Pronto para o Seu aparecimento

Lições da Bíblia1

Vivemos neste mundo frenético, com muitas necessidades artificiais e distrações. Se não tomarmos cuidado, elas poderão tomar todo o nosso tempo e perverter nossas prioridades. Isso não é apenas mais um subproduto do mundo cibernético globalizado. Cristãos de todas as idades, em maior ou menor grau, precisam estar atentos às tentativas de Satanás de distraí-los do que realmente importa nesta vida.

Se não formos cuidadosos, quem não corre o risco de desviar o olhar do Senhor e se demorar em coisas mundanas e carnais que não podem nos satisfazer e que, no fim, podem levar à ruína espiritual?

6. Leia 2 Pedro 3:14 e 1 João 3:1-3. Que diferença há entre preparar-se para a segunda vinda de Jesus e estar pronto para esse evento glorioso?

2 Pedro 3:14 (ARA)2: “Por essa razão, pois, amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis,”

1 João 3:1-3 (ARA)2: “1 Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não o conheceu a ele mesmo. 2 Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lo como ele é. 3 E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro.”

Muitas vezes a noção de preparação contínua para o retorno de Cristo se torna uma desculpa para a procrastinação. Essa ideia pode facilmente levar alguém à negligência com base na suposição do servo mau: “Meu senhor demora para vir” (Mt 24:48).

7. Leia Salmo 95:7, 8; Hebreus 3:7, 8, 15; 4:7. O que esses versos nos dizem sobre estarmos prontos agora mesmo?

Salmo 95:7, 8 (ARA)2: “7 Ele é o nosso Deus, e nós, povo do seu pasto e ovelhas de sua mão. Hoje, se ouvirdes a sua voz,não endureçais o coração, como em Meribá, como no dia de Massá, no deserto,”

Hebreus 3:7, 8, 15 (ARA)2: “7 Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto, […] 15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação.

Hebreus 4:7 (ARA)2: “de novo, determina certo dia, Hoje, falando por Davi, muito tempo depois, segundo antes fora declarado: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração.

Da perspectiva bíblica, o tempo da salvação é sempre “hoje” e nunca amanhã. E mais: a não ser que ocorra uma grande experiência de conversão, continuaremos a ser o que somos agora. O tempo em si não converte os não convertidos. A menos que alguém esteja continuamente crescendo na graça e avançando na fé, a tendência, com o passar do tempo, é cair, tornar-se endurecido, cético, cínico e até incrédulo.

A partir dessa perspectiva, podemos dizer que cada dia de nossa vida é nossa vida em miniatura. Então, pela graça de Deus, devemos planejar o futuro e, ao mesmo tempo, viver cada dia prontos para o retorno de Jesus – especialmente porque, dadas as incertezas da vida, hoje pode ser seu último dia.

Se Jesus voltasse hoje, você estaria pronto? Comente sua resposta com a classe.

Quinta-feira, 15 de dezembro de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Vida, morte e eternidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 510, out. nov. dez. 2022. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Esperança além desta vida

Lições da Bíblia1

Heródoto, historiador grego (485-425 a.C.), escreveu sobre uma tribo em que, quando alguém nascia, começava um período de luto, pois eles previam o sofrimento que a criança enfrentaria na fase adulta. Parece um ritual estranho, mas há lógica nele.

Milênios depois, no início do século 20, um anúncio nos Estados Unidos dizia: “Para que viver, se você pode ser enterrado por dez dólares?”

A vida pode ser difícil, mesmo que acreditemos em Deus e na eternidade. Imagine, porém, quão difícil é para os que não têm esperança de nada além desta curta e conturbada existência. Muito se fala sobre a falta de sentido da existência, uma vez que não apenas morremos, mas temos a percepção de que vamos morrer. Essa percepção torna a vida aparentemente insignificante e vazia. Um pensador se referiu aos seres humanos como nada além de “pedaços de carne estragada em ossos em desintegração”. Bastante macabro, porém, é difícil argumentar contra a lógica.

