O mundo inteiro precisa ouvir? – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

Estudo adicional

“Leia, de Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 633, no capítulo ‘O Monte das Oliveiras’; Fundamentos da Educação Cristã, p. 335, no capítulo ‘Rápido Preparo Para a Obra’; Testemunhos para a Igreja, v. 6, p. 23, no capítulo ‘Expansão do Trabalho nos Campos Estrangeiros’.1

“O Novo Testamento emprega duas palavras gregas acompanhadas do adjetivo ‘todo’ para expressar a extensão mundial da missão cristã: Todo o kosmos em Mateus 26:13, Marcos 14:9 e 16:15, e toda a oikoumenē em Mateus 24:14. Enquanto kosmos, o termo mais geral para a esfera da existência ordenada, significa o planeta (e ocorre aproximadamente 150 vezes no Novo Testamento), o termo mais específico oikoumenē focaliza os habitantes humanos do mundo.”1

“Qual era a extensão do termo ‘todo o mundo’ para os primeiros cristãos? Dentro de alguns anos após a crucifixão, eles haviam chegado ao território que hoje corresponde a Chipre, Líbano, Síria, Turquia, Macedônia, Grécia e Itália. Há evidências de que levaram o evangelho até o sul da Rússia (a antiga Cítia), em direção ao norte, até a Etiópia, no sul, à Índia, no leste, e à Espanha, no oeste.”1

“Os missionários cristãos acreditavam que tinham que alcançar o mundo todo? Segundo o livro de Atos, o Espírito Santo, no dia de Pentecostes, no ‘aniversário’ da igreja, começou a proclamar ‘as grandezas de Deus’ aos visitantes de várias nações, regiões e grupos étnicos (At 2:5-11). Desde o começo, a igreja cristã tem estado ciente da extensão mundial de sua missão. Se eles tinham essa compreensão naquela época, muito mais nós deveríamos tê-la hoje.”1

Perguntas para reflexão

“1. Comente sobre a acusação de que as reivindicações dos cristãos são exclusivistas e arrogantes. O exclusivismo se traduz necessariamente em arrogância?”1

“2. A ordem de Jesus: ‘Ide, […] fazei discípulos de todas as nações’ (Mt 28:19) continuará sendo a verdade presente para a igreja até que Cristo volte. A proclamação das três mensagens angélicas de Apocalipse 14:6-12 se encaixa na grande comissão?”1

“3. Como você responderia a esta pergunta: Se as pessoas podem ser salvas sem nunca ter ouvido o evangelho, que sentido há em correr riscos para pregá-lo?”1

Sexta-feira, 25 setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

Nenhum outro nome debaixo do Céu

Lições da Bíblia

“Alguns cristãos têm a convicção de que somente os que ouvem e aceitam o evangelho de Cristo podem ser salvos. Essas pessoas, às vezes chamadas de ‘exclusivistas’, consideram todas as religiões não cristãs como teorias de seres humanos caídos que manifestam deliberada rebelião contra Deus. Por essa razão, creem que os não cristãos estão fora da graça salvadora de Jesus Cristo. Outros cristãos ainda vão um passo além e afirmam que fora de sua denominação e estrutura doutrinária específica não há salvação, mesmo para outros professos cristãos. Para eles, outras denominações, com suas crenças divergentes, se colocaram fora do cuidado de Deus e não têm chance de entrar no reino dos Céus. Por exemplo, em 1302, em sua bula papal Unam Sanctam [Única Santa], o papa Bonifácio VIII declarou ‘que é absolutamente necessário para a salvação que toda criatura humana esteja sujeita ao pontífice romano’. Alguns protestantes também têm ensinado algo semelhante a respeito de sua própria denominação.”1

“1. Leia Atos 4:12. O que a passagem está dizendo? Como devemos entender essas palavras?”1 E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.” (Atos 4:12 ARA)2. “Não há salvação em nenhum outro, exceto Cristo; o texto não diz que é preciso ter conhecido a Cristo para ser salvo por Ele.1

“As palavras da Bíblia são muito claras: a salvação se encontra apenas em Jesus Cristo e em nenhum outro nome debaixo do Céu. É importante, contudo, não vermos nessas palavras mais do que elas dizem especificamente.”1

“Imagine uma pessoa num edifício em chamas; antes de escapar, ela é vencida pela fumaça e cai, inconsciente. Um bombeiro a encontra no chão, agarra-a e a leva para fora, onde os médicos a socorrem. Ela é levada ao hospital, e algumas horas depois recupera a consciência.”1

