O apóstolo Paulo em Roma – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Leia, de Ellen G. White, ‘Os Mistérios da Bíblia’, p. 706, em Testemunhos Para a Igreja, v. 5; ‘A Salvação Para os Judeus’, p. 372-374, em Atos dos Apóstolos. Leia também Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 6, p. 509, 510.”1

“A salvação da humanidade não é resultado de uma reflexão tardia ou de um improviso que se tornou necessário devido a uma inesperada reviravolta nos acontecimentos depois do surgimento do pecado. Em vez disso, ela tem sua origem em um plano divino para a redenção do homem, formulado antes da fundação do mundo (1Co 2:7; Ef 1:3, 14; 2Ts 2:13, 14) e arraigado no eterno amor de Deus pela humanidade (Jr 31: 3).”1

“Esse plano abrange a eternidade passada, o presente histórico e a eternidade futura. Inclui realidades e bênçãos como a eleição e a predestinação para que fôssemos o povo santo de Deus e semelhantes a Cristo, a redenção e o perdão, a unidade de todas as coisas em Cristo, o selamento com o Espírito Santo, o recebimento da herança eterna e a glorificação (Ef 1:3-14). Fundamentais para esse plano são o sofrimento e a morte de Jesus, que não foi um acidente da história nem o produto de mera decisão humana, mas estava fundamentada no divino propósito redentor (At 4:27, 28). Jesus foi, na realidade, ‘o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo’ (Ap 13:8; Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, p. 310).”1

Perguntas para discussão

“1. Qual é o significado da Reforma Protestante? O mundo seria muito diferente sem ela?”1

“2. Reflita sobre o fato de que fomos chamados para a salvação mesmo antes da fundação do mundo (Tt 1:1, 2; 2Tm 1:8, 9). Por que isso é tão encorajador? O que isso nos revela sobre o amor de Deus por todos os seres humanos? Por que é tão trágico quando as pessoas dão as costas ao que lhes foi tão graciosamente oferecido?”1

“3. Como sua classe pode ajudar a melhorar a reputação da sua igreja?”

Sexta-feira, 06 de outubro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.

Paulo em Roma

Paulo em Roma

“4. ‘Uma vez em Roma, foi permitido a Paulo morar por sua conta, tendo em sua companhia o soldado que o guardava’ (At 28:16). Como Paulo finalmente chegou a Roma? O que isso nos ensina sobre as coisas inesperadas e indesejadas que tantas vezes surgem em nosso caminho?”1

“Paulo finalmente chegou a Roma, ainda que fosse como prisioneiro. Quantas vezes nossos planos não saem como prevíamos e esperávamos, mesmo aqueles formulados com as melhores intenções!”1

“Paulo chegou a Jerusalém no final de sua terceira viagem missionária, levando aos pobres uma oferta que ele havia recolhido das congregações da Europa e da Ásia Menor. Porém, acontecimentos inesperados o aguardavam. Ele foi preso e acorrentado. Depois de ficar preso por dois anos em Cesareia, ele apelou a César. Cerca de três anos após sua prisão, ele chegou a Roma, provavelmente não da maneira que ele tinha pretendido quando, alguns anos antes, escreveu aos cristãos romanos sobre sua intenção de visitar a igreja ali.”1

“5.  O que Atos 28:17-31 revela sobre o tempo que Paulo passou em Roma? Mais importante, qual lição aprendemos com isso?”1

