O chamado de Deus – Estudo adicional

Lições da Bíblia

“Texto de Ellen G. White: Profetas e Reis, p. 697-699. Leia atentamente o trecho que fala sobre a profecia das 70 semanas e seu cumprimento histórico.”1

“O tempo da vinda de Cristo, Sua unção pelo Espírito Santo, Sua morte, e a pregação do evangelho aos gentios foram definidamente indicados. O povo judeu teve o privilégio de compreender essas profecias e reconhecer seu cumprimento na missão de Jesus. Cristo insistia com Seus discípulos quanto à importância do estudo profético. Referindo-Se à profecia dada a Daniel acerca do tempo deles, disse: ‘Quem lê, entenda’ (Mt 24:15). Depois de Sua ressurreição, Ele explicou aos discípulos em ‘todos os profetas’, ‘o que Dele se achava em todas as Escrituras’ (Lc 24:27, ARC). O Salvador falara por intermédio de todos os profetas. ‘O Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir’” (1Pe 1:11, ARC; Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 234).1

Perguntas para discussão

“1. Que princípios devemos seguir para saber se estamos fazendo a vontade de Deus não apenas quando Ele nos chama a fazer algo de que gostamos, mas em todas as situações?”1

“2. Leia a história de Jonas e como ele respondeu ao chamado de Deus. Quais lições extraímos de sua experiência? Ao mesmo tempo, contraste o que Jonas fez com o que Paulo fez ao ser chamado (At 9:1-20). Quais foram as principais diferenças entre eles?”1

“3. ‘A história de Judas apresenta o triste fim de uma vida que poderia ter sido honrada por Deus. Houvesse Judas morrido antes de sua última viagem a Jerusalém, e teria sido considerado digno de um lugar entre os doze, e alguém cuja falta muito se faria sentir’ (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 716). Pense na história de Judas Iscariotes. Seu ‘chamado’ era para trair Jesus? Se sim, isso seria justo para com ele? Como entender Judas e as oportunidades que ele teve em contraste com o que ele, por fim, acabou fazendo? Quais lições aprendemos com sua história sobre o poder da livre escolha?”1

Sexta-feira, 18 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

O chamado de Esdras e Neemias

Lições da Bíblia

“Esdras foi escolhido por diversas razões: (1) ele estava disposto a ir; (2) era um líder; e (3) era também um mestre e escriba habilidoso. Além disso, existem outras razões, mas há um verso que talvez indique mais claramente por que Esdras recebeu essa tarefa.”1

“1. O que Esdras 7:10 revela sobre esse líder? De que forma ele poderia ter ‘preparado’ ou ‘disposto’ seu coração para buscar ‘a Lei do Senhor’ e cumpri-la?”1

Esdras (7:10 ARA)2: “Porque Esdras tinha disposto o coração para buscar a Lei do Senhor, e para a cumprir, e para ensinar em Israel os seus estatutos e os seus juízos.”

“A palavra hebraica para ‘preparado’ ou ‘disposto’ é kun. Ela pode ser traduzida como ‘preparado, decidido, firmado, estabelecido firmemente, mantido estável ou fixo’. Portanto, o verdadeiro significado dessa declaração é que Esdras ‘dispôs firmemente em seu coração’ ou ‘decidiu em seu coração’ buscar a Deus.1

“Após chegar a Jerusalém, Esdras deu o exemplo do que significa ser dedicado a Deus e ensinou a Palavra do Senhor nessa cidade por 13 anos. Pode ter parecido que ele não estivesse fazendo nenhuma diferença durante esse tempo, mas, depois que os muros foram concluídos, o povo convocou uma assembleia – não porque alguém os forçasse, mas porque desejavam fazê-lo. A Palavra de Deus ensinada por Esdras se enraizara em seu coração.”1

“2. Por que Neemias foi escolhido? (Ne 1:1-11). Assinale a alternativa correta:”1

