Imagens de esperança

Lições da Bíblia

6. Leia os textos abaixo. Que esperança cada um deles nos revela?

Gn 3:15 – “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.2

Gn 22:8 – “Respondeu Abraão: Deus proverá para si, meu filho, o cordeiro para o holocausto; e seguiam ambos juntos.2

Lv 17:11 – “Porque a vida da carne está no sangue. Eu vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação em virtude da vida.2

Jo 1:29 – “No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!2

Gl 2:16 – “sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado.2

Fm 1:6 – “para que a comunhão da tua fé se torne eficiente no pleno conhecimento de todo bem que há em nós, para com Cristo.2

1Co 10:13 – “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.2

Dn 7:22 – “até que veio o Ancião de Dias e fez justiça aos santos do Altíssimo; e veio o tempo em que os santos possuíram o reino.2

Dn 12:1, 2 – “1 Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro. 2 Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno.2

Mt 24:27 – “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vinda do Filho do Homem.2

Dn 2:44 – “Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre,2

“Siga o desenvolvimento do raciocínio apresentado nesses textos. Juntos, o que eles nos dizem sobre a esperança que temos em Jesus?”1

Quinta-feira, 24 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Esperança antes da criação do mundo

Lições da Bíblia

“Quem dentre nós, tendo passado por tudo o que Jó passou, poderia fazer uma declaração de esperança tão poderosa? As palavras de Jó são um testemunho eterno da realidade da sua vida de fé e obediência.”1

“Jó tinha esperança porque servia ao Deus da esperança. Apesar de todas as sórdidas histórias da pecaminosidade humana desde a queda de Adão e Eva no Éden (Gn 3) até a queda de Babilônia no fim dos tempos (Ap 14:8), a Bíblia é um livro repleto de esperança e da visão de algo que vai além do que este mundo oferece.”1

“‘O mundo foi confiado a Cristo, e por Seu intermédio tem vindo toda bênção de Deus à humanidade caída. Era o Redentor, tanto antes como depois da encarnação. Assim que houve o pecado, existiu um Salvador’ (O Desejado de Todas as Nações, p. 210). E quem é o Salvador senão a grande Fonte da nossa esperança?”1

“5. Como a maravilhosa esperança expressa na declaração de Ellen G. White, acima, é confirmada pelos textos a seguir? Ef 1:4; Tt 1:2; 2Tm 1:8, 9; 1Pe 1:18-20.Complete as lacunas de acordo com o conteúdo dos textos:”1

assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor” (Efésios 1:4 ARA)2. “na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos” (Tito 1:2 ARA)2. “8 Não te envergonhes, portanto, do testemunho de nosso Senhor, nem do seu encarcerado, que sou eu; pelo contrário, participa comigo dos sofrimentos, a favor do evangelho, segundo o poder de Deus, 9 que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos,” (2 Timóteo 1:8, 9 ARA). “18 sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, 19 mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, 20 conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós” (1 Pedro 1:18-20 ARA).

“Esses textos nos revelam que Deus nos deu Sua graça antes da fundação do mundo. Portanto, havia salvação desde os tempos eternos.”1

“Esses textos ensinam a maravilhosa verdade de que Deus, em Sua presciência, sabia antes da criação do mundo que a humanidade cairia em pecado. No original grego, 2 Timóteo 1:9 diz que fomos chamados por uma graça dada a nós, em Cristo Jesus, ‘antes dos tempos eternos’. Essa graça nos é concedida ‘não em virtude das nossas obras’ (como poderia ter sido em razão de ‘nossas obras’ se nós ainda nem existíamos?), mas por meio de Jesus. Antes mesmo de existirmos, Deus elaborou um plano que oferecia à humanidade a esperança da vida eterna. A esperança não surgiu depois que tivemos necessidade dela; em vez disso, ela já existia e estava lá, pronta para nós quando de fato precisamos dela.”1

“Como cristãos, temos muito pelo que esperar e em que esperar. Existimos em um Universo criado pelo Deus que nos ama (Jo 3:16), nos redimiu (Tt 2:14), ouve as nossas orações (Mt 6:6), intercede por nós (Hb 7:25), jamais nos abandonará (Hb 13:5), nos ressuscitará da morte (Is 26:19) e nos dará a vida eterna com Ele (Jo 14:2, 3).”1

