado sobre a extremidade do seu bordão, adorou. 22 Pela fé, José, próximo do seu fim, fez menção do êxodo dos filhos de Israel, bem como deu ordens quanto aos seus próprios ossos.”

Os heróis da fé muitas vezes ficaram aquém de suas próprias expectativas e das expectativas de Deus. Esses homens não estão listados em Hebreus 11 por causa de seus relacionamentos familiares complicados, mas apesar deles. Eles aprenderam – geralmente da maneira mais difícil – sobre fé, amor e confiança em Deus enquanto lutavam com esses problemas familiares.

Você herdou alguma disfunção familiar? Sua entrega ao Senhor e à Sua vontade pode quebrar esse padrão e produzir um milagre em sua vida?

Domingo, 01 de agosto de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Descanso em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 505, jul. ago. set. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Encontrando descanso nos laços familiares

Lições da Bíblia1

“Portanto, vocês, meus amados, visto que já sabem disso, tenham cuidado para que não sejam arrastados pelo erro desses insubordinados e caiam da posição segura em que se encontram. Pelo contrário, cresçam na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2Pe 3:17, 18).

O jovem examinava o horizonte. Então, os avistou. Ele estava procurando seus irmãos havia vários dias. Ao se aproximar, acenando e chamando o grupo de carrancudos, obteve tudo, menos uma recepção calorosa. Seus próprios irmãos queriam matá-lo! Se não fosse por Rúben, possivelmente não teria havido história para contar. Rúben convenceu o restante dos irmãos a apenas maltratá-lo um pouco e jogá-lo em um poço seco. Mais tarde, Judá tramou um esquema para se livrar do irmão e ganhar dinheiro, vendendo-o a alguns traficantes de escravos que passavam por ali.

Que exemplo de disfunção familiar!

Podemos escolher muitas coisas na vida, mas não nossa família. Ninguém é perfeito. Nenhuma família tem relacionamentos perfeitos. Alguns são abençoados por terem familiares que refletem o amor de Deus, mas muitos têm que se contentar com menos do que o ideal. Os relacionamentos costumam ser complicados e dolorosos, deixando-nos inquietos, magoados e com um peso emocional que, consequentemente, descarregamos sobre os outros.

Como encontrar descanso nessa área da vida? Na história de José e seus laços familiares veremos que Deus traz cura e descanso emocional, apesar dos relacionamentos disfuncionais.

Sábado, 31 de julho de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Descanso em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 505, jul. ago. set. 2021. Adulto, Professor. 

A família – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Textos de Ellen G. White: Educação, p. 275-282 (“Preparação”), p. 283-286 (“Cooperação”) e p. 287-297 (“Disciplina”).

“Sobre os pais e as mães recai a responsabilidade do primeiro ensino à criança, tanto quanto do ensino posterior; e a ambos os pais é urgentíssima a necessidade de preparo cuidadoso e completo. Antes de tomar sobre si as responsabilidades da paternidade ou maternidade, homens e mulheres devem se familiarizar com as leis do desenvolvimento físico […]; Devem também compreender as leis do desenvolvimento mental e do ensino moral” (Ellen G. White, Educação, p. 276).1

“Esse trabalho de cooperação deve começar com o pai e a mãe na vida doméstica. No ensino de seus filhos, eles têm uma responsabilidade conjunta, e agir juntos deve ser seu constante esforço. Que eles se entreguem a Deus, procurando Dele auxílio para se ajudarem mutuamente. […] Os pais que dão esse ensino não são os que ficam criticando o professor. Compreendem que o interesse de seus filhos e a justiça para com a escola exigem que, tanto quanto possível, eles apoiem e honrem aquele que participa de sua responsabilidade” (Ellen G. White, Educação, p. 283).1

Perguntas para consideração

“1. A lição desta semana ajudou você a interagir com outras pessoas e testemunhar a elas, seja em sua casa ou em outro lugar?”1

“2. Temos a tendência de ver a educação como algo bom. (Afinal, quem pode ser contra a educação?) Mas esse sempre é o caso? Você conhece exemplos de educação pervertida? Como esses exemplos negativos podem nos ajudar a tornar a educação uma coisa boa?”1

“3. Todos recebemos o livre-arbítrio. Mais cedo ou mais tarde, os filhos terão que tomar suas próprias decisões em relação ao Deus sobre quem aprenderam durante sua infância e juventude. Por que os pais que buscam testemunhar e ensinar o evangelho aos outros sempre devem ter em mente essa verdade crucial sobre o livre-arbítrio?”1

Sexta-feira, 09 de outubro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Educação e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 502, out. nov. dez. 2020. Adulto, Professor. 