Em contraste com isso, temos a promessa da vida eterna. Essa esperança está em Jesus e no que Sua morte e ressurreição oferecem. Caso contrário, o que nos resta?

1. Leia 1 Coríntios 15:12-19. Segundo Paulo, qual é a relação entre a ressurreição de Cristo e a esperança de nossa própria ressurreição?

1 Coríntios 15:12-19 (ARA)2: “12 Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? 13 E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. 14 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé; 15 e somos tidos por falsas testemunhas de Deus, porque temos asseverado contra Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual ele não ressuscitou, se é certo que os mortos não ressuscitam. 16 Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. 17 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. 18 E ainda mais: os que dormiram em Cristo pereceram. 19 Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.

Paulo foi claro: nossa ressurreição está ligada à ressurreição de Cristo. E, se os mortos não ressuscitam, significa que Cristo não ressuscitou, e se Cristo não ressuscitou, o que ocorre? “É vã a fé que vocês têm, e vocês ainda permanecem nos seus pecados”. Em outras palavras, quando morremos, permanecemos mortos para sempre, e, portanto, tudo isso é sem sentido. Paulo afirmou em 1 Coríntios 15:32 “Se os mortos não ressuscitam, comamos e bebamos, porque amanhã morreremos”.

““Os dias da nossa vida sobem a setenta anos ou, em havendo vigor, a oitenta” (Sl 90:10). Se tudo der certo, se não fumarmos nem comermos muitos hambúrgueres, podemos viver alguns anos a mais. No entanto, se nossa existência como protoplasma à base de carbono é tudo o que existe, estamos em uma situação bem difícil. Não é de admirar que Ellen G. White tenha escrito: “O Céu vale tudo para nós, e se o perdermos, tudo perderemos” (Filhos e Filhas de Deus [MM 1956/2005], p. 349).”

Nossa esperança é preciosa. Por que devemos preservá-la, pela graça de Deus?

Domingo, 13 de novembro de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Vida, morte e eternidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 510, out. nov. dez. 2022. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A esperança do Novo Testamento

Lições da Bíblia1

“O testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está no Seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida” (1Jo 5: 11, 12).

Embora escrevessem em grego, todos os escritores do NT (com exceção de Lucas) eram judeus e, é claro, abordavam a natureza do ser humano a partir da perspectiva hebraica integral, e não de acordo com a visão grega pagã.

Assim, para Cristo e os apóstolos, a esperança cristã não era nova, mas o desdobramento da antiga esperança alimentada pelos patriarcas e profetas. Por exemplo, Cristo mencionou que Abraão previu o Seu dia e se alegrou (Jo 8:56). Judas afirmou que Enoque profetizou sobre a segunda vinda de Jesus (Jd 14, 15). O livro de Hebreus fala que os heróis da fé esperavam uma recompensa celestial que não receberiam até que recebêssemos a nossa (Hb 11:39, 40). Essa declaração não teria sentido se a alma deles já estivesse com o Senhor no Céu.

Ao enfatizar que somente aqueles que estão em Cristo têm a vida eterna (1Jo 5:11, 12), João refutava a teoria da imortalidade natural da alma. Verdadeiramente, não há vida eterna à parte de um relacionamento salvífico com Cristo. Portanto, a esperança do NT é centralizada em Cristo, sendo a única esperança de que esta existência mortal um dia se tornará imortal.

Sábado, 12 de novembro de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Vida, morte e eternidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 510, out. nov. dez. 2022. Adulto, Professor. 

Esperando no crisol – Estudo adicional

Lições da Bíblia1

Textos de Ellen G. White: Patriarcas e Profetas, p. 566-569 [637-642] (“A unção de Davi”). O plano de Deus para nós talvez exija um tempo de espera, e isso pode parecer um crisol. Podemos aprender a ser pacientes nesse período se voltarmos nossa atenção a Deus e crermos que Ele atua por nós. Há muitos motivos para esperar, mas todos têm a ver com o cumprimento dos planos de Deus para nós e Seu reino. Perdemos muito se nos adiantamos a Deus, mas ganhamos muito confiando Nele com gratidão.

