Tomem sobre vocês o Meu jugo

Lições da Bíblia1

2. Leia Mateus 11:29, 30. Por que Jesus nos ordenou a tomar Seu jugo logo depois de nos convidar a entregar a Ele nossos fardos e encontrar o verdadeiro descanso?

Mateus 11:29, 30 (ARA)2: “29 Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. 30 Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.

Depois do primeiro imperativo “venham”, em Mateus 11:28, seguem-se dois outros imperativos em Mateus 11:29. “Tomar” e “aprender” concentram a atenção do público (e do leitor) em Jesus. Devemos tomar Seu jugo e aprender Dele. O relacionamento íntimo entre o Pai e o Filho (sugerido em Mateus 11:25-27) apresenta uma ilustração poderosa que pode explicar a metáfora do jugo nesses versos. O Pai e o Filho trabalham unidos para salvar a humanidade. Embora o jugo seja um símbolo de submissão (Jr 27), é também uma metáfora que ilustra um propósito unido. Submetemo-nos ao Seu jugo e aceitamos a tarefa que Ele nos deu para abençoar os outros. Não estamos levando Seu jugo; estamos apenas unidos a Ele porque Seu jugo “é suave” e Seu fardo “é leve” (Mt 11:30).

O segundo imperativo, “aprendam de Mim”, reitera esse conceito. Em grego, o verbo “aprender” está ligado ao termo “discípulo”. Quando aprendemos de Jesus, somos Seus discípulos. Obediência e comprometimento são características do discipulado.

3. Qual é a diferença entre estar “sobrecarregado” e levar o jugo de Deus? Mt 11:28, 29

Mateus 11:28, 29 (ARA)2: “28 Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. 29 Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.”

O jugo era uma metáfora comum no judaísmo para designar a lei. Atos 15:10 o usa em referência à circuncisão. Gálatas 5:1 contrasta a liberdade que Jesus oferece com o jugo da escravidão, uma referência à lei como meio de salvação. Estar sob o jugo do Senhor Jesus indica a obediência e o compromisso de seguir Seus passos e participar de Sua missão. Não podemos acrescentar nada à salvação obtida por nós na cruz, mas podemos nos tornar embaixadores e compartilhar as boas-novas. A interpretação que Jesus tinha da lei, vista no Sermão do Monte (Mt 5–7), era mais radical do que a que os fariseus tinham. Sua interpretação exige mudança no coração e transforma nossas motivações – Seu jugo é suave e Seu fardo, leve (Mt 11:30).

Você tem experimentado esse descanso no coração? Ao nos concentrarmos em Jesus e no que Ele oferece, como podemos receber esse descanso?

Segunda-feira, 26 de julho de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Descanso em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 505, jul. ago. set. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s