Neemias (1:1-11 ARA): “1 As palavras de Neemias, filho de Hacalias. No mês de quisleu, no ano vigésimo, estando eu na cidadela de Susã, 2 veio Hanani, um de meus irmãos, com alguns de Judá; então, lhes perguntei pelos judeus que escaparam e que não foram levados para o exílio e acerca de Jerusalém. 3 Disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o exílio e se acham lá na província, estão em grande miséria e desprezo; os muros de Jerusalém estão derribados, e as suas portas, queimadas.Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus.E disse: ah! Senhor, Deus dos céus, Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com aqueles que te amam e guardam os teus mandamentos!Estejam, pois, atentos os teus ouvidos, e os teus olhos, abertos, para acudires à oração do teu servo, que hoje faço à tua presença, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, os quais temos cometido contra ti; pois eu e a casa de meu pai temos pecado. 7 Temos procedido de todo corruptamente contra ti, não temos guardado os mandamentos, nem os estatutos, nem os juízos que ordenaste a Moisés, teu servo. 8 Lembra-te da palavra que ordenaste a Moisés, teu servo, dizendo: Se transgredirdes, eu vos espalharei por entre os povos; 9 mas, se vos converterdes a mim, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes, então, ainda que os vossos rejeitados estejam pelas extremidades do céu, de lá os ajuntarei e os trarei para o lugar que tenho escolhido para ali fazer habitar o meu nome. 10 Estes ainda são teus servos e o teu povo que resgataste com teu grande poder e com tua mão poderosa. 11 Ah! Senhor, estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do teu servo e à dos teus servos que se agradam de temer o teu nome; concede que seja bem sucedido hoje o teu servo e dá-lhe mercê perante este homem. Nesse tempo eu era copeiro do rei.”

A. (   ) Porque ele era muito rico.
B. (   ) Por causa de seu amor a Deus e compaixão pelo povo.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Neemias tinha um coração voltado para Deus e o povo. Então ficou aflito quando descobriu que a obra em Jerusalém havia parado. Ele tinha uma paixão pela causa e, assim como Esdras, ofereceu-se para o trabalho. Deus respondeu às suas orações e atendeu aos seus desejos. Às vezes, temos a ideia de que, se amamos alguma coisa, essa atividade não pode ser consagrada a Deus, pois o Senhor nos oferece apenas tarefas difíceis, que não desejamos realizar. Mas, se andamos com Deus, o desejo de fazer algo que amamos é muitas vezes dado por Ele. O Senhor deseja que tenhamos paixão pelo que fazemos por Ele.”1

“Deus o chama para fazer por Ele coisas que você ama. Você tem experimentado essa realidade?”1

Domingo, 13 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O chamado de Deus

Lições da Bíblia

“Bendito seja o Senhor, Deus de nossos pais, que deste modo moveu o coração do rei para ornar a Casa do Senhor, a qual está em Jerusalém” (Ed 7:27).1

“Deus chama cada pessoa para uma obra específica? Existem critérios que tornam alguém mais qualificado do que outros para realizá-la? A perspectiva humana é diferente da perspectiva divina ao estabelecer esses critérios? A maioria das pessoas provavelmente responderia que sim, principalmente às duas últimas perguntas. Há momentos em que Deus nos capacita para realizar uma tarefa específica por meio da educação ou das experiências; outras vezes, Ele nos escolhe para o serviço simplesmente porque somos dispostos e humildes. Nem sempre é fácil saber qual é o chamado de Deus para nossa vida. No entanto, a Bíblia está repleta de histórias de pessoas que Deus escolheu para realizar tarefas específicas.”1

“Curiosamente, Esdras e Neemias foram chamados por Deus para uma tarefa: reconstruir o que estava em ruínas. Entretanto, a reconstrução nesse caso envolvia vários trabalhos. Eles deveriam levar o povo de Israel de volta para Jerusalém e reconstruir o templo e a cidade. Ao mesmo tempo, eles deveriam ensinar o povo sobre Deus e, acima de tudo, guiá-lo de volta a um relacionamento de compromisso com Ele. Realmente esse foi um importante chamado de Deus!”1

Sábado, 12 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

O chamado de Paulo

Lições da Bíblia

“Embora as epístolas de Paulo geralmente sigam o formato básico das cartas antigas, Gálatas contém uma série de características únicas. Essas diferenças podem nos ajudar a entender melhor a situação com a qual Paulo estava lidando.”1

2. Quais são as diferenças e semelhanças entre a saudação introdutória de Paulo em Gálatas 1:1, 2 com as que ele escreveu em Efésios 1:1, Filipenses 1:1 e 2 Tessalonicenses 1:1?1

“1 Paulo, apóstolo, não da parte de homens, nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos, 2 e todos os irmãos meus companheiros, às igrejas da Galácia,” (Gálatas 1:1-2 ARA)2. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo Jesus,” (Efésios 1:1 ARA)2. “1 Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus, inclusive bispos e diáconos que vivem em Filipos, 2 graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.” (Filipenses 1:1-2 ARA)2. “Paulo, Silvano e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus, nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo,” (2 Tessalonicenses 1:1 ARA)2.

