Apostasia e punição

Lições da Bíblia1

“Tudo o que o Senhor falou faremos” (Êx 19:8; 24:3; 24:7). Embora, sem dúvida, era isso mesmo que o povo queria dizer, a história sagrada mostra que, infelizmente, suas ações, vez após vez, contradisseram suas palavras. Eram o povo escolhido, fizeram aliança com o Senhor, mas não cumpriram sua parte no acordo.

6. Qual foi o componente crucial para Israel em relação à aliança com Deus? Êx 19:4, 5

Êx 19:4, 5 (ARA)2: “4 Tendes visto o que fiz aos egípcios, como vos levei sobre asas de águia e vos cheguei a mim. 5 Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então, sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos; porque toda a terra é minha;”

O chamado para obedecer a Deus, guardar Sua lei, não era legalismo naquele tempo tanto quanto não o é agora (ver Mt 7:24-27 [“24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; 25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. 26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; 27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.”]; Jo 14:15 [“Se me amais, guardareis os meus mandamentos.”]; Tg 2:20 [“Queres, pois, ficar certo, ó homem insensato, de que a fé sem as obras é inoperante?”]; Rm 6:11, 12 [“11 Assim também vós considerai-vos mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. 12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, de maneira que obedeçais às suas paixões;”]), e ainda assim repetidamente os filhos de Israel falharam em cumprir sua parte. De fato, logo no início, mesmo com a visão do próprio Monte Sinai, eles caíram em apostasia total (ver Êx 32:1-6 [“1 Mas, vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão e lhe disse: Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós; pois, quanto a este Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe terá sucedido. 2 Disse-lhes Arão: Tirai as argolas de ouro das orelhas de vossas mulheres, vossos filhos e vossas filhas e trazei-mas. 3 Então, todo o povo tirou das orelhas as argolas e as trouxe a Arão. 4 Este, recebendo-as das suas mãos, trabalhou o ouro com buril e fez dele um bezerro fundido. Então, disseram: São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito. 5 Arão, vendo isso, edificou um altar diante dele e, apregoando, disse: Amanhã, será festa ao Senhor. 6 No dia seguinte, madrugaram, e ofereceram holocaustos, e trouxeram ofertas pacíficas; e o povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se”]). Infelizmente, a infidelidade parecia ser mais a norma do que a exceção e, portanto, em vez de entrarem logo na terra prometida, vagaram pelo deserto por 40 anos.

7. Leia Números 14:28-35. Qual foi a punição imposta à nação por sua recusa em confiar no que o Senhor lhe disse que fizesse?

Números 14:28-35 (ARA)2: “28 Dize-lhes: Por minha vida, diz o Senhor, que, como falastes aos meus ouvidos, assim farei a vós outros. 29 Neste deserto, cairá o vosso cadáver, como também todos os que de vós foram contados segundo o censo, de vinte anos para cima, os que dentre vós contra mim murmurastes; 30 não entrareis na terra a respeito da qual jurei que vos faria habitar nela, salvo Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num. 31 Mas os vossos filhos, de que dizeis: Por presa serão, farei entrar nela; e eles conhecerão a terra que vós desprezastes. 32 Porém, quanto a vós outros, o vosso cadáver cairá neste deserto. 33 Vossos filhos serão pastores neste deserto quarenta anos e levarão sobre si as vossas infidelidades, até que o vosso cadáver se consuma neste deserto. 34 Segundo o número dos dias em que espiastes a terra, quarenta dias, cada dia representando um ano, levareis sobre vós as vossas iniquidades quarenta anos e tereis experiência do meu desagrado. 35 Eu, o Senhor, falei; assim farei a toda esta má congregação, que se levantou contra mim; neste deserto, se consumirão e aí falecerão.

Muitas vezes a desobediência resulta não apenas de franca rebelião (embora isso aconteça), mas também de deixar de confiar no que Deus diz. O que tornou o pecado desses homens ainda mais hediondo para Israel foi o fato de que todos eles tinham testemunhado a ação divina: “Viram a Minha glória e os prodígios que fiz no Egito e no deserto, e mesmo assim Me puseram à prova já dez vezes e não obedeceram à Minha voz” (Nm 14:22). Apesar de tudo o que viram e experimentaram, ainda se recusavam a obedecer ao Senhor e a tomar a terra, apesar das promessas divinas de que teriam sucesso (Nm 13, 14).

