Seu povo especial

Lições da Bíblia1

Para nós, é difícil entender como era o mundo na época em que Israel vagava pelo deserto. Se impérios surgiram e desapareceram, restando apenas ruínas (ou nem isso), o que podemos saber das muitas nações pagãs menores que viviam na região de Israel?

Não muito, mas sabemos de uma coisa: essas pessoas estavam mergulhadas no paganismo, politeísmo e algumas práticas totalmente degradantes, que incluíam o sacrifício de crianças. Tente imaginar quão degradante e maligna seriam uma cultura e uma religião que faziam isso com seus próprios filhos, e em nome de algum deus!

Não é de admirar que, repetidamente, em toda a história do antigo Israel, o Senhor advertiu Seu povo contra as práticas das nações ao redor. “Quando vocês entrarem na terra que o Senhor, seu Deus, lhes der, não aprendam os costumes abomináveis daqueles povos” (Dt 18:9).

Foi por isso que o Senhor chamou essa nação para um propósito especial. Por ter entrado em aliança com Ele, deveria ser um povo diferente, uma testemunha ao mundo Daquele que criou o céu e a Terra – o único Deus.

6. Leia Deuteronômio 26:16-19. Como a relação de aliança entre Deus e Israel foi resumida nesses versos? Como sua fidelidade à aliança deveria ser manifestada no tipo de povo que precisariam ser? Que lições podemos tirar disso?

Deuteronômio 26:16-19 (ARA)2: “16 Hoje, o Senhor, teu Deus, te manda cumprir estes estatutos e juízos; guarda-os, pois, e cumpre-os de todo o teu coração e de toda a tua alma. 17 Hoje, fizeste o Senhor declarar que te será por Deus, e que andarás nos seus caminhos, e guardarás os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e darás ouvidos à sua voz. 18 E o Senhor, hoje, te fez dizer que lhe serás por povo seu próprio, como te disse, e que guardarás todos os seus mandamentos. 19 Para, assim, te exaltar em louvor, renome e glória sobre todas as nações que fez e para que sejas povo santo ao Senhor, teu Deus, como tem dito.

É extraordinário que Moisés tenha iniciado esses versos com a palavra “hoje”, indicando que naquele instante Deus lhes ordenava que fizessem daquela forma (ele repete a ideia no v. 17). É como se dissesse que deviam se comprometer naquele momento, novamente, a ser fiéis, santos e especiais, razão central de sua existência como a nação da aliança. Eles eram a única nação que conhecia o Deus verdadeiro, a verdade sobre esse Deus e a maneira de viver segundo Sua vontade. Não apenas tinham a “verdade presente”, mas deveriam incorporar essa verdade até que Jesus, a Verdade em Pessoa (Jo 14:6), viesse e confirmasse a aliança.

Por que a ideia de se comprometer “hoje” com Deus e com os requisitos de Sua aliança é relevante até mesmo para nós?

Quarta-feira, 13 de outubro de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A verdade presente em Deuteronômio. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 506, out. nov. dez. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s