“‘Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?’ (Rm 8:31). Como você pode fazer desta a sua esperança mesmo em meio às lutas que esteja enfrentando?”1

Quarta-feira, 23 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Declarações de esperança

Lições da Bíblia

“3. ‘Também Ele será a minha salvação; porém o hipócrita não virá perante Ele’ (Jó 13:16, ACF). Esse verso vem logo depois daquele que lemos ontem. Como ele confirma ainda mais a ideia de que, apesar de tudo, Jó tinha esperança, e de que sua esperança estava em Deus?”1

Jó tinha esperança em Deus, mesmo que tivesse que morrer, porque acreditava que Deus tinha a vida eterna para lhe oferecer, além da morte.1

“Que frase interessante para dar sequência ao que fora dito antes! Mesmo que Jó tivesse que morrer, mesmo que Deus o matasse, Jó ainda confiaria em Deus para a salvação. Embora, de um lado, seja um estranho contraste, por outro, essa declaração faz todo sentido. Afinal de contas, o que é a salvação senão a libertação da morte? E a morte, pelo menos para os salvos, nada mais é do que um breve momento de descanso, um instante de sono, seguido da ressurreição para a vida eterna. Não tem sido a ressurreição a grande esperança de todo o povo de Deus ao longo dos milênios? Essa também era a esperança de Jó.”1

“4. Leia 1 Coríntios 15:11-20. Qual é a esperança apresentada nessa passagem? Sem ela, por que não teríamos nenhuma esperança? Assinale a alternativa correta:”1

“11 Portanto, seja eu ou sejam eles, assim pregamos e assim crestes. 12 Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? 13 E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. 14 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé; 15 e somos tidos por falsas testemunhas de Deus, porque temos asseverado contra Deus que ele ressuscitou a Cristo, ao qual ele não ressuscitou, se é certo que os mortos não ressuscitam. 16 Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. 17 E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. 18 E ainda mais: os que dormiram em Cristo pereceram. 19 Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens. 20 Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.” (1 Coríntios 15:11-20 ARA)2.

A. (   ) A esperança apenas para esta vida.

B. (   ) A esperança da ressurreição.

C. (   ) A esperança de que ninguém será condenado no juízo final.

D. (   ) A esperança de dias melhores na Terra e vida eterna para os que não se arrependerem.

Resposta: Alternativa B

“Além disso, após essa forte declaração de fé na salvação, Jó disse que o ‘hipócrita [hanef] não virá perante Ele’. A raiz de hanefsignifica ‘profano’ ou ‘ímpio’, uma palavra com conotações muito negativas no hebraico. Jó sabia que sua salvação devia ser encontrada apenas em Deus, somente em uma vida submissa em fiel obediência a Ele. É por isso que o homem mau e ímpio, o hanef, não tinha essa esperança. Muito provavelmente Jó estivesse expressando o que ele entendia como sua ‘certeza de salvação’. Embora ele oferecesse fielmente sacrifícios de animais pelo pecado, não sabemos o nível de sua compreensão a respeito do significado deles. Antes da cruz, a maioria dos fiéis seguidores do Senhor, tais como Jó, certamente não tinha uma compreensão plena da salvação como passamos a ter após a cruz. Entretanto, Jó conhecia o bastante para saber que sua esperança de salvação seria encontrada somente no Senhor, e que aqueles sacrifícios eram uma expressão de como essa salvação deveria ser encontrada.”1

Terça-feira, 22 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

“Ainda que Ele me mate”

Lições da Bíblia

“No começo deste trimestre, fomos direto para o fim do livro de Jó e vimos como as coisas acabaram bem para ele. Vimos que, mesmo em meio ao seu terrível sofrimento, Jó tinha realmente uma esperança. Na verdade, vivendo nestes dias e conhecendo toda a Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, podemos perceber que Jó tinha muito mais a esperar do que ele sequer podia imaginar naquela época.”1

“Porém, quando seus filhos morreram, quando sua propriedade foi tomada e sua saúde foi arruinada, Jó não teve a vantagem de saber como as coisas terminariam. Em vez disso, sabia que a vida, de repente, havia se tornado horrível.”1

“Entretanto, mesmo em meio aos seus amargos lamentos, Jó ainda expressava esperança, e essa esperança estava em Deus – o mesmo Deus que, aos seus olhos, estava lidando de maneira muito injusta com ele.”1

“2. Leia Jó 13:15. Que esperança é apresentada nesse verso? O que Jó estava dizendo? Assinale V para verdadeiro ou F para falso:”1

Embora ele me mate, ainda assim esperarei nele; certo é que defenderei [26]os meus caminhos diante dele.” (Jó 13:15 NVI)2.