Atos 28:17-31 ARA)2: “17 Três dias depois, ele convocou os principais dos judeus e, quando se reuniram, lhes disse: Varões irmãos, nada havendo feito contra o povo ou contra os costumes paternos, contudo, vim preso desde Jerusalém, entregue nas mãos dos romanos; 18 os quais, havendo-me interrogado, quiseram soltar-me sob a preliminar de não haver em mim nenhum crime passível de morte. 19 Diante da oposição dos judeus, senti-me compelido a apelar para César, não tendo eu, porém, nada de que acusar minha nação. 20 Foi por isto que vos chamei para vos ver e falar; porque é pela esperança de Israel que estou preso com esta cadeia. 21 Então, eles lhe disseram: Nós não recebemos da Judéia nenhuma carta que te dissesse respeito; também não veio qualquer dos irmãos que nos anunciasse ou dissesse de ti mal algum. 22 Contudo, gostaríamos de ouvir o que pensas; porque, na verdade, é corrente a respeito desta seita que, por toda parte, é ela impugnada. 23 Havendo-lhe eles marcado um dia, vieram em grande número ao encontro de Paulo na sua própria residência. Então, desde a manhã até à tarde, lhes fez uma exposição em testemunho do reino de Deus, procurando persuadi-los a respeito de Jesus, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas. 24 Houve alguns que ficaram persuadidos pelo que ele dizia; outros, porém, continuaram incrédulos. 25 E, havendo discordância entre eles, despediram-se, dizendo Paulo estas palavras: Bem falou o Espírito Santo a vossos pais, por intermédio do profeta Isaías, quando disse: 26 Vai a este povo e dize-lhe: De ouvido, ouvireis e não entendereis; vendo, vereis e não percebereis. 27 Porquanto o coração deste povo se tornou endurecido; com os ouvidos ouviram tardiamente e fecharam os olhos, para que jamais vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, para que não entendam com o coração, e se convertam, e por mim sejam curados. 28 Tomai, pois, conhecimento de que esta salvação de Deus foi enviada aos gentios. E eles a ouvirão. 29 [Ditas estas palavras, partiram os judeus, tendo entre si grande contenda.] 30 Por dois anos, permaneceu Paulo na sua própria casa, que alugara, onde recebia todos que o procuravam, 31 pregando o reino de Deus, e, com toda a intrepidez, sem impedimento algum, ensinava as coisas referentes ao Senhor Jesus Cristo.”.

“‘Não pelos sermões de Paulo, mas pelas suas cadeias, foi a atenção da corte atraí­da para o cristianismo. Foi como um cativo que ele rompeu de tantas vidas as cadeias que as mantinham na escravidão do pecado. E não foi só isso. Ele declarou: ‘E a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a Palavra de Deus’ (Fp 1:14; Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 464).”1

“Você já experimentou reviravoltas em sua vida que acabaram sendo para o bem? (Veja Fp 1:12 [‘Quero ainda, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me aconteceram têm, antes, contribuído para o progresso do evangelho;’]2). Como você pode e deve fortalecer sua fé a partir dessas experiências, aprendendo a confiar em Deus quanto às coisas que aparentemente não trouxeram nenhum bem?”1

A partir do próximo sábado, 7 de outubro, será lançado o Mutirão de Natal em todo o Brasil. Desafie as pessoas a fazer algo especial pelo semelhante. O que você pode fazer para que sua igreja seja mais solidária?

Terça-feira, 03 de outubro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

 

O desejo de Paulo de visitar Roma

Lições da Bíblia

“Não há dúvida de que o toque pessoal é a melhor maneira de se comunicar na maioria dos casos. Podemos telefonar, mandar e-mail, mensagem de texto e até mesmo falar por chamada de vídeo; porém, face a face, corpo a corpo, é a melhor forma de comunicação. Por isso, Paulo anunciou em sua carta aos romanos que pretendia vê-los pessoalmente. O apóstolo queria que eles soubessem que ele pretendia ir a Roma, e a razão de sua visita.”1

“2. Leia Romanos 15:20-27. Quais razões Paulo deu para não ter visitado Roma anteriormente? O que o levou a tomar a decisão de ir naquele momento? Até que ponto a missão era central em seu raciocínio? O que aprendemos sobre missão e testemunho a partir dessas palavras de Paulo? Qual argumento interessante e importante Paulo apresentou em Romanos 15:27 sobre judeus e gentios?”1

