Motivação para doar

Lições da Bíblia1

Amamos a Deus porque Ele nos amou primeiro. Nossa doação é a resposta ao Seu maravilhoso presente para nós, Jesus. “O Senhor não precisa de nossas ofertas. Não O podemos enriquecer com nossas doações. O salmista diz: ‘Tudo vem de Ti, e das Tuas mãos To damos’ (1Cr 29:14). No entanto, Deus nos permite demonstrar nossa apreciação de Suas misericórdias pelos esforços abnegados para passá-las a outros. Essa é a única maneira pela qual nos é possível manifestar nossa gratidão e amor a Deus. Ele não providenciou outro meio” (Ellen G. White, Conselhos Sobre Mordomia, p. 14).

Quando entregamos “nosso” dinheiro a Jesus, isso fortalece nosso amor por Ele e pelos outros. Portanto, o dinheiro pode ser um poder para o bem. Jesus passou mais tempo falando sobre dinheiro e riqueza do que sobre qualquer outro assunto. Um verso em cada seis em Mateus, Marcos e Lucas é sobre dinheiro. A boa notícia do evangelho é que Deus pode nos livrar do amor ao dinheiro e do mau uso dele.

1. Leia Mateus 6:31-34 e Deuteronômio 28:1-14. O que Deus promete fazer por nós se Lhe obedecermos? É egoísmo de nossa parte reivindicar Suas promessas?

Mateus 6:31-34 (ARA)2: “31 Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? 32 Porque os gentios é que procuram todas estas coisas; pois vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas; 33 buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 34 Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.

Deuteronômio 28:1-14 (ARA)2: “1 Se atentamente ouvires a voz do Senhor, teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o Senhor, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra. Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bênçãos: 3 Bendito serás tu na cidade e bendito serás no campo. 4 Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais, e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. 5 Bendito o teu cesto e a tua amassadeira. 6 Bendito serás ao entrares e bendito, ao saíres. 7 O Senhor fará que sejam derrotados na tua presença os inimigos que se levantarem contra ti; por um caminho, sairão contra ti, mas, por sete caminhos, fugirão da tua presença. 8 O Senhor determinará que a bênção esteja nos teus celeiros e em tudo o que colocares a mão; e te abençoará na terra que te dá o Senhor, teu Deus. 9 O Senhor te constituirá para si em povo santo, como te tem jurado, quando guardares os mandamentos do Senhor, teu Deus, e andares nos seus caminhos. 10 E todos os povos da terra verão que és chamado pelo nome do Senhor e terão medo de ti. 11 O Senhor te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, no fruto dos teus animais e no fruto do teu solo, na terra que o Senhor, sob juramento a teus pais, prometeu dar-te. 12 O Senhor te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo e para abençoar toda obra das tuas mãos; emprestarás a muitas gentes, porém tu não tomarás emprestado. 13 O Senhor te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do Senhor, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir. 14 Não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, seguindo outros deuses, para os servires.”

Nossas ofertas são evidência de nossa disposição de fazer sacrifícios pessoais para Deus. Ofertar pode ser uma experiência profundamente espiritual, uma expressão do fato de que nossa vida está totalmente entregue ao nosso Senhor. Para nós, como diz uma expressão do inglês, ofertar é “aplicar nosso dinheiro de acordo com as nossas palavras”. Você pode dizer que ama a Deus, mas ofertas generosas ajudam a revelar (e até a fortalecer) esse amor.

Nossas ofertas vêm de um coração que confia em um Deus pessoal que constantemente supre suas necessidades da melhor maneira. Nossas dádivas repousam na convicção de que encontramos a certeza da salvação em Cristo. Não são uma forma de apaziguar a Deus ou obter Sua aceitação, mas fluem de um coração que aceitou a Cristo pela fé como o único e suficiente meio de graça e redenção.

Leia 2 Coríntios 9:6, 7 [“6 E isto afirmo: aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. 7 Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria.”]. O que o Senhor nos diz? O que significa ofertar “segundo tiver proposto no coração”? Como aprender a doar com alegria?

Domingo, 22 de janeiro de 2023. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Administradores fiéis: à espera do Mestre. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 511, jan. fev. mar. 2023. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s