Jesus nos escritos de Pedro

Lições da Bíblia

Introdução ao tema da Lição desta semana e comentários do autor.

 

VERSO PARA MEMORIZAR: Carregando Ele mesmo em Seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por Suas chagas, fostes sarados(1Pe 2:24).1

A despeito do contexto ou dos problemas específicos abordados por Pedro, seu foco estava em Jesus. Cristo permeia todos os escritos do apóstolo; Ele é o fio de ouro que atravessa toda a sua carta.”1

“Desde a primeira frase, em que Pedro afirmou ser ‘apóstolo’ (enviado) de Jesus Cristo, até sua última declaração: ‘Paz a todos vocês que estão em Cristo’ (1Pe 5:14,NVI), Jesus é seu tema central. Nessa primeira epístola, Pedro escreveu sobre a morte de Jesus como sacrifício oferecido em nosso favor. Falou sobre o grande sofrimento pelo qual Cristo passou, deixando Seu exemplo naqueles momentos de dor como modelo para nós. Ele também discorreu sobre a ressurreição de Jesus e seu significado para nós. Além disso, escreveu sobre Ele não apenas como o Messias, o Cristo ‘ungido’, mas como o Messias divino; ou seja, vemos em 1 Pedro mais evidências da divindade de Jesus. Ele é o próprio Deus, que veio à Terra com a natureza humana, viveu e morreu para que tenhamos a esperança e a promessa da vida eterna.”1

“Nesta semana, voltaremos às páginas de 1 Pedro e analisaremos mais atentamente o que elas revelam sobre Jesus.”1

No dia 27 de maio, realizaremos o Impacto Esperança, entregando milhões de livros Em busca de esperança! Alcancemos lugares ainda não alcançados e com grande circulação de pessoas. Com cada livro, podemos também oferecer abraços.

Sábado, 13 de maio de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

_______________

1 MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.

Uma herança incorruptível – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Leia, de Ellen G. White, ‘Obediência Perfeita Por Meio de Cristo’, p. 373-376, e ‘Cristo, o Caminho da Vida’, p. 365-368, em Mensagens Escolhidas, v. 1.”1

“É impressionante a riqueza, a profundidade e a abrangência desse primeiro capítulo de Pedro. Ele começou sua epístola com uma reflexão sobre o caráter da Trindade, apresentando o Pai, o Filho e o Espírito Santo. O Pai providenciou um Salvador em Seu Filho Jesus, e nEle fomos eleitos para a santificação e obediência. Passamos a amar a Cristo e nEle muito nos alegramos, pois, por meio de Sua morte e ressurreição, temos a promessa de uma ‘herança incorruptível’ no Céu. Mesmo em meio às provações podemos nos regozijar na salvação oferecida em Cristo. Referindo-se a Pedro, Ellen G. White escreveu: ‘Suas epístolas foram o meio de reavivar o ânimo e fortalecer a fé daqueles que estavam sofrendo provas e aflições, e de renovar para as boas obras os que, devido às tentações de toda ordem, estavam em perigo de perder o seu apego a Deus” (Atos dos Apóstolos, p. 517). Enquanto isso, o Espírito Santo atuou por meio dos profetas para que descrevessem os dias em que Pedro e seus leitores viviam. Como consequência, os cristãos deveriam ter vida santa, de obediência à verdade, em comunidades caracterizadas pelo amor que provém de um ‘coração puro’.”1

Perguntas para reflexão

  1. “O que o motiva a ser cristão?”1
  2. “A ressurreição de Jesus foi destacada duas vezes no primeiro capítulo de 1 Pedro (v. 3, 21). Por que a ressurreição é tão essencial à nossa fé?”1
  3. “Pedro falou sobre uma ‘herança incorruptível’ (veja também Dn 7:18). O que isso significa? Pense em todas as coisas que desaparecem ou que podem ser destruídas neste mundo. O que isso revela sobre a maravilhosa herança prometida a nós?”1
  4. “Como podemos desenvolver nossa fé em meio às provações? Como podemos aprender com as coisas que sofremos?”1
Sexta-feira, 07 de abril de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.

