Paulo: o instrumento escolhido por Deus

Lições da Bíblia

“Quando Paulo aceitou a Cristo, sua vida mudou radicalmente. Cristo lhe deu um novo futuro, o tirou da sua zona de conforto e o levou a experiências que ele jamais tinha imaginado. Mediante o Espírito Santo, o apóstolo proclamou a Palavra de Deus para milhares no mundo mediterrâneo. Seu testemunho mudou a história do cristianismo e do mundo.”1

“4. Leia Atos 9:3-6, 10-20. O que esses versos revelam sobre o propósito de Jesus para a vida de Paulo? Assinale a alternativa correta:”1

Atos 9:3-6, 10-20 (ARA)2: 3 Seguindo ele estrada fora, ao aproximar-se de Damasco, subitamente uma luz do céu brilhou ao seu redor, 4 e, caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? 5 Ele perguntou: Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; 6 […] 10 Ora, havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. Disse-lhe o Senhor numa visão: Ananias! Ao que respondeu: Eis-me aqui, Senhor! 11 Então, o Senhor lhe ordenou: Dispõe-te, e vai à rua que se chama Direita, e, na casa de Judas, procura por Saulo, apelidado de Tarso; pois ele está orando 12 e viu entrar um homem, chamado Ananias, e impor-lhe as mãos, para que recuperasse a vista. 13 Ananias, porém, respondeu: Senhor, de muitos tenho ouvido a respeito desse homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; 14 e para aqui trouxe autorização dos principais sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome. 15 Mas o Senhor lhe disse: Vai, porque este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel; 16 pois eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome. 17 Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, dizendo: Saulo, irmão, o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo. 18 Imediatamente, lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e tornou a ver. A seguir, levantou-se e foi batizado. 19 E, depois de ter-se alimentado, sentiu-se fortalecido. Então, permaneceu em Damasco alguns dias com os discípulos. 20 E logo pregava, nas sinagogas, a Jesus, afirmando que este é o Filho de Deus.”

A.(  ) Jesus lhe apareceu no caminho para Damasco e o conduziu para a missão.
B.(  ) Cristo ordenou que Paulo matasse os perseguidores de cristãos.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Jesus escolhe candidatos improváveis para testemunhar de Seu nome. Pense nos endemoninhados, a mulher samaritana, a prostituta, o coletor de impostos, os pescadores e, agora, o feroz perseguidor. Eles foram transformados e depois enviados com alegria para contar a história do que Cristo tinha feito em sua vida. Eles nunca se cansavam de contar a história. O que Cristo havia feito era tão maravilhoso que eles tinham que compartilhar. Não podiam ficar calados.”1

“5. Compare Atos 28:28-31 e 2 Timóteo 4:5-8. Quais são os indícios de que Paulo nunca hesitou em dar a vida a Cristo no ministério de ganhar pessoas?”1

Atos 28:28-31 (ARA)2: “28 Tomai, pois, conhecimento de que esta salvação de Deus foi enviada aos gentios. E eles a ouvirão. 29 [Ditas estas palavras, partiram os judeus, tendo entre si grande contenda.] 30 Por dois anos, permaneceu Paulo na sua própria casa, que alugara, onde recebia todos que o procuravam, 31 pregando o reino de Deus, e, com toda a intrepidez, sem impedimento algum, ensinava as coisas referentes ao Senhor Jesus Cristo.”

2 Timóteo 4:5-8 (ARA)2: “5 Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério. 6 Quanto a mim, estou sendo já oferecido por libação, e o tempo da minha partida é chegado. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.”