Pense no que foi dito acima: que muitas vezes a desobediência vem da falta de confiança no que Deus nos diz. Por que isso acontece e como podemos, de fato, aprender a confiar mais em Deus?

Quinta-feira, 30 de setembro de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A verdade presente em Deuteronômio. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 506, out. nov. dez. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Consequências previstas (Is 7:17-25)

Lições da Bíblia1

3. Leia Isaías 7:17-25. O que o Senhor disse que aconteceria com a terra? Por que não devemos nos surpreender com esse resultado?

Isaías 7:17-25 (ARA)2: “17 Mas o Senhor fará vir sobre ti, sobre o teu povo e sobre a casa de teu pai, por intermédio do rei da Assíria, dias tais, quais nunca vieram, desde o dia em que Efraim se separou de Judá. 18 Porque há de acontecer que, naquele dia, assobiará o Senhor às moscas que há no extremo dos rios do Egito e às abelhas que andam na terra da Assíria; 19 elas virão e pousarão todas nos vales profundos, nas fendas das rochas, em todos os espinhos e em todos os pastios. 20 Naquele dia, rapar-te-á o Senhor com uma navalha alugada doutro lado do rio, a saber, por meio do rei da Assíria, a cabeça e os cabelos das vergonhas e tirará também a barba. 21 Naquele dia, sucederá que um homem manterá apenas uma vaca nova e duas ovelhas, 22 e será tal a abundância de leite que elas lhe darão, que comerá manteiga; manteiga e mel comerá todo o restante no meio da terra. 23 Também, naquele dia, todo lugar em que houver mil vides, do valor de mil siclos de prata, será para espinheiros e abrolhos. 24 Com flechas e arco se entrará aí, porque os espinheiros e abrolhos cobrirão toda a terra. 25 Quanto a todos os montes, que os homens costumam sachar, para ali não irás por temeres os espinhos e abrolhos; serão para pasto de bois e para serem pisados de ovelhas.

“Convite sobre convite foi enviado ao rebelde Israel para que retornasse à submissão a Jeová. As súplicas dos profetas eram cheias de amor; e quando as apresentavam diante do povo, exortando fervorosamente ao arrependimento e à reforma, suas palavras produziam fruto para a glória de Deus” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 325).

Portanto, para o medroso e incrédulo Acaz, a boa notícia da parte de Deus era que a Síria e Israel seriam exterminados. A má notícia era que a Assíria, o aliado e “amigo” que o rei Acaz havia escolhido para ajudá-lo, acabaria sendo um inimigo muito mais perigoso do que a Síria e Israel tinham sido. Ao recusar a libertação oferecida gratuitamente por Deus, Acaz garantiu a derrota. Se ele pensava que seu mundo estivesse desmoronando naquele momento, as coisas piorariam ainda mais!

“Melhor é buscar refúgio no Senhor do que confiar em príncipes” (Sl 118:9). Como Acaz podia acreditar que Tiglate-Pileser III ficaria satisfeito em tomar as províncias no norte e respeitaria Judá? Os escritos assírios, tais como os anais dos próprios reis assírios, testificam que o desejo deles por poder era insaciável.

4. Leia 2 Reis 16:10-18 e 2 Crônicas 28:20-25. O que Acaz fez no templo de Deus? Por que ele agiu assim? Por que não devemos nos surpreender com essas ações? Que princípio espiritual se revela aqui?

