Neemias se manifesta

Lições da Bíblia

“Em Neemias 1:11, vemos que o servo de Deus era o copeiro do rei. Naquela época, os copeiros podiam ser homens de poderosa influência, já que tinham acesso constante ao rei. Os copeiros provavam as bebidas destinadas ao rei a fim de prevenir doenças ou a morte do monarca. Heródoto ressalta que os persas tinham os copeiros em grande honra, pois eram considerados oficiais superiores. Por exemplo, o copeiro do rei assírio Esar-Hadom era também seu primeiro-ministro. Portanto, Neemias ocupava uma posição elevada no reino e, por causa de seu acesso ao rei, ele pediu a Deus que o usasse para falar ao soberano sobre a situação de Judá.”1

“3. Leia Neemias 2:1-8. O que aconteceu como resultado das orações e jejum do homem de Deus? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

Neemias (2:1-8 ARA)2: “1 No mês de nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, uma vez posto o vinho diante dele, eu o tomei para oferecer e lho dei; ora, eu nunca antes estivera triste diante dele. O rei me disse: Por que está triste o teu rosto, se não estás doente? Tem de ser tristeza do coração. Então, temi sobremaneirae lhe respondi: viva o rei para sempre! Como não me estaria triste o rosto se a cidade, onde estão os sepulcros de meus pais, está assolada e tem as portas consumidas pelo fogo?Disse-me o rei: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus e disse ao rei: se é do agrado do rei, e se o teu servo acha mercê em tua presença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu a reedifique.Então, o rei, estando a rainha assentada junto dele, me disse: Quanto durará a tua ausência? Quando voltarás? Aprouve ao rei enviar-me, e marquei certo prazo. E ainda disse ao rei: Se ao rei parece bem, deem-se-me cartas para os governadores dalém do Eufrates, para que me permitam passar e entrar em Judá,como também carta para Asafe, guarda das matas do rei, para que me dê madeira para as vigas das portas da cidadela do templo, para os muros da cidade e para a casa em que deverei alojar-me. E o rei mas deu, porque a boa mão do meu Deus era comigo.

A. (   ) O rei atendeu o pedido dele e o mandou para Judá.
B. (   ) O rei se enfureceu com a ousadia de Neemias e o matou.

Resposta sugestiva: V; F.

“A oração foi respondida no mês de nisã, aproximadamente o mês de abril de 444 a.C. Quatro meses haviam se passado desde que Hanani e os judeus trouxeram a Neemias as notícias perturbadoras sobre Jerusalém. Durante quatro meses Neemias orou e jejuou, e é possível que, enquanto os dias se passavam, ele tivesse a sensação de que Deus não estava respondendo. Mas o tempo no relógio divino é sempre perfeito. O Senhor preparou o rei para ouvir Neemias e responder-lhe favoravelmente.”1

“Não era comum o copeiro ser dispensado de seus deveres por algum tempo a fim de governar um país diferente. Deus falou por meio de Neemias e impressionou o rei persa Artaxerxes I a fazer dele um governador do território de Judá. A menção à rainha sugere que essa talvez tenha sido uma ocasião reservada, já que não era costume a rainha estar presente em banquetes formais. Neemias não mencionou Jerusalém imediatamente para não gerar ideias preconcebidas, mas fez um apelo emocional e pessoal ao rei. No momento em que o local específico foi mencionado, o coração do rei já havia sido conquistado.”1

“Quais são os paralelos entre o cargo de Neemias na corte e o de Daniel em Babilônia? O rei pareceu muito favorável ao pedido do servo de Deus. O que isso revela sobre o caráter do copeiro?”1

Terça-feira, 08 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A oração de Neemias

Lições da Bíblia

“2. Leia a oração de Neemias 1:5-11. Quais são os componentes dessa oração? Por que o servo de Deus se incluiu no grupo dos culpados?”1