(   ) Mesmo em face da morte, sua confiança em Deus não seria abalada.

(   ) Jó acreditava que seu sofrimento estivesse chegando ao fim porque Deus o mataria.

(   ) Se Deus não o livrasse da morte, Jó abandonaria sua fé.

Resposta: V; F; F.

“‘Ainda que Ele me mate, nEle esperarei.’ Que poderosa declaração de fé! Com tudo o que lhe havia acontecido, Jó sabia que muito possivelmente a última coisa, a única que ainda não lhe tinha ocorrido, a morte, poderia acontecer – e Deus também poderia causá-la. No entanto, mesmo que isso acontecesse, Jó morreria confiando no Senhor de toda maneira.”1

“As riquezas da graça de Cristo devem ser conservadas diante da mente. Entesoure as lições providas por Seu amor. Que sua fé seja como a de Jó, de maneira que você possa declarar: ‘Ainda que Ele me mate, nEle esperarei.’ Apodere-se das promessas de seu Pai celestial, e lembre-se da maneira pela qual Ele tratou você e Seus servos no passado, pois ‘todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus’ (Rm 8:28, ARC; Ellen G. White, Para Conhecê-Lo, p. 254).”1

“De uma perspectiva puramente humana, Jó não tinha razão para ter esperança. Mas ele não estava olhando a partir de uma perspectiva humana. Se tivesse feito isso, que esperança poderia ter? Em vez disso, quando Jó fez essa maravilhosa declaração de fé e esperança, ele o fez no contexto de Deus e de sua confiança nEle.”1

“Como Jó conseguiu manter sua fé em Deus em meio a tudo o que lhe acontecera? Leia Jó 1:1 [‘Na terra de Uz vivia um homem chama­do Jó. Era homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava fazer o mal.2] e Tiago 2:20-22 [‘20 Insensato! Quer certificar-se de que a fé sem obras é inútil[5]? 21 Não foi Abraão, nosso antepassado, justificado por obras, quando ofereceu seu filho Isaque sobre o altar? 22 Você pode ver que tanto a fé como as obras estavam atuando juntas, e a fé foi aperfeiçoada pelas obras.2]. Como esses textos ajudam a responder a essa pergunta? Qual é a importância da fidelidade e da obediência em nossa vida cristã? (Veja a lição 13).”1

Segunda-feira, 21 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BÍBLIA. Português. Biblia Sagrada: nova versao internacinoal, NVI. São Paulo, SP: Sociedade Biblica Internacional, 2003.

Declarações de esperança

Lições da Bíblia

Introdução ao tema da Lição desta semana e comentários do autor

Também Ele será a minha salvação; porém o hipócrita não virá perante Ele(Jó 13:16, ACF).1

“Oensaísta britânico William Hazlitt escreveu: ‘O homem é o único animal que ri e chora, pois ele é o único animal surpreendido pela diferença entre o que as coisas são e o que elas deveriam ser.’”1

“Certamente, as coisas não são o que deveriam ser. Porém, para o cristão que vive com a promessa da segunda vinda de Jesus, há esperança: A grande esperança do que as coisas se tornarão (2Pe 3:13). Elas se tornarão uma realidade tão maravilhosa que nós, com mentes obscurecidas pelo pecado (1Co 13:12), mal podemos imaginar. Essa é uma esperança que a mente secular, em toda a sua estreiteza e pobreza de espírito, perdeu há muito tempo.”1

“Nesta semana, ao continuar estudando a questão do sofrimento no livro de Jó, descobriremos que, mesmo em meio à injusta calamidade que lhe sobreveio, que não fazia sentido algum e que não era justificada, Jó ainda foi capaz de proferir palavras de esperança. Qual era essa esperança? O que ela nos diz que nós também podemos esperar?”1