Romanos (15:20-27 ARA)2: “20 esforçando-me, deste modo, por pregar o evangelho, não onde Cristo já fora anunciado, para não edificar sobre fundamento alheio; 21 antes, como está escrito: Hão de vê-lo aqueles que não tiveram notícia dele, e compreendê-lo os que nada tinham ouvido a seu respeito. 22 Essa foi a razão por que também, muitas vezes, me senti impedido de visitar-vos. 23 Mas, agora, não tendo já campo de atividade nestas regiões e desejando há muito visitar-vos, 24 penso em fazê-lo quando em viagem para a Espanha, pois espero que, de passagem, estarei convosco e que para lá seja por vós encaminhado, depois de haver primeiro desfrutado um pouco a vossa companhia. 25 Mas, agora, estou de partida para Jerusalém, a serviço dos santos. 26 Porque aprouve à Macedônia e à Acaia levantar uma coleta em benefício dos pobres dentre os santos que vivem em Jerusalém. 27 Isto lhes pareceu bem, e mesmo lhes são devedores; porque, se os gentios têm sido participantes dos valores espirituais dos judeus, devem também servi-los com bens materiais.”.

“O grande missionário aos gentios sentia-se constantemente motivado a levar o evangelho às novas regiões, deixando outros para trabalhar nos lugares em que o evangelho já tinha sido estabelecido. Na época em que o cristianismo dava seus primeiros passos e havia poucos obreiros, teria sido um desperdício de valiosa força missionária se Paulo tivesse permanecido atuando em áreas já alcançadas pelo evangelho. Ele disse: ‘Sempre fiz questão de pregar o evangelho onde Cristo ainda não era conhecido, de forma que não estivesse edificando sobre alicerce de outro’, para que entendessem ‘aqueles que não o haviam escutado’ (Rm 15:20, 21).”1

“Paulo não tinha a intenção de se estabelecer em Roma. Seu objetivo era evangelizar a Espanha. Ele esperava obter o apoio dos cristãos romanos para esse empreendimento.”1

“3. Paulo buscou ajuda de uma igreja estabelecida para evangelizar uma nova região. Qual princípio importante encontramos nesse fato em relação à missão? Assinale a melhor opção:”1

A.( ) Não devemos buscar ajuda de outras igrejas. Se o fizermos, desfalcaremos a nossa própria igreja.
B.( ) A missão em lugares novos só acontece por meio de uma rede de apoio. Devemos ajudar os missionários a alcançar essas pessoas.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Leia novamente Romanos 15:20-27. Observe quanto Paulo desejava servir! O que motiva você e suas ações? Você tem um coração disposto a servir?”1

Segunda-feira, 02 de outubro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A carta do apóstolo Paulo

Lições da Bíblia

“O texto de Romanos 16:1 e 2 indica que Paulo provavelmente escreveu essa carta na cidade grega de Cencreia, próxima a Corinto. A menção que Paulo fez de Febe, uma moradora da região de Corinto, estabelece esse lugar como o cenário provável para a carta aos Romanos.”1

“Um dos objetivos ao determinar a cidade de origem das epístolas do Novo Testamento é verificar a data em que elas foram escritas. Visto que Paulo viajava muito, saber qual era sua localização em determinado momento nos dá um indício da data.”1

“Paulo fundou a igreja de Corinto em sua segunda viagem missionária, de 49 a 52 d.C. (At 18:1-18). Em sua terceira viagem, de 53 a 58 d.C., ele visitou a Grécia novamente (At 20:2, 3) e recebeu uma oferta para dar aos santos em Jerusalém, perto do fim da sua viagem (Rm 15:25, 26). Portanto, a Epístola aos Romanos foi escrita provavelmente nos primeiros meses do ano 58 d.C.”1

“1. De acordo com Atos 18:23, quais outras igrejas importantes Paulo visitou em sua terceira viagem missionária? Assinale a alternativa correta:”1

Atos (18:23 ARA): “Havendo passado ali algum tempo, saiu, atravessando sucessivamente a região da Galácia e Frígia, confirmando todos os discípulos.”.