Neemias (1:5-11 ARA)2: “5 E disse: ah! Senhor, Deus dos céus, Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com aqueles que te amam e guardam os teus mandamentos! Estejam, pois, atentos os teus ouvidos, e os teus olhos, abertos, para acudires à oração do teu servo, que hoje faço à tua presença, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, os quais temos cometido contra ti; pois eu e a casa de meu pai temos pecado. 7 Temos procedido de todo corruptamente contra ti, não temos guardado os mandamentos, nem os estatutos, nem os juízos que ordenaste a Moisés, teu servo. 8 Lembra-te da palavra que ordenaste a Moisés, teu servo, dizendo: Se transgredirdes, eu vos espalharei por entre os povos;mas, se vos converterdes a mim, e guardardes os meus mandamentos, e os cumprirdes, então, ainda que os vossos rejeitados estejam pelas extremidades do céu, de lá os ajuntarei e os trarei para o lugar que tenho escolhido para ali fazer habitar o meu nome. 10 Estes ainda são teus servos e o teu povo que resgataste com teu grande poder e com tua mão poderosa. 11 Ah! Senhor, estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do teu servo e à dos teus servos que se agradam de temer o teu nome; concede que seja bem-sucedido hoje o teu servo e dá-lhe mercê perante este homem. Nesse tempo eu era copeiro do rei.”

  1. Reconhecimento da grandeza e misericórdia de Deus: Senhor, Tu és grande e tens misericórdia (Ne 1:5).
  2. Súplica para que Deus ouvisse sua oração: Ouça-me (Ne 1:6).
  3. Confissão dos pecados (Ne 1:6, 7).
  4. Solicitação de que o Senhor Se lembrasse das Suas promessas (Ne 1:8, 9).
  5. Reafirmação de que Deus havia resgatado Seu povo (Ne 1:10).
  6. Nova súplica para que Deus ouvisse sua oração: Ouça-me (Ne 1:11).
  7. Pedido especial de ajuda: Deus, concede prosperidade e misericórdia (Ne 1:11).

“A oração de Neemias é uma bela composição que narra a grandeza de Deus, a pecaminosidade do povo e conclui com um pedido de ajuda. Essa oração se assemelha à oração de Daniel 9, e é possível que Neemias estivesse familiarizado com essa oração. Vale a pena observar que o servo de Deus não começou sua oração com um pedido de ajuda, mas primeiro declarou a verdade sobre quem Deus é: grande e temível. Ele também destacou que Deus mantém Sua aliança e tem misericórdia daqueles que O amam, como se quisesse lembrar a Deus que Ele sempre havia sido fiel e agora não podia ser diferente.”1

“A oração apresenta uma estrutura especial (descrita acima) que tem seu centro no verso 8, em que Neemias articula as promessas de Deus. Neemias disse: ‘Lembra-Te’. Em outras palavras: Lembra-Te, Deus, de que prometeste que nos dispersarias quando fôssemos infiéis, mas que também nos trarias de volta e restaurarias todas as coisas. Já que a primeira parte aconteceu, agora é hora de cumprir a segunda, pois estamos nos voltando a Ti.”1

“Neemias não teve medo de reivindicar as promessas de Deus e ­lembrá-Lo delas. Evidentemente, não é que Deus não saiba ou não Se lembre do que prometeu. Em vez disso, Ele sente prazer em nos socorrer quando Lhe pedimos ajuda. Ele deseja que acreditemos em Suas promessas e as falemos em voz alta para Ele. Ao verbalizá-las, podemos ser fortalecidos em nossa decisão de confiar nelas, especialmente nos momentos em que estamos desesperados.”1

“Quais promessas de Deus você pode reivindicar hoje? Por que é importante nunca desistir de clamar por elas?”1

Segunda-feira, 07 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Neemias recebe más notícias

Lições da Bíblia

“O livro de Neemias começa de modo semelhante ao livro de Daniel (leia Daniel 1:1, 2), isto é, com más notícias. Muitos haviam retornado à sua terra de origem, mas as coisas não estavam indo muito bem para eles ali.”1