O Senhor pesa e mede cada provação.

“Não posso descobrir o propósito de Deus em minha doença, mas Ele sabe o que é melhor, e a Ele confio minha alma, meu corpo e meu espírito, como ao meu fiel Criador. ‘Porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia’ (2Tm 1:12). Se educássemos e treinássemos nosso coração no sentido de ter mais fé, mais amor, maior paciência e mais perfeita confiança em nosso Pai celestial, sei que dia a dia teríamos mais paz e felicidade, ao sofrermos os conflitos desta vida.

“O Senhor não Se agrada de que nos agitemos e nos preocupemos, saindo dos braços de Jesus. Há falta do calmo esperar e vigiar, combina- dos. Julgamos não estar no caminho certo a menos que sintamos isso, e conservamo-nos olhando para dentro de nós, em busca de um sinal apropriado à ocasião; o que conta, porém, não é o sentimento, mas a fé” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 2, p. 242).

Perguntas para consideração

O que significa dizer que Jesus “pesa e mede” cada provação? Saber disso nos ajuda?

Você já esperou com paciência? Como lidou com isso? O que aprendeu?

Como podemos ajudar os que estão no crisol enquanto aguardam o tempo de Deus?

A oração produz paciência? Ore por pessoas que precisam do dom da paciência e peça que o Espírito Santo produza esse fruto no coração delas.

Sexta-feira, 09 de setembro de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Provados pelo fogo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 509, jul. ago. set. 2022. Adulto, Professor. 

Esperança indestrutível – Estudo adicional

Lições da Bíblia1

Leia, de Ellen G. White: Educação, p. 211-216 [301-309] (“A escola do além”); A Ciência do Bom Viver, p. 470, 471 (“Auxílio na vida diária”).

“Todos nós passamos por dias de profunda decepção e extremo desânimo – dias em que só predomina a tristeza, nos quais é difícil crer que Deus ainda seja o bondoso benfeitor de Seus filhos na Terra; dias em que os problemas nos perturbam de tal forma que parece melhor morrer do que continuar vivendo. É nesse momento que muitos perdem sua confiança em Deus e são levados à escravidão da dúvida e ao cativeiro da incredulidade. Se nesses momentos pudéssemos discernir com percepção espiritual o significado das providências de Deus, veríamos anjos procurando nos salvar de nós mesmos, esforçando-se para firmar nossos pés num fundamento mais firme que os montes eternos; e nova fé, nova vida jorrariam para dentro do ser” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 94 [162]).

Perguntas para consideração

“Todos” passam por momentos de “profundo desapontamento e extremo desencorajamento”. Podemos discernir quando as pessoas atravessam momentos assim? Podemos ser agentes de esperança quando experimentamos decepções?

Faz diferença em sua vida manter em mente a realidade da proximidade do Senhor?

Leia partes de Jó 38–41. Que imagens de Deus nos dão esperança e encorajamento? O sábado se encaixa nesse quadro? Isso ajuda a refletir sobre o caráter de Deus?

A esperança que transforma vem do Céu. Por isso, oramos para que a esperança seja introduzida na vida uns dos outros. Ore por aqueles cuja esperança tem vacilado.

Conhece alguém que, no desespero e nas provações, perdeu a esperança e a fé? O que transformou essa pessoa? Como podemos ajudar as pessoas nesses momentos?

Sexta-feira, 12 de agosto de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Provados pelo fogo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 509, jul. ago. set. 2022. Adulto, Professor. 

Esperança indestrutível

Lições da Bíblia1

“Ora, a esperança não nos deixa decepcionados, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi dado” (Rm 5:5)

Quando se está na igreja, cercado de pessoas sorridentes, é fácil falar e cantar sobre esperança. Mas quando nos encontramos dentro do crisol, ter esperança nem sempre parece tão fácil. À medida que as circunstâncias nos pressionam, começamos a questionar tudo, principalmente a sabedoria de Deus.