Sábado, 19 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

Palavras de desafio

Lições da Bíblia

“‘Ezequias era o rei de Judá quando a nova superpotência, a Assíria, conquistou Israel, o reino do norte, e espalhou seus habitantes por toda a Mesopotâmia (2Rs 18:9-12). ‘Aquilo que [Deus] não mais podia fazer por intermédio deles na terra de seus pais, procuraria realizar espalhando-os entre os pagãos. Seu plano para a salvação de todo aquele que escolhesse se beneficiar do perdão mediante o Salvador da humanidade ainda devia ser cumprido. E nas aflições levadas a Israel, Ele estava preparando o caminho para que Sua glória fosse revelada às nações da Terra’ (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 292).”1

“Alguns anos mais tarde, o rei assírio Senaqueribe voltou sua atenção para Judá, conquistou todas as suas cidades fortificadas e impôs um pesado tributo (2Rs 18:13-15). Embora Ezequias tivesse esvaziado os tesouros do templo e do palácio, o rei assírio não ficou satisfeito e enviou oficiais para negociar a rendição de Jerusalém.”1

“Os assírios, então, zombaram do povo dizendo que, uma vez que os deuses das nações ao redor não as tinham salvado da Assíria, o que fazia os judeus pensarem que seu Deus Se sairia melhor? (Ver 2Rs 18:28-30, 33-35.)”1

“Ezequias, então, fez a única coisa que lhe era possível fazer: orou (2Rs 19:15-19). Antes, Deus já havia usado Isaías para encorajar Ezequias (2Rs 19:6), e agora Ele enviou o profeta novamente ao rei.”1

“3. Leia 2 Reis 19:21-34, especialmente os versos 21 e 22. Qual é a mensagem de Deus para Seu povo em meio à terrível crise?”1 “21 e esta é a palavra que o SENHOR falou a respeito dele: A virgem, filha de Sião, te despreza e zomba de ti; a filha de Jerusalém meneia a cabeça por detrás de ti. 22 A quem afrontaste e de quem blasfemaste? E contra quem alçaste a voz e arrogantemente ergueste os olhos? Contra o Santo de Israel. 23 Por meio dos teus mensageiros, afrontaste o SENHOR e disseste: Com a multidão dos meus carros subi ao cimo dos montes, ao mais interior do Líbano; deitarei abaixo os seus altos cedros e seus ciprestes escolhidos, chegarei a suas pousadas extremas, ao seu denso e fértil pomar. 24 Eu mesmo cavei, e bebi as águas de estrangeiros, e com as plantas de meus pés sequei todos os rios do Egito. 25 Acaso, não ouviste que já há muito dispus eu estas coisas, já desde os dias remotos o tinha planejado? Agora, porém, as faço executar e eu quis que tu reduzisses a montões de ruínas as cidades fortificadas. 26 Por isso, os seus moradores, debilitados, andaram cheios de temor e envergonhados; tornaram-se como a erva do campo, e a erva verde, e o capim dos telhados, e o cereal queimado antes de amadurecer. 27 Mas eu conheço o teu assentar, e o teu sair, e o teu entrar, e o teu furor contra mim. 28 Por causa do teu furor contra mim e porque a tua arrogância subiu até aos meus ouvidos, eis que porei o meu anzol no teu nariz e o meu freio na tua boca e te farei voltar pelo caminho por onde vieste. 29 Isto te será por sinal: este ano, se comerá o que espontaneamente nascer e, no segundo ano, o que daí proceder; no terceiro ano, porém, semeai, e colhei, e plantai vinhas, e comei os seus frutos. 30 O que escapou da casa de Judá e ficou de resto tornará a lançar raízes para baixo e dará fruto por cima; 31 porque de Jerusalém sairá o restante, e do monte Sião, o que escapou. O zelo do SENHOR fará isto. 32 Pelo que assim diz o SENHOR acerca do rei da Assíria: Não entrará nesta cidade, nem lançará nela flecha alguma, não virá perante ela com escudo, nem há de levantar tranqueiras contra ela. 33 Pelo caminho por onde vier, por esse voltará; mas, nesta cidade, não entrará, diz o SENHOR. 34 Porque eu defenderei esta cidade, para a livrar, por amor de mim e por amor de meu servo Davi.” (2 Reis 19:21-34 ARA)2. “Israel devia confiar no Senhor, porque Ele defenderia Seu povo e lhe daria a vitória sobre seus inimigos.”1