“A saudação de Paulo em Gálatas é um pouco mais longa do que a saudação das outras cartas. Além disso, ele teve que agir de forma diferente ao descrever a base de sua autoridade apostólica. Literalmente, a palavra apóstolo significa ‘alguém enviado’ ou ‘mensageiro’. No Novo Testamento, no sentido estrito, ela se refere aos primeiros doze seguidores de Jesus e aos outros a quem o Cristo ressuscitado apareceu e comissionou para ser Suas testemunhas (Gl 1:19; 1Co 15:7-9). Paulo declarou que pertencia a esse grupo seleto.”1

“O fato de Paulo negar com tanta força que seu apostolado se apoiasse em qualquer ser humano sugere que havia uma tentativa, por parte de alguns na Galácia, de enfraquecer sua autoridade apostólica. Por quê? Como vimos, alguns na igreja não estavam felizes com a mensagem de Paulo, de que a salvação era fundamentada na fé em Cristo apenas, e não nas obras da lei. Eles achavam que o evangelho apresentado por Paulo estivesse minando a obediência. Esses perturbadores eram sutis. Sabiam que a base da mensagem do evangelho de Paulo estava diretamente ligada à fonte de sua autoridade apostólica (Jo 3:34) e resolveram fazer um ataque poderoso contra essa autoridade.”1

“No entanto, eles não negaram diretamente o apostolado de Paulo. Simplesmente alegaram que ele não era realmente muito importante. Eles provavelmente afirmavam que Paulo não havia sido um dos primeiros discípulos de Jesus. Sua autoridade, portanto, não era de Deus, mas de homens, talvez dos líderes da igreja de Antioquia, que tinham designado Paulo e Barnabé como missionários (At 13:1-3). Ou, talvez, viesse de Ananias, que havia batizado Paulo, no início (At 9:10-18). Na opinião deles, Paulo era somente um mensageiro de Antioquia ou Damasco, e nada mais. Consequentemente, eles argumentaram que sua mensagem era simplesmente sua própria opinião, não a Palavra de Deus.”1

“Paulo reconheceu o perigo dessas afirmações e defendeu imediatamente o apostolado que Deus lhe havia concedido.”1

“Quais sutilezas desafiam a autoridade das Escrituras dentro da igreja? Como reconhecer esses desafios? Como eles têm influenciado seu pensamento a respeito da autoridade da Bíblia?”1

Segunda-feira, 03 de julho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O chamado para os pescadores

Lições da Bíblia

“‘Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus’ (Mt 4:17). Exatamente como João, Jesus começou Seu ministério com um chamado ao arrependimento. Ele conhecia, como João, a condição caída da humanidade e a necessidade de que todas as pessoas se arrependessem e chegassem ao conhecimento de Deus. Assim, não é de surpreender que Sua primeira proclamação pública, pelo menos conforme o registro de Mateus, tenha sido um chamado ao arrependimento.”1

“6. Leia Mateus 4:17-22. O que esse texto nos diz sobre a entrega total envolvida no chamado de Jesus?”1 “17 Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus. 18 Caminhando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. 19 E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 20 Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. 21 Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os. 22 Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram.” (Mateus 4:17-22 ARA)2. “Jesus chamou pescadores para que deixassem tudo para trás: profissão, família, amigos e rotina da vida; foram chamados para viver o ministério ao lado do Mestre, pescando pessoas nos lugares aonde Ele os enviasse.1

“No esquecido território da Galileia havia um pequeno empreendimento pesqueiro administrado por quatro jovens: duas duplas de irmãos. Aparentemente, esses homens tinham o coração voltado para Deus porque, durante certo tempo, alguns deles seguiram João Batista. Mas, para surpresa deles, João Batista apontou para outro jovem daquela mesma região.”1