Para os exilados

Lições da Bìblia

“Se você recebesse um pedaço de papel que começasse assim: ‘Prezado (a) senhor (a)‘, perceberia que se trata de uma carta. Além disso, suporia que o remetente provavelmente não fosse alguém de quem você se sentisse próximo.”1

“Assim como as cartas modernas têm uma forma estabelecida para o começo, as antigas também tinham. Primeiramente, Pedro começou como qualquer outra carta antiga. Ele identificou o autor e aqueles a quem ela era destinada.”1

“1. Leia 1 Pedro 1:1. O que esse verso revela sobre o contexto da carta de Pedro? Assinale a alternativa correta:”1

Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos eleitos que são forasteiros da Dispersão no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia,” (1 Pedro 1:1 ARA)2.

A. ( ) Pedro se apresentou como enviado de Deus aos judeus em Jerusalém.
B. ( ) Pedro se apresentou como apóstolo de Jesus Cristo, escrevendo para os eleitos de Deus, peregrinos na Ásia Menor.
C. ( ) Pedro se apresentou como a pedra angular da igreja e escreveu aos fiéis da África.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Pedro se identificou claramente. Seu nome é a primeira palavra da carta. No entanto, ele se definiu como ‘apóstolo de Jesus Cristo’. Assim como Paulo sempre fazia (Gl 1:1; Rm 1:1; Ef 1:1), Pedro estabeleceu imediatamente suas ‘credenciais’, enfatizando seu chamado divino. Ele era um ‘apóstolo’, termo que significa ‘enviado’. O Senhor Jesus Cristo o havia enviado.”1

“Pedro deu também o endereço de sua carta. Ela era destinada às regiões do Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia. Todas essas eram regiões da Ásia Menor, que equivalia aproximadamente à parte moderna da Turquia, a leste do estreito de Bósforo.”1

“Existem alguns debates acerca do público-alvo de Pedro. Será que ele escreveu especialmente para cristãos judeus ou para cristãos gentios? As palavras ‘forasteiros da dispersão [Diáspora]’, usadas em 1 Pedro 1:1, naturalmente se referiam aos judeus que viviam fora da Terra Santa no primeiro século. A expressão ‘eleitos, em santificação’, em 1 Pedro 1:2, servia tanto aos judeus quanto aos cristãos. Ao descrever os que não pertenciam à comunidade como ‘gentios’ (1Pe 2:12; 4:3), Pedro ressaltou também o caráter judaico daqueles a quem escreveu.”1

“Alguns comentaristas argumentam que as palavras em 1 Pedro 1:18 e 4:3 seriam mais apropriadamente ditas a gentios convertidos ao cristianismo. Afinal de contas, Pedro teria escrito para seus compatriotas judeus sobre o ‘fútil procedimento que vossos pais vos legaram’? Ou teria ele dito aos leitores judeus estas palavras: ‘Basta o tempo decorrido para terdes executado a vontade dos gentios, tendo andado em dissoluções, concupiscências, borracheiras, orgias, bebedices e em detestáveis idolatrias’ (1Pe 4:3)? No entanto, o mais importante não é tanto o público-alvo, mas o que a mensagem diz.”1

Domingo, 02 de abril de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

_______________
1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Conhecendo Pedro – Estudo adicional

Lições da Bíblia
Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Leia, de Ellen G. White, ‘O Chamado à Beira-Mar’, p. 244-251 e ‘Uma Noite no Lago’, p. 377-382, em O Desejado de Todas as Nações.”1

“Desde quando admitiu primeiramente a própria pecaminosidade, até sua ousada declaração a respeito de que Jesus é ‘o Cristo, o Filho do Deus vivo’ (Mt 16:16); passando por sua terrível negação do Senhor até suas vitórias e equívocos como líder da igreja, Pedro certamente teve um papel fundamental. Portanto, sob a infalível inspiração do Espírito Santo, ele foi capaz de escrever suas cartas, não somente com base em conhecimento teórico, mas por experiência própria. Pedro conheceu não apenas a graça salvadora de Cristo, mas também Sua graça transformadora: ‘Antes de sua grande queda, [Pedro] era sempre ousado e ditatorial, falando inadvertidamente segundo o impulso do momento. Ele estava sempre pronto para corrigir os outros e expressar os próprios pensamentos, antes de ter uma clara compreensão de si mesmo ou do que deveria dizer. Mas ele se converteu, e o Pedro convertido foi diferente daquele irrefletido e impulsivo Pedro. Embora conservasse seu primitivo fervor, a graça de Cristo ajustou seu zelo. Em vez de ser impetuoso, autoconfiante e presunçoso, ele passou a ser calmo, ponderado e dócil. Então pôde apascentar os cordeiros e as ovelhas do rebanho de Cristo’ (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 5, p. 334, 335).”1

