Deus

Lições da Bíblia

“3. O que foi dito em Daniel 2:24-30? Por que é tão importante que sempre nos lembremos dessas palavras? (Veja também Jo 15:5)”1

Daniel (2:24-30 ARA)2: “24 Por isso, Daniel foi ter com Arioque, ao qual o rei tinha constituído para exterminar os sábios da Babilônia; entrou e lhe disse: Não mates os sábios da Babilônia; introduze-me na presença do rei, e revelarei ao rei a interpretação. 25 Então, Arioque depressa introduziu Daniel na presença do rei e lhe disse: Achei um dentre os filhos dos cativos de Judá, o qual revelará ao rei a interpretação. 26 Respondeu o rei e disse a Daniel, cujo nome era Beltessazar: Podes tu fazer-me saber o que vi no sonho e a sua interpretação? 27 Respondeu Daniel na presença do rei e disse: O mistério que o rei exige, nem encantadores, nem magos nem astrólogos o podem revelar ao rei; 28 mas há um Deus no céu, o qual revela os mistérios, pois fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de ser nos últimos dias. O teu sonho e as visões da tua cabeça, quando estavas no teu leito, são estas: 29 Estando tu, ó rei, no teu leito, surgiram-te pensamentos a respeito do que há de ser depois disto. Aquele, pois, que revela mistérios te revelou o que há de ser. 30 E a mim me foi revelado este mistério, não porque haja em mim mais sabedoria do que em todos os viventes, mas para que a interpretação se fizesse saber ao rei, e para que entendesses as cogitações da tua mente.

João (15:5 ARA)2: “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.”

“Em resposta à oração, Deus revelou o conteúdo do sonho e sua interpretação. E Daniel não hesitou em contar ao rei que a solução para o mistério veio do Deus do Céu. Além disso, antes de relatar o conteúdo do sonho e sua interpretação, ele mencionou os pensamentos e preocupações não expressos do rei quando este ficou sem dormir em sua cama. Essa informação circunstancial enfatizou ainda mais a credibilidade da mensagem, pois esse conteúdo era conhecido apenas pelo rei e foi revelado a Daniel mediante um poder sobrenatural. No entanto, ao relatar o conteúdo do sonho, o jovem hebreu arriscou desencadear outra crise, pois o sonho não era necessariamente uma boa notícia para Nabucodonosor.”1

“4. Leia Daniel 2:31-49. De acordo com o sonho, qual era o destino do reino de Nabucodonosor? Assinale a alternativa correta:”1

Daniel (2:31-49 ARA)2: “31 Tu, ó rei, estavas vendo, e eis aqui uma grande estátua; esta, que era imensa e de extraordinário esplendor, estava em pé diante de ti; e a sua aparência era terrível. 32 A cabeça era de fino ouro, o peito e os braços, de prata, o ventre e os quadris, de bronze; 33 as pernas, de ferro, os pés, em parte, de ferro, em parte, de barro. 34 Quando estavas olhando, uma pedra foi cortada sem auxílio de mãos, feriu a estátua nos pés de ferro e de barro e os esmiuçou. 35 Então, foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como a palha das eiras no estio, e o vento os levou, e deles não se viram mais vestígios. Mas a pedra que feriu a estátua se tornou em grande montanha, que encheu toda a terra. 36 Este é o sonho; e também a sua interpretação diremos ao rei. 37 Tu, ó rei, rei de reis, a quem o Deus do céu conferiu o reino, o poder, a força e a glória; 38 a cujas mãos foram entregues os filhos dos homens, onde quer que eles habitem, e os animais do campo e as aves do céu, para que dominasses sobre todos eles, tu és a cabeça de ouro. 39 Depois de ti, se levantará outro reino, inferior ao teu; e um terceiro reino, de bronze, o qual terá domínio sobre toda a terra. 40 O quarto reino será forte como ferro; pois o ferro a tudo quebra e esmiúça; como o ferro quebra todas as coisas, assim ele fará em pedaços e esmiuçará. 41 Quanto ao que viste dos pés e dos artelhos, em parte, de barro de oleiro e, em parte, de ferro, será esse um reino dividido; contudo, haverá nele alguma coisa da firmeza do ferro, pois que viste o ferro misturado com barro de lodo. 42 Como os artelhos dos pés eram, em parte, de ferro e, em parte, de barro, assim, por uma parte, o reino será forte e, por outra, será frágil. 43 Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão mediante casamento, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro. 44 Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre, 45 como viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela esmiuçou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro. O Grande Deus fez saber ao rei o que há de ser futuramente. Certo é o sonho, e fiel, a sua interpretação. 46 Então, o rei Nabucodonosor se inclinou, e se prostrou rosto em terra perante Daniel, e ordenou que lhe fizessem oferta de manjares e suaves perfumes. 47 Disse o rei a Daniel: Certamente, o vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos reis, e o revelador de mistérios, pois pudeste revelar este mistério. 48 Então, o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitos e grandes presentes, e o pôs por governador de toda a província da Babilônia, como também o fez chefe supremo de todos os sábios da Babilônia. 49 A pedido de Daniel, constituiu o rei a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego sobre os negócios da província da Babilônia; Daniel, porém, permaneceu na corte do rei.”