A.( ) Igrejas de Antioquia, Galácia e Frígia.
B.( ) Filadélfia e Laodiceia.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Ao visitar as igrejas da Galácia, Paulo descobriu que, durante sua ausência, falsos mestres tinham convencido os membros a se submeter à circuncisão e a guardar outros preceitos da lei de Moisés. Temendo que seus adversários chegassem a Roma antes dele, Paulo escreveu a carta aos romanos para evitar que a mesma tragédia acontecesse em Roma. Acredita-se que a Epístola aos Gálatas também foi escrita em Corinto, durante os três meses da permanência de Paulo ali em sua terceira viagem missionária, talvez logo após sua chegada.”1

“‘Em sua epístola aos Romanos, Paulo expôs os grandes princípios do evangelho. Ele afirmava sua posição nas questões que estavam agitando as igrejas judaicas e gentílicas, e mostrava que as esperanças e promessas que haviam pertencido antes aos judeus eram, agora, oferecidas também aos gentios’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 373).”1

“Como dissemos, ao estudar qualquer livro da Bíblia, é importante saber por que ele foi escrito; isto é, de qual situação ele estava tratando. Por isso, para nossa compreensão da Epístola aos Romanos, é fundamental entender quais questões estavam inquietando as igrejas judaicas e gentílicas. A lição da próxima semana abordará essas questões.”1

“Quais questões perturbam sua igreja no momento? As ameaças surgem mais de fora ou de dentro? Qual papel você desempenha nessas discussões? Você já parou para questionar seu papel, sua posição e suas atitudes nas lutas que enfrenta? Por que é tão importante esse tipo de autoavaliação?”1

Domingo, 01 de outubro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Salvação somente pela fé: o livro de Romanos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 490, Out. Nov. Dez. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A autoridade de Paulo e o evangelho – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Em quase todas as igrejas havia alguns membros judeus de nascimento. A esses conversos os mestres judeus tinham fácil acesso e, por meio deles, ganhavam um ponto de apoio nas igrejas. Com argumentos bíblicos, era impossível derrubar as doutrinas ensinadas por Paulo. Por isso, eles recorriam às medidas mais inescrupulosas para neutralizar sua influência e enfraquecer sua autoridade. Declaravam que ele não havia sido discípulo de Jesus e não tinha recebido nenhum chamado da parte dEle, mas ousava ensinar doutrinas diretamente opostas aos ensinos defendidos por Pedro, Tiago e outros apóstolos […].”1

“‘O coração de Paulo ficou agitado quando viu os males que ameaçavam destruir rapidamente essas igrejas. Imediatamente ele escreveu aos gálatas, expondo suas teorias falsas e, com grande severidade, repreendeu os que tinham abandonado a fé’ (Ellen G. White, Sketches From the Life of Paul [Esboços da Vida de Paulo], p. 188, 189).1

Perguntas para reflexão


“Qual é o significado do evangelho para você?”1

“Na saudação de Paulo aos gálatas, ele declarou que a morte de Jesus ocorreu por uma razão específica. Qual foi essa razão, e qual o significado disso hoje?”1

“Em Gálatas 1:14, Paulo disse que ele era extremamente zeloso das tradições de seus pais. Por ‘tradições’ ele provavelmente se referia tanto às tradições orais dos fariseus como ao próprio Antigo Testamento. Existe espaço para as tradições em nossa fé? Que advertência a experiência de Paulo nos apresenta hoje em relação à questão da tradição?”1 

Por que Paulo era ‘intolerante’ com os que tinham crenças diferentes das dele? Como seria vista em nossa igreja hoje uma pessoa com uma postura tão firme e intransigente?

“Resumo: Os falsos mestres da Galácia estavam tentando enfraquecer o ministério de Paulo, afirmando que seu apostolado e mensagem do evangelho não lhe tinham sido dados por Deus. Paulo enfrentou essas duas acusações nos primeiros versos de sua carta aos Gálatas. Corajosamente, ele declarou que só há um meio de salvação e descreveu como os eventos que envolveram sua conversão demonstravam que sua vocação e evangelho só podiam provir de Deus.”1

Sexta-feira, 07 de julho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.

