“Sobre esta pedra”

Lições da Bíblia

“Logo depois que Pedro fez a ousada confissão de fé em Jesus como ‘o Cristo, o Filho do Deus vivo’, Jesus disse algo em resposta a ele.”1

“2. Leia Mateus 16:17-20. O que Jesus disse a Pedro e qual é o significado de Suas palavras?”1

“17 Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus. 18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. 19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus. 20 Então, advertiu os discípulos de que a ninguém dissessem ser ele o Cristo.” (Mateus 16:17-20 ARA)2.

Disse que Pedro teve a felicidade de receber a revelação divina a respeito da identidade do Messias; que Pedro teria as chaves do evangelho para abrir as portas do reino de Deus para os pecadores; que o reino devia ser estabelecido sobre a Rocha, que é Cristo.1

“A expressão ‘sobre esta pedra’ tem sido motivo de controvérsia dentro da igreja cristã. Os católicos interpretam que a ‘pedra’ significa o próprio Pedro, argumentando que ele foi o primeiro papa. Os protestantes, porém, rejeitam essa interpretação, e com boa razão.”1

“O peso bíblico das evidências é claramente em favor da ideia de que a pedra seja o próprio Cristo, e não Pedro.”1

“Primeiro, em algumas ocasiões Pedro se referiu a Jesus, e não a si mesmo, com a figura da pedra (ver At 4:8-12; 1Pe 2:4-8).”1

“Segundo, ao longo de toda a Bíblia é encontrada a figura de Deus e de Cristo como uma rocha. Em contraste com isso, os seres humanos são retratados como fracos e indignos de confiança. ‘Ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó’ (Sl 103:14). ‘Não confieis em príncipes, nem nos filhos dos homens, em quem não há salvação’ (Sl 146:3). Como João escreveu sobre Jesus: ‘Não precisava que ninguém Lhe desse testemunho a respeito do homem, pois Ele bem sabia o que havia no homem’ (Jo 2:25, NVI). Ele sabia, também, o que havia em Pedro (Mt 26:34).”1

“3. Em contraste com a fraqueza humana, o que os textos seguintes nos dizem sobre quem, na verdade, é a Pedra sobre a qual a igreja está edificada? 1Co 10:4; Mt 7:24, 25; Ef 2:201

e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo.” (1 Corintios 10:4 ARA)2.

“24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; 25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.” (Mateus 7:24, 25 ARA)2.

edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular;” (Efésios 2:20 ARA)2.

Cristo é a Rocha, o fundamento dos apóstolos e profetas.”1

“‘Como a igreja parecia fraca, quando Cristo proferiu essas palavras! Havia apenas um punhado de crentes, contra os quais se dirigiria todo o poder dos demônios e dos homens maus. Entretanto, os seguidores de Cristo não deveriam temer. Edificados sobre a Rocha de sua fortaleza, não poderiam ser vencidos’ (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 413).”1

“Qual tem sido sua experiência a respeito da falibilidade e fraqueza dos seres humanos? Como você pode usar essa experiência para ajudá-lo a se apoiar somente sobre a Rocha?”1

Segunda-feira, 16 de maio de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O Evangelho de Mateus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Abr. Mai. Jun. 2016. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

“Daqui a 100 anos”

Tempo de Refletir.
Rádio Novo Tempo.

Para se tomarem decisões importantes com mais acerto, com sabedoria, é preciso ter visão.

Visão é a capacidade de ver longe. Não apenas olhando para o presente, para os interesses imediatos, mas antevendo o futuro, o fim das coisas. Há pessoas que, em suas escolhas, só sabem olhar para o aqui e agora. Esses põem em risco toda a sua vida futura.

Mas há exemplos dignos de imitação, também. Veja, por exemplo: Moisés. Se ele fosse pensar só no interesse imediato, ele teria ficado no Egito, pois era o herdeiro natural do trono e de todas as riquezas daquele próspero país. Mas ele viu o futuro. Levou a sério as orientações de Deus. E preferiu sofrer com o povo de Deus a gozar das fugazes ilusões terrenas. A Bíblia diz que Moisés "ficou firme, como vendo o invisível" (Heb 11:27). Isso quer dizer que ele foi um homem de grande visão, ao tomar a decisão mais séria de sua vida.

Há alguns anos um jornal noticiou fato interessante. Deveriam ser despachadas, por navio, algumas múmias de antigos faráos da época de Moisés, para uma exposição científica. Na hora da designação do tipo de mercadoria, para efeito de despacho, os encarregados da alfândega não sabiam em que categoria deveriam classificar aquelas caixas contendo as múmias. Até que um dos portuários, com certa dose de humor, resolveu o problema classificando a mercadoria de "bacalhau seco". Note a ironia do acontecimento, visto pela perspectiva do tempo: Alguns séculos atrás, eram os reis poderosos, donos das maiores fortunas da época. Hoje, não passam de "bacalhau seco". Compare isso com o destino de Moisés. Moisés abriu mão das vantagens presentes na época, porque teve a visão do futuro. E hoje, Moisés está no Céu, ressuscitado que foi por Deus ( Judas 9, Mateus 17: 3 e 4).

Veja como faz diferença a visão correta das coisas, ao tomarmos as grandes decisões da vida. E neste ponto dirijo-me a você que é jovem, pois preocupo-me com você pois você está na idade das decisões mais importantes, que vão determinar o seu destino eterno. E há tantos enganos hoje, tantos convites a decisões erradas! E eu me preocupo se, você jovem, não está optando pelo destino do bacalhau. É coisa muito séria desperdiçar a vida que Deus nos deu, e limitá-la a 50 ou 60 anos, quando ela poderia ser eterna, dependendo apenas de uma decisão sábia.

Alguém escreveu esta solene reflexão:

Que diferença fará, daqui a 100 anos, se você:

1. … morou numa mansão luxuosa ou numa casinha alugada?

2. … usou roupas com "griffe", ou compradas em liquidação?

3. … passou as férias na Europa, ou no quintal de casa?

4. … comeu peru e filé mignon, ou feijão com farinha?

5. … dormiu em colchão de espuma, ou numa esteira rústica?

6. … possuiu o carro último tipo, ou andou de ônibus?

7. … teve empregados às suas ordens, ou recebia ordens de um patrão?

8. … andou sobre tapetes macios, ou em piso de cimento?

9. … freqüentou a alta classe social, ou foi um cidadão comum?

10. … teve dez milhões no banco, ou viveu sempre em aperturas?

Que diferença fará isso daqui a 100 anos? Nenhuma! Absolutamente nenhuma!

Mas fará muitíssima diferença daqui a 100 anos, se hoje você é um verdadeiro cristão ou um indiferente pecador, mesmo dentro da Igreja; se você está tomando sua decisão com Deus, ou com o mundo.

Kelly, um escritor cristão, escreveu o seguinte: "Os tempos são trágicos demais, a tristeza de Deus pesada demais, a cruz de Cristo, gloriosa demais, para continuarmos a viver como temos vivido, fora de Sua vontade."

Por que deixar sempre para amanhã sua decisão de viver mais perto de Deus e de ser fiel a Ele? Um dia não haverá mais amanhã; então, de que lado você estará? (Adaptado de RA, 11/95, p. 12. Hora Tranquila).

Se desejar faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo foi publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal. Ouça essa mensagem (Arquivo MP3 para downloads). Para impressão acesse arquivo em formato PDF.