“Enquanto estava em prisão domiciliar em Roma, Paulo afirmou que a ‘salvação de Deus foi enviada aos gentios. E eles a ouvirão!’ (At 28:28). Ele recebia todos os que o visitavam e pregava a Palavra a eles (At 28:30, 31). Ao fim de sua vida, pediu a Timóteo que fizesse a obra de um evangelista, e disse de si mesmo: ‘Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé’ (2Tm 4:7).”1

“Ainda que nosso chamado não seja dramático como o de Paulo, Deus está nos convocando para participar de Sua obra de mudar o mundo. Apesar das dificuldades que enfrentou (2Co 11:25-30), Paulo permaneceu fiel ao seu chamado no Senhor. A história desse ex-perseguidor dos fiéis que se tornou o defensor mais influente e importante da fé cristã é um poderoso testemunho do que Deus faz por alguém que dedica a vida à Sua obra.”1

“O que Deus o chamou para fazer? Você está cumprindo esse chamado?”1

Terça-feira, 22 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O chamado ao compromisso

Lições da Bíblia

“Imagine que você é Pedro ou João. O Sol acaba de nascer na Galiléia, afugentando o frio da noite. Você só pensa em uma coisa: pescar muitos peixes! A pesca tem sido boa, e você está ansioso por outro dia de ótima pescaria. Então, você vê Se aproximando o próprio Jesus de Nazaré. Mal sabe que, em instantes, sua vida mudará e você nunca mais será o mesmo!”1

“2. Leia Mateus 4:18-20. Por que Pedro e João estavam dispostos a assumir um compromisso tão radical de seguir a Cristo? O que indica que Jesus os estava chamando para um propósito maior do que apenas pescar peixes?”1

Mateus 4:18-20 (ARA)2: “18 Caminhando junto ao mar da Galileia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. 19 E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 20 Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram.”

“No evangelho de João, vemos que esses homens já tinham conhecido algo sobre Jesus durante mais de um ano, mas ainda não haviam se comprometido com Ele. Contudo, a conduta divina de Cristo, ou algo em Sua aparência, palavras e ações indicaram àqueles pescadores que Ele estava fazendo-lhes um chamado divino. Eles deixaram seus barcos, ocupação e ambiente familiar para seguir a Jesus porque sentiram o chamado para um propósito mais elevado. Aqueles pescadores comuns reconheceram que tinham sido chamados para uma missão extraordinária. Pode ser que Deus não o esteja convidando para deixar sua profissão, mas Ele está chamando você para um propósito maravilhoso, isto é, compartilhar Seu amor e testemunhar de Sua verdade para glória de Seu nome.”1

“3. Considere o chamado de Mateus, cobrador de impostos, em Mateus 9:9. Por que essa passagem é digna de nota?”1

Mateus 9:9 (ARA)2: “Partindo Jesus dali, viu um homem chamado Mateus sentado na coletoria e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu.”

“Os cobradores de impostos no mundo romano, muitas vezes, extorquiam e oprimiam as pessoas. Eles eram odiados e desprezados em Israel. O convite de Cristo, ‘Segue-Me’, indica que Mateus tinha ouvido falar de Jesus e desejava segui-Lo. Quando o convite chegou, ele estava pronto. Mateus ficou surpreso que Cristo o tivesse chamado para ser um discípulo.”1

“No fundo do coração, desejamos algo mais na vida. Queremos viver por algo que valha a pena, um propósito superior e mais nobre. Por isso, Cristo nos chama a segui-Lo.”1

Segunda-feira, 21 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

O amor abnegado de Jesus

Lições da Bíblia

“Paulo nos encorajou a ter o ‘modo de pensar de Cristo Jesus’ (Fp 2:5). Isso nos leva a estas perguntas: Como era a mente de Cristo? O que governava Seus padrões de pensamento? Qual era a essência de Seu pensamento?”

“1. Leia Filipenses 2:5-11. Como esses versos revelam a essência do pensamento de Cristo e o padrão que governava a Sua vida?”1

Filipenses 2:5-11 (ARA)2: “5 Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana,a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. 9 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.”

“Desde a eternidade, Jesus era igual a Deus. Paulo escreveu: ‘Cristo ­Jesus […] mesmo existindo na forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus algo que deveria ser retido a qualquer custo’ (Fp 2:6, NAA). A palavra grega traduzida como ‘forma’ é morphê, que significa a essência de algo. Une duas coisas de igual valor. O Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia coloca desta maneira: ‘Esta situação coloca Cristo em igualdade com o Pai e muito acima de qualquer outro poder. A ênfase de Paulo tem o objetivo de retratar vividamente a profundidade da humilhação voluntária de Cristo’ (v. 7, p. 140). Falando de Sua natureza eterna, Ellen G. White acrescentou: ‘Em Cristo, há vida original, não emprestada, não derivada’ (O Desejado de Todas as Nações, p. 530).”1