“Quem não se identifica com Pedro de alguma forma? Quem já não defendeu bravamente sua fé e, depois, falhou terrivelmente?”1

Perguntas para reflexão

  1. “Mesmo depois de ter negado Jesus de modo tão vergonhoso, Pedro ainda desempenhou função preeminente e importante não apenas na igreja primitiva, mas na própria fé cristã. O que isso revela sobre a graça de Deus? Como lidar com os que falham com o Senhor?”1
  2. “Em quais situações precisamos ceder e nos submeter? De quais coisas jamais podemos abrir mão?”1
  3. “Pedro aprendeu algumas lições da maneira mais difícil. Com base em seus erros, como podemos obter esse conhecimento de modo mais fácil?”1
Sexta-feira, 31 de março de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

_______________

1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.

Pedro como líder da igreja

Lições da Bíblia

“Durante o ministério de Jesus, Pedro atuou muitas vezes como líder dos 12 apóstolos. Ele costumava ser o porta-voz do grupo. Quando Mateus listou os discípulos, escreveu: ‘Primeiro, Simão, por sobrenome Pedro’ (Mt 10:2). Pedro também teve papel de destaque na igreja primitiva. Foi ele quem tomou a iniciativa de designar um discípulo para substituir Judas Iscariotes, aquele que havia traído Jesus (At 1:15-25). No dia do Pentecostes, Pedro explicou às multidões que elas estavam testemunhando o prometido dom do Espírito, derramado por Deus sobre Seu povo (At 2:14-36). Foi ele que falou com o sumo sacerdote e com os líderes judeus ali reunidos, quando, juntamente com João, tinha sido preso por pregar sobre a ressurreição dos mortos (At 4:1-12). Pedro foi conduzido a Cornélio, o primeiro gentio a ser aceito como seguidor de Jesus (At 10:1-48). Paulo o visitou durante 15 dias, quando foi a Jerusalém pela primeira vez após sua conversão (Gl 1:18). Ao descrever o círculo de seguidores de Jesus em Jerusalém naquela época, Paulo identificou três ‘pilares’ da igreja: Pedro, Tiago, irmão de Jesus, e João, o discípulo amado (Gl 2:9).”1

“6. Leia Gálatas 1:18, 192:9, 11-14. O que esses textos revelam sobre a preeminente atuação de Pedro na igreja primitiva? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

“18 Decorridos três anos, então, subi a Jerusalém para avistar-me com Cefas e permaneci com ele quinze dias; 19 e não vi outro dos apóstolos, senão Tiago, o irmão do Senhor.” (Gálatas 1:18, 19 ARA)2. “9 e, quando conheceram a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, que eram reputados colunas, me estenderam, a mim e a Barnabé, a destra de comunhão, a fim de que nós fôssemos para os gentios, e eles, para a circuncisão; […] 11 Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque se tornara repreensível. 12 Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar-se, temendo os da circuncisão. 13 E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles. 14 Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?” (Gálatas 2:9, 11-14 ARA)2.

A. ( ) Pedro queria agradar os judeus e os gentios, por isso, comportou-se de maneira hipócrita quando os judeus chegaram. Ele ainda tinha muito a aprender.
B( ) Pedro, ao tentar agradar judeus e gentios, mostrou quanto é importante tentar ficar em paz com todos.

Resposta sugestiva: Alternativa V; F.

