Sola Scriptura e Ellen G. White

Lições da Bíblia

“5. Leia Isaías 8:20. Por que é importante voltar à ‘Lei’ e ao ‘Testemunho’ bíblicos como as normas para nosso ensino e doutrina? O que isso significa para o ministério dos profetas que não se tornaram parte do cânon bíblico? Assinale a alternativa correta:”

Isaías 8:20 (ARA)2: “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva.

A.(  ) Porque sem eles não há garantia de unidade na doutrina.
B.(  ) Porque o conhecimento da Lei nos salva do pecado.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Quando falamos da sola Scriptura (somente as Escrituras), os Adventistas do Sétimo Dia são inevitavelmente confrontados com a questão do que fazer com Ellen G. White, que também foi inspirada por Deus e serviu como mensageira do Senhor para Seu povo remanescente. Qual é a relação de seus escritos com as Escrituras?”1

“Mesmo uma leitura superficial dos escritos de Ellen G. White mostra claramente que, para ela, a Bíblia era fundamental e central em todo o seu pensamento e teologia. Ela repetidamente confirmou que a Bíblia é a autoridade superior, norma e padrão supremos para toda doutrina, fé e prática (veja O Grande Conflito, p. 595). Além disso, ela claramente apoiou e defendeu o grande princípio protestante da sola Scriptura (veja O Grande Conflito, p. 9).”1

“Na visão de Ellen G. White, seus escritos, quando comparados com as Escrituras, são uma ‘luz menor para levar homens e mulheres à luz maior’, a Bíblia (The Advent Review and Sabbath Herald, 20 de janeiro de 1903). Seus escritos nunca são um atalho nem substituto para um estudo sério da Bíblia. Na verdade, ela comentou: ‘Vocês não estão familiarizados com as Escrituras. Se tivessem feito da Bíblia o objeto de seus estudos, com o propósito de atingir o padrão bíblico e a perfeição cristã, não teriam necessitado dos testemunhos. Porque negligenciaram tomar conhecimento do Livro inspirado de Deus, Ele procurou alcançar vocês por meio de testemunhos simples e diretos’ (Testemunhos Para a Igreja, v. 2, p. 605).”1

“Sendo assim, seus escritos devem ser estimados. Eles compartilham o mesmo tipo de inspiração dos escritores bíblicos, mas têm uma função diferente da Bíblia. Os escritos de Ellen G. White não são um acréscimo às Escrituras, mas estão sujeitos à Palavra de Deus. Ela nunca pretendeu que seus escritos tomassem o lugar da Bíblia; em vez disso, elevou-a como o único padrão de fé e prática.”1

Pense no dom maravilhoso que recebemos mediante o ministério de Ellen G. White. Como podemos apreciar mais a luz maravilhosa que vem de seus escritos enquanto também defendemos a supremacia das Escrituras?

Quinta-feira, 30 de abril de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s