“Jesus, que era igual a Deus desde a eternidade, ‘aniquilou-Se’ (Fp 2:7, ARC). Essa também é uma expressão grega extraordinária. Ela pode ser literalmente traduzida como ‘Se esvaziou’ (ARA). Jesus voluntariamente ‘Se esvaziou’ de Seus privilégios e prerrogativas como alguém igual a Deus a fim de assumir a forma humana e Se tornar um humilde servo da humanidade. Como servo, Ele revelou a lei celestial do amor para o Universo e, por fim, realizou o supremo ato de amor na cruz, dando a vida para nos salvar.”1

“A essência do pensamento de Jesus era o amor abnegado. Segui-Lo significa amar como Ele amou, servir como Ele serviu e ministrar como Ele ministrou. Permitir que Cristo, por meio de Seu Espírito Santo, esvazie-nos de ambições egoístas, nos custará algo. Custou tudo a Jesus. Mas as Escrituras declaram acerca de Cristo: ‘Por isso também Deus O exaltou sobremaneira e Lhe deu o nome que está acima de todo nome’ (Fp 2:9).”1

“O Céu valerá qualquer sacrifício que fizermos aqui. Haverá sacrifícios ao longo do caminho, mas as alegrias do serviço os superarão, e a eterna alegria de viver com Cristo na eternidade fará com que qualquer sacrifício pareça insignificante.”1

Domingo, 20 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Um passo de fé

Lições da Bíblia

“Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar de Cristo Jesus, que, mesmo existindo na forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus algo que deveria ser retido a qualquer custo. Pelo contrário, Ele Se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-Se semelhante aos seres humanos” (Fp 2:5-7, NAA).1

“Abandonar as glórias do Céu, a adoração dos anjos e a comunhão do Pai foi um sacrifício inimaginável. No entanto, Jesus veio a este mundo de sofrimento e morte para revelar o caráter de amor do Pai, reconquistar o afeto do ser humano e resgatar toda a humanidade. ‘O preço de nossa redenção jamais poderá ser avaliado enquanto os remidos não estiverem com o Redentor diante o trono de Deus. Quando estivermos deslumbrados com as glórias do lar eterno, então nos lembraremos de que Jesus abandonou tudo isso por nós, que Ele não apenas Se tornou um exilado das cortes celestiais, mas também enfrentou por nós o risco da derrota e eterna perdição. Nesse momento, lançaremos nossas coroas aos Seus pés, entoando o cântico: ‘Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor’ (Ap 5:12; Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 131).”1

“O sacrifício que Jesus fez pela nossa salvação foi incalculável. Obedecer à Sua orientação, aceitar Seu comando e nos unirmos a Ele para alcançar pessoas perdidas exigem sacrifício. Embora nosso sacrifício não se compare ao Dele, ganhar pessoas também é um salto de fé. Saímos da zona de conforto e seguimos para o desconhecido. O Senhor nos chama a fazer sacrifícios, mas as alegrias que Ele oferece são muito maiores.”1

Sábado, 19 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 

Mensagem que vale a pena compartilhar – Estudo adicional

Lições da Bíblia

“Deus está chamando Sua igreja hoje, como chamou o antigo Israel, a fim de erguer-se como luz na Terra. Pela poderosa espada da verdade, as mensagens do primeiro, segundo e terceiro anjos, separou-a das igrejas e do mundo para trazê-la a uma santa proximidade Dele. Fez dela depositária de Sua Lei, e lhe confiou as grandes verdades da profecia para este tempo. Como as Santas Escrituras confiadas ao antigo Israel, estas são um sagrado depósito a ser comunicado ao mundo.”1

“Os três anjos de Apocalipse 14 representam o povo que aceita a luz das mensagens de Deus e vão como agentes Seus fazer soar a advertência por toda a extensão e largura da Terra. Cristo declara a Seus seguidores: ‘Vós sois a luz do mundo’ (Mt 5:14). A toda pessoa que aceita a Jesus, diz a cruz do Calvário: Vede o valor da alma. ‘Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura’ (Mc 16:15). Não se deve permitir que coisa alguma impeça essa obra. É a obra mais importante para este mundo; deve ser de tão vasto alcance como a eternidade. O amor que Jesus manifestou pelas pessoas no sacrifício feito por sua redenção atuará em todos os Seus seguidores.”1