“Mesmo sendo líder da igreja, alguém claramente chamado pelo Senhor (Jesus lhe havia dito: ‘Apascenta as Minhas ovelhas’ [Jo 21:17]); mesmo tendo recebido a visão de que não se deve chamar nenhum homem de ‘comum ou imundo’ (At 10:28), Pedro ainda tinha coisas importantes a aprender.”1

“No período inicial da igreja, quase todos os cristãos eram judeus, muitos dos quais eram ‘zelosos da lei’ (At 21:20). Em sua interpretação, comer com os gentios era um problema, pois estes eram considerados impuros. Quando alguns cristãos judeus vieram de Jerusalém com Tiago, Pedro parou de comer com os gentios em Antioquia.”1

“Para Paulo, esse comportamento foi uma ofensa ao próprio evangelho. Ele entendeu o comportamento de Pedro como clara hipocrisia e não teve medo de confrontá-lo quanto a esse assunto. Na verdade, Paulo aproveitou a oportunidade para expressar o ensinamento fundamental da fé cristã: a justificação pela fé (veja Gl 2:14-16 [‘14 Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus? 15 Nós, judeus por natureza e não pecadores dentre os gentios, 16 sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado.’]2).”1

Como reagimos quando outras pessoas apontam nossos defeitos?

Quinta-feira, 30 de março de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________

1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Negando seu Senhor

Lições da Bíblia

“5. Leia Lucas 22:31-34, 54-62. Quais lições podemos aprender com os fracassos de Pedro? Assinale a alternativa correta:”1

“31 Simão, Simão, eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo! 32 Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos. 33 Ele, porém, respondeu: Senhor, estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte. 34 Mas Jesus lhe disse: Afirmo-te, Pedro, que, hoje, três vezes negarás que me conheces, antes que o galo cante. 54 Então, prendendo-o, o levaram e o introduziram na casa do sumo sacerdote. Pedro seguia de longe. […] 55 E, quando acenderam fogo no meio do pátio e juntos se assentaram, Pedro tomou lugar entre eles. 56 Entrementes, uma criada, vendo-o assentado perto do fogo, fitando-o, disse: Este também estava com ele. 57 Mas Pedro negava, dizendo: Mulher, não o conheço. 58 Pouco depois, vendo-o outro, disse: Também tu és dos tais. Pedro, porém, protestava: Homem, não sou. 59 E, tendo passado cerca de uma hora, outro afirmava, dizendo: Também este, verdadeiramente, estava com ele, porque também é galileu. 60 Mas Pedro insistia: Homem, não compreendo o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. 61 Então, voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro, e Pedro se lembrou da palavra do Senhor, como lhe dissera: Hoje, três vezes me negarás, antes de cantar o galo. 62 Então, Pedro, saindo dali, chorou amargamente.” (Lucas 22:21-34, 54-62 ARA).

A. ( ) Não devemos confiar em nós mesmos.
B. ( ) Devemos olhar para Cristo, não para nós mesmos.
C. ( ) Ambas as alternativas estão corretas.

Resposta sugestiva: Alternativa C.

“As intenções de Pedro eram boas. De fato, ele demonstrou mais coragem do que os outros discípulos. Na verdade, ele seguiu Jesus a fim de descobrir o que aconteceria, mas, ao fazer isso, Pedro decidiu esconder sua verdadeira identidade. Essa transigência, esse desvio do bom e correto caminho, levou-o a negar seu Senhor por três vezes, exatamente como Jesus o havia advertido.”1

“Embora triste, a história de Pedro descrita nessa passagem é muito instrutiva quanto ao resultado devastador de uma transigência.”1

“Como sabemos, a história cristã é manchada por terríveis consequências quando cristãos são condescendentes em relação às verdades fundamentais. Embora muitas vezes tenhamos que fazer concessões e estar dispostos a ceder e a nos submeter, devemos permanecer firmes nas verdades essenciais. Como povo, devemos saber quais são as coisas das quais jamais poderemos abrir mão, sejam quais forem as circunstâncias (veja, por exemplo, Ap 14:12).”1

“De acordo com Ellen G. White, a transigência e o fracasso de Pedro começaram no Getsêmani, quando, em vez de orar, ele dormiu, e, portanto, não se preparou espiritualmente para o que estava por vir. Se Pedro tivesse sido fiel em oração, ‘não teria negado seu Senhor’ (O Desejado de Todas as Nações, p. 714).”1

