Contrário ao espírito da Lei

Lições da Bíblia

2. Leia Neemias 5:6-8 e Êxodo 21:2-7. Que situação despertou a fúria de ­Neemias? Assinale a alternativa correta:”1

Neemias (5:6-8 ARA)2: “6 Ouvindo eu, pois, o seu clamor e estas palavras, muito me aborreci. 7 Depois de ter considerado comigo mesmo, repreendi os nobres e magistrados e lhes disse: Sois usurários, cada um para com seu irmão; e convoquei contra eles um grande ajuntamento.Disse-lhes: nós resgatamos os judeus, nossos irmãos, que foram vendidos às gentes, segundo nossas posses; e vós outra vez negociaríeis vossos irmãos, para que sejam vendidos a nós?

Êxodo (21:2-7 ARA)2: “Se comprares um escravo hebreu, seis anos servirá; mas, ao sétimo, sairá forro, de graça. 3 Se entrou solteiro, sozinho sairá; se era homem casado, com ele sairá sua mulher. 4 Se o seu senhor lhe der mulher, e ela der à luz filhos e filhas, a mulher e seus filhos serão do seu senhor, e ele sairá sozinho. 5 Porém, se o escravo expressamente disser: Eu amo meu senhor, minha mulher e meus filhos, não quero sair forro. 6 Então, o seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta ou à ombreira, e o seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre. 7 Se um homem vender sua filha para ser escrava, esta não lhe sairá como saem os escravos.”

A. (   ) O povo começou a adorar outros deuses.
B. (   ) Os judeus passaram a se vender como escravos devido aos altos juros cobrados por seus compatriotas abastados.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Por mais difícil que seja compreender, a escravidão era uma norma cultural no mundo antigo. Um pai ou mãe podia se tornar escravo ou vender um(a) filho(a). Social e legalmente, os pais tinham o direito de vender seus filhos e filhas. Contudo, visto que o propósito essencial de Deus é conceder liberdade, Ele regulou essa prática em Israel exigindo que os credores libertassem seus escravos a cada sete anos. Por isso, o Senhor protegeu o povo para que não se tornasse escravo permanentemente e demonstrou Seu desejo de que as pessoas vivessem livremente.”1

“Embora o empréstimo fosse permitido pela lei, a cobrança de juros não era admitida (para as regras bíblicas contra a usura, veja Êx 22:25-27; Lv 25:36, 37; Dt 23:19, 20). No entanto, o juro cobrado pelos credores era pequeno se comparado ao que as nações ao redor cobravam. Era solicitado do povo o pagamento de 1% ao mês. Textos da Mesopotâmia do século 7 a.C. revelam uma cobrança de juros anuais de 50% para a prata e 100% para o trigo. Portanto, os 12% de juros anuais eram baixos em comparação com o praticado pelos países da Mesopotâmia. Mas, segundo a Palavra de Deus, o único erro dos credores foi cobrar juros (Ne 5:10-12), e, curiosamente, o povo nem mencionou isso em sua queixa. Todo o restante estava conforme a norma social, bem como de acordo com as disposições da lei. Então, por que Neemias ficou furioso (Ne 5:6, NVI)? Surpreendentemente, ele não agiu de imediato, mas ponderou seriamente sobre o assunto.”1

“O fato de Neemias ter lidado com o problema de maneira firme é algo admirável. Embora tecnicamente a injustiça não transgredia a Lei e era socialmente aceitável, ou até mesmo ‘boa’ em comparação com as práticas da região, ele não a ignorou. O espírito da Lei havia sido quebrado nessa situação. Especialmente durante um período de dificuldades econômicas, era dever do povo que ajudassem uns aos outros. Deus está do lado dos oprimidos e necessitados, e Ele teve que comissionar profetas para falar contra os males e a violência cometidos contra os pobres.”1

“Como podemos, mesmo sem querer, obedecer à letra da Lei enquanto transgredimos o espírito que está por trás dela? (Veja Mq 6:8 [‘Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o Senhor pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.’])”1

Segunda-feira, 28 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s