Em um de seus livros, C. S. Lewis escreveu sobre um leão fictício. Querendo conhecer o animal, alguém pergunta se ele é de confiança. A resposta é que ele é perigosíssimo, “mas acontece que é bom” (O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, São Paulo: Martins Fontes, 2020, p. 82).

Nem sempre entendemos Deus, e muitas vezes Ele parece fazer coisas imprevisíveis. Contudo, isso não significa que Ele esteja contra nós, mas que simplesmente não temos a compreensão de todo o cenário. Lutamos com a ideia de que, para ter paz, confiança e esperança, Deus deve ser compreensível e previsível. Em nosso pensamento, Ele tem que ser “de confiança” e deve agir de acordo com as nossas expectativas. Por isso, muitas vezes ficamos decepcionados.

Resumo da semana: Como nossa compreensão do caráter de Deus nos ajuda a manter a esperança em meio ao crisol?

Sábado, 06 de agosto de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Provados pelo fogo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 509, jul. ago. set. 2022. Adulto, Professor. 

Sobrevivendo pela esperança

Lições da Bíblia1

“Não queremos, irmãos, que vocês fiquem sem saber que tipo de tribulação nos sobreveio na província da Ásia. Foi algo acima das nossas forças, a ponto de perdermos a esperança até da própria vida. De fato, tivemos em nós mesmos a sentença de morte, para que não confiássemos em nós mesmos, e sim no Deus que ressuscita os mortos” (2Co 1:8, 9). Sendo apóstolo de Cristo, Paulo tinha suportado mais aflições do que a maioria das pessoas. Contudo, ele não foi esmagado. Ao contrário, cresceu em louvor a Deus. Considere as dificuldades pelas quais ele passou (2Co 11:23-29; 2Co 1:3-11).

5. Leia 2 Coríntios 1:4. Em que medida o sofrimento pode ser um chamado ao ministério? Como estar mais atentos a essa possibilidade?

2 Coríntios 1:4 (ARA)2: “É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus.

“Deus quer ministrar por nosso intermédio a pessoas que sofrem. Isso significa que Ele pode primeiramente permitir que experimentemos dores para então oferecermos encorajamento, não na teoria, mas a partir da nossa experiência da compaixão e conforto divinos. Esse foi um princípio da vida de Jesus (ver Hb 4:15).

As vívidas descrições de Paulo sobre suas dificuldades não foram escritas para que sintamos pena dele, mas para sabermos que, mesmo quando estivermos no fundo do poço, o Pai pode intervir para levar compaixão e consolo. Podemos até perder a esperança quanto à nossa vida, mas não tenhamos medo, Deus está nos ensinando a depender Dele. Podemos confiar Nele, pois o Senhor “ressuscita os mortos” (2Co 1:9).

Visto que o foco do apóstolo dos gentios continuou sendo proclamar o evangelho, ele sabia que Deus o salvaria também no futuro. A habilidade do apóstolo em permanecer firme tinha como base três coisas mencionadas em 2 Coríntios 1:10, 11. Primeiro, os antecedentes divinos: “o qual nos livrou e ainda livrará de tão grande morte”. Segundo, a determinação de Paulo em se concentrar somente em Deus: “Nele temos esperado que ainda continuará a nos livrar”. Terceiro, a intercessão contínua dos santos: “enquanto vocês nos ajudam com orações”.”

O que você pode aprender com Paulo que pode ajudá-lo a evitar a autopiedade em meio a suas próprias lutas?

Quarta-feira, 27 de julho de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Provados pelo fogo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 509, jul. ago. set. 2022. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Esperança Além da Crise

A CERTEZA DE UMA VIDA MELHOR

Nas páginas deste livro, você encontrará clareza para a mente e paz para o coração. Elas revelarão a rota para um abrigo seguro. A cada capítulo você será exposto ao brilho de um novo dia, que dissipará as trevas e iluminará sua vida. Não se esqueça: existe esperança além da crise.

Baixe gratuitamente

Baixe gratuitamente