“1. Leia Neemias 1:1-4. Por que o servo de Deus ficou tão angustiado? Qual foi sua resposta às más notícias recebidas? Assinale a alternativa correta:”1

Neemias (1:1-4 ARA)2: “1 As palavras de Neemias, filho de Hacalias. No mês de quisleu, no ano vigésimo, estando eu na cidadela de Susã, 2 veio Hanani, um de meus irmãos, com alguns de Judá; então, lhes perguntei pelos judeus que escaparam e que não foram levados para o exílio e acerca de Jerusalém. 3 Disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o exílio e se acham lá na província, estão em grande miséria e desprezo; os muros de Jerusalém estão derribados, e as suas portas, queimadas. 4 Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus.”

A. (   ) Sua família havia sido morta. Ele então chorou.
B. (   ) O povo e a cidade estavam em ruínas. Ele chorou, lamentou e orou ao Senhor.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Alguns judeus levados cativos anos antes haviam sido enviados a Susã, um dos quatro centros administrativos do Império Persa, onde Neemias servia no palácio real como copeiro. O termo usado para a expressão ‘Hanani, um de meus irmãos’ possivelmente indique um irmão de sangue, pois em Neemias 7:2 há uma referência semelhante a Hanani, de modo bem familiar. No entanto, essa expressão também pode ser aplicada a um conterrâneo israelita apenas. A conversa com Hanani provavelmente tenha ocorrido entre meados de novembro e meados de dezembro de 445 a.C., cerca de 13 anos após o retorno de Esdras a Jerusalém. Hanani relatou que a situação em Jerusalém estava terrível. O povo não havia conseguido reconstruir Jerusalém, e o inimigo tinha destruído os muros da cidade, deixando-a indefesa e desolada.”1

“Neemias tinha ouvido rumores de que os samaritanos haviam destruído os muros da cidade, mas ele não tinha respostas definitivas até aquele momento. Consequentemente, o próprio rei Artaxerxes acabou com a esperança dos que tinham retornado, interrompendo o progresso da construção após as reclamações dos povos dalém do rio (Ed 4).”1

“Apesar de o templo ter sido reconstruído, ele não estava funcionando completamente, porque as pessoas responsáveis pelo serviço do santuário não conseguiam morar em Jerusalém. A situação entristeceu Neemias quando ele sentiu em seu coração as implicações da notícia: os judeus não haviam glorificado a Deus, embora tivessem retornado para esse propósito. Em vez disso, eles haviam negligenciado a casa de Deus e a cidade santa devido ao medo do inimigo e da opressão.”1

“Por isso, Neemias se voltou para Deus. Não reclamou da falta de fé do povo; não o considerou covarde, nem aceitou a situação. Ele orou e jejuou.”1

“Diante das más notícias, Neemias chorou, orou e jejuou. Por que, em tempos de provação, precisamos apelar ao Senhor?”1

Domingo, 06 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Neemias

Lições da Bíblia

“Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos Céus. E disse: ah! Senhor, Deus dos Céus, Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com aqueles que Te amam e guardam os Teus mandamentos!” (Ne 1:4, 5).1

“Até então, dois grupos de cativos haviam retornado a Judá como cumprimento, ao menos parcial, das promessas de Deus à nação hebraica.”1

“Porém, Deus estava preparando mais um grupo de exilados para voltar. O último grupo de cativos foi incumbido de resolver um problema. Embora os dois primeiros grupos tivessem voltado para reconstruir a cidade de Jerusalém e tivessem completado parte desse projeto ao terminar o templo, o restante da construção foi sendo abandonado à medida que surgia a oposição das nações vizinhas. Os povos circunvizinhos não queriam que os israelitas construíssem a cidade e seus muros porque temiam que eles se tornassem uma nação poderosa como haviam sido anteriormente (Ed 4:6-24). Portanto, o retorno dos israelitas parecia ser uma ameaça que eles estavam determinados a deter. Mas Deus não chamou Seu povo para abandoná-lo no meio da tarefa que Ele o havia chamado a realizar.”1

“Por isso, Ele estava preparando outro homem para realizar Sua vontade e cumprir Seus propósitos, e o nome dele era Neemias. Agora voltaremos nossa atenção para ele e para a obra que realizou com o auxílio do Senhor.”1

O dia 19 de outubro será o Dia do Pastor e das Vocações Ministeriais. Celebre esse momento em sua igreja!