A família

Lições da Bíblia

“Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua mãe” (Pv 1:8).

“Como seres humanos, devemos sempre aprender. A vida é uma escola.”1

“Desde os tempos mais antigos, os fiéis em Israel haviam dado muita atenção à educação dos jovens. O Senhor lhes tinha dado instruções para que, desde pequenas, as crianças fossem ensinadas sobre Sua bondade e grandeza, especialmente conforme reveladas em Sua lei e demonstradas na história de Israel. Cânticos, orações e lições das Escrituras deviam ser adaptados às mentes em desenvolvimento. Pais e mães deviam instruir os filhos na verdade de que a lei de Deus é a expressão de Seu caráter e que, ao receberem os princípios da lei no coração, Sua imagem era gravada no espírito e na mente. Muito do ensino era feito oralmente, mas os jovens aprendiam também a ler os escritos hebraicos. E os rolos de pergaminho das Escrituras do Antigo Testamento estavam disponíveis ao seu estudo” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 69).1

“Durante a maior parte da história da humanidade, a educação ocorreu principalmente nos lares, especialmente na infância. O que a Bíblia revela sobre a educação na família? Qual princípio podemos retirar dessa educação familiar para nós, seja qual for a situação da nossa família?”1

Sábado, 03 de outubro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Educação e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 502, out. nov. dez. 2020. Adulto, Professor. 

A vida familiar deve ser compartilhada

Lições da Bíblia

“7. Nos versos abaixo, investigue os usos da palavra ‘imitar’. O que eles revelam sobre o processo de se tornar cristão e crescer na fé? O que eles sugerem sobre a relação entre exemplo e testemunho? 1Co 4:16; Ef 5:1; 1Ts 1:6; Hb 6:12; 13:7; 3Jo 11”1

1 Coríntios (4:16 ARA)2: “Admoesto-vos, portanto, a que sejais meus imitadores.”

Efésios (5:1 ARA)2:Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;”

1 Tessalonicenses (1:6 ARA)2:Com efeito, vos tornastes imitadores nossos e do Senhor, tendo recebido a palavra, posto que em meio de muita tribulação, com alegria do Espírito Santo,”

Hebreus (6:12 ARA)2: “para que não vos torneis indolentes, mas imitadores daqueles que, pela fé e pela longanimidade, herdam as promessas.”

Hebreus (13:7 ARA)2: “Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando atentamente o fim da sua vida, imitai a fé que tiveram.”

3 João (11 ARA)2: “Amado, não imites o que é mau, senão o que é bom. Aquele que pratica o bem procede de Deus; aquele que pratica o mal jamais viu a Deus.”

“A ênfase do Novo Testamento na imitação reconhece a importância do exemplo no processo de aprendizagem. Temos a tendência de nos tornar semelhantes às pessoas ou às coisas que observamos. Esse princípio se aplica aos relacionamentos em geral, especialmente no lar, onde a imitação é comum. Os filhos imitam seus pais e irmãos; e os cônjuges imitam um ao outro. Esse conceito apresenta um indício importante de como casais e famílias podem testemunhar de Cristo a outras pessoas.”1

“O poder da influência social. Testemunhamos do nosso lar quando damos oportunidade para que outros compartilhem da nossa experiência doméstica. Muitos simplesmente não têm um bom exemplo de relacionamentos familiares. Em nosso lar, eles podem ver como o espírito de Jesus faz a diferença. Ellen White escreveu: ‘A influência social é uma força maravilhosa. Se quisermos, podemos valer-nos dela para auxiliar as pessoas que nos rodeiam’ (A Ciência do Bom Viver, p. 354).”1

“Quando os casados convidam outros casais para uma refeição, relacionamento social ou estudo bíblico, ou quando participam juntos de um programa de desenvolvimento conjugal, os visitantes veem um modelo. A demonstração de reciprocidade, afirmação, comunicação, resolução de conflitos e adaptação de diferenças testemunham da vida familiar em Cristo.”1

“8. No contexto dos modelos, com o que devemos sempre tomar cuidado? (Jr 17:9; Jo 2:25; Rm 3:23). Assinale a alternativa correta:”1

Jeremias (17:9 ARA)2: “Enganoso é o coração,mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?”

João (2:25 ARA)2: “E não precisava de que alguém lhe desse testemunho a respeito do homem, porque ele mesmo sabia o que era a natureza humana.”

