Jesus versus as Escrituras?

Lições da Bíblia

“3. Que mensagem poderosa Jesus nos apresentou em João 5:45-47 sobre Sua relação com a Bíblia? Assinale a alternativa correta:”1

João 5:45-47 (ARA)2: “45 Não penseis que eu vos acusarei perante o Pai; quem vos acusa é Moisés, em quem tendes firmado a vossa confiança. 46 Porque, se, de fato, crêsseis em Moisés, também creríeis em mim; porquanto ele escreveu a meu respeito. 47 Se, porém, não credes nos seus escritos, como crereis nas minhas palavras?

A.( ) É impossível harmonizar o Messias com as Escrituras.
B.( ) Jesus e os escritos de Moisés estão intimamente relacionados.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Algumas pessoas afirmam que, ao falar, Jesus colocava Suas palavras em claro contraste com as palavras das Escrituras, como as encontramos no Antigo Testamento. Essas pessoas declaram que as palavras de Cristo estão até mesmo acima das palavras da Bíblia.”1

“No Novo Testamento, Jesus disse: ‘Ouvistes que foi dito […] Eu, porém, vos digo…’ (Mt 5:43, 44; compare com Mt 5:21, 22, 27, 28, 33, 34, 38, 39 [‘21 Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; e: Quem matar estará sujeito a julgamento. 22 Eu, porém, vos digo que todo aquele que [sem motivo] se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo. […] 27 Ouvistes que foi dito: Não adulterarás. 28 Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela. […] 33 Também ouvistes que foi dito aos antigos: Não jurarás falso, mas cumprirás rigorosamente para com o Senhor os teus juramentos. 34 Eu, porém, vos digo: de modo algum jureis; nem pelo céu, por ser o trono de Deus; […] 38 Ouvistes que foi dito: Olho por olho, dente por dente. 39 Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra;’]). Quando disse essas famosas palavras no Sermão da Montanha, Ele não tentou abandonar nem abolir o Antigo Testamento, como alguns afirmam. Em vez disso, Ele respondeu a várias interpretações das Escrituras e às tradições orais usadas por alguns estudiosos de Sua época para justificar comportamentos em relação a outras pessoas, como odiar os inimigos (Mt 5:43), entre outras coisas que Deus não tolerava nem nunca ordenou.”1

“Jesus não aboliu o Antigo Testamento nem diminuiu sua autoridade em nenhum grau. O oposto é verdadeiro. O Antigo Testamento, de fato, prova quem Ele é. Cristo intensificou o significado das declarações das Escrituras, mostrando-nos as intenções originais de Deus.”1

“Usar a autoridade de Jesus para desqualificar a Bíblia ou denegrir partes da Palavra como se não fossem inspiradas talvez seja uma das mais sutis, e ainda mais perigosas, críticas às Escrituras, visto que ela é feita exatamente no nome de Jesus. Cristo reconheceu a grande autoridade das Escrituras, que, em Seus dias, consistiam apenas no Antigo Testamento. Que outras evidências necessitamos de como também devemos considerar o Antigo Testamento?”1

“Longe de enfraquecer a autoridade das Escrituras, Jesus constantemente as defendeu como um guia confiável e fidedigno. Ele afirmou claramente no mesmo Sermão da Montanha: ‘Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir’ (Mt 5:17). Em seguida, Ele disse que todo ‘aquele, pois, que violar um destes mandamentos, posto que dos menores, e assim ensinar aos homens, será considerado mínimo no reino dos Céus’ (Mt 5:19).”1

“Quais doutrinas importantes estão fundamentadas no Antigo Testamento? Por exemplo, a criação (Gn 1 e 2) e a queda (Gn 3). Quais outras verdades cristãs cruciais encontradas no Antigo Testamento são posteriormente ampliadas no Novo Testamento?”1

Terça-feira, 23 de junho de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A criação nas Escrituras

Lições da Bíblia

“7. Leia as seguintes passagens das Escrituras e descreva como cada um desses autores se referiu aos capítulos 1 a 11 de Gênesis:”

Mt 19:4, 5 (ARA)2: “Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher 5 e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne?