“Pedro falhou terrivelmente, mas, por maior que houvesse sido seu fracasso, a graça de Deus foi ainda maior. ‘Onde abundou o pecado, superabundou a graça’ (Rm 5:20). O perdão de Jesus fez com que ele se tornasse um dos principais líderes da igreja cristã primitiva. Que lição poderosa a respeito da realidade da graça de Deus! Um exemplo de que todos nós, apesar de nossas falhas, devemos seguir adiante com fé!”1

“Pedro soube o que significa ser perdoado. Ele soube, pessoalmente, qual é o significado do evangelho, pois experimentou não apenas a realidade da sua pecaminosidade, mas também a grandeza e a profundidade do amor e da graça de Deus para com os pecadores.”1

“Como podemos aprender a perdoar aqueles que nos decepcionaram? Pense no exemplo de Cristo.”1

Fortaleça sua experiência com Deus. Acesse o site reavivados.org/

Quarta-feira, 29 de março de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________

1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Andando sobre as águas

Lições da Bíblia

“Em seus momentos com Jesus, os discípulos viram muitas coisas notáveis, embora poucas delas possam ser comparadas aos acontecimentos descritos em Mateus 14:13-33, Marcos 6:30-52 e João 6:1-21. Cristo usou cinco pequenos pães e dois peixes para alimentar mais de cinco mil pessoas! O que os discípulos devem ter pensado depois de testemunhar esse milagre?”1

“4. Leia Mateus 14:22-33. Qual é a lição mais importante dessa história? Como ela nos ajuda em nossa caminhada com o Senhor?”1

“22 Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passar adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões. 23 E, despedidas as multidões, subiu ao monte, a fim de orar sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele, só. 24 Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário. 25 Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por sobre o mar. 26 E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram. 27 Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais! 28 Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas. 29 E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e foi ter com Jesus. 30 Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a submergir, gritou: Salva-me, Senhor! 31 E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste? 32 Subindo ambos para o barco, cessou o vento. 33 E os que estavam no barco o adoraram, dizendo: Verdadeiramente és Filho de Deus!” (Mateus 22-33 ARA)2.

“Tendo alimentado a multidão, aqueles homens tinham acabado de testemunhar o poder de Jesus de maneira extraordinária. Cristo tinha, realmente, domínio sobre o mundo natural. Certamente isso motivou Pedro a fazer seu pedido bastante ousado, até mesmo presunçoso: ‘Se és Tu, SENHOR, manda-me ir ter contigo, por sobre as águas’ (Mt 14:28).”1

“Que grande expressão de fé!”1

“Jesus então reconheceu essa fé e mandou Pedro ir a Ele. Pedro obedeceu, dando mais uma demonstração de fé. Uma coisa teria sido andar sobre as águas quando elas estivessem calmas, mas Pedro andou sobre elas no meio de uma tempestade!”1

“A lição que geralmente tiramos dessa história é que não devemos desviar nossos olhos de Jesus. Porém, ela não é a única. Pedro certamente confiava em Jesus, senão ele jamais teria feito aquele pedido e, em seguida, agido de acordo com ele. No entanto, o discípulo ficou com medo e começou a afundar.”1

“Por quê? Jesus não poderia ter mantido Pedro na superfície das águas apesar de seu medo? Cristo, porém, permitiu que ele chegasse ao ponto de não poder fazer nada a não ser clamar em sua impotência: ‘SENHOR, salva-me!’ (Mt 14:30). Jesus estendeu a mão e fez exatamente o que Pedro havia pedido. O fato de Cristo ter estendido a mão e segurado Pedro (Mt 14:31), quando poderia simplesmente tê-lo mantido na superfície sem tocá-lo, certamente ajudou aquele discípulo a perceber quanto tinha que aprender a depender de Jesus.”1

“Podemos começar nossa jornada com grande fé, confiando no poder do nosso Senhor. Porém, quando a situação se torna assustadora precisamos nos lembrar das palavras de Jesus a Pedro: ‘Homem de pequena fé, por que duvidaste?’ (Mt 14:31).1

Visite alguém que não tenha a assinatura da Lição da Escola Sabatina e incentive essa pessoa a adquirir o alimento espiritual.

Terça-feira, 28 de março de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________

1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.