Romanos (3:23 ARA)2: “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,”

A (   ) Com expectativas exageradas em relação aos nossos modelos.
B (   ) Com os maus exemplos. O cristão não pode errar jamais.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Siga cristãos que seguem a Cristo. Todo exemplo humano é falho; o testemunho do lar cristão não é uma demonstração de perfeição absoluta. A noção de imitação do Novo Testamento é um chamado para que os indivíduos sigam cristãos que seguem a Cristo. A ideia é que as pessoas compreendam a fé cristã conforme a veem demonstrada na vida de outras pessoas tão humanas e falíveis quanto elas.”1

“Como você pode tornar seu lar um melhor exemplo de testemunho cristão?”1

Quarta-feira 19 de junho de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Família em primeiro lugar

Lições da Bíblia

“As pessoas do nosso lar são o primeiro alvo natural dos nossos esforços evangelísticos. Não há campo missionário mais importante.”1

“3. Leia João 1:40-42. Quais lições aprendemos sobre o dever de compartilhar a fé no lar? (Veja também Dt 6:6, 7; Rt 1:14-18). Assinale a alternativa correta:”1

João (1:40-42 ARA)2: “40 Era André, o irmão de Simão Pedro, um dos dois que tinham ouvido o testemunho de João e seguido Jesus. 41 Ele achou primeiro o seu próprio irmão, Simão, a quem disse: Achamos o Messias (que quer dizer Cristo), 42 e o levou a Jesus. Olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, o filho de João; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).”

Deuteronômio (6:6, 7 ARA)2: “6 Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; 7 tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.

Rute (1:14-18 ARA)2: “14 Então, de novo, choraram em voz alta; Orfa, com um beijo, se despediu de sua sogra, porém Rute se apegou a ela. 15 Disse Noemi: Eis que tua cunhada voltou ao seu povo e aos seus deuses; também tu, volta após a tua cunhada. 16 Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. 17 Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti. 18 Vendo, pois, Noemi que de todo estava resolvida a acompanhá-la, deixou de insistir com ela.”

A (   ) Devemos evangelizar nossa família e cuidar dela.
B (   ) O alvo são os vizinhos; a família não precisa ser evangelizada.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Testemunhando com entusiasmo. André fez mais que um simples relato; ele providenciou para seu irmão, Simão, um encontro com Jesus. Um relato entusiasmado sobre Cristo e a apresentação Dele como pessoa é uma fórmula muito simples para compartilhar o evangelho com parentes em nosso lar! Após a apresentação, André recuou. A partir daquele momento, Jesus e Pedro tiveram um relacionamento próprio.”1

“Promovendo a fé dos filhos. Os filhos muitas vezes podem ser negligenciados como importantes destinatários dos nossos esforços evangelísticos. Os pais pressupõem erroneamente que os filhos simplesmente absorvam a espiritualidade familiar, mas isso não é algo automático. Embora as crianças e jovens aprendam com o exemplo, os mais jovens da família do Senhor também precisam de atenção individual e oportunidade de ser pessoalmente apresentados a Ele. Deuteronômio 6 insiste nesse ponto: deve ser dada atenção à mais eficaz educação religiosa. Os hábitos espirituais de culto pessoal e familiar devem ser encorajados no lar. Devemos dedicar tempo e fervorosos esforços em favor das crianças e jovens.”1

“4. O que aprendemos com os esforços evangelísticos de Noemi? Rt 1:8-22”1

Rute (1:8-22 ARA)2: 8 disse-lhes Noemi: Ide, voltai cada uma à casa de sua mãe; e o SENHOR use convosco de benevolência, como vós usastes com os que morreram e comigo. 9 O SENHOR vos dê que sejais felizes, cada uma em casa de seu marido. E beijou-as. Elas, porém, choraram em alta voz 10 e lhe disseram: Não! Iremos contigo ao teu povo. 11 Porém Noemi disse: Voltai, minhas filhas! Por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no ventre filhos, para que vos sejam por maridos? 12 Tornai, filhas minhas! Ide-vos embora, porque sou velha demais para ter marido. Ainda quando eu dissesse: tenho esperança ou ainda que esta noite tivesse marido e houvesse filhos, 13 esperá-los-íeis até que viessem a ser grandes? Abster-vos-íeis de tomardes marido? Não, filhas minhas! Porque, por vossa causa, a mim me amarga o ter o SENHOR descarregado contra mim a sua mão. 14 Então, de novo, choraram em voz alta; Orfa, com um beijo, se despediu de sua sogra, porém Rute se apegou a ela. 15 Disse Noemi: Eis que tua cunhada voltou ao seu povo e aos seus deuses; também tu, volta após a tua cunhada. 16 Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. 17 Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti. 18 Vendo, pois, Noemi que de todo estava resolvida a acompanhá-la, deixou de insistir com ela. 19 Então, ambas se foram, até que chegaram a Belém; sucedeu que, ao chegarem ali, toda a cidade se comoveu por causa delas, e as mulheres diziam: Não é esta Noemi? 20 Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara, porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. 21 Ditosa eu parti, porém o SENHOR me fez voltar pobre; por que, pois, me chamareis Noemi, visto que o SENHOR se manifestou contra mim e o Todo-Poderoso me tem afligido? 22 Assim, voltou Noemi da terra de Moabe, com Rute, sua nora, a moabita; e chegaram a Belém no princípio da sega da cevada.”