“O ponto principal é que essa pessoa, que foi salva, não teve nenhuma ideia de quem a havia salvo. Da mesma forma, qualquer pessoa que for salva – seja antes ou depois de Jesus ter vindo em carne – será salva somente através de Jesus, quer ela tenha ou não ouvido falar dEle ou do plano da salvação. ‘Há, entre os pagãos, aqueles que servem a Deus sem o verdadeiro conhecimento, a quem a luz nunca foi levada por agentes humanos; entretanto não se perderão. Embora desconheçam a lei de Deus escrita, ouviram Sua voz a lhes falar por meio da natureza, e praticaram o que a lei requer. Suas obras mostram que o Espírito Santo tocou o coração deles, e são reconhecidos como filhos de Deus’ (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 638).”1

Domingo, 20 setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O mundo inteiro precisa ouvir?

Lições da Bíblia

Ora, Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério guardado em silêncio nos tempos eternos, e que, agora, se tornou manifesto e foi dado a conhecer por meio das Escrituras proféticas, segundo o mandamento do Deus eterno, para a obediência por fé, entre todas as nações, ao Deus único e sábio seja dada glória, por meio de Jesus Cristo, pelos séculos dos séculos. Amém!” (Rm 16:25-27).1

“Como já vimos, o Senhor usa pessoas para levar a mensagem do evangelho a outras. Contudo, ao longo dos séculos, milhões de pessoas morreram sem conhecer o plano bíblico da salvação. O fato é que a maioria das pessoas que viveram não ouviu a história da redenção nem conheceu as boas-novas da graça de Deus revelada em Jesus Cristo. Isso leva a duas perguntas persistentes. Primeira: No dia do juízo, como Deus vai lidar com esses bilhões de pessoas que não O conheceram? Segunda: Há salvação fora do conhecimento do plano da redenção em Jesus?”1

“Alguns responderiam que há salvação apenas numa única denominação cristã; em contraste com isso, outros creem que todas as religiões são igualmente válidas para guiar a Deus e à vida eterna.”1

“No fim, o ponto crucial a ser lembrado é que Jesus nos revelou o caráter de Deus, e isso nos diz muito sobre Seu amor pela humanidade e Seu desejo de que o máximo de pessoas possível seja salvo. Deus age com justiça, e qualquer que seja Sua maneira de resolver o problema, será ouvida no Céu a aclamação: “Justos e verdadeiros são os Teus caminhos, ó Rei das nações!” (Ap 15:3).

Chegou o momento de realizar o Batismo de Primavera.

Faça uma festa espiritual em sua igreja para receber os que aceitaram a Cristo.

Sábado, 19 de setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

Soldados e atletas

Lições da Bíblia

“Como hábil comunicador, Paulo, em sua obra missionária, usava o conhecido para explicar o desconhecido. Ele tomava os aspectos cotidianos do mundo greco-romano para ilustrar a realidade prática da nova vida em Cristo. Para seus ensinos, extraía metáforas especialmente de duas áreas do mundo de seus conversos: os atletas com seus jogos e o sempre presente soldado romano.”1

“A apreciação pelos feitos atléticos fascinava o mundo nos dias de Paulo, assim como em nossos dias. Ao longo dos séculos, os antigos gregos transmitiram seu amor pela competição realizando pelo menos quatro ciclos separados de competições do tipo olímpico, localizadas em diferentes partes da Grécia. Os romanos herdaram e promoveram ainda mais a competição atlética. As corridas a pé eram os eventos mais populares, e incluíam uma corrida de homens trajados com a armadura militar completa. As lutas corporais também eram populares. Os atletas treinavam assiduamente, e os vencedores eram ricamente recompensados. A etnia, a nacionalidade e a classe social tinham pouca importância, uma vez que os objetivos eram a perseverança e o desempenho.”1

“2. Que importantes lições para a vida cristã os leitores de Paulo encontraram nas seguintes passagens? 1Co 9:24-27; Gl 5:7; 1Tm 6:12; 2Tm 2:5”1 “24 Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. 25 Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível. 26 Assim corro também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. 27 Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado.” (1 Coríntios 9:24-27 ARA)2. “Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade?” (Gálatas 5:7 ARA)2. “Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas.” (1 Timóteo 6:12 ARA)2. “Igualmente, o atleta não é coroado se não lutar segundo as normas.” (2 Timóteo 2:5 ARA)2. “A vida cristã é como uma batalha, uma corrida ou uma luta; somos soldados e atletas; devemos ter a meta de vencer e fazer tudo para alcançar a recompensa dos vitoriosos.”1