Mc 10:6-9 (ARA)2: “6 porém, desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. 7 Por isso, deixará o homem a seu pai e mãe [e unir-se-á a sua mulher],e, com sua mulher, serão os dois uma só carne. De modo que já não são dois, mas uma só carne. 9 Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.”

Lc 11:50, 51 (ARA)2: “50 para que desta geração se peçam contas do sangue dos profetas, derramado desde a fundação do mundo; 51 desde o sangue de Abel até ao de Zacarias, que foi assassinado entre o altar e a casa de Deus. Sim, eu vos afirmo, contas serão pedidas a esta geração.”

Jo 1:1-3 9ARA)2: “1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus.Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.”

At 14:15 (ARA)2: “Senhores, por que fazeis isto? Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles;”

Rm 1:20 (ARA)2: “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;”

2Co 4:6 (ARA)2: “Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.”

Ef 3:9 (ARA)2: “e manifestar qual seja a dispensação do mistério, desde os séculos, oculto em Deus, que criou todas as coisas,”

1Tm 2:12-15 (ARA)2: “12 E não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio. 13 Porque, primeiro, foi formado Adão, depois, Eva. 14 E Adão não foi iludido, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. 15 Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se ela permanecer em fé, e amor, e santificação, com bom senso.”

Tg 3:9 (ARA)2: “Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.”

1Pe 3:20 (ARA)2: “os quais, noutro tempo, foram desobedientes quando a longanimidade de Deus aguardava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca, na qual poucos, a saber, oito pessoas, foram salvos, através da água,”

Jd 11, 14 (ARA)2: “11 Ai deles! Porque prosseguiram pelo caminho de Caim, e, movidos de ganância, se precipitaram no erro de Balaão, e pereceram na revolta de Corá. […] 14 Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor entre suas santas miríades,”

Ap 2:7 (ARA)2: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.”

Ap 3:14 (ARA)2: “Ao anjo da igreja em Laodiceia escreve: Estas coisas diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:”

Ap 22:2, 3 (ARA)2: “2 No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos. 3 Nunca mais haverá qualquer maldição. Nela, estará o trono de Deus e do Cordeiro. Os seus servos o servirão,”

“Jesus e todos os escritores do Novo Testamento se referiram a Gênesis 1 a 11 como história fidedigna. Em Mateus 19:4, Jesus Se referiu aos escritos de Moisés e à criação do homem e da mulher. Paulo usou repetidamente o relato da criação para fundamentar os argumentos teológicos que ele defendeu em suas epístolas. Ele declarou aos sábios de Atenas: ‘O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo Ele Senhor do Céu e da Terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas’ (At 17:24). Assim, os escritores do Novo Testamento desenvolveram suas mensagens com base na natureza fundamental do Gênesis para mostrar ao leitor moderno a importância dos seus eventos literais.”1

“Leia, por exemplo, Romanos 5. Paulo fez uma ligação direta entre Adão e Jesus (veja Rm 5:12, 14-19) por mais de seis vezes. Isto é, ele admitiu a existência literal de um Adão histórico, um conceito que se torna fatalmente comprometida quando um modelo evolutivo das origens substitui uma leitura literal dos textos.”1

“Se os escritores do Novo Testamento, inspirados pelo Espírito Santo, e o próprio Jesus consideravam o relato da criação uma história fidedigna, por que seria insensatez, com base em alegações de homens caídos e falíveis, não fazermos o mesmo?”1

Decida viver de modo simples, de acordo com seu padrão de vida.

Quinta-feira, 28 de maio de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Compreensão das Escrituras

Lições da Bíblia

“1. Leia 2 Timóteo 3:16, 17. Para quais propósitos a Bíblia nos foi dada?”1

2 Timóteo 3:16, 17 (ARA)2: “16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, 17 a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.”