2 Reis 16:10-18 (ARA)2: “10 Então, o rei Acaz foi a Damasco, a encontrar-se com Tiglate-Pileser, rei da Assíria; e, vendo ali um altar, enviou dele ao sacerdote Urias a planta e o modelo, segundo toda a sua obra. 11 Urias, o sacerdote, edificou um altar segundo tudo o que o rei Acaz tinha ordenado de Damasco; assim o fez o sacerdote Urias, antes que o rei Acaz viesse de Damasco. 12 Vindo, pois, de Damasco o rei, viu o altar, chegou-se a ele e nele sacrificou. 13 Queimou o seu holocausto e a sua oferta de manjares, derramou a sua libação e aspergiu o sangue das suas ofertas pacíficas naquele altar. 14 Porém o altar de bronze, que estava perante o Senhor, tirou ele de diante da casa, de entre o seu altar e a Casa do Senhor e o pôs ao lado do seu altar, do lado norte. 15 Ordenou também o rei Acaz ao sacerdote Urias, dizendo: Queima, no grande altar, o holocausto da manhã, como também a oferta de manjares da tarde, e o holocausto do rei, e a sua oferta de manjares, e o holocausto de todo o povo da terra, e a sua oferta de manjares, e as suas libações; todo sangue dos holocaustos e todo sangue dos sacrifícios aspergirás nele; porém o altar de bronze ficará para a minha deliberação posterior. 16 Fez Urias, o sacerdote, segundo tudo quanto o rei Acaz lhe ordenara. 17 O rei Acaz cortou os painéis dos suportes, e de cima deles tomou a pia, e o mar, tirou-o de sobre os bois de bronze, que estavam debaixo dele, e o pôs sobre um pavimento de pedra. 18 Também o passadiço coberto para uso no sábado, que edificaram na casa, e a entrada real pelo lado de fora retirou da Casa do Senhor, por causa do rei da Assíria.”

2 Crônicas 28:20-25 (ARA)2: 20 Veio a ele Tiglate-Pileser, rei da Assíria; porém o pôs em aperto, em vez de fortalecê-lo. 21 Porque Acaz tomou despojos da Casa do Senhor, da casa do rei e da dos príncipes e os deu ao rei da Assíria; porém isso não o ajudou. 22 No tempo da sua angústia, cometeu ainda maiores transgressões contra o Senhor; ele mesmo, o rei Acaz. 23 Pois ofereceu sacrifícios aos deuses de Damasco, que o feriram, e disse: Visto que os deuses dos reis da Síria os ajudam, eu lhes oferecerei sacrifícios para que me ajudem a mim. Porém eles foram a sua ruína e a de todo o Israel. 24 Ajuntou Acaz os utensílios da Casa de Deus, fê-los em pedaços e fechou as portas da Casa do Senhor; e fez para si altares em todos os cantos de Jerusalém. 25 Também, em cada cidade de Judá, fez altos para queimar incenso a outros deuses; assim, provocou à ira o Senhor, Deus de seus pais.

O texto de 2 Crônicas 28:20-23 resume poderosamente o resultado da atitude de Acaz, que deixou de confiar no Senhor e pediu ajuda à Assíria.

Nossa tendência natural é confiar no que podemos ver, sentir, provar, tocar – isto é, nas coisas deste mundo. No entanto, como sabemos, essas coisas perecem. O que o texto de 2 Coríntios 4:18 nos revela? Essa mensagem faz diferença em nossa vida? Como aplicá-la?

Segunda-feira, 18 de janeiro de 2021. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Isaías: Consolo para o povo de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 503, jan. fev. mar. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Apostasia do povo – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Texto de Ellen G. White: Caminho a Cristo, p. 115-126 (“Regozijo no Senhor”).

“Sendo-lhes apresentadas as leis e ameaças de Deus, e os terríveis juízos que visitaram Israel no passado por causa desse mesmo pecado, sua consciência foi despertada, e teve início uma obra de reforma que desviou a ira ameaçadora de Deus e recebeu Sua aprovação e bênção.

“Houve alguns no sagrado ofício que pleitearam por suas esposas pagãs, declarando que não poderiam separar-se delas. Mas nenhuma distinção foi feita; nenhuma consideração foi mostrada por classe ou categoria. Entre os sacerdotes ou chefes, quem quer que recusasse cortar sua relação com idólatras era imediatamente separado do serviço do Senhor. Um neto do sumo sacerdote, havendo se casado com uma filha do famigerado Sambalate, não foi apenas removido do ofício, mas prontamente banido de Israel. ‘Lembra-Te deles, Deus meu’, Neemias orou, ‘pois contaminaram o sacerdócio, como também a aliança sacerdotal e levítica’” (Ne 13:29; Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 673, 674).1

Perguntas para discussão

“1. Com base nessa citação de Ellen G. White, por que Neemias não fez exceção, no caso dos que amavam suas esposas e não desejavam se separar delas? Será que ele não foi muito duro e inflexível? Como a igreja pode exercer disciplina com amor e, ao mesmo tempo, ser coerente com os padrões da verdade?”1

