Amarras (Is 36:1)

Lições da Bíblia1

1. O que aconteceu com Judá? (2Rs 18:13; 2Cr 32:1; Is 36:1). Assinale a alternativa correta:

2Reis 18:13 (ARA): “No ano décimo quarto do rei Ezequias, subiu Senaqueribe, rei da Assíria, contra todas as cidades fortificadas de Judá e as tomou.”

2Crônicas 32:1 (ARA): “Depois destas coisas e desta fidelidade, veio Senaqueribe, rei da Assíria, entrou em Judá, acampou-se contra as cidades fortificadas e intentou apoderar-se delas.”  

Isaías 36:1 (ARA): “No ano décimo quarto do rei Ezequias, subiu Senaqueribe, rei da Assíria, contra todas as cidades fortificadas de Judá e as tomou.”

A.( ) Enfrentou um período de fome.
B.( ) Senaqueribe invadiu Judá e conquistou algumas de suas cidades.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

Quando o incrédulo Acaz morreu e seu filho Ezequias o sucedeu, o reino de Judá havia perdido a total independência. Tendo comprado o auxílio dos assírios contra a aliança da Síria e do Israel do Norte, Judá foi forçado a continuar pagando à Assíria o “dinheiro de proteção” na forma de tributo (veja 2Cr 28:16-21). Quando o rei assírio Sargão II morreu em um campo de batalha distante e foi sucedido por Senaqueribe, em 705 a.C., a Assíria parecia vulnerável. Evidências de textos bíblicos e assírios revelam que Ezequias aproveitou essa oportunidade para se rebelar (veja 2Rs 18:7), adotando ações agressivas como líder de uma revolta contra a Assíria entre as pequenas nações de sua região.

Infelizmente, Ezequias havia subestimado a resistência do poder da Assíria. Em 701 a.C., quando Senaqueribe tinha subjugado outras partes de seu império, ele atacou a Síria-Palestina com força devastadora e assolou Judá.

2. Como Ezequias se preparou para um confronto com a Assíria? 2Cr 32:1-8

2Crônicas 32:1-8 (ARA): “1 Depois destas coisas e desta fidelidade, veio Senaqueribe, rei da Assíria, entrou em Judá, acampou-se contra as cidades fortificadas e intentou apoderar-se delas. 2 Vendo, pois, Ezequias que Senaqueribe vinha e que estava resolvido a pelejar contra Jerusalém, 3 resolveu, de acordo com os seus príncipes e os seus homens valentes, tapar as fontes das águas que havia fora da cidade; e eles o ajudaram. 4 Assim, muito povo se ajuntou, e taparam todas as fontes, como também o ribeiro que corria pelo meio da terra, pois diziam: Por que viriam os reis da Assíria e achariam tantas águas? 5 Ele cobrou ânimo, restaurou todo o muro quebrado e sobre ele ergueu torres; levantou também o outro muro por fora, fortificou a Milo na Cidade de Davi e fez armas e escudos em abundância. 6 Pôs oficiais de guerra sobre o povo, reuniu-os na praça da porta da cidade e lhes falou ao coração, dizendo: 7 Sede fortes e corajosos, não temais, nem vos assusteis por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele; porque um há conosco maior do que o que está com ele. 8 Com ele está o braço de carne, mas conosco, o Senhor, nosso Deus, para nos ajudar e para guerrear nossas guerras. O povo cobrou ânimo com as palavras de Ezequias, rei de Judá.

Quando Ezequias percebeu que Senaqueribe pretendia tomar Jerusalém, a capital, ele fez extensos preparativos para um confronto com a Assíria. O rei fortaleceu suas fortificações, equipou e organizou ainda mais seu exército e aumentou a segurança das fontes das águas de Jerusalém (veja também 2 Reis 20:20; 2 Crônicas 32:30). O impressionante túnel de água de Siloé, homenageado por uma inscrição que narrava sua construção, quase certamente data da preparação de Ezequias para um possível cerco.

Tão importante quanto a liderança militar e organizacional, Ezequias ofereceu uma liderança espiritual enquanto buscava levantar o ânimo de seu povo naquele momento assustador. “No entanto, o rei de Judá estava determinado a fazer sua parte na preparação para resistir o inimigo; e havendo feito tudo que estava ao alcance da energia e do planejamento humano, reuniu seus exércitos e os animou a ser fortes e corajosos” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 351).

Se Ezequias confiava tanto no Senhor, por que ele fez tantos esforços? Suas obras negavam sua fé? (veja Fp 2:12, 13 [‘12 Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; 13 porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.’], sobre a cooperação com Deus).

Domingo, 07 de fevereiro de 2021. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Isaías: Consolo para o povo de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 503, jan. fev. mar. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s