Sábado, 05 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

Entendendo a história: Zorobabel e Esdras – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Texto de Ellen G. White: Profetas e Reis, p. 607–617 (“Esdras, o Sacerdote e Escriba”).

Observe a diligente obra de Esdras: “Esdras tornou-se um porta-voz de Deus, educando nos princípios do governo do Céu aqueles que lhe estavam ao redor. Durante os anos restantes de sua vida, estivesse próximo à corte do rei da Média-Pérsia ou em Jerusalém, sua principal tarefa era a de professor. Enquanto comunicava a outros a verdade que aprendia, sua capacidade para o trabalho aumentava. Ele se tornou um homem de ­piedade e zelo. Foi testemunha do Senhor ao mundo quanto ao poder da verdade para enobrecer a vida diária” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 609).1

“Na obra de reforma a ocorrer hoje, há necessidade de homens que, como Esdras e Neemias, não obscureçam nem desculpem o pecado, nem se esquivem de vindicar a honra de Deus. Aqueles sobre quem repousa o fardo dessa obra não se sentirão em paz quando o erro é praticado nem cobrirão o mal com o manto da falsa caridade. Eles se lembrarão de que Deus não faz acepção de pessoas e de que a severidade para com uns poucos pode representar misericórdia para com muitos. Eles se lembrarão também de que o Espírito de Cristo deve ser revelado naquele que repreende o mal” (Profetas e Reis, p. 675).1

Perguntas para discussão

“1. Temos lindas promessas do Senhor. Porém, Deus não Se impõe a nós. Quais escolhas em nossa vida poderiam impedir o cumprimento de Suas promessas a nós?”1

“2. Leia a oração de Daniel 9:1-23. Quais princípios dessa passagem poderiam ser aplicados à sua experiência? O que Daniel estava fazendo, qual era a atitude dele e o que ele estava pedindo? O que mais poderia se aplicar a nós?”1

“3. A Lição desta semana destaca a centralidade da Palavra de Deus no ministério de Esdras e mostra a diligência dele em trabalhar para difundi-la. Qual é a lição para nós em relação à importância que a Palavra de Deus deve ter em nossa vida e em nossa igreja?”1

Sexta-feira, 04 de setembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

A importância da educação

Lições da Bíblia

“5. Leia Esdras 7:6, 10. O que esses textos ensinam sobre a importância da educação religiosa adequada? Assinale a alternativa correta:”1

Esdras (7:6, 10 ARA): “6 Ele era escriba versado na Lei de Moisés, dada pelo Senhor, Deus de Israel; e, segundo a boa mão do Senhor, seu Deus, que estava sobre ele, o rei lhe concedeu tudo quanto lhe pedira. […] 10 Porque Esdras tinha disposto o coração para buscar a Lei do Senhor, e para a cumprir, e para ensinar em Israel os seus estatutos e os seus juízos.1

A. (   ) A instrução adequada da Palavra nos capacita para cumprir os propósitos de Deus
B. (   ) A educação bíblica não é tão importante quanto o sucesso profissional.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“A sincera devoção de Esdras a Deus e sua decisão de estudar, praticar e ensinar a Palavra de Deus (Ed 7:6, 10) o prepararam para um ministério superior em Israel. O texto bíblico afirma que ele se dedicava ao estudo, à prática e ao ensino da Lei do Senhor.”1

