Abalado, mas não abandonado (Is 36:21–37:20)

Lições da Bíblia1

5. Como a inteligente oratória do Rabsaqué impactou Ezequias e seus oficiais? 2Rs 18:37–19:4; Is 36:21–37:4

2Reis 18:37–19:4 (ARA)2: “37 Então, Eliaquim, filho de Hilquias, o mordomo, e Sebna, o escrivão, e Joá, filho de Asafe, o cronista, vieram ter com Ezequias, com suas vestes rasgadas, e lhe referiram as palavras de Rabsaqué. 1 Tendo o rei Ezequias ouvido isto, rasgou as suas vestes, cobriu-se de pano de saco e entrou na Casa do Senhor. 2 Então, enviou a Eliaquim, o mordomo, a Sebna, o escrivão, e os anciãos dos sacerdotes cobertos de pano de saco, ao profeta Isaías, filho de Amoz; 3 os quais lhe disseram: Assim diz Ezequias: Este dia é dia de angústia, de disciplina e de opróbrio; porque filhos são chegados à hora de nascer, e não há força para dá-los à luz. 4 Porventura, o Senhor, teu Deus, terá ouvido todas as palavras de Rabsaqué, a quem o rei da Assíria, seu senhor, enviou para afrontar o Deus vivo, e repreenderá as palavras que ouviu; ergue, pois, orações pelos que ainda subsistem.”

Isaías 36:21–37:4 (ARA)2: “21 Eles, porém, se calaram e não lhe responderam palavra; porque assim lhes havia ordenado o rei, dizendo: Não lhe respondereis. 22 Então, Eliaquim, filho de Hilquias, o mordomo, e Sebna, o escrivão, e Joá, filho de Asafe, o cronista, rasgaram suas vestes, vieram ter com Ezequias e lhe referiram as palavras de Rabsaqué. 1 Tendo o rei Ezequias ouvido isto, rasgou as suas vestes, cobriu-se de pano de saco e entrou na Casa do Senhor. 2 Então, enviou a Eliaquim, o mordomo, a Sebna, o escrivão, e aos anciãos dos sacerdotes, com vestes de pano de saco, ao profeta Isaías, filho de Amoz, 3 os quais lhe dissessem: Assim diz Ezequias: Este dia é dia de angústia, de castigo e de opróbrio; porque filhos são chegados à hora de nascer, e não há força para dá-los à luz. 4 Porventura, o Senhor, teu Deus, terá ouvido as palavras de Rabsaqué, a quem o rei da Assíria, seu senhor, enviou para afrontar o Deus vivo, e repreenderá as palavras que o Senhor ouviu; faze, pois, tuas orações pelos que ainda subsistem.”

A.( ) O povo e o rei rasgaram as vestes e ficaram muito tristes.
B.( ) O povo e o rei afrontaram o Rabsaqué.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

Profundamente abalado e com lamentações angustiadas, Ezequias voltou-se para Deus, buscando humildemente a intercessão de Isaías, o profeta cujo conselho seu pai tinha ignorado.

6. Como Deus encorajou Ezequias? Is 37:5-7

Isaías 37:5-7 (ARA)2: “5 Foram, pois, os servos do rei Ezequias ter com Isaías; 6 Isaías lhes disse: Dizei isto a vosso senhor: Assim diz o Senhor: Não temas por causa das palavras que ouviste, com as quais os servos do rei da Assíria blasfemaram contra mim. 7 Eis que meterei nele um espírito, e ele, ao ouvir certo rumor, voltará para a sua terra; e nela eu o farei cair morto à espada.

A mensagem foi breve, mas suficiente. Deus estava do lado do Seu povo. Isaías profetizou que Senaqueribe ouviria um rumor que o faria desistir de seu ataque a Judá. Isso foi imediatamente cumprido.

Temporariamente frustrado, mas sem desistir, Senaqueribe enviou a Ezequias uma mensagem ameaçadora: “Não deixe que o seu Deus, em quem você confia, o engane, ao dizer: ‘Jerusalém não será entregue nas mãos do rei da Assíria […]. Será que os deuses das nações livraram os povos que os meus pais destruíram” […]? (Is 37:10, 12; veja também 2Cr 32:17).

Dessa vez, Ezequias foi direto ao templo e apresentou a mensagem diante do Senhor dos Exércitos, “entronizado acima dos querubins” (Is 37:14-16).

7. Como a oração de Ezequias identifica o que estava em jogo na crise de Jerusalém? Is 37:15-20

Isaías 37:15-20 (ARA)2: “15 e orou ao Senhor, dizendo: 16 Ó Senhor dos Exércitos, Deus de Israel, que estás entronizado acima dos querubins, tu somente és o Deus de todos os reinos da terra; tu fizeste os céus e a terra. 17 Inclina, ó Senhor, os ouvidos e ouve; abre, Senhor, os olhos e vê; ouve todas as palavras de Senaqueribe, as quais ele enviou para afrontar o Deus vivo. 18 Verdade é, Senhor, que os reis da Assíria assolaram todos os países e suas terras 19 e lançaram no fogo os deuses deles, porque deuses não eram, senão obra de mãos de homens, madeira e pedra; por isso, os destruíram. 20 Agora, pois, ó Senhor, nosso Deus, livra-nos das suas mãos, para que todos os reinos da terra saibam que só tu és o Senhor.”

Senaqueribe atacou intencionalmente a defesa mais forte de Ezequias: a fé em seu Deus. Em vez de fraquejar, Ezequias apelou para que o Senhor demonstrasse quem Ele era, “para que todos os reinos da terra” soubessem que só Ele é o Senhor (Is 37:20).

8. Leia a oração de Ezequias (Is 37:15-20). Em quais atributos de Deus ele se concentrou? Qual princípio nessa oração nos incentiva e fortalece a fim de permanecermos fiéis em nossas crises pessoais?

Ele se concentrou na grandeza de Deus e no fato de que Ele é o Criador de todas as coisas. O princípio de que Deus domina a Terra.

Terça-feira, 09 de fevereiro de 2021. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Isaías: Consolo para o povo de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 503, jan. fev. mar. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s