“A partir de Augusto, os imperadores romanos substituíram os soldados temporários por guerreiros profissionais de tempo integral, colocando-os em guarnições por todo o Império Romano. Melhoraram e padronizaram sua armadura e suas armas. No tempo de Paulo, eram recrutados soldados de vários grupos étnicos e nacionais, quer fossem ou não cidadãos romanos. Em troca de recompensas no final de seu período de serviço, os soldados prometiam lealdade total ao imperador governante, que, em tempos de conflito, ia pessoalmente à frente deles na batalha.”1

“3. Quais comparações Paulo fez entre a atividade dos soldados e a vida cristã? 2Co 10:4, 5; Ef 6:10-18; 1Tm 6:12; 2Tm 2:3, 4”1 “4 Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas 5 e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo,” (2 Coríntios 10:4-5 ARA)2. “10 Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. 11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; 12 porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. 13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. 14 Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. 15 Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; 16 embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. 17 Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 18 com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos” (Efésios 6:10-18 ARA)2. “Combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado e de que fizeste a boa confissão perante muitas testemunhas.” (1 Timóteo 6:12 ARA)2. “3 Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus. 4 Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou.” (2 Timóteo 3-4 ARA)2. “Somos soldados de Cristo. Nosso combate é espiritual; por isso, nossas armas e nossa armadura também são espirituais. Lutamos pela fé e nosso objetivo é satisfazer Aquele que nos arregimentou.1

“‘Naquela que talvez seja a última carta de Paulo, ele aplicou tanto a carreira dos soldados quanto a dos atletas ao seu próprio conceito sobre sua vida como missionário cristão: ‘Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé’ (2Tm 4:7, NVI).”1

“Em que aspecto a fé é uma luta e uma corrida? Você já experimentou a realidade de ambas as metáforas em sua vida cristã? Qual metáfora descreve melhor sua experiência? Por quê?”1

Segunda-feira, 14 setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Paulo: missão e mensagem

Lições da Bíblia

Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3:13, 14).1

“Valendo-se das mensagens proféticas do Antigo Testamento, da história judaica e da vida e ensinos de Jesus, Paulo desenvolveu o conceito cristão da história da salvação, centralizado totalmente na vida, morte e ressurreição de Cristo. Devido a seus antecedentes culturais provenientes tanto do judaísmo quanto da sociedade greco-romana, Paulo possuía discernimento suficiente para desvincular o evangelho da complexidade das práticas civis, rituais e morais da vida judaica e torná-lo mais acessível a um mundo multicultural.”1

“As 14 cartas de Paulo aplicaram a fé à vida dos cristãos. Ele tocou em assuntos doutrinários, bem como práticos. Aconselhou, encorajou e admoestou sobre assuntos de cristianismo pessoal, relacionamentos e vida na igreja. Contudo, ao longo de suas cartas seu principal tema foi ‘Jesus Cristo e Este crucificado’ (1Co 2:2).”1

“Paulo não foi apenas um homem das letras. Tornou-se também conhecido como missionário apostólico por excelência, testemunhando do evangelho desde a Síria até a Itália, e talvez até a Espanha. Dentro de uma década Paulo estabeleceu igrejas em quatro províncias do Império Romano.”1

“Nesta semana estudaremos Paulo, tanto em sua missão quanto em sua mensagem.”1

Você pode ser a esperança para algumas pessoas. Dedique seu tempo e recursos à Assistência Social Adventista. Faça sua parte! Planeje e envolva-se com o Mutirão de Natal.

Sábado, 12 de setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

Paulo: seu passado e seu chamado – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“‘Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns. Faço tudo isso por causa do evangelho, para ser coparticipante dele’ (1Co 9:22, 23, NVI).”1

“Leia 1 Coríntios 9:19-23. A missiologia moderna aplica o termo ‘contextualização’ aos métodos missionários de Paulo mencionados ali. A contextualização é definida como ‘tentativas de comunicar o evangelho em palavras e atos, e de estabelecer a igreja através de meios que façam sentido para as pessoas dentro de seu contexto cultural local, apresentando o cristianismo de forma tal que satisfaça as mais profundas necessidades das pessoas e penetre na sua visão de mundo, permitindo-lhes, assim, seguir a Cristo e permanecer dentro de sua própria cultura’ (Darrell L. Whiteman, ‘Contextualization: The Theory, the Gap, the Challenge’, International Bulletin of Missionary Research [‘Contextualização: a teoria, a lacuna, o desafio’, Boletim Internacional de Pesquisa Missionária], v. 21 [janeiro de 1997], p. 2).”1