“2. Embora saibamos que não há nada de legalismo em guardar o sábado, assim como não há nada de legalismo em não cobiçar, roubar ou mentir, como podemos ter cuidado para não tornar a guarda do sábado (ou a obediência a qualquer mandamento) uma atitude legalista? Manter sempre na mente o que Cristo fez por nós na cruz seria a proteção mais poderosa contra a armadilha do legalismo?”1

“3. Como se proteger contra os perigos da lenta, mas constante transigência, como a que Neemias enfrentou?”1

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

Apostasia do povo

Lições da Bíblia

“Também mandei aos levitas que se purificassem e viessem guardar as portas, para santificar o dia de sábado. Também nisto, Deus meu, lembra-Te de mim; e perdoa-me segundo a abundância da Tua misericórdia” (Ne 13:22).1

“No intervalo entre os capítulos 12 e 13, Neemias voltou para a Babilônia. Embora não saibamos quanto tempo ele ficou lá, quando retornou a Jerusalém (por volta de 430-425 a.C.), os judeus haviam apostatado da fé. Eles tinham feito uma aliança com Deus quanto a diversos assuntos: primeiramente, não se casar com idólatras; em segundo lugar, observar cuidadosamente o sábado; e, por fim, cuidar do templo e de seus funcionários mediante os dízimos e ofertas (Ne 10). Apesar disso, eles haviam desonrado as três promessas.”1

“Neemias percebeu a negligência na devoção. As pessoas tinham deixado de devolver os dízimos e as ofertas, começaram a usar os aposentos do templo para outros propósitos, deixaram de guardar o sábado apropriadamente e estavam se casando com estrangeiros. E, ainda pior, os líderes escolhidos por Neemias contribuíram para o declínio do relacionamento dos israelitas com Deus! Não é de admirar que Neemias tenha ficado arrasado ao ver o quanto as coisas haviam mudado. No entanto, em vez de aceitar esse fato, mais uma vez, conforme seu caráter exigia, ele agiu em prol da glória de Deus.”1

Sábado, 07 de dezembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

Lutando por seu filho pródigo

Lições da Bíblia

“5. Leia Provérbios 22:6. Qual é a sua compreensão dessa passagem? Isso é uma garantia, uma promessa ou uma probabilidade?”1

Provérbios (22:6 ARA)2:Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.

“Às vezes, como pai ou mãe, você faz tudo o que deve: dedica tempo ensinando a seus filhos as coisas certas, vive de acordo com seu conhecimento de Deus, envia-os a boas escolas, frequenta a igreja regularmente, envolve-se no trabalho missionário com eles – e eles acabam deixando a fé na qual foram criados. A dor é excruciante, e em nenhum momento você deixa de se preocupar com a salvação deles. A causa não é necessariamente culpa do pai ou da mãe. Os filhos têm mente própria e, em última análise, são responsáveis perante Deus por suas ações.”1

“Alguns tomam as palavras ‘ainda quando for velho, não se desviará dele’ como uma promessa, uma garantia de que a paternidade e a maternidade adequadas sempre resultarão na salvação de seus filhos. Mas Provérbios muitas vezes apresenta princípios e nem sempre promessas incondicionais. O quepodemos extrair desse texto é a garantia de que as lições aprendidas na infância durarão por toda a vida. Toda criança chega a uma idade em que aceita a herança de seus pais como sua ou a rejeita. Pais cuidadosos em apresentar a seus filhos a instrução piedosa têm a certeza de que o que ensinaram a seus filhos sempre estará com eles, e se os filhos se afastarem, as sementes que plantaram no coração deles estarão continuamente com eles, chamando-os de volta ao lar. Ser bom pai ou boa mãe é nossa escolha; o que nossos filhos se tornam é escolha deles.”1

“O que os pais devem fazer quando um filho se desvia? Entreguem seus filhos a Deus em fervorosa oração. Se existe alguém que entende sua dor é Deus, cujos filhos, aos bilhões, deram as costas a Ele, o Pai perfeito. Vocês podem sustentar seu filho pródigo com amor e oração e estar prontos para ficar ao lado dele enquanto ele luta com Deus.”1

“Não tenham vergonha de pedir apoio e oração; não se culpem e não se concentrem tanto no filho pródigo a ponto de esquecer o restante da família. Ser pai ou mãe de um filho pródigo pode dividir seu lar; portanto, construam uma frente unificada e estabeleçam limites claros para seu filho. Lembrem-se de que Deus ama seu filho mais do que vocês o amam. Contemplem um futuro melhor e aceitem que seu filho é uma obra de Deus em desenvolvimento.”1