“Cristo aceita – e com que prazer! – todo agente humano que a Ele se renda. Leva o humano à união com o divino, para que possa comunicar ao mundo os mistérios do amor encarnado. Fale sobre a mensagem de Sua verdade, ore por ela, cante-a, encha dela o mundo e prossiga avançando para as regiões longínquas” (Ellen G. White, Conselhos Para a Igreja, p. 58, 59).1

Perguntas para consideração

“1. Como as mensagens dos três anjos (Ap 14) mostram a essência da Igreja Adventista?”1

“2. Pense no sábado, um santuário no tempo. Ao contrário de uma montanha ou cidade sagrada, não precisamos ir até ele para adorar. Toda semana, a cerca de mil e seiscentos quilômetros por hora (pelo menos perto do Equador), o sábado vem a nós. Como isso nos ajuda a entender a importância do dia e seu significado?”1

“3. Como explicar a queda de Babilônia ou a marca da besta de maneira mais cativante? É possível apresentar essas verdades de um modo menos ofensivo, ainda que, apesar de nossos melhores esforços, algumas pessoas se ofendam?”1

Quinta-feira, 18 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 

O apelo final de Deus

Lições da Bíblia

“8. Leia Apocalipse 14:8; 17:3-6; 18:1-4. O que aprendemos sobre a Babilônia espiritual nesses versos? Assinale a alternativa correta:”1

Apocalipse 14:8 (ARA)2: “Seguiu-se outro anjo, o segundo, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia que tem dado a beber a todas as nações do vinho da fúria da sua prostituição.

Apocalipse 17:3-6 (ARA)2: “3 Transportou-me o anjo, em espírito, a um deserto e vi uma mulher montada numa besta escarlate, besta repleta de nomes de blasfêmia, com sete cabeças e dez chifres. Achava-se a mulher vestida de púrpura e de escarlata, adornada de ouro, de pedras preciosas e de pérolas, tendo na mão um cálice de ouro transbordante de abominações e com as imundícias da sua prostituição. 5 Na sua fronte, achava-se escrito um nome, um mistério: Babilônia, a Grande, a Mãe das Meretrizes e das Abominações da Terra. 6 Então, vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus; e, quando a vi, admirei-me com grande espanto.”

Apocalipse 18:1-4 (ARA)2: “1 Depois destas coisas, vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a terra se iluminou com a sua glória. 2 Então, exclamou com potente voz, dizendo: Caiu! Caiu a grande Babilônia e se tornou morada de demônios, covil de toda espécie de espírito imundo e esconderijo de todo gênero de ave imunda e detestável,pois todas as nações têm bebido do vinho do furor da sua prostituição. Com ela se prostituíram os reis da terra. Também os mercadores da terra se enriqueceram à custa da sua luxúria.Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos;

A.( ) Ela se tornou santa, pura e alva como a neve.
B.( ) Ela se prostituiu com os reis e nações da Terra.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“No Apocalipse, o termo ‘Babilônia’ representa um falso sistema religioso fundamentado em obras humanas, tradições de homens e falsas doutrinas. Esse termo exalta o ser humano e sua justiça própria acima de Jesus e de Sua vida sem pecado. Coloca os mandamentos de mestres religiosos acima dos mandamentos de Deus. Babilônia era o centro da idolatria, da adoração ao Sol e do falso ensino da imortalidade da alma. Esse falso sistema religioso sutilmente integrou muitas das práticas religiosas da Babilônia antiga em seu culto. A mensagem de Deus para os últimos dias deste planeta agonizante é a verdade de Jesus e de Sua justiça. Ela ecoa o apelo do Céu: ‘Caiu! Caiu a grande Babilônia […]. Retirai-vos dela, povo Meu’ (Ap 18:2, 4). Deus levantou a Igreja Adventista do Sétimo Dia para exaltar a mensagem de Cristo em toda a sua plenitude. Exaltar Jesus é exaltar tudo o que Ele ensinou. É proclamar Aquele que é ‘o caminho, e a verdade, e a vida’ (Jo 14:6). É expor os erros de Babilônia em contraste com as verdades de Cristo.”1

“9. Leia Apocalipse 14:7, 9-11. Quais distintos objetos de adoração foram destacados nesses versos?”1

Apocalipse 14:7, 9-11 (ARA)2: “7 dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.  […] 9 Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, 10 também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro. 11 A fumaça do seu tormento sobe pelos séculos dos séculos, e não têm descanso algum, nem de dia nem de noite, os adoradores da besta e da sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome. 12 Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.”

