O caminho para a fé – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“‘Perguntam-me acerca da lei em Gálatas. Qual lei é o aio que deve nos levar a Cristo? Respondo: Tanto o código cerimonial quanto o moral, dos Dez Mandamentos. […] A morte de Abel foi consequência de Caim se haver recusado a aceitar o plano de Deus na escola da obediência, a fim de ser salvo pelo sangue de Jesus Cristo, simbolizado pelas ofertas sacrificais que apontavam para Cristo. Caim se recusou a derramar o sangue que tipificava o sangue de Cristo, que seria derramado pelo mundo. Toda essa cerimônia foi preparada por Deus, e Cristo Se tornou o fundamento de todo o sistema. Esse é o princípio da obra da lei, como tutor a levar pecaminosos instrumentos humanos à consideração de Cristo […] Todos os que prestavam serviço em relação ao santuário eram constantemente educados acerca da intervenção de Cristo em favor da humanidade. Esse serviço se destinava a criar em todo coração humano o amor à lei de Deus, que é a lei de Seu reino’ (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 233).”1

“‘A lei dos Dez Mandamentos não deve ser considerada tanto do lado proibitivo, como do lado da misericórdia. Suas proibições são a segura garantia de felicidade na obediência. Recebida em Cristo, ela realiza em nós a purificação do caráter que nos trará alegria pelos séculos da eternidade. Para os obedientes, ela é um muro de proteção’ (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 235).”1

Perguntas para reflexão

“1. Quais promessas temos na Bíblia acerca da vitória sobre o pecado? Por que devemos ser cuidadosos e ter certeza de que não colocamos nossa esperança de salvação nas vitórias obtidas, mas na vitória de Cristo por nós?”1

“2. Muitos cristãos afirmam que a lei foi abolida. Porém, esses mesmos cristãos falam contra o pecado, o que significa que eles realmente não querem dizer que a lei foi abolida. O que eles querem dizer com essa afirmação? (Dica: No contexto de qual dos Dez Mandamentos geralmente surge essa alegação?)”1

“Resumo: A lei foi dada para apontar aos pecadores sua necessidade de Cristo. Como um tutor, ela dá instruções acerca de Deus e nos protege contra o mal. Mas, como um disciplinador, ela também aponta nossa pecaminosidade e traz condenação. Cristo nos liberta da condenação da lei e escreve Sua lei em nosso coração.”1

Sexta-feira, 11 de agosto de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.

A lei e o cristão (Gl 3:25)

Lições da Bíblia

“Muitos têm interpretado o comentário de Paulo em Gálatas 3:25 como uma completa rejeição da lei. No entanto, à luz dos comentários positivos de Paulo sobre a lei em outras passagens da Bíblia, isso faz pouco sentido.”1

Então, o que ele quis dizer?

“Em primeiro lugar, não mais estamos sob a condenação da lei (Rm 8:3). Como cristãos, estamos em Cristo e desfrutamos o privilégio de estar debaixo da graça (Rm 6:14, 15). Isso nos dá a liberdade para servir a Cristo sem reservas, sem medo de ser condenados por erros que possamos cometer. No evangelho, a verdadeira liberdade e independência é algo radicalmente diferente de ser dispensado da obediência à lei, como algumas pessoas alegam ao falar sobre a ‘liberdade’ em Cristo. Mas a desobediência à lei, ao contrário, é pecado, e o pecado pode ser qualquer coisa, exceto liberdade (Jo 8:34).”1

“6. Leia Romanos 8:1-3. O que significa não mais ser condenados pela lei? Como essa verdade maravilhosa deve afetar nossa maneira de viver? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1 

“1 Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. 2 Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte. 3 Porquanto o que fora impossível à lei, no que estava enferma pela carne, isso fez Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança de carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e, com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado,” (Romanos 8:1-3 ARA).

A ( ) Podemos pecar livremente, pois jamais seremos condenados.
B ( ) O sacrifício de Cristo e o Seu perdão nos livram da condenação da lei.
C ( ) A graça de Cristo nos isenta de todas as leis.

Resposta sugestiva: F; V; F.