“O resultado de tudo isso foi visto quando o imenso exército assírio se acampou ao redor dos muros de Jerusalém. Os assustados habitantes da cidade sitiada, ao se levantarem certa manhã, não viram os atos finais de um exército conquistador que estava prestes a vencer as defesas da cidade, mas souberam que milhares de soldados foram espalhados pelo chão, numa quietude mortal, até onde a vista podia alcançar (2Rs 19:35). O infeliz rei assírio voltou para casa, onde encontrou seu fim nas mãos de dois de seus próprios filhos (2Rs 19:36, 37).”1

“Como aprender a confiar no Senhor em meio às situações desanimadoras e aparentemente impossíveis? Por que sempre precisamos olhar para o quadro mais amplo, especialmente quando as coisas não parecem tão positivas?”1

Terça-feira, 26 e janeiro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se pref//8ça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Esperança: ser firme e inabalável

Lições da Bíblia.

“4. Leia os textos abaixo. O que há em comum entre eles? A que os cristãos devem se apegar?” “Cristo, porém, como Filho, em sua casa; a qual casa somos nós, se guardarmos firme, até ao fim, a ousadia e a exultação da esperança. (Hebreus 3:6 RA); “Porque nos temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme, até ao fim, a confiança que, desde o princípio, tivemos.” (Hebreus 3:14 RA); “Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão.” (Hebreus 4:14 RA); “para que, mediante duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, forte alento tenhamos nós que já corremos para o refúgio, a fim de lançar mão da esperança proposta;” (Hebreus 6:18 RA); Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.” (Hebreus 10:23 RA). “Todos esses textos falam sobre nossa necessidade de estar firmes e nos apegarmos à esperança oferecida por Cristo. É necessário perseverar na fé, na confiança e manter nossa crença.”

“Além de ter certeza da salvação, é importante perseverar e manter a esperança que nos é oferecida. Em Hebreus, apegar-se (‘guardar firme’) é um apelo solene. Tem-se a impressão de que alguns cristãos estavam se afastando da fé e da esperança cristã. O apóstolo precisou encorajá-los a não desistir. O texto expressa de modo muito semelhante as coisas que valem a pena ser mantidas: esperança, confiança, certeza e confissão. Em um sentido objetivo, todos esses termos se referem à crença cristã. Podemos fazer essas coisas porque nossa esperança não está em nós mesmos, mas em Jesus e no que Ele fez por nós. No momento em que nos esquecermos dessa verdade fundamental, certamente perderemos a confiança.”

“Estes textos nos desafiam a ser firmes desde o ‘princípio’ (Hb 3:14) ‘até ao fim’ (Hb 3:6, 14; 6:11). Fazer isso ‘sem vacilar’ (Hb 10:23) é uma indicação de fé imutável e inabalável. Sejam quais forem as circunstâncias, nossa esperança permanece a mesma, nosso compromisso com Deus não muda, porque podemos crer que Ele é fiel e fará o que prometeu.”

“Não há dúvida de que Deus é fiel à Sua Palavra. Ele cumpriu a promessa que tinha feito a Abraão e Sara (Rm 4:19-21); cumpriu a promessa da primeira vinda de Cristo (Gl 3:19) e cumprirá a promessa de Sua segunda vinda (Hb 12:26). No entanto, a última promessa de Deus é a vida eterna, a qual Ele prometeu mesmo antes do princípio do tempo (Tt 1:2; 1Jo 2:25).”

“A fidelidade de Deus é imutável. Mesmo que sejamos ‘infiéis, Ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-Se a Si mesmo’ (2Tm 2:13). Nossa infidelidade ou descrença não mudará a intenção divina para conosco. Suas promessas não são abaladas pelas nossas falhas morais. As promessas ainda estarão disponíveis para nós, porque fidelidade é parte da natureza divina.”

“É muito fácil ficar desanimado por causa dos nossos pecados. Como podemos vencer esses pecados e, ao mesmo tempo, não desistir da fé quando erramos? Por que devemos nos apegar a essas promessas, especialmente quando falhamos?”

Quarta-feira, 25 de dezembro de 2013. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES, veja sua versão original no site da Casa Publicadora Brasileira (CPB).