A. (   ) Ser substituído pela prata, representação do Império Medo-Persa.
B. (   ) Ser substituído pelo ferro, representação do Império Romano.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“O sonho consistia em uma estátua majestosa, com sua cabeça ‘de fino ouro, o peito e os braços, de prata, o ventre e os quadris, de bronze; as pernas, de ferro, os pés, em parte de ferro, em parte, de barro’ (Dn 2:32,33). Por fim, uma pedra ‘feriu a estátua nos pés’ (Dn 2:34), e toda a estrutura foi destruída e espalhada como palha ao vento. Daniel explicou que os diferentes metais representavam sucessivos reinos que substituiriam um ao outro ao longo da História. Para Nabucodonosor, a mensagem era clara: Babilônia, com todo o seu poder e glória, seria substituída por outro reino, que seria seguido por outros até que um reino de natureza completamente diferente os substituiria: o reino eterno de Deus, que durará para sempre.”1

“Observe como as coisas humanas são fugazes e temporárias. O que esse fato nos ensina sobre a grande esperança que temos somente em Jesus (veja Jo 6:54; 2Co 4:18)?”1

João (6:54 ARA)2: “Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.”

2Coríntios (4:18 ARA)2: “não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.”

Terça-feira, 14 de janeiro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Daniel. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 499, jan. fev. mar. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Do meio da tempestade – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“‘Deus permitiu que uma inundação de luz fosse derramada sobre o mundo, tanto nas ciências como nas artes; mas quando professos cientistas tratam esses assuntos de um ponto de vista meramente humano, chegam a conclusões errôneas. Pode ser inofensivo pesquisar além do que a Palavra de Deus revelou, se nossas teorias não contradizem fatos encontrados nas Escrituras. Mas aqueles que deixam a Palavra de Deus e procuram explicar Suas obras criadas por meio de princípios científicos, estão vagando sem mapa nem bússola em um oceano desconhecido. Os maiores estudiosos, se não são guiados pela Palavra de Deus em sua pesquisa, desencaminham-se em suas tentativas de traçar as relações entre a ciência e a revelação. Visto acharem-se o Criador e Suas obras tão além de sua compreensão que são incapazes de os explicar pelas leis naturais, consideram a história bíblica como indigna de confiança. Os que duvidam da exatidão dos registros do Antigo e Novo Testamentos, serão levados a um passo a mais, e duvidarão da existência de Deus. Então, tendo perdido sua âncora, são abandonados a bater de um lado para outro nas rochas da incredulidade’ (Ellen G. White, Patriarcas e Profetas, p. 113).”1

Perguntas para reflexão

“1. Alfred North Whitehead, um escritor e matemático influente que viveu no século passado, disse o seguinte: ‘Há cinquenta e sete anos eu era um jovem na Universidade de Cambridge. Aprendi ciência e matemática com homens brilhantes e fui bem-sucedido nessas disciplinas. Desde a virada do século [início do século 20] tenho visto cada um dos pressupostos básicos de ambas serem postos de lado […] No entanto, em face disso, os inventores das novas hipóteses em ciência estão declarando: ‘Agora, finalmente, temos certeza’ (A. N. Whitehead, Diálogos de Alfred North Whitehead). O que isso nos diz sobre o cuidado que precisamos ter em aceitar o que ‘grandes homens’ do mundo nos ensinam, especialmente quando seus ensinamentos contradizem ostensivamente a Palavra de Deus?’’1