“Como resultado do perdão que recebemos por meio de Cristo, nosso relacionamento com a lei passa a ser diferente. Somos chamados a viver uma vida agradável a Ele (1Ts 4:1); Paulo se referiu a isso como ‘andar no Espírito’ (Gl 5:16-18). Isso não significa que a lei moral não mais seja aplicável; a questão nunca foi essa. Como poderia ser assim, quando vimos tão claramente que é a lei que define o pecado?”1

“Em vez disso, visto que a lei é uma cópia do caráter de Deus, pela obediência à lei simplesmente refletimos Seu caráter. Mais do que isso, não seguimos apenas um conjunto de regras, mas o exemplo de Jesus, que faz por nós o que a lei nunca poderia fazer: Ele escreve a lei em nosso coração (Hb 8:10) e torna possível que o preceito da lei se cumpra em nós (Rm 8:4). Ou seja, por meio do nosso relacionamento com Jesus, temos o poder para obedecer à lei como nunca antes.”1

“7. Leia Romanos 8:4 e assinale a frase que mais resume o pensamento de Paulo:”1

a fim de que o preceito da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Romanos 8:4 ARA).1

A ( ) Tentar obedecer à lei é andar segundo a carne.
B ( ) Jesus já obedeceu a lei por nós. Não mais precisamos da lei.
C ( ) Pelo poder do Espírito podemos obedecer à lei e evitar as paixões da carne.

Resposta sugestiva: Alternativa C.

“Você tem sido vitorioso na obediência à lei? As vitórias alcançadas o levam a se esquecer de que a base da salvação é sempre o que Cristo fez por nós, e nada mais?”1

Quinta-feira, 10 de agosto de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

_______________

1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.

2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Esperança antes da criação do mundo

Lições da Bíblia

“Quem dentre nós, tendo passado por tudo o que Jó passou, poderia fazer uma declaração de esperança tão poderosa? As palavras de Jó são um testemunho eterno da realidade da sua vida de fé e obediência.”1

“Jó tinha esperança porque servia ao Deus da esperança. Apesar de todas as sórdidas histórias da pecaminosidade humana desde a queda de Adão e Eva no Éden (Gn 3) até a queda de Babilônia no fim dos tempos (Ap 14:8), a Bíblia é um livro repleto de esperança e da visão de algo que vai além do que este mundo oferece.”1

“‘O mundo foi confiado a Cristo, e por Seu intermédio tem vindo toda bênção de Deus à humanidade caída. Era o Redentor, tanto antes como depois da encarnação. Assim que houve o pecado, existiu um Salvador’ (O Desejado de Todas as Nações, p. 210). E quem é o Salvador senão a grande Fonte da nossa esperança?”1

“5. Como a maravilhosa esperança expressa na declaração de Ellen G. White, acima, é confirmada pelos textos a seguir? Ef 1:4; Tt 1:2; 2Tm 1:8, 9; 1Pe 1:18-20.Complete as lacunas de acordo com o conteúdo dos textos:”1

assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor” (Efésios 1:4 ARA)2. “na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos” (Tito 1:2 ARA)2. “8 Não te envergonhes, portanto, do testemunho de nosso Senhor, nem do seu encarcerado, que sou eu; pelo contrário, participa comigo dos sofrimentos, a favor do evangelho, segundo o poder de Deus, 9 que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos,” (2 Timóteo 1:8, 9 ARA). “18 sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, 19 mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, 20 conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós” (1 Pedro 1:18-20 ARA).

“Esses textos nos revelam que Deus nos deu Sua graça antes da fundação do mundo. Portanto, havia salvação desde os tempos eternos.”1

“Esses textos ensinam a maravilhosa verdade de que Deus, em Sua presciência, sabia antes da criação do mundo que a humanidade cairia em pecado. No original grego, 2 Timóteo 1:9 diz que fomos chamados por uma graça dada a nós, em Cristo Jesus, ‘antes dos tempos eternos’. Essa graça nos é concedida ‘não em virtude das nossas obras’ (como poderia ter sido em razão de ‘nossas obras’ se nós ainda nem existíamos?), mas por meio de Jesus. Antes mesmo de existirmos, Deus elaborou um plano que oferecia à humanidade a esperança da vida eterna. A esperança não surgiu depois que tivemos necessidade dela; em vez disso, ela já existia e estava lá, pronta para nós quando de fato precisamos dela.”1

“Como cristãos, temos muito pelo que esperar e em que esperar. Existimos em um Universo criado pelo Deus que nos ama (Jo 3:16), nos redimiu (Tt 2:14), ouve as nossas orações (Mt 6:6), intercede por nós (Hb 7:25), jamais nos abandonará (Hb 13:5), nos ressuscitará da morte (Is 26:19) e nos dará a vida eterna com Ele (Jo 14:2, 3).”1

“‘Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?’ (Rm 8:31). Como você pode fazer desta a sua esperança mesmo em meio às lutas que esteja enfrentando?”1

Quarta-feira, 23 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O preço da graça