“A Bíblia foi escrita como um testemunho do plano divino de redimir a humanidade caída e da obra de Deus na História. Ela foi dada para nos instruir nos caminhos da justiça. O Senhor escolheu fazer isso em linguagem humana, tornando Seus pensamentos e ideias visíveis mediante palavras que entendemos. Ao redimir Israel do Egito, Deus escolheu uma nação específica para transmitir Sua mensagem a todos os povos. Ele permitiu que essa nação comunicasse Sua Palavra por meio de seu idioma, o hebraico (e algumas porções em aramaico, língua relacionada ao hebraico).”1

“A ascensão da cultura grega trouxe uma nova oportunidade, permitindo que o Novo Testamento fosse transmitido por meio do idioma universal, o grego, que era amplamente falado naquela parte do mundo nesse período. (Além disso, houve até uma tradução grega do Antigo Testamento, a Septuaginta.) Após a morte de Cristo, essa linguagem universal habilitou os apóstolos e a igreja primitiva a espalhar a mensagem por toda parte com um novo zelo missionário. Posteriormente, o apóstolo João ‘atestou a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo, quanto a tudo o que viu’ (Ap 1:2). Dessa maneira, a Bíblia demonstra a continuidade desse inspirado “testemunho” desde o primeiro escritor das Escrituras até o último.”1

“2. Leia Deuteronômio 32:46, 47. Por que era tão importante que os filhos de Israel cumprissem ‘todas as palavras desta Lei’ (Dt 32:46), a Torá ou ‘instrução’? Como a Palavra de Deus ‘prolonga’ nossos dias? O que isso significa em nosso contexto hoje?”1

Leia Deuteronômio 32:46, 47 (ARA)2: “46 disse-lhes: Aplicai o coração a todas as palavras que, hoje, testifico entre vós, para que ordeneis a vossos filhos que cuidem de cumprir todas as palavras desta lei. 47 Porque esta palavra não é para vós outros coisa vã; antes, é a vossa vida; e, por esta mesma palavra, prolongareis os dias na terra à qual, passando o Jordão, ides para a possuir.”

“Algumas pessoas não apenas têm a Bíblia traduzida em seu idioma nativo, mas possuem até mesmo várias versões dela em sua língua. Outros têm apenas uma versão e, em alguns casos, nem isso. Contudo, independentemente da versão disponível, o ponto essencial é estimá-la como a Palavra de Deus e, mais importante, obedecer ao que ela ensina.”1

Por que nunca é “coisa vã” (Dt 32:47) obedecer à Palavra de Deus e ensiná-la aos seus filhos?

Peça a Deus que torne você um sábio administrador dos recursos que Ele lhe confiou.

Domingo, 10 de maio de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

As Escrituras interpretam as Escrituras

Lições da Bíblia

“Unicamente porque existe uma unidade fundamental na Bíblia, ela pode funcionar como sua própria intérprete. Sem essa unidade, as Escrituras não poderiam ser a luz que revela seu próprio significado, em que uma parte da Bíblia interpreta outras partes e, portanto, torna-se indispensável para entender as passagens relacionadas.”1

“4. Leia Lucas 24:27, 44, 45. Como Jesus Se referiu às Escrituras para explicar quem Ele é? Como podemos usar as Escrituras?”1

Lucas 24:27, 44, 45 (ARA)2: “27 E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras. […] 44 A seguir, Jesus lhes disse: São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos. 45 Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras;

“A beleza de deixar as Escrituras interpretarem a si mesmas é que elas esclarecem ainda mais seu significado. Ao fazê-lo, não reunimos indiscriminadamente várias passagens para provar nossa opinião. Em vez disso, cuidadosamente levamos em consideração o contexto de cada passagem. Além do contexto imediato antes e após uma passagem sob investigação, devemos considerar o contexto do livro no qual a passagem se encontra. Além disso, uma vez que, de acordo com Paulo, ‘tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito’ (Rm 15:4), devemos estudar tudo o que as Escrituras declaram sobre determinado assunto.”1