“2. Quais maravilhas da criação, reveladas pela ciência moderna, as pessoas nos dias de Jó (ou mesmo as de 200 anos atrás) não podiam entender? Como essas coisas mostram ainda mais o maravilhoso poder criador do nosso Senhor?”1

Sexta-feira, 09 de dezembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

A pergunta de Deus

Lições da Bíblia

“Depois do que deve ter parecido um longo silêncio para Jó, Deus finalmente falou com ele, ainda que as primeiras palavras do Senhor possam não ter sido exatamente o que Jó queria ouvir.”1

“3. Qual foi a primeira pergunta que Deus fez a Jó, e o que estava implícito nessa pergunta? (Jó 38:2) Assinale a alternativa correta:”1

  • Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento?” (Jó 38:2 ARA)2.
  •  
  • A. (   ) Por que Jó havia feito tantas perguntas?
  • B. (   ) Estava Jó preparado para ouvir as respostas?
  • C. (   ) Onde estavam os amigos de Jó?
  • D. (   ) Quem era Jó para obscurecer o conselho divino com palavras sem conhecimento?

Resposta: Alternativa D.

“Em toda a Bíblia vemos Deus fazendo perguntas ao ser humano. Deus não faz perguntas porque não sabe as respostas. Em vez disso, como um bom professor, muitas vezes Ele faz perguntas porque elas são uma forma eficaz de nos fazer pensar sobre a nossa situação, nos fazer confrontar a nós mesmos, nos ajudar a resolver problemas e chegar a conclusões adequadas. Portanto, as perguntas que Deus faz não servem para ensinar ao Senhor algo que Ele já não entenda. Em vez disso, muitas vezes elas são feitas a fim de ajudar as pessoas a descobrir coisas que elas talvez necessitem compreender melhor. As perguntas de Deus são um artifício retórico para ajudar a alcançar as pessoas com a verdade.”1

“4. Leia as seguintes perguntas divinas. Qual era o propósito de Deus ao fazer essas perguntas? Que ideia Ele estava defendendo?”1

Gn 3:11 – “Perguntou-lhe Deus: Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses?2

Gn 4:9 – “Disse o SENHOR a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Ele respondeu: Não sei; acaso, sou eu tutor de meu irmão?2

1Rs 19:9 – “Ali, entrou numa caverna, onde passou a noite; e eis que lhe veio a palavra do SENHOR e lhe disse: Que fazes aqui, Elias?2

At 9:4 – “e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?2

Mt 16:13 – “Indo Jesus para os lados de Cesaréia de Filipe, perguntou a seus discípulos: Quem diz o povo ser o Filho do Homem?2

“Jó tinha muito a dizer sobre Deus. Mas o Senhor obviamente queria que ele percebesse que, na verdade, havia muito que ele não sabia nem compreendia sobre o seu Criador. A primeira pergunta que Deus fez a Jó se assemelha a algumas palavras que aqueles três homens também disseram a ele (ver Jó 8:1, 2; 11:1-3; 15:1-3).”1

“Se Deus lhe perguntasse algo sobre sua vida hoje, o que Ele perguntaria? O que você responderia? O que a pergunta e a resposta lhe ensinariam sobre si mesmo?”1

Segunda-feira, 05 de dezembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Do meio da tempestade

Lições da Bíblia

Introdução ao tema da Lição desta semana e comentários do autor

Onde estavas tu, quando Eu lançava os fundamentos da Terra? Dize-mo, se tens entendimento(Jó 38:4).