Lições da Bíblia

“A boa notícia da Bíblia é que fomos criados por um Deus amoroso que providenciou para todos nós, por meio do sacrifício de Jesus na cruz, uma saída do caos de pecado e morte. Esse é um tema que aparece ao longo de toda a Bíblia. Podemos vê-lo também na seguinte parábola contada por Jesus.”1

“6. Leia Mateus 22:1-15. O que essa parábola nos ensina sobre a salvação pela fé?”1

“1 De novo, entrou Jesus a falar por parábolas, dizendo-lhes: 2 O reino dos céus é semelhante a um rei que celebrou as bodas de seu filho. 3 Então, enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas; mas estes não quiseram vir. 4 Enviou ainda outros servos, com esta ordem: Dizei aos convidados: Eis que já preparei o meu banquete; os meus bois e cevados já foram abatidos, e tudo está pronto; vinde para as bodas. 5 Eles, porém, não se importaram e se foram, um para o seu campo, outro para o seu negócio; 6 e os outros, agarrando os servos, os maltrataram e mataram. 7 O rei ficou irado e, enviando as suas tropas, exterminou aqueles assassinos e lhes incendiou a cidade. 8 Então, disse aos seus servos: Está pronta a festa, mas os convidados não eram dignos. 9 Ide, pois, para as encruzilhadas dos caminhos e convidai para as bodas a quantos encontrardes. 10 E, saindo aqueles servos pelas estradas, reuniram todos os que encontraram, maus e bons; e a sala do banquete ficou repleta de convidados. 11 Entrando, porém, o rei para ver os que estavam à mesa, notou ali um homem que não trazia veste nupcial 12 e perguntou-lhe: Amigo, como entraste aqui sem veste nupcial? E ele emudeceu. 13 Então, ordenou o rei aos serventes: Amarrai-o de pés e mãos e lançai-o para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes. 14 Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos. 15 Então, retirando-se os fariseus, consultaram entre si como o surpreenderiam em alguma palavra.” (Mateus 22:1-15 ARA)2.

Deus nos convida para o banquete da salvação. Se rejeitamos Seu convite, Ele chama novamente, insiste e apela ao nosso coração. Se continuamos rejeitando a salvação, Deus respeita nossa decisão e permite que colhamos as consequências. Se o povo de Deus desprezar os privilégios que Deus lhe dá, outros poderão assumir seu lugar. Não basta aceitar o convite para o banquete, é preciso se preparar para a festa, pois seremos julgados.1

“Por mais dura que essa parábola pareça ser, é importante nos lembrarmos de que estão em jogo questões fundamentais: a vida eterna ou a destruição eterna. Em comparação com isso, o que mais realmente importa?”1

“Quando olhamos para a cruz, para o preço que Deus pagou a fim de salvar a humanidade, devemos ver exatamente como as questões envolvidas são vastas, amplas, e incompreensivelmente profundas. Estamos falando sobre o fato de uma Pessoa da eterna Divindade suportar, em Si mesma, o pleno impacto da ira de Deus contra o pecado. Não há nada mais sério do que isso. Se esse é um tema que estudaremos ao longo da eternidade, não é de surpreender que nossa mente mal consiga considerá-lo agora.”1

“Então, temos palavras inflexíveis na parábola. Deus havia feito provisão total para que cada pessoa participasse da festa de casamento (ver Ap 19:7 [‘Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou,’]2); tudo o que era necessário havia sido providenciado a um custo tão grande que nenhuma parábola poderia expressar com justiça. Portanto, já tinha sido suficientemente ruim que as pessoas convidadas para o casamento, na parábola, ‘não se importaram’ (Mt 22:5) e foram tratar dos seus próprios negócios. Porém, alguns até atacaram os que lhes transmitiram o cordial convite. Portanto, a resposta inflexível não nos deve surpreender.”1

“7. Qual é o significado da ‘veste nupcial’? Ver também Ap 19:81

pois lhe foi dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.” (Apocalipse 19:8 ARA)2.

“A veste nupcial é o linho finíssimo em Apocalipse 19:8: os atos de justiça dos santos, fundamentados e motivados na justiça de Cristo.”1

“A veste representa a justiça de Cristo, revelada na vida e nos atos dos santos. O homem sem a veste representa cristãos professos que reivindicam os privilégios da graça e da salvação, mas não deixaram a graça transformar sua vida nem seu caráter. A um grande custo, foram feitas todas as provisões para aqueles que atendem ao convite. Como a parábola mostra, para entrar no reino de Deus é preciso mais do que se apresentar à porta.”1

Quinta-feira, 02 de junho de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O Evangelho de Mateus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Abr. Mai. Jun. 2016. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Pecadores que necessitam da graça