“A Bíblia se autoexplica. Textos devem ser comparados com textos. O estudante deve aprender a ver a Palavra como um todo, e também a relação entre suas partes. Deve obter conhecimento de seu grandioso tema central, do propósito original de Deus em relação a este mundo, da origem do grande conflito, e da obra da redenção” (Ellen G. White, Educação, p. 190).1

“Ao compararmos as Escrituras com elas mesmas, é importante estudá-las completamente. Se possível, devemos fazê-lo em suas línguas originais, ou pelo menos com uma tradução bíblica apropriada, fiel ao significado contido nos originais hebraico e grego. Embora o conhecimento das línguas originais não seja necessário para se ter uma boa compreensão da Bíblia, certamente ajuda quando possível. Caso não haja essa possibilidade, estudar a Palavra fielmente e em espírito de oração, com atitude de humildade e submissão, certamente ainda renderá grandes frutos.”1

Ao pensar em uma doutrina, como o estado dos mortos, concentrar-se em poucas passagens escolhidas poderia levar ao erro. Por que é importante ler tudo o que a Bíblia diz sobre um assunto para entender melhor o que ela ensina?

Ore muitas vezes. Era assim que Enoque andava com Deus (Caminho a Cristo, p. 97).

Quarta-feira, 29 de abril de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A clareza das Escrituras

Lições da Bíblia

“Qualquer apelo em favor do princípio das ‘Escrituras somente’ tem pouco sentido se o texto da Bíblia não for claro em seu significado.”1

“3. Leia Mateus 21:42; 12:3, 5; 19:4; 22:31; 24:15; Marcos 12:10, 26; 13:14; Lucas 6:3. O que a repetida referência de Jesus às Escrituras sugere em relação à clareza de sua mensagem? Assinale a alternativa correta:”1

Mateus 21:42 (ARA)2: “Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta por cabeça do ângulo; pelo Senhor foi feito isso e é maravilhoso aos nossos olhos?”

Mateus 12:3, 5 (ARA)2: “3 Mas Jesus lhes disse: Não lestes o que fez Davi quando ele e seus companheiros tiveram fome? […] 5 Ou não lestes na Lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado e ficam sem culpa? Pois eu vos digo:”

Mateus 19:4 (ARA)2: “Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher”

Mateus 22:31 (ARA)2: “E, quanto à ressurreição dos mortos, não tendes lido o que Deus vos declarou:”

Mateus 24:15 (ARA)2: “Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda),”

Marcos 12:10, 26 (ARA)2: “Ainda não lestes esta Escritura: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular; […] 26 Quanto à ressurreição dos mortos, não tendes lido no Livro de Moisés, no trecho referente à sarça, como Deus lhe falou: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó?”

Marcos 13:14 (ARA)2: “Quando, pois, virdes o abominável da desolação situado onde não deve estar (quem lê entenda), então, os que estiverem na Judeia fujam para os montes;”

Lucas 6:3 (ARA)2: “Respondeu-lhes Jesus: Nem ao menos tendes lido o que fez Davi, quando teve fome, ele e seus companheiros?”

A.( ) Que elas não são claras à nossa compreensão.
B.( ) Que elas são claras ao nosso entendimento.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“O testemunho bíblico é inequívoco: a Bíblia é suficientemente clara no que ensina. A Bíblia é tão clara que pode ser entendida tanto por crianças quanto por adultos, especialmente em seus ensinamentos mais ­básicos. No entanto, ainda existem oportunidades infinitas para que nosso conhecimento e compreensão se desenvolvam mais profundamente. Não precisamos que nenhum magistério eclesiástico nos apresente o significado da Bíblia. Em vez disso, seus ensinamentos fundamentais podem ser compreendidos por todos os cristãos. Ela admite o sacerdócio de todos os crentes, em vez de restringir sua interpretação a um grupo seleto, como o sacerdócio clerical. Portanto, a própria Bíblia nos encoraja a estudá-la por nós mesmos, pois somos capazes de entender a mensagem de Deus para nós.”1