“Ellen G. White apresentou uma ideia importante sobre Esdras: ‘Descendente dos filhos de Arão, Esdras havia recebido a educação sacerdotal; e em acréscimo a isso adquiriu familiaridade com os escritos dos magos, astrólogos e sábios do reino medo-persa. Mesmo assim não se sentia satisfeito com sua condição espiritual. Suspirava por estar em plena harmonia com Deus; ansiava sabedoria para fazer a vontade divina. E assim preparou ‘seu coração para buscar a Lei do Senhor, e para a cumprir’ (Ed 7:10). Isso o levou a se aplicar diligentemente ao estudo da história do povo de Deus, como se encontra relatado nos escritos dos profetas e reis. Ele estudou os livros históricos e poéticos da Bíblia a fim de compreender por que o Senhor tinha permitido que Jerusalém fosse destruída e Seu povo levado cativo para terras pagãs (Profetas e Reis, p. 608).”1

“Os esforços de Esdras para reavivar o interesse no estudo das Escrituras se tornaram permanentes, graças ao seu laborioso e constante esforço no sentido de preservar e multiplicar os sagrados escritos. Ele reuniu todos os exemplares da lei que pôde encontrar, fazendo com que eles fossem transcritos e distribuídos. A Palavra pura, assim multiplicada e posta nas mãos de muitos, proveu o conhecimento que era de inestimável valor” (Profetas e Reis, p. 609).1

“Observe que, embora Esdras tivesse aprendido sobre os costumes dos pagãos, ele percebeu que não estavam corretos; portanto, buscou conhecer a verdade a partir da fonte da verdade: a Palavra de Deus e a ‘Lei do Senhor’. Ele teve que descartar muito do que havia aprendido nas escolas mundanas, pois, sem dúvida, muitos desses conhecimentos estavam errados. Afinal de contas, que bem lhe fariam os ‘escritos dos magos e dos astrólogos’?”1

“O que precisamos desaprender do que o mundo nos ensina?”1

Quinta-feira, 03 de outubro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O decreto de Artaxerxes

Lições da Bíblia

“4. Leia Esdras 7:11-28. Quais foram os componentes do decreto do rei? Por que essas instruções foram importantes para o povo de Israel?”1

Esdras (7:11-28 ARA)2: 11 Esta é, pois, a cópia da carta que o rei Artaxerxes deu ao sacerdote Esdras, o escriba das palavras, dos mandamentos do Senhor e dos seus estatutos sobre Israel: 12 Artaxerxes, rei dos reis, ao sacerdote Esdras, escriba da Lei do Deus do céu, paz perfeita! 13 Por mim se decreta que, no meu reino, todo aquele do povo de Israel e dos seus sacerdotes e levitas que quiser ir contigo a Jerusalém, vá. 14 Porquanto da parte do rei e dos seus sete conselheiros és mandado, para fazeres inquirição em Judá e em Jerusalém, conforme a Lei do teu Deus, que está na tua mão; 15 e para levares a prata e o ouro que o rei e os seus conselheiros voluntariamente deram ao Deus de Israel, cuja habitação está em Jerusalém; 16 e toda a prata e o ouro que achares em toda a província de Babilônia, com as ofertas voluntárias do povo e dos sacerdotes, que voluntariamente oferecerem, para a Casa de seu Deus, que está em Jerusalém. 17 Portanto, comprarás com este dinheiro novilhos, carneiros, cordeiros, com as suas ofertas de manjares e as suas libações e oferece-as sobre o altar da Casa do vosso Deus, que está em Jerusalém. 18 Também o que a ti e a teus irmãos bem parecer fazerdes do resto da prata e do ouro, o fareis conforme a vontade do vosso Deus. 19 E os utensílios que te foram dados para o serviço da Casa de teu Deus, restitui-os perante o Deus de Jerusalém. 20 E o resto do que for necessário para a Casa de teu Deus, que te convenha dar, o darás da casa dos tesouros do rei. 21 E por mim mesmo, o rei Artaxerxes, se decreta a todos os tesoureiros que estão dalém do rio que tudo quanto vos pedir o sacerdote Esdras, escriba da Lei do Deus dos céus, apressuradamente se faça. 22 Até cem talentos de prata, e até cem coros de trigo, e até cem batos de vinho, e até cem batos de azeite, e sal sem conta. 23 Tudo quanto se ordenar, segundo o mandado do Deus do céu, prontamente se faça para a Casa do Deus dos céus, porque para que haveria grande ira sobre o reino do rei e de seus filhos? 24 Também vos fazemos saber acerca de todos os sacerdotes, levitas, cantores, porteiros, netineus e ministros desta Casa de Deus que se lhes não possa impor nem direito, nem antigo tributo, nem renda. 25 E tu, Esdras, conforme a sabedoria do teu Deus, que está na tua mão, põe regedores e juízes que julguem a todo o povo que está dalém do rio, a todos os que sabem as leis de teu Deus, e ao que as não sabe as fareis saber. 26 E todo aquele que não observar a lei do teu Deus e a lei do rei, logo se faça justiça dele, quer seja morte, quer degredo, quer multa sobre os seus bens, quer prisão. 27 Bendito seja o Senhor, Deus de nossos pais, que tal inspirou ao coração do rei, para ornarmos a Casa do Senhor, que está em Jerusalém; 28 e que estendeu para mim a sua beneficência perante o rei, e os seus conselheiros, e todos os príncipes poderosos do rei. Assim, me esforcei, segundo a mão do Senhor sobre mim, e ajuntei dentre Israel alguns chefes para subirem comigo.”