Lições da Bíblia

“4. ‘Porquanto Deus enviou o Seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele’ (Jo 3:17). Que grande esperança se encontra nesse verso para toda a humanidade? Como podemos tomar posse dessa verdade crucial? Como podemos usá-la como motivação para alcançar outros?”1Deus enviou Jesus para salvar o mundo. Portanto, a salvação está disponível a todos. Devemos apresentá-la a outros.1

“Segundo a Bíblia, todos somos pecadores (Rm 3:23) e Deus deseja que nos arrependamos (At 17:30; 26:20; 2Pe 3:9) e sejamos salvos (1Tm 2:4). A partir do Éden, o propósito de Deus é salvar a humanidade da devastação e, finalmente, da morte eterna que o pecado e a rebelião trouxeram ao mundo. Além da cruz, de que outra prova necessitamos do amor de Deus por nós e Seu desejo de nos salvar?”1

“Contudo, a Bíblia diz claramente que Deus não salvará aqueles que se rebelarem abertamente contra Ele.”1

“5. Leia Gênesis 6:11-13, Romanos 1:18, 2 Tessalonicenses 2:12, e Apocalipse 21:8 e 22:15. Que poderosa advertência é encontrada nesses versos?”1 “11 A terra estava corrompida à vista de Deus e cheia de violência. 12 Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque todo ser vivente havia corrompido o seu caminho na terra. 13 Então, disse Deus a Noé: Resolvi dar cabo de toda carne, porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os farei perecer juntamente com a terra.” (Gênesis 6:11-13 ARA)2; “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça;” (Romanos 1:18 ARA)2; “a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça.” (Tessalonicenses 2:12 ARA)2; “Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte.(Apocalipse 21:8 ARA)2;Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira.” (Apocalipse 22: ARA)2. “Nem todos se salvarão. Deus destruiu grande parte da humanidade uma vez pelo dilúvio; as pessoas que derem crédito à mentira e persistirem na prática do pecado ficarão fora da cidade santa e perderão a salvação.

“Deus ama todos, mas todos são pecadores necessitados da graça, e essa graça foi revelada em Jesus. Ele chamou Sua igreja para disseminar as boas-novas dessa graça ao mundo.”1

“‘A igreja é o instrumento indicado por Deus para a salvação dos homens. Foi organizada para servir, e sua missão é levar o evangelho ao mundo. Desde o princípio tem sido plano de Deus que, por meio de Sua igreja seja refletida para o mundo Sua plenitude e suficiência. Aos membros da igreja, a quem Ele chamou das trevas para Sua maravilhosa luz, compete manifestar Sua glória. A igreja é a depositária das riquezas da graça de Cristo; e pela igreja será a seu tempo manifesta, mesmo aos ‘principados e potestades nos Céus’ (Ef 3:10, ARC), a final e ampla demonstração do amor de Deus’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 9).”1

“De que forma você (não o pastor, nem o ancião nem o diácono, mas você), pode aprender a melhor maneira de ‘manifestar a glória de Deus’ a este mundo que perece? O que você precisa mudar em sua vida para fazer isso?”1

Quarta-feira, 23 setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Graça e verdade (Jo 1:17)

Lições da Bíblia.

“João resumiu a história da salvação em um verso: ‘A lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo’ (Jo 1:17). Como resultado do pecado de Adão, toda a humanidade foi afetada pela maldição da morte. A maldição é intensificada pelo fato de que nenhuma pessoa nascida de pais humanos, com exceção de Jesus, ficou livre das inclinações pecaminosas. Portanto, Deus escolheu um povo ao qual Ele revelou Sua lei, com a intenção de que o povo eleito fosse Sua luz para as outras nações. Deus não deu a lei a Israel como meio de salvação, mas como lembrete constante de sua necessidade de justiça.”1

“5. Que exemplo de vida Jesus nos deixou?”1 “a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.” (Filipenses 2:8 RA)2; “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.” (João 15:10 RA)2; “Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres.” (Mateus 26:39 RA)2. Jesus não pecou, foi obediente até a morte. Guardou os mandamentos de Seu Pai. Sua vontade sempre foi submissa a de Seu Pai.

