Novas circunstâncias

Lições da Bíblia1

Após 40 anos de peregrinação no deserto, surgiu uma nova geração de israelitas que tinha vagas lembranças do Egito. Eles tiveram uma experiência muito diferente da vida de seus pais e haviam testemunhado a repetida falta de fé de seus antepassados e, como consequência, também tiveram que vagar pelo deserto enquanto a geração de seus pais ia morrendo. Eles tiveram o privilégio de ter o santuário no centro do acampamento e podiam ver a nuvem indicando a presença de Deus pairando sobre o tabernáculo. Quando a nuvem se movia, eles sabiam que era hora de fazer as malas e segui-la. Essa nuvem que fornecia sombra durante o dia e luz e calor à noite era um lembrete constante do amor e do cuidado de Deus por eles.

4. Qual lembrete personalizado do descanso sabático eles tinham? Êx 16:14-31.

Êx 16:14-31 (ARA)2: “14 E, quando se evaporou o orvalho que caíra, na superfície do deserto restava uma coisa fina e semelhante a escamas, fina como a geada sobre a terra. 15 Vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? Pois não sabiam o que era. Disse-lhes Moisés: Isto é o pão que o Senhor vos dá para vosso alimento. 16 Eis o que o Senhor vos ordenou: Colhei disso cada um segundo o que pode comer, um gômer por cabeça, segundo o número de vossas pessoas; cada um tomará para os que se acharem na sua tenda. 17 Assim o fizeram os filhos de Israel; e colheram, uns, mais, outros, menos. 18 Porém, medindo-o com o gômer, não sobejava ao que colhera muito, nem faltava ao que colhera pouco, pois colheram cada um quanto podia comer. 19 Disse-lhes Moisés: Ninguém deixe dele para a manhã seguinte. 20 Eles, porém, não deram ouvidos a Moisés, e alguns deixaram do maná para a manhã seguinte; porém deu bichos e cheirava mal. E Moisés se indignou contra eles. 21 Colhiam-no, pois, manhã após manhã, cada um quanto podia comer; porque, em vindo o calor, se derretia. 22 Ao sexto dia, colheram pão em dobro, dois gômeres para cada um; e os principais da congregação vieram e contaram-no a Moisés. 23 Respondeu-lhes ele: Isto é o que disse o Senhor: Amanhã é repouso, o santo sábado do Senhor; o que quiserdes cozer no forno, cozei-o, e o que quiserdes cozer em água, cozei-o em água; e tudo o que sobrar separai, guardando para a manhã seguinte. 24 E guardaram-no até pela manhã seguinte, como Moisés ordenara; e não cheirou mal, nem deu bichos. 25 Então, disse Moisés: Comei-o hoje, porquanto o sábado é do Senhor; hoje, não o achareis no campo. 26 Seis dias o colhereis, mas o sétimo dia é o sábado; nele, não haverá. 27 Ao sétimo dia, saíram alguns do povo para o colher, porém não o acharam. 28 Então, disse o Senhor a Moisés: Até quando recusareis guardar os meus mandamentos e as minhas leis? 29 Considerai que o Senhor vos deu o sábado; por isso, ele, no sexto dia, vos dá pão para dois dias; cada um fique onde está, ninguém saia do seu lugar no sétimo dia. 30 Assim, descansou o povo no sétimo dia. 31 Deu-lhe a casa de Israel o nome de maná; era como semente de coentro, branco e de sabor como bolos de mel.

Assinale a alternativa correta:

A. ( ) Eles tinham o lembrete da arca da aliança.
B. ( ) Eles tinham o lembrete do maná, que caía em dobro na sexta-feira.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

Diferente da teologia popular, esse texto prova que o sábado é anterior ao Sinai.

O que aconteceu? O alimento especial que Deus provia era um lembrete diário de que o Criador sustenta a criação. De modo tangível, o Senhor supria suas necessidades. Cada dia em que a comida aparecia e desaparecia com o Sol era um milagre. Sempre que alguém tentava guardar o maná para o dia seguinte, ele apodrecia e cheirava mal; no entanto, todas as sextas-feiras havia porção dupla, e o que restava para o sábado permanecia miraculosamente fresco.

Israel agora tinha o serviço do santuário e todas as leis e regulamentos registrados em Levítico e Números. Ainda assim, o idoso Moisés convocou todos, repetiu a história do povo e recapitulou as leis que Deus tinha dado (Dt 5:6-22).

Essa nova geração finalmente estava pronta para entrar na Terra Prometida. Israel estava prestes a passar por uma mudança de liderança, e Moisés desejava garantir que eles se lembrassem de quem eram e qual era sua missão. Ele não queria que repetissem os erros de seus pais. Portanto, ele repetiu as leis de Deus. Os Dez Mandamentos foram repetidos para que aquela geração, prestes a conquistar Canaã, não se esquecesse deles.

Os mortos em Cristo aguardam inconscientes a segunda vinda Dele. Sentirão como se tivessem esperado apenas um momento. O retorno de Jesus está sempre mais perto do que imaginamos. O sábado nos lembra do que Deus fez por nós e do que Ele fará por nós na volta de Jesus?

Terça-feira, 24 de agosto de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Descanso em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 505, jul. ago. set. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s