“Nessa situação, é natural se culpar. Mesmo que você tenha cometido erros, por que é melhor se concentrar no futuro e nas promessas de Deus? (Veja Fp 3:13).”1

Filipenses (3:13 ARA)2: “Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão,”

Quinta-feira, 23 de maio de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico. _______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Reto aos seus próprios olhos

Lições da Bíblia

“As histórias do livro de Juízes mostram as diversas consequências negativas da desobediência de Israel à vontade do Senhor. Logo depois de entrar em Canaã, o povo começou a moldar sua vida espiritual de acordo com as falsas religiões dos cananeus que os cercavam – exatamente o que o Senhor lhes havia dito que não fizessem! Infelizmente, esse não era o único problema que enfrentavam.”1

“3. De acordo com Juízes 17:6 e 21:25, que outro problema surgiu entre o povo de Deus?”1

Juízes (17:6 ARA)2: “Naqueles dias, não havia rei em Israel; cada qual fazia o que achava mais reto.

Juízes (21:25 ARA)2: “Naqueles dias, não havia rei em Israel; cada um fazia o que achava mais reto.

“Essa realmente era uma receita para a divisão e desunião do povo de Deus! A unidade da nação devia ser encontrada na leal obediência à aliança que o Senhor tinha feito com ela. Contudo, ao fazerem o que era reto aos seus próprios olhos, especialmente à medida em que eram influenciados pelas nações vizinhas, eles estavam na estrada para o desastre. Todos somos pecadores e, se formos deixados por nossa conta, para seguir as inclinações do nosso coração, nos desviaremos do caminho que Deus nos chama a trilhar.”1

“4. Quais eram as condições espirituais e sociais de Israel no tempo dos juízes? (Jz 2:11-13; 3:5-7).”1

Juízes (21:25 ARA)2: 11 Então, fizeram os filhos de Israel o que era mau perante o SENHOR; pois serviram aos baalins. 12 Deixaram o SENHOR, Deus de seus pais, que os tirara da terra do Egito, e foram-se após outros deuses, dentre os deuses das gentes que havia ao redor deles, e os adoraram, e provocaram o SENHOR à ira. 13 Porquanto deixaram o SENHOR e serviram a Baal e a Astarote.

Juízes (3:5-7 ARA)2: “5 Habitando, pois, os filhos de Israel no meio dos cananeus, dos heteus, e amorreus, e ferezeus, e heveus, e jebuseus, 6 tomaram de suas filhas para si por mulheres e deram as suas próprias aos filhos deles; e rendiam culto a seus deuses. 7 Os filhos de Israel fizeram o que era mau perante o SENHOR e se esqueceram do SENHOR, seu Deus; e renderam culto aos baalins e ao poste-ídolo.

“‘Por intermédio de Moisés, o Senhor havia exposto perante Seu povo os resultados da infidelidade. Recusando-se a guardar Sua aliança, estariam se excluindo da vida de Deus e Sua bênção não podia vir sobre eles. Às vezes essas advertências eram ouvidas, e ricas bênçãos eram concedidas à nação judaica e por meio dela aos povos em redor. Mas na maior parte das vezes em sua história eles se esqueceram de Deus e perderam de vista seu elevado privilégio como povo que O representava. Roubaram-No do serviço que deles requeria, e roubaram o próximo da guia religiosa e santo exemplo. Desejaram apropriar-se do fruto da vinha sobre a qual haviam sido postos como mordomos. Sua avidez e cobiça tornaram-nos desprezíveis aos olhos dos próprios pagãos. Assim deu-se ao mundo gentio a ocasião de interpretar mal o caráter de Deus e as leis de Seu reino’ (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 20, 21).”1

“De que maneira nossas ações como igreja impactam aqueles que nos rodeiam? O que os impressionaria de maneira positiva nos adventistas do sétimo dia?”1

Segunda-feira, 08 de outubro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Unidade em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 494, out. nov. dez. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O cão voltou ao seu próprio vômito

Lições da Bíblia

“4. De acordo com 2 Pedro 2:17-22 e Mateus 12:43-45, quais são os perigos de um cristão convertido retornar ao seu antigo estilo de vida? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