“Rute viu Noemi em seus piores momentos: quando ela tentou despedir sua nora e quando, irritada e deprimida, lançou sobre Deus a responsabilidade por suas perdas (Rt 1:15, 20, 21). Nenhum testemunho mais eloquente que o de Rute pode ser dado a fim de mostrar que os jovens podem se encontrar e se comprometer com um Deus perfeito, mesmo quando apresentados a Ele por um pai ou mãe imperfeitos.”1

“O lar é o campo missionário mais importante. Essa noção afeta sua atitude em relação às pessoas que moram com você? Reúna sua família e façam juntos uma lista de esforços específicos para levar Cristo a parentes que ainda não conhecem a salvação.”1

Fortaleça sua vida por meio do estudo da Palavra de Deus: acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org

Segunda-feira 17 de junho de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Famílias de fé – Estudo adicional

Lições da Bóblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

Textos de Ellen G. White: Profetas e Reis, p. 479-490 (“Na Corte de Babilônia”); Obreiros Evangélicos, p. 324, 329 (“Palavras de Advertência), e 330, 331 (“Deus Não Faz Acepção de Pessoas”); Caminho a Cristo, p. 115-126 (“Alegria no Senhor”).1

“Deus não faz acepção de pessoas. ‘A religião de Cristo eleva o que a recebe a um plano mais alto de pensamento e ação, ao mesmo tempo que apresenta toda a família humana como sendo, semelhantemente, objeto do amor de Deus, sendo comprada pelo sacrifício de Seu Filho. Aos pés de Jesus vêm encontrar-se o rico e o pobre, o letrado e o inculto, sem nenhuma ideia de casta ou preeminência mundana. Todas as distinções terrestres desaparecem ao contemplarmos Aquele a quem nossos pecados traspassaram. A abnegação, a condescendência, a infinita compaixão Daquele que era tão exaltado no Céu, faz envergonhar o orgulho humano, a presunção e as castas sociais. A religião pura e imaculada manifesta seus princípios celestiais, levando à unidade todos quantos são santificados pela verdade. Todos se unem como pessoas compradas por sangue, igualmente dependentes Daquele que os redimiu para Deus’ (Ellen G. White, Obreiros Evangélicos, p. 330).”1

Perguntas para discussão

“1. Comente com a classe as respostas para a lição de domingo.”1

“2. Na citação de Ellen G. White acima, encontramos alguns princípios que, se aplicados, revolucionariam nossa vida familiar. Quais são eles?”1

“3. Sua igreja tem educado a geração mais jovem? O que você pode fazer para ajudar a igreja nessa importante tarefa?”1

“4. Quais são os desafios de tentar transmitir nossa fé para outra geração?”1

“5. A cultura influencia positivamente sua vida familiar? Ela traz influências negativas?”1

Sexta-feira, 14 de junho de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________

1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.

Sustentando a família nos tempos de mudança

Lições da Bíblia

“A mudança é uma ocorrência inevitável e inquietante na família, independentemente da cultura em que vivemos. Algumas mudanças estão relacionadas à transição previsível ao longo do ciclo da vida. No entanto, muitas vezes a mudança é imprevisível, como mortes, desastres, guerras, doenças, transferência para outro lugar ou mesmo fracasso na carreira. Muitas famílias enfrentam mudanças econômicas e sociais em sua comunidade e no país. Outras mudanças estão diretamente relacionadas à cultura.”1

“4. Considere alguns exemplos de grandes mudanças enfrentadas por pessoas, algumas das quais foram traumáticas. Como as situações difíceis afetaram a vida familiar dessas pessoas e o que as ajudou nesses momentos? Você teria uma reação diferente?”1

Abraão, Sara e Ló (Gn 12:1-5): “1 Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; 2 de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! 3 Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. 4 Partiu, pois, Abrão, como lho ordenara o SENHOR, e Ló foi com ele. Tinha Abrão setenta e cinco anos quando saiu de Harã. 5 Levou Abrão consigo a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e todos os bens que haviam adquirido, e as pessoas que lhes acresceram em Harã. Partiram para a terra de Canaã; e lá chegaram.”2

