Jesus e Jó

Lições da Bíblia

“Estudiosos da Bíblia ao longo dos séculos têm procurado encontrar paralelos entre a história de Jó e a história de Jesus. Embora Jó não seja exatamente um ‘tipo’ de Jesus (como os animais no sistema sacrifical), existem algumas semelhanças. Nelas podemos encontrar outra lição de Jó: o que nossa salvação custou ao Senhor.”1

“6. Compare Jó 1:1 com 1 João 2:1, Tiago 5:6 e Atos 3:14. Quais são as semelhanças?”1

Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal.” (Jó 1:1 ARA)2. “Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;” (1 João 2:1 ARA)2. “tendes condenado e matado o justo, sem que ele vos faça resistência.” (Tiago 5:6 ARA)2. “Vós, porém, negastes o Santo e o Justo e pedistes que vos concedessem um homicida.” (Atos 3:14 ARA)2.

“7. Leia Mateus 4:1-11. Quais são as semelhanças entre Jesus e Jó?”1

“1 A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. 2 E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. 3 Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. 4 Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus. 5 Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo 6 e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. 7 Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. 8 Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles 9 e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. 10 Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto. 11 Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram.” (Mateus 4:1-11 ARA)2.

“8. Leia Mateus 26:61; Lucas 11:15, 16 e João 18:30. Como esses textos se assemelham à experiência de Jó?”1

Este disse: Posso destruir o santuário de Deus e reedificá-lo em três dias.” (Mateus 26:61 ARA)2. “15 Mas alguns dentre eles diziam: Ora, ele expele os demônios pelo poder de Belzebu, o maioral dos demônios. 16 E outros, tentando-o, pediam dele um sinal do céu.” (Lucas 11:15-16 ARA)2. “Responderam-lhe: Se este não fosse malfeitor, não to entregaríamos.” (João 18:30 ARA)2.

“9. Compare Jó 1:22 com Hebreus 4:15. Que semelhança existe?”1

Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.” (Jó 1:22 ARA)2. “Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado.” (Hebreus 4:15 ARA)2.

Apesar do seu sofrimento, Jó não caiu na tentação de atribuir a Deus alguma falta. Nisso, Ele foi semelhante a Jesus, que foi tentado em tudo, mas não pecou.1

“Esses textos de fato revelam semelhanças interessantes entre a experiência de Jó e Jesus. Jó, naturalmente, não foi perfeito como Jesus; no entanto, ele foi fiel e justo. Sua vida glorificou ao Pai. Jó foi intensamente provado pelo diabo, assim como Jesus. Ao longo de todo o livro, Jó foi falsamente acusado; Jesus também enfrentou acusações falsas.”1

“Há outro aspecto, talvez o mais importante: apesar de tudo o que aconteceu, Jó permaneceu fiel ao Senhor. Jesus também permaneceu fiel, o que trouxe muito mais consequências para nós. A despeito de tudo o que Lhe ocorreu, Jesus viveu uma vida sem pecado, na qual Ele personificou perfeitamente o caráter de Deus. Jesus foi a ‘expressão exata do’ Ser divino (Hb 1:3) e, portanto, somente Cristo possuía a justiça necessária para a salvação, a ‘justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção’ (Rm 3:22).”1

“Por maior que tenha sido o drama de Jó, seu sofrimento e sua fidelidade em meio ao sofrimento são um pequeno e imperfeito reflexo do que Jesus, seu Redentor, enfrentaria em favor de Jó e de cada um de nós, quando Ele, de fato, viesse ‘e por fim, se [levantasse] sobre a terra’ (Jó 19:25).”1

Quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Um comentário sobre “Jesus e Jó

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s