“Não importando as diferenças que pudessem haver, os personagens do livro de Jó tinham uma coisa em comum: cada um tinha muito a dizer sobre Deus, ou pelo menos sobre sua compreensão de Deus. E, como vimos, podemos concordar com muitas coisas que eles disseram. Afinal, quem iria rebater um argumento como este: ‘Pergunte, porém, aos animais, e eles o ensinarão, ou às aves do céu, e elas lhe contarão; fale com a terra, e ela o instruirá, deixe que os peixes do mar o informem. Quem de todos eles ignora que a mão do Senhor fez isso? Em sua mão está a vida de cada criatura e o fôlego de toda a humanidade’ (Jó 12:7-10, NVI)? Ou este: ‘Perverteria Deus o direito ou perverteria o Todo-poderoso a justiça?’ (Jó 8:3)?”1

“Embora o contexto fosse o sofrimento de Jó, o foco principal da discussão era Deus. Apesar disso, o Senhor permaneceu oculto no decorrer do livro, com exceção dos dois primeiros capítulos.”1

“Tudo isso, entretanto, estava prestes a mudar. O próprio Deus, objeto de tanta discussão e debate no livro de Jó, falaria por Si mesmo.”1

Invista mais tempo na comunhão com Deus e no relacionamento com as pessoas. O que você pode fazer para melhorar a vida espiritual de sua família?

Sábado, 03 de dezembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

Eliú defende Deus

Lições da Bíblia

“Foram escritos muitos comentários sobre Eliú e seu discurso ao longo dos séculos. Alguns consideram suas palavras um momento decisivo na direção do diálogo. Porém, não é muito fácil perceber em que aspecto Eliú acrescentou alguma coisa tão inovadora a ponto de modificar a dinâmica do diálogo. Em vez disso, Eliú parece ter apresentado os mesmos argumentos que os outros três amigos haviam apresentado na tentativa de defender o caráter de Deus contra a acusação de injustiça em relação aos sofrimentos de Jó.”1

“3. Leia Jó 34:10-15. Quais verdades Eliú expressou nesse texto? Qual é o paralelo entre essas verdades e as palavras dos outros amigos de Jó? Embora suas palavras fossem verdadeiras, por que elas foram inapropriadas àquela situação?”1

“10 Pelo que vós, homens sensatos, escutai-me: longe de Deus o praticar ele a perversidade, e do Todo-Poderoso o cometer injustiça. 11 Pois retribui ao homem segundo as suas obras e faz que a cada um toque segundo o seu caminho. 12 Na verdade, Deus não procede maliciosamente; nem o Todo-Poderoso perverte o juízo. 13 Quem lhe entregou o governo da terra? Quem lhe confiou o universo? 14 Se Deus pensasse apenas em si mesmo e para si recolhesse o seu espírito e o seu sopro, 15 toda a carne juntamente expiraria, e o homem voltaria para o pó.” (Jó 34:10-15 ARA)2.

“Talvez o que percebemos em Eliú e nos outros três homens seja medo. Talvez eles tivessem medo de que Deus não fosse o que eles imaginavam. Eles queriam acreditar na bondade, na justiça e no poder de Deus. Portanto, o que fez Eliú senão expressar verdades sobre a bondade, a justiça e o poder de Deus?”1

Os olhos de Deus estão sobre os caminhos do homem e veem todos os seus passos. Não há trevas nem sombra assaz profunda, onde se escondam os que praticam a iniquidade” (Jó 34:21, 22).1

Eis que Deus é mui grande; contudo a ninguém despreza; é grande na força da sua compreensão. Não poupa a vida ao perverso, mas faz justiça aos aflitos. Dos justos não tira os olhos; antes, com os reis, no trono os assenta para sempre, e são exaltados” (Jó 36:5-7).1

Ao Todo-Poderoso, não o podemos alcançar; Ele é grande em poder, porém não perverte o juízo e a plenitude da justiça. Por isso, os homens O temem; Ele não olha para os que se julgam sábios” (Jó 37:23, 24).1

“Se tudo isso é verdade, então a única conclusão lógica a que podemos chegar é de que Jó estava recebendo o que merecia. O que mais poderia ser? Eliú estava tentando ‘proteger’ sua própria compreensão de Deus em face do mal tão terrível que estava acontecendo com um homem tão bom como Jó.”1

“Você já enfrentou uma situação que o fez temer por sua fé? Como você reagiu? Olhando para trás, o que poderia ter feito diferente?”1

Terça-feira, 29 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O mais antigo dos livros

Lições da Bíblia

“A pesar da propaganda enganosa dos que não acreditam em Deus, os que acreditam nEle possuem muitas boas razões para crer. No entanto, para justificar sua descrença, muitas pessoas, durante os séculos, têm usado o constante problema do sofrimento humano e da existência do mal. Se Deus é completamente bom, amoroso e onipotente, como o mal ainda pode existir? Isso foi e continua sendo uma pedra no caminho de muitas pessoas. Além disso, se formos honestos, qual crente ou qual pessoa que tenha provado e experimentado a realidade de Deus e de Seu amor já não lutou com essa pergunta?”1