“‘Os cristãos judeus, vivendo próximos do templo, naturalmente permitiam que sua mente se voltasse aos privilégios peculiares dos judeus como nação. Quando viram a igreja cristã se afastando das cerimônias e tradições do judaísmo, e perceberam que a peculiar santidade de que os costumes judeus eram revestidos seria logo perdida de vista, à luz da nova fé, muitos se mostraram indignados com Paulo como sendo a pessoa que, em grande medida, havia provocado essa mudança. Mesmo os discípulos não estavam todos preparados para aceitar de boa vontade a decisão do concílio. Alguns eram zelosos pela lei cerimonial, e consideravam Paulo com desfavor, pois pensavam que seus princípios referentes às obrigações da lei judaica fossem frouxos’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 197).”1

Perguntas para reflexão

“1. Leia 1 Coríntios 9:20. Que lições podemos extrair dessas palavras que nos ajudam a compreender e a contextualizar nossa forma de realizar a obra missionária em outros países, ou mesmo nossas atividades missionárias?”1

“2. Apesar do passado pecaminoso e até vergonhoso de Paulo, Deus o perdoou e o usou de maneira poderosa. Como podemos aprender a perdoar a nós mesmos e reivindicar a justiça de Cristo, permitindo que Ele nos use poderosamente?”1

Sexta-feira, 11 de setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Paulo no campo missionário

Lições da Bíblia

“4. ‘Desde Jerusalém e circunvizinhanças até ao Ilírico, tenho divulgado o evangelho de Cristo’ (Rm 15:19). Que elemento crucial para todo trabalho missionário encontramos nesse texto? 1Co 1:23; 2:2; Gl 6:14; Fp 1:15-18”1 mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios;” (1 Coríntios 1:23 ARA)2. “Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado.” (1 Coríntios 2:2 ARA)2. “Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo.” (Gálatas 6:14 ARA)2. “15 Alguns, efetivamente, proclamam a Cristo por inveja e porfia; outros, porém, o fazem de boa vontade; 16 estes, por amor, sabendo que estou incumbido da defesa do evangelho; 17 aqueles, contudo, pregam a Cristo, por discórdia, insinceramente, julgando suscitar tribulação às minhas cadeias. 18 Todavia, que importa? Uma vez que Cristo, de qualquer modo, está sendo pregado, quer por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, sim, sempre me regozijarei.” (Filipenses 1:15-18 ARA)2. “A pregação do evangelho do Cristo crucificado.”1

“A respeito dos esforços missionários de Paulo, uma coisa é certa: não importava onde ele fosse, a pregação de Cristo e Este crucificado era o centro de sua mensagem. Ao fazer isso, ele estava sendo fiel ao chamado que havia recebido no princípio, para pregar sobre Jesus. A mensagem para a moderna obra das missões é óbvia: sejam quais forem as outras coisas que preguemos (e, como adventistas do sétimo dia, recebemos muitas coisas que precisam ser compartilhadas com o mundo), devemos manter Cristo e Este crucificado à frente e no centro de toda a nossa obra evangelizadora e missionária.”1

“Paulo, no entanto, não pregava Jesus simplesmente como um tipo de verdade objetiva e depois seguia seu caminho alegremente. Uma parte fundamental de sua obra era levantar igrejas, criar comunidades cristãs em um lugar após o outro, em todas as regiões do mundo que ele pudesse alcançar. No sentido mais verdadeiro, sua obra era ‘plantar igrejas’.”1

“Mas também há outro elemento na obra missionária de Paulo.”1

“5. Leia Colossenses 1:28. O que Paulo disse? Isso era evangelismo ou discipulado?”1 o qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo;” (Colossenses 1:28 ARA)2. “Paulo falou sobre apresentar todo homem perfeito em Cristo, por meio da pregação, exortação e ensino da sabedoria. Isso se refere aos membros da igreja e, portanto, ao discipulado.”1

“Para alguém que leia muitas das epístolas de Paulo, vai ficar claro que elas com frequência não são evangelísticas, pelo menos no sentido em que empregamos o termo, isto é, o de procurar alcançar os que não pertencem à igreja. Ao contrário, muitas das cartas foram escritas para igrejas estabelecidas. Em outras palavras, estava incluída nos esforços missionários de Paulo a obra do cuidado pastoral, da edificação e da conservação de igrejas.”1

“Assim, podemos ver pelo menos três elementos centrais na atividade missionária de Paulo: proclamar Jesus, plantar igrejas e conservar as igrejas estabelecidas.”1

“Pense sobre a última vez que você testemunhou para alguém. Jesus estava no centro do que você disse? Como você pode ter certeza de que sempre O conservará no centro?”1

Quarta-feira, 09 de setembro de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Missionários. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 481, Jul. Ago. Set. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.