“Esses homens se aproximaram de Jesus de Nazaré e pediram permissão para passar algum tempo com Ele (ver Jo 1). Era assim que aquela cultura funcionava: os homens se aproximavam de um rabi e pediam para segui-lo. Mas era o rabi que tomava a decisão final sobre quais seriam seus discípulos. E quando o rabi pedia que alguém fosse seu discípulo, esse era um momento muito emocionante.”1

“Muitas pessoas cresceram com a ideia de que quando Jesus chamou os discípulos junto ao mar, aquela foi a primeira vez que eles O encontraram. Mas sabemos, pelos capítulos 1 a 5 de João, que esses homens já haviam passado um ano com Jesus, aparentemente em regime de tempo parcial.”1

“‘Jesus escolheu homens iletrados porque não haviam sido instruídos nas tradições e errôneos costumes de seu tempo. Eram dotados de natural capacidade, humildes e dóceis, homens a quem podia educar para Sua obra. Há, nas ocupações comuns da vida, muitos homens que seguem a rotina dos labores diários, inconscientes de possuírem faculdades que, exercitadas, os ergueriam à altura dos mais honrados homens do mundo. É necessário o toque de uma hábil mão para despertar essas faculdades adormecidas. Foram esses homens que Jesus chamou para serem Seus colaboradores, e deu-lhes a vantagem da convivência com Ele’ (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 250).”1

Quinta-feira, 07 de abril de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. O Evangelho de Mateus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Abr. Mai. Jun. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O chamado de Pedro

Lições da Bíblia

“Quando se considera a impressionante questão em jogo no grande conflito, é espantoso que Jesus tenha usado seres humanos para auxiliá-Lo no ministério, especialmente pessoas tão falhas como as que Ele escolheu. É claro que, de toda maneira, se considerarmos a condição da humanidade caída, ninguém que Ele escolhesse seria isento de defeitos.”1

“Andando ao longo da praia que ficava ao norte do Mar da Galileia, e seguido por uma multidão de pessoas, Jesus notou dois barcos de pesca cujos proprietários estavam limpando as redes após uma noite improdutiva. Esses pescadores já tinham certo conhecimento de Jesus. Ele já havia ensinado na sinagoga que frequentavam, onde havia surpreendido a todos com Suas palavras (Lc 4:31, 32). Ele já havia até expulsado o demônio de um homem nessa sinagoga, e todos haviam ficado grandemente admirados (Lc 4:33-36). Eles tinham visto Jesus na casa de Pedro, curando sua sogra (Lc 4:38, 39), e mais tarde, naquela noite, curando muitas outras pessoas (Lc 4:40, 41).”1

“Não é de admirar que uma multidão seguisse Jesus ao longo da praia. Ele entrou no barco de Pedro, afastou-Se um pouco da praia, para que todos pudessem vê-Lo, e falou ao povo (Lc 5:3). Quando terminou, disse a Pedro que lançasse ao fundo, a pouca distância da praia, a rede que ele havia acabado de limpar. Pedro certamente achou que aquilo não adiantaria nada, mas, em respeito a Jesus, fez o que Ele disse.”1

“1. Leia Lucas 5:6-8. O que a reação de Pedro ensina sobre ele? Apesar das evidentes falhas de Pedro, por que Jesus o escolheu?”1 “6 Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes. 7 Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique. 8 Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador.” (Lucas 5:6-8 ARA)2. “Ele reconhecia que era pecador e que Jesus era santo.”1

“A reação de Pedro foi impressionante. Talvez tenha sido paralela à de Jacó lutando com o anjo, com a mesma percepção da presença divina e um senso esmagador de indignidade (Gn 32:24-30). Uma coisa é clara: Pedro se tornou consciente de que era pecador porque sabia que era o Senhor que estava ali. Por exemplo, sua aberta confissão de pecado se encontra em nítido contraste com a reação de alguns líderes religiosos que se referiram ao próprio Jesus como sendo pecador (Jo 9:24), em vez de reconhecer, diante da presença dEle, sua própria pecaminosidade.”1

“Lucas 5:11 diz que aqueles homens, ‘deixando tudo, O seguiram’, o que significa que, quando as redes estavam tão cheias a ponto de se romper, eles deixaram tudo para seguir Jesus. Que mensagem há nisso para nós?”1

Prepare sua família e sua igreja para os dez dias de oração e as dez horas de jejum!