A origem do evangelho de Paulo

Lições da Bíblia

7. Os perturbadores da Galácia alegaram que o evangelho de Paulo era dirigido por seu desejo de obter a aprovação dos outros. Em sua carta, o que Paulo poderia ter feito de maneira diferente, se estivesse apenas buscando a aprovação dos homens? Gl 1:6-9, 11-24.1

“6 Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho, 7 o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo. 8 Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema. 9 Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema. […] 11 Faço-vos, porém, saber, irmãos, que o evangelho por mim anunciado não é segundo o homem, 12 porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo. 13 Porque ouvistes qual foi o meu proceder outrora no judaísmo, como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava. 14 E, na minha nação, quanto ao judaísmo, avantajava-me a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. 15 Quando, porém, ao que me separou antes de eu nascer e me chamou pela sua graça, aprouve 16 revelar seu Filho em mim, para que eu o pregasse entre os gentios, sem detença, não consultei carne e sangue, 17 nem subi a Jerusalém para os que já eram apóstolos antes de mim, mas parti para as regiões da Arábia e voltei, outra vez, para Damasco. 18 Decorridos três anos, então, subi a Jerusalém para avistar-me com Cefas e permaneci com ele quinze dias; 9 e não vi outro dos apóstolos, senão Tiago, o irmão do Senhor. 20 Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus testifico que não minto. 21 Depois, fui para as regiões da Síria e da Cilícia. 22 E não era conhecido de vista das igrejas da Judéia, que estavam em Cristo. 23 Ouviam somente dizer: Aquele que, antes, nos perseguia, agora, prega a fé que, outrora, procurava destruir. 24 E glorificavam a Deus a meu respeito.” (Gálatas 1:6-9, 11-24. ARA)2.

“Por que Paulo não exigiu que os gentios convertidos fossem circuncidados? Seus oponentes alegaram que isso ocorreu porque ele queria conversões a qualquer custo. Talvez eles tivessem pensado que, pelo fato de Paulo saber que os gentios teriam restrições em relação à circuncisão, ele não exigiu isso. Insinuaram que ele gostava de agradar o povo! Em resposta a tais alegações, Paulo apresentou a seus oponentes as fortes palavras de Gálatas 1:8, 9. Se tudo o que ele quisesse fosse aprovação, certamente teria respondido de outra forma.”1

8. Para Paulo, por que é impossível ser seguidor de Cristo e, ao mesmo tempo, querer agradar as pessoas? Assinale a alternativa correta:

A. (   ) Porque é impossível agradar as pessoas. Cada uma deseja algo diferente.
B. (   ) Porque os servos de Cristo desagradam as pessoas que não aceitam o evangelho, e os que desejam agradar as pessoas não podem servir a Cristo.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

9. Em Gálatas 1:11, 12, Paulo disse que havia recebido seu evangelho e autoridade diretamente de Deus. Quais são os argumentos apresentados nos versos 13-24 para provar esse conceito? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:1

A. (   ) Ele foi separado desde o ventre materno para realizar a obra de Deus.
B. (   ) Deus teve que escolher Paulo para uma missão, pois ele era muito capaz.
C. (   ) Paulo destruía a igreja e passou a construí-la. Portanto, era impossível que o evangelho que pregava fosse dele próprio. 

Resposta sugestiva: V; F; V.