“Dos dois primeiros livros bíblicos a serem escritos, um deles, Jó, trata do problema do sofrimento. Isto é, Deus sabia que essa seria uma grande questão para o ser humano e, por isso, desde o princípio, na Palavra, Ele fez com que Moisés escrevesse a história de Jó. Deus nos fez saber, logo no início, que não estamos abandonados em nossa dor e sofrimento, mas Ele está aqui conosco e sabe de tudo. Assim, podemos ter a esperança de que Ele, por fim, consertará as coisas.”1

“4. O que os seguintes textos ensinam sobre a realidade do mal? Relacione as colunas aos versos bíblicos:”1

A. Mt 6:34 “Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.2

B. Jo 16:33 “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.2

C. Dn 12:1 “Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro.2

D. Mt 24:7 “Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares;2

1. (   ) Miguel, o grande Príncipe, se levantará e libertará as nações.

2. (   ) Nação se voltará contra nação. Haverá fomes e terremotos.

3. (   ) Não se preocupem com o amanhã, cada dia tem seu próprio mal.

4. (   ) No mundo haverá aflições, mas tenham ânimo. Ele venceu o mundo.

Resposta: A = 3; B = 4; C = 1; D = 2

“Por mais compreensível que seja usar a realidade do mal como argumento contra a existência de Deus, à luz das Escrituras, isso não faz sentido. Embora a Bíblia ensine a realidade de um Deus onisciente, onipotente e totalmente amoroso, ela também ensina a realidade do mal, do sofrimento humano e da dor. O mal não é uma desculpa para não se crer em Deus. Na verdade, uma leitura superficial do livro de Jó revela que, mesmo em meio ao seu completo desalento, Jó nunca questionou a existência de Deus. A pergunta válida, em vez disso, é: Por que aquelas coisas estavam acontecendo com ele?”1

“É natural ter questões sobre o mal que vemos. Como podemos aprender a confiar na bondade de Deus a despeito desse mal?”1

Terça-feira, 18 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Jó, servo de Deus

Lições da Bíblia

“1. Leia Jó 1. Concentre-se especificamente nas acusações de Satanás contra Jó. O que está implícito em seus ataques? No fim das contas, a quem Satanás realmente estava acusando? Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):”1

1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal. 2 Nasceram-lhe sete filhos e três filhas. 3 Possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas; era também mui numeroso o pessoal ao seu serviço, de maneira que este homem era o maior de todos os do Oriente. 4 Seus filhos iam às casas uns dos outros e faziam banquetes, cada um por sua vez, e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. 5 Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. 6 Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles. 7 Então, perguntou o SENHOR a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. 8 Perguntou ainda o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal. 9 Então, respondeu Satanás ao SENHOR: Porventura, Jó debalde teme a Deus? 10 Acaso, não o cercaste com sebe, a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicaram na terra. 11 Estende, porém, a mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face. 12 Disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR. 13 Sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam e bebiam vinho na casa do irmão primogênito, 14 que veio um mensageiro a Jó e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pasciam junto a eles; 15 de repente, deram sobre eles os sabeus, e os levaram, e mataram aos servos a fio de espada; só eu escapei, para trazer-te a nova. 16 Falava este ainda quando veio outro e disse: Fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os servos, e os consumiu; só eu escapei, para trazer-te a nova. 17 Falava este ainda quando veio outro e disse: Dividiram-se os caldeus em três bandos, deram sobre os camelos, os levaram e mataram aos servos a fio de espada; só eu escapei, para trazer-te a nova. 18 Também este falava ainda quando veio outro e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa do irmão primogênito, 19 eis que se levantou grande vento do lado do deserto e deu nos quatro cantos da casa, a qual caiu sobre eles, e morreram; só eu escapei, para trazer-te a nova. 20 Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou; 21 e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR! 22 Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.” (Jó 1 ARA)2.

“A. (   ) Satanás acusou Jó de servir a Deus por interesse.