“17 Esses tais são como fonte sem água, como névoas impelidas por temporal. Para eles está reservada a negridão das trevas; 18 porquanto, proferindo palavras jactanciosas de vaidade, engodam com paixões carnais, por suas libertinagens, aqueles que estavam prestes a fugir dos que andam no erro, 19 prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção, pois aquele que é vencido fica escravo do vencedor. 20 Portanto, se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro. 21 Pois melhor lhes fora nunca tivessem conhecido o caminho da justiça do que, após conhecê-lo, volverem para trás, apartando-se do santo mandamento que lhes fora dado. 22 Com eles aconteceu o que diz certo adágio verdadeiro: O cão voltou ao seu próprio vômito; e: A porca lavada voltou a revolver-se no lamaçal.” (2 Pedro 2:17-22 ARA)2. “42 A rainha do Sul se levantará, no Juízo, com esta geração e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis aqui está quem é maior do que Salomão. 43 Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra. 44 Por isso, diz: Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. 45 Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro. Assim também acontecerá a esta geração perversa.” (Mateus 12:42-45 ARA)2.

A. ( ) Ele jamais terá outra chance de voltar para Jesus.
B. ( ) Sua vida pode se tornar pior do que era antes da conversão.
C. ( ) Ele poderá perder a força de vontade para fazer o que é certo.

Resposta sugestiva: F; V; F.

“Pedro estava preocupado principalmente com o destino daqueles que eram atraídos de volta aos seus antigos pecados (2Pe 2:18). Os falsos mestres prometiam liberdade; no entanto, essa liberdade era radicalmente diferente daquela que Jesus havia prometido aos Seus seguidores.”1

“Considere a poderosa advertência de Pedro. Teria sido melhor que aqueles conversos nunca tivessem ‘conhecido o caminho da justiça’ (2Pe 2:21) do que, tendo-o conhecido, voltassem aos seus hábitos anteriores.”1

“Isso não significa que não mais houvesse esperança para eles. Todos conhecemos histórias de pessoas que se afastaram do Senhor e depois retornaram. Sabemos que Deus fica muito feliz quando isso acontece. Ele Se alegra em recebê-las de volta (veja Lc 15:11-32). Essa advertência significa apenas que o afastamento é um caminho muito perigoso e desagradável. A figura de um cão que retorna ao seu próprio vômito é uma expressão muito dura e grosseira para descrever essa situação. No entanto, essa imagem foi o que Pedro apresentou como argumento.”1

“Talvez ele, em 2 Pedro 2:20, tenha ecoado intencionalmente as palavras de Jesus em Mateus 12:45 e Lucas 11:26. Certa vez, Cristo contou uma parábola de um homem que havia sido liberto de um espírito imundo. O espírito, vagueando sem encontrar um lugar próprio para repousar, retornou à sua ‘casa, de onde’ tinha saído (Mt 12:44). Ele a encontrou vazia e em ordem. Então, voltou e trouxe consigo muitos outros espíritos piores do que ele. Como disse Jesus: ‘O último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro’ (Mt 12:45).1

“É real o perigo ilustrado por Cristo e descrito por Pedro. O cristão recém-convertido deve se certificar de que as coisas do Espírito substituam aquelas que costumavam dominar sua vida. Se o envolvimento com as coisas da igreja e o testemunho de sua nova fé não substituírem as atividades seculares anteriores, será muito fácil voltar aos hábitos anteriores.”1

“Como podemos alimentar e discipular de modo mais eficaz os membros da igreja, especialmente os recém-convertidos?”1

Fortaleça sua experiência com Deus. Acesse o site reavivados.org/

Terça-feira, 06 de junho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Samuel

Lições da Bíblia

“O que o início do livro de Samuel tem a ver com o grande conflito? Não há uma ameaça óbvia à ordem criada, e não há grandes exércitos na fronteira. O ataque do mal é mais sutil, mas não menos real.”1