“Quando desobedeceu à ordem expressa de Deus, o primeiro Adão mergulhou o mundo inteiro em desordem e escravidão. Por outro lado, mediante Sua vida obediente, o segundo Adão, Jesus, veio para libertar o mundo da escravidão que o primeiro Adão havia trazido. Quando andou nesta Terra, Jesus voluntariamente submeteu Sua vontade à vontade de Seu Pai, e escolheu não pecar. Ao contrário do primeiro Adão, que trouxe condenação e mentira ao mundo, Jesus trouxe a ‘graça e a verdade’. A graça e a verdade não substituíram a lei. Em vez disso, Jesus mostrou por que a lei sozinha não era suficiente para assegurar a salvação. A verdade que Ele trouxe foi uma compreensão mais completa da graça.”1

“6. Qual é a natureza da graça de Jesus? Como Ele concedeu graça aos seres humanos?” “porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 6:23 RA)2; Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;” (Efésios 2:8 RA)2. A graça é um dom gratuito que pela fé recebemos de Deus.

“A palavra grega traduzida como ‘graça’ (charis) também pode significar ‘dom’ e está relacionada ao termo para alegria (chara). O dom que Jesus dá à humanidade é a vida eterna. Além disso, a graça se manifesta como a presença interior de Cristo, que habilita o indivíduo a participar da justiça que a lei promove. Paulo afirmou que, ao condenar o pecado na carne, Jesus tornou possível ‘que as justas exigências da lei fossem plenamente satisfeitas em nós’ (Rm 8:4). A graça não apenas nos livra da condenação da lei, mas nos capacita a guardar a lei da maneira que somos chamados a fazer.”1

“Entregue o livro em lugares em que você nunca esteve. Faça planos com Deus e se una ao exército missionário!”1

Quarta-feira, 28 de maio de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

2 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

Miserável homem! (Rm 7:21-25)

Miserável homem! (Rm 7:21-25)

Lições da Bíblia.

“3. Leia Romanos 7:13-25. Como devemos entender esses versos? Paulo estava falando de um homem não convertido, ou essa é a experiência de um convertido? Que razões você pode dar para sua resposta?”1 “Acaso o bom se me tornou em morte? De modo nenhum! Pelo contrário, o pecado, para revelar-se como pecado, por meio de uma coisa boa, causou-me a morte, a fim de que, pelo mandamento, se mostrasse sobremaneira maligno. Porque bem sabemos que a lei é espiritual; eu, todavia, sou carnal, vendido à escravidão do pecado. Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto. Ora, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. Neste caso, quem faz isto já não sou eu, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço. Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim. Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de que o mal reside em mim. Porque, no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros. Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado.” (Romanos 7:13-25 RA)2. Esses versos apresentam o conflito da natureza carnal e espiritual do ser humano que enfrenta o dilema de ter a mente consciente do proposito de Deus em confronto com sua inclinação natural contaminada pelo pecado. Fazer o bem é o seu propósito no entanto o desejo de sua carne é fazer o mal. Só há uma alternativa capaz de resolver esse problema, a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o único meio de salvação.

“Se você estava inseguro quanto à definição da pessoa mencionada nesses versos, você não está sozinho. Os teólogos também lutaram com essa questão ao longo dos séculos. A pessoa descrita nesse texto é alguém que tem prazer na lei de Deus (dificilmente daria a impressão de ser incrédulo), mas que parece ser escravo do pecado (o que não faz sentido, porque foi prometido aos cristãos poder sobre o pecado). O SDA Bible Commentary [Comentário Bíblico Adventista], depois de considerar os argumentos de ambos os lados, diz: ‘Aparentemente, o propósito principal de Paulo nessa passagem é mostrar a relação entre a lei, o evangelho e a pessoa que foi despertada para intensas lutas contra o pecado, em preparação para a salvação. A mensagem de Paulo é que, embora a lei possa servir para precipitar e intensificar a luta, somente o evangelho de Jesus Cristo pode trazer vitória e alívio’ (v. 6, p. 554).”1

“Não importa como vemos esses versos, devemos sempre lembrar que a pessoa que luta com o pecado ainda é capaz de fazer escolhas certas. Se esse não fosse o caso, todas as promessas paulinas (e também de outros autores) acerca do poder sobre o pecado não teriam sentido. Além disso, como Mateus 5 demonstra, geralmente o pecado começa antes que um ato seja cometido. Consequentemente, uma pessoa transgride a lei simplesmente por pensar em algo pecaminoso. Normalmente, essa realidade poderia ser uma fonte de frustração. No entanto, no contexto de Romanos 7, o indivíduo pode estar desamparado, mas não está desesperado. Para a pessoa que vive no Espírito, a lei sempre presente serve como constante lembrete de que a libertação da condenação é alcançada por meio de Jesus (Rm 7:24–8:2).”1

“Existem semelhanças entre os versos bíblicos para hoje e sua experiência com o Senhor? Apesar de suas lutas, como você pode experimentar a mesma esperança que Paulo expressou?”1

Terça-feira, 13 de maio de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.