B. (   ) Satanás se vangloriou de suas tentações, mas elogiou a fé que o patriarca tinha.

C. (   ) Satanás acusou Deus de ser tirano, pois não seria possível servi-Lo por amor.

D. (   ) Satanás reconheceu que Jó servia a Deus por amor incondicional.”1

Resposta: alternativa A

“‘Acaso não puseste uma cerca em volta dele, da família dele e de tudo o que ele possui? Tu mesmo tens abençoado tudo o que ele faz, de modo que todos os seus rebanhos estão espalhados por toda a terra’ (Jó 1:10, NVI). O livro de Jó começa fazendo referência não apenas à justiça de Jó e ao seu bom caráter, mas também às suas bênçãos materiais e sua família próspera. Especificamente, essas eram as coisas que ajudavam Jó a ser reverenciado como ‘o mais poderoso de todos os homens do oriente’ (Jó 1:3, tradução livre). E essas também eram as coisas específicas que Satanás ‘jogou na face’ de Deus, ao dizer basicamente o seguinte: ‘Jó só Te serve porque Tu fazes tudo isso por ele.’”1

“O que, então, está implícito na acusação de Satanás, quando ele diz que, se o Senhor tirasse de Jó todas essas coisas, ele certamente amaldiçoaria Deus na Sua face? (Jó 1:11). Na verdade, esse foi um ataque contra o próprio Criador. Seja como for, essa é a essência do grande conflito. Se Deus fosse tão maravilhoso e bondoso assim, Jó obedeceria, temeria e adoraria o Senhor somente por amor e apreço. Afinal de contas, quem não amaria um Deus que fizesse tanto por ele? Em certo sentido, Satanás estava dizendo que tudo o que Deus fez foi apenas subornar Jó para que Lhe fosse fiel. Por isso, Satanás afirmou que Jó não servia a Deus por amor, mas por motivos egoístas.”1

“Pense em governantes e líderes políticos indecentes e detestáveis, que têm amigos fiéis até a morte simplesmente porque esses poderosos foram bons para com eles. Se Deus fosse, de fato, bondoso, amoroso e cuidadoso como O descreviam, então, mesmo que Jó perdesse todas as coisas boas que possuía, ele ainda serviria ao Senhor. No entanto, ao afirmar que Jó não permaneceria fiel, Satanás insinuou que até mesmo Jó não confiava plenamente em Deus, e que ele era fiel apenas por causa das coisas que Deus lhe havia concedido. Ou seja, no fim, de acordo com Satanás, Jó continuaria sendo leal a Deus somente se isso fosse um bom negócio para ele.”1

“Por que você serve ao Senhor? Vamos supor que seus motivos não sejam puros. Se você tivesse que esperar até que eles se tornassem puros, o que poderia acontecer com você e com sua fé?”1

Domingo, 09 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Jó não tinha razões para temer a Deus?

Lições da Bíblia

Introdução ao tema da Lição desta semana, comentários do autor.

Mas ele lhe respondeu: Falas como qualquer doida; temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios(Jó 2:10).1

“O livro de Jó revela uma dimensão completamente nova da realidade. Ele nos apresenta um vislumbre do grande conflito entre Cristo e Satanás. Ao fazer isso, esse livro também nos oferece um modelo, uma estrutura, um panorama que nos ajuda a compreender mais o mundo em que vivemos – e que muitas vezes nos atordoa, confunde e até mesmo nos intimida com o que ele lança em nosso caminho. Porém, o livro de Jó também nos revela que esse grande conflito não é meramente uma batalha de outras pessoas, na qual não temos parte alguma. Ah, se fosse assim! Mas infelizmente não é: ‘Ai da Terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta’ (Ap 12:12, ARC). Satanás desceu à Terra e ao mar, e sabemos por experiência própria que sua ira é realmente grande. Quem já não sentiu na própria pele essa ira?”1

“Nesta semana continuaremos estudando os dois primeiros capítulos de Jó, buscando obter maior compreensão de como nos encaixamos nesse contexto, à medida que o grande conflito se torna cada vez mais intenso na Terra.”1

Não deixe sua família sem os devocionais para 2017! Você pode adquirir a Cesta Básica Espiritual até o dia 16 de outubro. Entre em contato com a Casa Publicadora Brasileira.

Sábado, 08 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.