“6. Leia 1 Samuel 2:12-25. Como vemos a lamentável realidade da luta do bem contra o mal nessa passagem?”1 “12 Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial e não se importavam com o SENHOR; 13 pois o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém sacrifício, vinha o moço do sacerdote, estando-se cozendo a carne, com um garfo de três dentes na mão; 14 e metia-o na caldeira, ou na panela, ou no tacho, ou na marmita, e tudo quanto o garfo tirava o sacerdote tomava para si; assim se fazia a todo o Israel que ia ali, a Siló. 15 Também, antes de se queimar a gordura, vinha o moço do sacerdote e dizia ao homem que sacrificava: Dá essa carne para assar ao sacerdote; porque não aceitará de ti carne cozida, senão crua. 16 Se o ofertante lhe respondia: Queime-se primeiro a gordura, e, depois, tomarás quanto quiseres, então, ele lhe dizia: Não, porém hás de ma dar agora; se não, tomá-la-ei à força. 17 Era, pois, mui grande o pecado destes moços perante o SENHOR, porquanto eles desprezavam a oferta do SENHOR. 18 Samuel ministrava perante o SENHOR, sendo ainda menino, vestido de uma estola sacerdotal de linho. 19 Sua mãe lhe fazia uma túnica pequena e, de ano em ano, lha trazia quando, com seu marido, subia a oferecer o sacrifício anual. 20 Eli abençoava a Elcana e a sua mulher e dizia: O SENHOR te dê filhos desta mulher, em lugar do filho que devolveu ao SENHOR. E voltavam para a sua casa. 21 Abençoou, pois, o SENHOR a Ana, e ela concebeu e teve três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do SENHOR. 22 Era, porém, Eli já muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel e de como se deitavam com as mulheres que serviam à porta da tenda da congregação. 23 E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Pois de todo este povo ouço constantemente falar do vosso mau procedimento. 24 Não, filhos meus, porque não é boa fama esta que ouço; estais fazendo transgredir o povo do SENHOR. 25 Pecando o homem contra o próximo, Deus lhe será o árbitro; pecando, porém, contra o SENHOR, quem intercederá por ele? Entretanto, não ouviram a voz de seu pai, porque o SENHOR os queria matar.” (1 Samuel 2:12-25 ARA)2. “Por um lado, o mal atuou por meio dos filhos de Eli, que profanavam o santuário e os sacrifícios, desprezavam o Senhor, praticavam o adultério e desonravam o pai. Por outro lado, o bem atuava por meio de Samuel, que foi consagrado ao Senhor e ministrava em Sua presença.1

“‘Embora [Eli] tivesse sido designado para governar o povo, não governava a própria casa. Eli era um pai indulgente. Amando a paz e a comodidade, não exercia sua autoridade para corrigir os maus hábitos e paixões de seus filhos. Em vez de discutir com eles ou castigá-los, submetia-se à sua vontade e os deixava seguir seu próprio caminho’ (Ellen G. White, Patriarcas e Profetas, p. 575).”1

“Em contraste com eles, vemos um menino vestido como sacerdote (1Sm 2:18, 19) que, como Jesus, ‘crescia em estatura e no favor do Senhor e dos homens’ (1Sm 2:26; Lc 2:52). Samuel prosseguiu até tornar-se um poderoso e fiel líder em Israel. ‘Todo o Israel, desde Dã até Berseba, conheceu que Samuel estava confirmado como profeta do Senhor’ (1Sm 3:20).”1

“Isso não significa, entretanto, que tudo correu bem. A nação enfrentou uma invasão filisteia e os dois filhos de Eli foram mortos; os filisteus capturaram a arca de Deus, e Eli, que estava com 98 anos, morreu quando ouviu a notícia (1Sm 4:14-18).”1

“Infelizmente, Samuel enfrentaria o mesmo problema de Eli: filhos que não seguiram suas pegadas de lealdade e fidelidade (1Sm 8:1-7).”1

“Samuel marcou um ponto de transição na história do povo de Deus. Ele foi o último dos juízes e uma figura importante no desenrolar do grande conflito. Sua influência estável guiou o povo num momento crítico. É lamentável que seus filhos não tenham seguido seus passos, mas Deus não depende de dinastias humanas. Como resultado da apostasia deles, os anciãos exigiram um rei, o que não foi a melhor decisão, como os futuros séculos da História revelariam.”1

“Não importa se nossa vida no lar foi boa ou ruim, devemos escolher a quem serviremos no grande conflito. Podemos acertar nossa situação com o Senhor, apesar dos nossos muitos erros? Embora tenhamos tempo para nos arrependermos e entregar a vida ao Senhor, qual o perigo de adiar essa decisão?”1

Quinta-feira, 21 e janeiro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se pref//8ça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.