“Tem sido apropriadamente apontado que ‘o exemplo uniforme dos escritores da Bíblia mostra que as Escrituras devem ser tomadas em seu sentido literal, a menos que se trate, óbvia e claramente, de linguagem figurada […]. Não é preciso retirar a ‘casca’ para alcançar o ‘miolo’ de um significado místico, secreto ou alegórico, que somente iniciados podem descobrir’ (Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia, Casa Publicadora Brasileira, 2011, p. 75). Em vez disso, a clareza da Bíblia diz respeito à linguagem, sentido e palavras das Escrituras, pois há uma verdade definida pretendida pelos escritores bíblicos, em vez de múltiplos significados subjetivos e incontrolados do texto bíblico.”

“Isso não significa que, às vezes, não nos depararemos com textos e ideias que não captamos nem compreendemos completamente. Afinal, é a Palavra de Deus, e somos apenas seres humanos caídos. Contudo, as Escrituras são suficientemente claras acerca das coisas que realmente precisamos conhecer e entender, especialmente em relação à questão da salvação.”1

Você já teve dificuldade para compreender alguns textos, mas conseguiu esclarecêlos posteriormente? Como pode ajudar outras pessoas a lutar com algo semelhante?

Terça-feira, 28 de abril de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Jesus e todas as Escrituras

Lições da Bíblia

“4. Leia Lucas 24:13-35, 44, 45. Como Jesus usou as Escrituras para ensinar aos discípulos a mensagem do evangelho?”1

Lucas 24:13-35, 44, 45 (ARA): 13 Naquele mesmo dia, dois deles estavam de caminho para uma aldeia chamada Emaús, distante de Jerusalém sessenta estádios. 14 E iam conversando a respeito de todas as coisas sucedidas. 15 Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e ia com eles. 16 Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer. 17 Então, lhes perguntou Jesus: Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais? E eles pararam entristecidos. 18 Um, porém, chamado Cleopas, respondeu, dizendo: És o único, porventura, que, tendo estado em Jerusalém, ignoras as ocorrências destes últimos dias? 19 Ele lhes perguntou: Quais? E explicaram: O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que era varão profeta, poderoso em obras e palavras, diante de Deus e de todo o povo, 20 e como os principais sacerdotes e as nossas autoridades o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21 Ora, nós esperávamos que fosse ele quem havia de redimir a Israel; mas, depois de tudo isto, é já este o terceiro dia desde que tais coisas sucederam. 22 É verdade também que algumas mulheres, das que conosco estavam, nos surpreenderam, tendo ido de madrugada ao túmulo; 23 e, não achando o corpo de Jesus, voltaram dizendo terem tido uma visão de anjos, os quais afirmam que ele vive. 24 De fato, alguns dos nossos foram ao sepulcro e verificaram a exatidão do que disseram as mulheres; mas não o viram. 25 Então, lhes disse Jesus: Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! 26 Porventura, não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na sua glória? 27 E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras. 28 Quando se aproximavam da aldeia para onde iam, fez ele menção de passar adiante. 29 Mas eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque é tarde, e o dia já declina. E entrou para ficar com eles. 30 E aconteceu que, quando estavam à mesa, tomando ele o pão, abençoou-o e, tendo-o partido, lhes deu; 31 então, se lhes abriram os olhos, e o reconheceram; mas ele desapareceu da presença deles. 32 E disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras? 33 E, na mesma hora, levantando-se, voltaram para Jerusalém, onde acharam reunidos os onze e outros com eles, 34 os quais diziam: O Senhor ressuscitou e já apareceu a Simão! 35 Então, os dois contaram o que lhes acontecera no caminho e como fora por eles reconhecido no partir do pão. […] 44 A seguir, Jesus lhes disse: São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos. 45 Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras;