“O decreto de Artaxerxes se assemelha ao primeiro decreto de Ciro. O rei aconselhou todos os que estavam dispostos, especialmente os da linhagem sacerdotal, a fazer a viagem a Jerusalém. Embora, de acordo com os documentos históricos de Murashu, a maioria dos judeus tivesse permanecido na Pérsia (como demonstrado na história de Ester), havia aqueles que esperavam a oportunidade de começar uma nova vida na terra natal de seus ancestrais. O rei dirigiu a maior parte de seus comentários aos tesoureiros do território Trans-Eufrates. Os tesoureiros deviam conceder a Esdras tudo que fosse preciso para restaurar a cidade e ‘para ornar a Casa do Senhor’ (Ed 7:27). Por fim, o rei comissionou Esdras a assegurar a observância apropriada da Lei de Deus e da lei da terra mediante a criação do sistema judicial. A ordem e a organização resultantes dessa ordenança são aspectos importantes em toda sociedade. Além disso, o rei ofereceu condições para que Esdras e os israelitas restaurassem sua terra natal.”1

“O interesse do rei pela reconstrução da cidade e do templo indica que ele passou a crer no Deus de Esdras? Artaxerxes chamou o Senhor de o ‘Deus de Israel, cuja habitação está em Jerusalém’ (Ed 7:15). A terminologia que o rei usou para designar o Deus de Israel indica que ele via o Senhor apenas como outra divindade local que precisava ser apaziguada por meio de donativos. Ele não queria que esse deus local se zangasse com ele e seus filhos (Ed 7:23). Além do mais, devemos observar que 457 a.C. é também o ano de uma revolta egípcia contra o governo persa; portanto, é provável que as ações favoráveis do rei tenham sido planejadas para obter a lealdade da província de Judá.”1

“Infelizmente, apesar do envolvimento que o rei tinha com Esdras e Neemias, isso não fez dele um crente em Deus. Não há nada nos textos que indique sua conversão, o que significa que o Senhor pode usar até mesmo pessoas descrentes para cumprir Seus propósitos na Terra.”1

“Mesmo em meio a tanta dor e sofrimento, como podemos confiar na soberania de Deus sobre o mundo?”1

Quarta-feira, 02 de setembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.