“Os versos 13-24 trazem um relato autobiográfico da situação de Paulo antes da conversão (v. 13, 14), na conversão (v. 15, 16) e posteriormente (v. 16-24). Paulo afirmou que as circunstâncias que envolveram cada um desses acontecimentos tornaram absolutamente impossível que qualquer pessoa afirmasse que ele havia recebido o evangelho de outra pessoa, a não ser Deus. Paulo não ficaria indiferente, permitindo que alguém depreciasse sua mensagem, questionando seu chamado. Ele sabia o que lhe havia acontecido, o que havia sido chamado a ensinar, e faria isso, não importando o que custasse.”1

“Você tem certeza do seu chamado em Cristo? Como saber o que Deus lhe chamou para fazer? Ao mesmo tempo, mesmo que esteja certo da sua vocação, por que você deve ouvir o conselho dos outros?”1

Quinta-feira, 06 de julho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O evangelho de Paulo

Lições da Bíblia

3. Além de defender seu apostolado, o que Paulo enfatizou em sua saudação aos gálatas? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso. (Compare Gl 1:3-5 com Ef 1:2; Fp 1:2; e Cl 1:2.)

“3 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do [nosso] Senhor Jesus Cristo, 4 o qual se entregou a si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar deste mundo perverso, segundo a vontade de nosso Deus e Pai, 5 a quem seja a glória pelos séculos dos séculos. Amém!” (Gálatas 1:3-5 ARA)2. “graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.” (Efésios 1:2 ARA)2. “graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.” (Filipenses 1:2 ARA)2. “aos santos e fiéis irmãos em Cristo que se encontram em Colossos, graça e paz a vós outros, da parte de Deus, nosso Pai.” (Colossenses 1:2 ARA)2.

A. (   ) A divindade de Cristo.
B. (   ) A ressurreição dos mortos.
C. (   ) A graça e a paz.

Resposta sugestiva: F; F; V.

“Uma das características singulares das cartas de Paulo é sua maneira de ligar as palavras graça e paz nas saudações. A combinação dessas duas palavras é uma modificação das saudações mais características do mundo grego e judaico. Onde um autor grego normalmente escreveria ‘saudações’ (chairein), Paulo escrevia ‘graça’, uma palavra que tinha o som parecido em grego (charis). A isso Paulo acrescentava a típica saudação judaica da ‘paz’.”1

“A combinação dessas duas palavras não é uma simples cortesia. Ao contrário, essas palavras descrevem basicamente sua mensagem do evangelho (Paulo usou essas duas palavras mais do que qualquer outro autor do Novo Testamento). A graça e a paz não eram de Paulo, mas de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.”1

4. Quais aspectos do evangelho Paulo apresentou em Gálatas 1:1-6?1

“1 Paulo, apóstolo, não da parte de homens, nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos, 2 e todos os irmãos meus companheiros, às igrejas da Galácia, 3 graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do [nosso] Senhor Jesus Cristo, 4 o qual se entregou a si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar deste mundo perverso, segundo a vontade de nosso Deus e Pai, 5 a quem seja a glória pelos séculos dos séculos. Amém! 6 Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho,” (Gálatas 1:1-6 ARA)2.

“Embora Paulo tivesse pouco espaço em sua saudação inicial para explanar a natureza do evangelho, ele descreveu magistralmente a essência do evangelho em poucos versos. Qual é a verdade central sobre a qual o evangelho está firmado? De acordo com Paulo, não é nossa conformidade com a lei – o conceito que os adversários de Paulo estavam anunciando. Ao contrário, o evangelho se fundamenta inteiramente no que Cristo realizou por nós por meio de Sua morte na cruz e da Sua ressurreição. A morte e a ressurreição de Cristo fizeram algo que nunca poderíamos fazer por nós mesmos: destruíram o poder do pecado e da morte, libertando Seus seguidores do poder do mal, que mantém muitas pessoas no medo e na escravidão.”1

“À medida que Paulo refletia sobre a maravilhosa notícia da graça e da paz que Deus criou para nós em Cristo, ele entrava numa doxologia espontânea, que aparece no verso 5.”1

“Utilizando aproximadamente a mesma quantidade de palavras que Paulo usou em Gálatas 1:1-5, escreva o que o evangelho significa para você. Compartilhe suas palavras com a classe.”1

No dia 5 de agosto teremos a multiplicação dos pequenos grupos. O egoísmo nos afasta de Deus e das pessoas, mas o milagre do amor nos faz viver em comunidade.

Terça-feira, 04 de julho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.