“Apocalipse 14 descreve dois atos diferentes de adoração – a adoração ao Criador e a adoração à besta. Esses dois atos de adoração se concentram no dia de adoração de Deus, o verdadeiro sábado, e um sábado substituto ou falso. O sábado representa o descanso, a certeza e a segurança que temos em Cristo, nosso Criador, Redentor e Rei vindouro. O dia falso representa um substituto humano e falsificado, fundamentado na razão humana e em decretos feitos pelo ser humano.”1

“Leia Apocalipse 14:12 [‘Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.’]. O que esse texto revela, especialmente no contexto dos versos anteriores? Como a Lei e a graça são reveladas nesse texto? Por que elas são dois aspectos inseparáveis do evangelho?”1

Quinta-feira, 17 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Compreensão mais plena da verdade

Lições da Bíblia

“A mensagem do Apocalipse para os últimos dias apresenta Jesus na plenitude de Sua graça salvífica para a humanidade (Ap 14:6). É um solene apelo a ‘temer’ ou reverenciar a Deus em tudo o que fazemos – a respeitar Seus mandamentos e obedecer à Sua Lei à luz do juízo de Deus (Ap 14:7). ‘Temer a Deus’ tem a ver com o que pensamos. É um apelo a viver para agradar ao Senhor e colocá-Lo em primeiro lugar em todos os nossos pensamentos. É uma atitude de obediência que nos leva a viver piedosamente (Pv 3:7; At 9:31; 1Pe 2:17). Essa mensagem também nos convida a ‘dar glória’ a Deus, o que se relaciona com o que fazemos em todos os aspectos da nossa vida.”1

“6. Leia Eclesiastes 12:13, 14 e 1 Coríntios 6:19, 20. O que significa temer a Deus e dar-Lhe glória? Assinale a alternativa correta:”1

Eclesiastes 12:13, 14 (ARA): “13 De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem. 14 Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más.”

1 Coríntios 6:19, 20 (ARA): “19 Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? 20 Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.”

A.( ) Obedecer aos Seus mandamentos.
B.( ) Ter medo de Deus, pois Ele pode nos destruir.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Nesta época de irresponsabilidade moral, em que milhões de pessoas sentem que não devem prestar contas a ninguém senão a si mesmas, a mensagem da hora do juízo nos lembra de que somos responsáveis por nossas ações. Existe uma relação entre a atitude de reverência a Deus, a obediência a Ele e o juízo. A obediência é fruto do relacionamento salvífico com Jesus. Somente Sua justiça é boa o suficiente para julgar e, em Sua justiça, estamos seguros. Por meio dela, vivemos para glorificar Seu nome em tudo o que fazemos.”1

“7. Leia Apocalipse 14:7; 4:11; Gênesis 2:1-3 e Êxodo 20:8-11. Qual é a base da verdadeira adoração a Deus e como o sábado reflete esse entendimento?”1

Apocalipse 14:7 (ARA): “dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.”

Apocalipse 4:11 (ARA): “Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.”

Gênesis 2:1-3 (ARA): “1 Assim, pois, foram acabados os céus e a terra e todo o seu exército.E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito.E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.”

Êxodo 20:8-11 (ARA): “8 Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. 9 Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. 10 Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; 11 porque, em seis dias, fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o Senhor abençoou o dia de sábado e o santificou.

