Aliança com Noé

Lições da Bíblia1

“Com você estabelecerei a Minha aliança, e você entrará na arca, você e os seus filhos, a sua mulher, e as mulheres dos seus filhos” (Gn 6:18).

No verso acima, a palavra aliança aparece pela primeira vez na Bíblia e, nesse contexto, Deus havia acabado de contar a Noé sobre Sua decisão de destruir a Terra por causa da imensa e contínua disseminação do pecado. Embora essa destruição viesse na forma de um dilúvio mundial, Deus não estava abandonando o mundo que Ele havia criado. Ele continuou a propor a aliança estabelecida pela primeira vez após a queda. O divino “Eu” que propôs a aliança era Ele mesmo o fundamento da segurança de Noé.

Como o Deus que cumpria a aliança, o Senhor prometeu proteger os familiares do patriarca que estivessem dispostos a viver em um relacionamento de compromisso com Ele, que resultasse em obediência.

2. A aliança com Noé foi unilateral? Lembre-se de que uma aliança implica mais de uma parte. Noé teve que cumprir sua parte no acordo? Que lição aprendemos com isso?

Não. A aliança era mútua. Deus disse que destruiria a Terra, mas prometeu salvar Noé e sua família. Noé teve que preparar a arca e pregar durante 120 anos. A aliança com Deus é um acordo entre duas partes.

Deus declarou a Noé que haveria um dilúvio e que o mundo seria destruído. Porém, fez um acordo com ele, no qual prometia salvar Noé e sua família. Portanto, os riscos eram bastante grandes, pois se Deus não mantivesse Sua parte da promessa, então não importava o que Noé fizesse, ele seria exterminado com o restante do mundo.

Deus disse que faria uma “aliança” com Noé. A própria palavra sugere uma intenção de honrar o que se diz que será feito. Não era uma declaração incerta. A palavra em si vem carregada de compromisso. Imagine que o Senhor tivesse dito a Noé: “Veja, o mundo terminará em um terrível dilúvio, e Eu posso salvá-lo. Enquanto isso, faça isso ou aquilo, e depois veremos o que acontece, mas não estou dando nenhuma garantia”. Essas declarações dificilmente vêm com o tipo de garantia e promessa encontradas na própria palavra “aliança”.

Alguns defendem que o dilúvio de Noé não foi mundial, mas local. Nesse caso, no contexto do que Deus prometeu em Gênesis 9:15 (veja também Is 54:9), toda vez que outro dilúvio local acontece (e parece que acontece o tempo todo), a promessa da aliança de Deus é quebrada. Por outro lado, o fato de não ter havido outro dilúvio mundial prova a validade da promessa da aliança de Deus. O que isso revela sobre a confiança que podemos ter em Suas promessas?

Segunda-feira, 05 de abril de 2021. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A promessa: a aliança eterna de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 504, abr. maio. jun. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s