“Após a morte de Cristo, Seus seguidores ficaram confusos e em dúvida. Como isso pôde acontecer? O que significava a Sua morte? De acordo com Lucas, Jesus apareceu a eles duas vezes, primeiramente a dois que estavam a caminho de Emaús e depois a outros. Em duas ocasiões diferentes, Jesus explicou como tudo havia se cumprido das profecias do Antigo Testamento: ‘E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a Seu respeito constava em todas as Escrituras’ (Lc 24:27).”1

“Novamente em Lucas 24:44, 45, Ele disse: ‘São estas as palavras que Eu vos falei, […]: importava se cumprisse tudo o que de Mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos’. Jesus ‘então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras’.”1

“Observe a referência específica em Lucas 24:27 a ‘todas as Escrituras’. Isso foi enfatizado novamente na segunda passagem como a ‘Lei de Moisés’, os ‘Profetas’ e os ‘Salmos’ (Lc 24:44). Isso estabelece claramente que Jesus, o Verbo encarnado (Jo 1:1-3, 14), confiava na autoridade das Escrituras para explicar como essas coisas foram preditas centenas de anos antes. Ao Se referir à totalidade das Escrituras, Jesus estava ensinando os discípulos pelo exemplo. À medida que fossem espalhar a mensagem do evangelho, eles também deveriam expor todas as Escrituras para trazer compreensão e poder aos novos conversos em todo o mundo.”1

“Em Mateus 28:18-20, Jesus disse aos Seus discípulos naquela ocasião (e para nós hoje) que ‘toda a autoridade’ Lhe ‘foi dada no Céu e na Terra’. Mas essa autoridade permanecia fundamentada em Seu Pai e em toda a Divindade, pois Ele lhes disse: ‘Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo’. Então vem a passagem-chave: ‘ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado’. O que Jesus ensinou e ordenou? Seus ensinamentos estão fundamentados em todas as Escrituras. Ele veio com base na autoridade profética da Palavra, e em cumprimento das profecias das Escrituras Ele Se submeteu a Seu Pai.”1

Se Jesus aceitava todas as Escrituras, não devemos fazer o mesmo? Como podemos aceitar a autoridade da Bíblia inteira, mesmo quando percebemos que nem tudo é necessariamente aplicável atualmente? Comente com a classe.

Terça-feira, 14 de abril de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Fundamentado nas Escrituras 

Lições da Bíblia

“Até Gálatas 3:5, Paulo defendeu seu evangelho da justificação pela fé apelando ao acordo feito com os apóstolos em Jerusalém (Gl 2:1-10) e à experiência pessoal dos gálatas (Gl 3:1-5). A partir de Gálatas 3:6, Paulo se voltou para o testemunho das Escrituras para a confirmação final e principal do seu evangelho. Gálatas 3:6 a 4:31 é composto por argumentos progressivos fundamentados nas Escrituras.”1

2. O que Paulo quis dizer quando escreveu sobre as Escrituras em Gálatas 3:6-8? Assinale a alternativa correta, considerando Romanos 1:2; 4:3; 9:17.1

“6 É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. 7 Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos.” (Gálatas 3:6-8 ARA)2. “o qual foi por Deus, outrora, prometido por intermédio dos seus profetas nas Sagradas Escrituras,” (Romanos 1:2 ARA)2. “Pois que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça.” (Romanos 4:3 ARA).  “Porque a Escritura diz a Faraó: Para isto mesmo te levantei, para mostrar em ti o meu poder e para que o meu nome seja anunciado por toda a terra.” (Romanos 9:17 ARA).

A ( ) Ele se referiu aos apócrifos.
( ) Ele se referiu ao Antigo Testamento.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Na época em que Paulo escreveu a Epístola aos Gálatas não existia o ‘Novo Testamento’. Paulo foi o primeiro escritor do Novo Testamento. O Evangelho de Marcos provavelmente seja o mais antigo dos quatro evangelhos, mas possivelmente ele não tivesse sido escrito até por volta da época da morte de Paulo (65 d.C.), ou seja, cerca de quinze anos depois da carta de Paulo aos Gálatas. Assim, quando o apóstolo se referia às Escrituras, ele tinha em mente apenas o Antigo Testamento.”1