Domingo, 14 de fevereiro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se pref//8ça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Um fogo em seus ossos

Lições da Bíblia

“As duras palavras de Jeremias a Pasur e à nação não vinham dele próprio; não foram proferidas devido à sua ira por ter sido preso ao tronco por um dia. Foram as palavras que o Senhor lhe deu para transmitir ao povo.”1

“No entanto, as palavras seguintes brotaram do coração de Jeremias, e foram escritas sob inspiração do Espírito Santo. É o sincero clamor de um ser humano que simplesmente não aprecia a situação em que se encontra e clama por causa dela.”1

3. Leia Jeremias 20:7-14. O que o profeta disse? O que isso nos ensina sobre a natureza humana?”1 “7 Persuadiste-me, ó SENHOR, e persuadido fiquei; mais forte foste do que eu e prevaleceste; sirvo de escárnio todo o dia; cada um deles zomba de mim. 8 Porque, sempre que falo, tenho de gritar e clamar: Violência e destruição! Porque a palavra do SENHOR se me tornou um opróbrio e ludíbrio todo o dia. 9 Quando pensei: não me lembrarei dele e já não falarei no seu nome, então, isso me foi no coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; já desfaleço de sofrer e não posso mais. 10 Porque ouvi a murmuração de muitos: Há terror por todos os lados! Denunciai, e o denunciaremos! Todos os meus íntimos amigos que aguardam de mim que eu tropece dizem: Bem pode ser que se deixe persuadir; então, prevaleceremos contra ele e dele nos vingaremos. 11 Mas o SENHOR está comigo como um poderoso guerreiro; por isso, tropeçarão os meus perseguidores e não prevalecerão; serão sobremodo envergonhados; e, porque não se houveram sabiamente, sofrerão afronta perpétua, que jamais se esquecerá. 12 Tu, pois, ó SENHOR dos Exércitos, que provas o justo e esquadrinhas os afetos e o coração, permite veja eu a tua vingança contra eles, pois te confiei a minha causa. 13 Cantai ao SENHOR, louvai ao SENHOR; pois livrou a alma do necessitado das mãos dos malfeitores. 14 Maldito o dia em que nasci! Não seja bendito o dia em que me deu à luz minha mãe!” (Jeremias 20:7-14 ARA)2. “O profeta disse que Deus o enganou, pois todas as suas mensagens precisavam falar de destruição e, por causa disso, ele era desprezado. Isso mostra que Jeremias, como todo ser humano, era sensível à rejeição.1

“A princípio as palavras dele parecem quase blasfemas. Porém, ficamos imaginando por qual motivo ele disse que o Senhor o havia enganado (v. 7, NTLH) se, desde o princípio, o Senhor o havia advertido de que ele enfrentaria feroz oposição. Contudo, ele se queixou: ‘Cada vez que falo, tenho de gritar e anunciar: ‘Violência! Destruição!’ Ó Senhor, eles me desprezam’ (v. 8, NTLH).”

“4. Qual é o significado crucial do que o profeta disse em Jeremias 20:9?”1 Quando pensei: não me lembrarei dele e já não falarei no seu nome, então, isso me foi no coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; já desfaleço de sofrer e não posso mais.” (Jeremias 20:9 ARA)2. “O profeta diz que, quando pensou em desistir de seu chamado, isso foi, em seu íntimo, como um fogo ardente.1

“Ele teria preferido desistir de tudo e parar de pregar, mas a palavra de Deus era como fogo em seu coração e em seus ossos. Que poderosa metáfora de alguém que conhecia seu chamado e que, apesar do sofrimento pessoal, seguiria esse chamado, não importando o que acontecesse! (Encontramos ideias semelhantes em Amós 3:8 e 1 Coríntios 9:16.)”1

“Por que é tão importante, especialmente em circunstâncias difíceis, que louvemos o Senhor e reflitamos sobre as maneiras pelas quais Ele nos tem revelado Seu amor?”1

Terça-feira, 27 outubro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Jeremias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 482, Out. Nov. Dez. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.