Inquietação leva à rebelião

Lições da Bíblia1

A história começa com um parecer positivo. Os israelitas tinham alcançado as fronteiras de Canaã, e doze espias foram enviados para explorar a terra. O relatório deles foi extraordinário!

5. Leia o relatório dos espias em Números 13:27-33. Em que ponto as expectativas dos israelitas foram frustradas?

Números 13:27-33 (ARA)2: “27 Relataram a Moisés e disseram: Fomos à terra a que nos enviaste; e, verdadeiramente, mana leite e mel; este é o fruto dela. 28 O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades, mui grandes e fortificadas; também vimos ali os filhos de Anaque. 29 Os amalequitas habitam na terra do Neguebe; os heteus, os jebuseus e os amorreus habitam na montanha; os cananeus habitam ao pé do mar e pela ribeira do Jordão. 30 Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela. 31 Porém os homens que com ele tinham subido disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós. 32 E, diante dos filhos de Israel, infamaram a terra que haviam espiado, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra que devora os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. 33 Também vimos ali gigantes (os filhos de Anaque são descendentes de gigantes), e éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos.

Apesar da intervenção de Calebe, os duvidosos e céticos prevaleceram. Israel não partiu para a terra prometida. Preferiu chorar e murmurar em vez de marchar e clamar pela vitória.

Quando estamos inquietos, temos dificuldade de andar pela fé. A inquietação, entretanto, não afeta somente nossas emoções. Cientistas afirmam que há uma linha direta de causa e efeito entre pouco descanso (incluindo a privação de sono) e más escolhas, resultando em obesidade, vícios e mais inquietação e infelicidade.

6. Leia Números 14:1-10. O que aconteceu depois?

Números 14:1-10 (ARA)2: “1 Levantou-se, pois, toda a congregação e gritou em voz alta; e o povo chorou aquela noite. Todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto! E por que nos traz o Senhor a esta terra, para cairmos à espada e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos para o Egito?E diziam uns aos outros: Levantemos um capitão e voltemos para o Egito. 5 Então, Moisés e Arão caíram sobre o seu rosto perante a congregação dos filhos de Israel. 6 E Josué, filho de Num, e Calebe, filho de Jefoné, dentre os que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes e falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssimo boa. 8 Se o Senhor se agradar de nós, então, nos fará entrar nessa terra e no-la dará, terra que mana leite e mel. 9 Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor e não temais o povo dessa terra, porquanto, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o Senhor é conosco; não os temais. 10 Apesar disso, toda a congregação disse que os apedrejassem; porém a glória do Senhor apareceu na tenda da congregação a todos os filhos de Israel.

As coisas foram de mal a pior. O apelo de Calebe, “tão somente não sejam rebeldes contra o Senhor” (Nm 14:9), não foi atendido, e aquela assembleia se preparou para apedrejar seus líderes. A inquietação leva à rebelião, e a rebelião, no final das contas, leva à morte.

Os espias infiéis denunciavam em alta voz Calebe e Josué, e levantou- se o clamor para os apedrejar. […], quando subitamente as pedras caíram de suas mãos, um silêncio tomou conta de todos e tremeram de medo. Deus interveio para impedir seu desígnio assassino. A glória de Sua presença, como uma luz brilhante, iluminou o tabernáculo. Todo o povo viu o sinal do Senhor […] e ninguém ousava prosseguir com a resistência. Os espias que trouxeram o relatório negativo agacharam-se tomados de terror e, com a respiração contida, procuraram suas tendas” (Ellen G. White, Patriarcas e Profetas, p. 390).

Quando lemos Números 14, parece que a cena foi paralisada, e podemos ouvir a conversa de Deus com Moisés. O Senhor reconheceu que, embora a intenção do povo fosse jogar pedras em Moisés, Calebe e Josué, em última análise, a rebelião era contra Deus.

Terça-feira, 06 de julho de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Descanso em Cristo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 505, jul. ago. set. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s