“O Antigo Testamento desempenhou papel importante nos ensinamentos de Paulo. Ele não o via como palavras mortas, mas como a autorizada e viva Palavra de Deus. Em 2 Timóteo 3:16, ele escreveu: ‘Toda a Escritura é inspirada por Deus‘. A palavra traduzida por ‘inspirada’ é theopneustos. A primeira parte da palavra (theo) significa ‘Deus’, enquanto a segunda parte significa ‘inspirar’. A Escritura é ‘inspirada por Deus’. Paulo utilizou as Escrituras para demonstrar que Jesus é o Messias prometido (Rm 1:2), para dar instrução sobre a vida cristã (Rm 13:8-10) e para provar a validade de seus ensinamentos (Gl 3:8, 9).”1

“Paulo citou o Antigo Testamento centenas de vezes em todas as suas cartas, exceto nas menores, Tito e Filemon.”1

3. Leia Gálatas 3:6-14. Identifique os trechos do Antigo Testamento citados nesses versos, relacionando-os com as colunas. Reflita sobre a autoridade do Antigo Testamento.1

“6 É o caso de Abraão, que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça. 7 Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povosDe modo que os da fé são abençoados com o crente Abraão. 10 Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las. 11 E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé. 12 Ora, a lei não procede de fé, mas: Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá. 13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro), 14 para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido.” (Gálatas 3:6-14 ARA)2.

( ) Abraão creu ‘e isso lhe foi imputado para justiça’ 1. Gn 12:3.
( ) ‘Em ti, serão abençoados todos os povos’ 2. Dt 27:26.
( ) ‘Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas’ 3. Gn 15:6.
( ) ‘Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá’ 4. Dt 21:22, 23.
( ) ‘Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro’ 5. Lv 18:5.

Resposta sugestiva:  A (3); B (1); C (2); D (5); E (4).

Segunda-feira, 24 de julho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola
Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Profecia e as Escrituras – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“O primeiro e mais elevado dever de todo ser racional é aprender das Escrituras o que é a verdade, e então andar na luz, animando outros a lhe seguirem o exemplo. Dia após dia devemos estudar a Bíblia diligentemente, ponderando todo pensamento e comparando passagem com passagem. Com o auxílio divino devemos formar nossas opiniões por nós mesmos, visto que temos que responder por nós mesmos perante Deus.

“As verdades mais claramente reveladas na Escritura Sagrada têm sido envoltas em dúvida e trevas por homens instruídos que, com pretensão de grande sabedoria, ensinam que as Escrituras têm um sentido místico, secreto, espiritual, que não transparece na linguagem empregada. Esses homens são falsos mestres. Foi a essa classe que Jesus declarou: ‘Não provém o vosso erro de não conhecerdes as Escrituras, nem o poder de Deus?’ (Mc 12:24. A linguagem da Bíblia deve ser explicada de acordo com seu sentido óbvio, a menos que seja empregado um símbolo ou figura. Cristo fez a promessa: ‘Se alguém quiser fazer a vontade dEle, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus’ (Jo 7:17). Se os homens tão somente tomassem a Bíblia como é, e não houvesse falsos mestres para transviar e lhes confundir o espírito, seria realizada uma obra que alegraria os anjos e que traria para o redil de Cristo milhares de milhares que agora se acham a vaguear no erro’ (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 598, 599).”1

Perguntas para reflexão

  1. “Como podemos chegar a um entendimento claro das Escrituras?”1
  2. “Martinho Lutero escreveu: ‘A Escritura é sua própria luz.’ Há uma unidade subjacente à Bíblia; uma passagem pode nos ajudar a compreender outras passagens. Quais exemplos desse princípio encontramos?”1
  3. “Quais acontecimentos impactaram profundamente sua experiência cristã? O que eles têm em comum? O que podemos aprender com a experiência dos outros?”1
  4. “De que maneira o estudo da Bíblia aprofunda sua caminhada com o Senhor?”1
Sexta-feira, 02 de junho de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.