“Satanás atacou o sábado porque sabe que esse dia é o centro da adoração. O sábado exalta Cristo como Criador e apela a todos em todos os lugares a adorar ‘Aquele que fez o Céu, e a Terra’ (Ap 14:7). O sábado fala com relevância nesta era de evolucionismo e nos convida a adorar o Cristo que nos criou e nos dá uma percepção do nosso valor Nele.”1

“O sábado nos lembra do Criador, o único digno de adoração. Devemos dedicar um sétimo da vida, a cada semana, para nos lembrarmos Dele. Há mandamento mais importante do que esse?”1

Quarta-feira, 16 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A mensagem do Apocalipse para o tempo do fim

Lições da Bíblia

“O epicentro do Apocalipse é o capítulo 14, de suma importância para o povo de Deus nos últimos dias da História. Ele revela a mensagem de Deus para os últimos dias. Essa mensagem do tempo do fim é crucial para os fiéis e para toda a humanidade.”1

“4. Qual simbolismo foi usado em Apocalipse 14:14-20 para retratar o retorno de nosso Senhor? Assinale a alternativa correta:”1

Apocalipse 14:14-20 (ARA)2: “14 Olhei, e eis uma nuvem branca, e sentado sobre a nuvem um semelhante a filho de homem, tendo na cabeça uma coroa de ouro e na mão uma foice afiada. 15 Outro anjo saiu do santuário, gritando em grande voz para aquele que se achava sentado sobre a nuvem: Toma a tua foice e ceifa, pois chegou a hora de ceifar, visto que a seara da terra já amadureceu! 16 E aquele que estava sentado sobre a nuvem passou a sua foice sobre a terra, e a terra foi ceifada. 17 Então, saiu do santuário, que se encontra no céu, outro anjo, tendo ele mesmo também uma foice afiada. 18 Saiu ainda do altar outro anjo, aquele que tem autoridade sobre o fogo, e falou em grande voz ao que tinha a foice afiada, dizendo: Toma a tua foice afiada e ajunta os cachos da videira da terra, porquanto as suas uvas estão amadurecidas! 19 Então, o anjo passou a sua foice na terra, e vindimou a videira da terra, e lançou-a no grande lagar da cólera de Deus. 20 E o lagar foi pisado fora da cidade, e correu sangue do lagar até aos freios dos cavalos, numa extensão de mil e seiscentos estádios.”

A.( ) A colheita de grãos e de uva.
B.( ) Quatro cavaleiros com uma missão de destruição.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“A ceifa é usada na Bíblia para simbolizar o retorno de Cristo (Mt 13:37-43; Mc 4:29). Em Apocalipse 14, a ceifa de grãos maduros representa a redenção dos justos, e a colheita de uvas maduras representa a destruição dos ímpios. Apocalipse 14:6-12 contém uma mensagem urgente para os últimos dias, que prepara as pessoas para a ceifa da Terra.”1

“5. Qual é a essência da mensagem de Apocalipse 14:6, 7? Como esses versos nos ajudam a entender quem somos como Adventistas do Sétimo Dia?”1

Apocalipse 14:6, 7 (ARA)2: “6 Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo,dizendo, em grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.

“A primeira mensagem angélica em Apocalipse 14 apela à geração do século 21 que anseia por um propósito na vida. Ela apresenta o evangelho da graça de Deus que concede perdão a todos. Ela nos limpa da culpa do pecado e nos dá poder para ser vencedores. Essa mensagem apresenta o fundamento para toda valorização própria, considerando o fato de que Cristo nos criou e nos redimiu. Ela destaca que, um dia, toda a injustiça acabará no juízo final de Deus. Essa é uma notícia maravilhosa porque revela que a injustiça não durará para sempre.”1

“‘Em sentido especial foram os Adventistas do Sétimo Dia postos no mundo como atalaias e portadores de luz. A eles foi confiada a última mensagem de advertência a um mundo a perecer. Sobre eles incide maravilhosa luz da Palavra de Deus. Foi confiada a eles uma obra da mais solene importância: a proclamação da primeira, segunda e terceira mensagens angélicas. Nenhuma obra há de tão grande importância. Não devem eles permitir que nenhuma outra coisa lhes absorva a atenção’ (Ellen. G. ­White, Evangelismo, p. 119, 120). Como podemos levar essas palavras a sério, na esfera individual e coletiva?”1

Terça-feira, 15 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Fazendo amigos para Deus: A alegria de participar de Sua missão. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 501, jul. ago. set. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.