Ester (Et 2:7-9): “7 Ele criara a Hadassa, que é Ester, filha de seu tio, a qual não tinha pai nem mãe; e era jovem bela, de boa aparência e formosura. Tendo-lhe morrido o pai e a mãe, Mordecai a tomara por filha. 8 Em se divulgando, pois, o mandado do rei e a sua lei, ao serem ajuntadas muitas moças na cidadela de Susã, sob as vistas de Hegai, levaram também Ester à casa do rei, sob os cuidados de Hegai, guarda das mulheres. 9 A moça lhe pareceu formosa e alcançou favor perante ele; pelo que se apressou em dar-lhe os unguentos e os devidos alimentos, como também sete jovens escolhidas da casa do rei; e a fez passar com as suas jovens para os melhores aposentos da casa das mulheres.”2

Daniel, Ananias, Misael e Azarias (Dn 1): 1 No ano terceiro do reinado de Jeoaquim, rei de Judá, veio Nabucodonosor, rei da Babilônia, a Jerusalém e a sitiou. 2 O Senhor lhe entregou nas mãos a Jeoaquim, rei de Judá, e alguns dos utensílios da Casa de Deus; a estes, levou-os para a terra de Sinar, para a casa do seu deus, e os pôs na casa do tesouro do seu deus. 3 Disse o rei a Aspenaz, chefe dos seus eunucos, que trouxesse alguns dos filhos de Israel, tanto da linhagem real como dos nobres, 4 jovens sem nenhum defeito, de boa aparência, instruídos em toda a sabedoria, doutos em ciência, versados no conhecimento e que fossem competentes para assistirem no palácio do rei e lhes ensinasse a cultura e a língua dos caldeus. 5 Determinou-lhes o rei a ração diária, das finas iguarias da mesa real e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos, ao cabo dos quais assistiriam diante do rei. 6 Entre eles, se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias. 7 O chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abede-Nego. 8 Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se. 9 Ora, Deus concedeu a Daniel misericórdia e compreensão da parte do chefe dos eunucos. 10 Disse o chefe dos eunucos a Daniel: Tenho medo do meu senhor, o rei, que determinou a vossa comida e a vossa bebida; por que, pois, veria ele o vosso rosto mais abatido do que o dos outros jovens da vossa idade? Assim, poríeis em perigo a minha cabeça para com o rei. 11 Então, disse Daniel ao cozinheiro-chefe, a quem o chefe dos eunucos havia encarregado de cuidar de Daniel, Hananias, Misael e Azarias: 12 Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias; e que se nos dêem legumes a comer e água a beber. 13 Então, se veja diante de ti a nossa aparência e a dos jovens que comem das finas iguarias do rei; e, segundo vires, age com os teus servos. 14 Ele atendeu e os experimentou dez dias. 15 No fim dos dez dias, a sua aparência era melhor; estavam eles mais robustos do que todos os jovens que comiam das finas iguarias do rei. 16 Com isto, o cozinheiro-chefe tirou deles as finas iguarias e o vinho que deviam beber e lhes dava legumes. 17 Ora, a estes quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria; mas a Daniel deu inteligência de todas as visões e sonhos. 18 Vencido o tempo determinado pelo rei para que os trouxessem, o chefe dos eunucos os trouxe à presença de Nabucodonosor. 19 Então, o rei falou com eles; e, entre todos, não foram achados outros como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; por isso, passaram a assistir diante do rei. 20 Em toda matéria de sabedoria e de inteligência sobre que o rei lhes fez perguntas, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos e encantadores que havia em todo o seu reino. 21 Daniel continuou até ao primeiro ano do rei Ciro.”2

“Com a mudança, vem a experiência da perda e a ansiedade pela incerteza quanto ao futuro imediato. Dependendo da capacidade que uma família tem de se adaptar às mudanças, essas experiências podem impulsionar as pessoas a novos níveis de crescimento e apreço pelas coisas espirituais, ou podem levar ao estresse e à ansiedade. Satanás explora o transtorno que as mudanças trazem, na esperança de introduzir dúvidas e desconfiança em relação a Deus. As promessas da Palavra de Deus, os recursos da família e dos amigos e a certeza de estar nas mãos de Deus ajudaram muitos heróis e heroínas da fé a lidar de maneira satisfatória com graves turbulências da vida.”1

“Se você conhece alguém que está enfrentando uma mudança traumática, o que pode fazer para ajudá-lo e encorajá-lo?”1

Terça-feira, 11 de junho de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.