Esdras reage

Lições da Bíblia

“4. Leia Esdras 9. Como o servo de Deus reagiu ao ouvir a respeito dos casamentos mistos entre os israelitas? Esdras 9:1, 2 afirma que eles ‘não se separaram’. A palavra ‘separação’ ou ‘diferença’ é usada nos seguintes textos: Lv 10:10; Lv 11:47; Êx 26:33; Gn 1:4, 6, 7, 14, 18. O que o uso dessa palavra revela sobre o problema de um cristão se casar com um incrédulo?”1

Esdras (9 ARA)2: 1 Acabadas, pois, estas coisas, vieram ter comigo os príncipes, dizendo: O povo de Israel, e os sacerdotes, e os levitas não se separaram dos povos de outras terras com as suas abominações, isto é, dos cananeus, dos heteus, dos ferezeus, dos jebuseus, dos amonitas, dos moabitas, dos egípcios e dos amorreus,pois tomaram das suas filhas para si e para seus filhos, e, assim, se misturou a linhagem santa com os povos dessas terras, e até os príncipes e magistrados foram os primeiros nesta transgressão.Ouvindo eu tal coisa, rasguei as minhas vestes e o meu manto, e arranquei os cabelos da cabeça e da barba, e me assentei atônito.Então, se ajuntaram a mim todos os que tremiam das palavras do Deus de Israel, por causa da transgressão dos do cativeiro; porém eu permaneci assentado atônito até ao sacrifício da tarde. 5 Na hora do sacrifício da tarde, levantei-me da minha humilhação, com as vestes e o manto já rasgados, me pus de joelhos, estendi as mãos para o Senhor, meu Deus, 6 e disse: Meu Deus! Estou confuso e envergonhado, para levantar a ti a face, meu Deus, porque as nossas iniquidades se multiplicaram sobre a nossa cabeça, e a nossa culpa cresceu até aos céus. 7 Desde os dias de nossos pais até hoje, estamos em grande culpa e, por causa das nossas iniquidades, fomos entregues, nós, os nossos reis e os nossos sacerdotes, nas mãos dos reis de outras terras e sujeitos à espada, ao cativeiro, ao roubo e à ignomínia, como hoje se vê. 8 Agora, por breve momento, se nos manifestou a graça da parte do Senhor, nosso Deus, para nos deixar alguns que escapem e para dar-nos estabilidade no seu santo lugar; para nos alumiar os olhos, ó Deus nosso, e para nos dar um pouco de vida na nossa servidão; 9 porque somos servos, porém, na nossa servidão, não nos desamparou o nosso Deus; antes, estendeu sobre nós a sua misericórdia, e achamos favor perante os reis da Pérsia, para nos reviver, para levantar a casa do nosso Deus, para restaurar as suas ruínas e para que nos desse um muro de segurança em Judá e em Jerusalém. 10 Agora, ó nosso Deus, que diremos depois disto? Pois deixamos os teus mandamentos, 11 que ordenaste por intermédio dos teus servos, os profetas, dizendo: A terra em que entrais para a possuir é terra imunda pela imundícia dos seus povos, pelas abominações com que, na sua corrupção, a encheram de uma extremidade à outra. 12 Por isso, não dareis as vossas filhas a seus filhos, e suas filhas não tomareis para os vossos filhos, e jamais procurareis a paz e o bem desses povos; para que sejais fortes, e comais o melhor da terra, e a deixeis por herança a vossos filhos, para sempre. 13 Depois de tudo o que nos tem sucedido por causa das nossas más obras e da nossa grande culpa, e vendo ainda que tu, ó nosso Deus, nos tens castigado menos do que merecem as nossas iniquidades e ainda nos deste este restante que escapou, 14 tornaremos a violar os teus mandamentos e a aparentar-nos com os povos destas abominações? Não te indignarias tu, assim, contra nós, até de todo nos consumires, até não haver restante nem alguém que escapasse? 15 Ah! Senhor, Deus de Israel, justo és, pois somos os restantes que escaparam, como hoje se vê. Eis que estamos diante de ti na nossa culpa, porque ninguém há que possa estar na tua presença por causa disto.”

Levíticos (10:10 ARA)2: “para fazerdes diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo”.

Levíticos (11:47 ARA)2: “para fazer diferença entre o imundo e o limpo e entre os animais que se podem comer e os animais que se não podem comer.”

Êxodo (26:33 ARA)2: “Pendurarás o véu debaixo dos colchetes e trarás para lá a arca do Testemunho, para dentro do véu; o véu vos fará separação entre o Santo Lugar e o Santo dos Santos.

Gênesis (1:4, 6, 7, 14, 18 ARA)2: “4 E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. […] 6 E disse Deus: Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas. 7 Fez, pois, Deus o firmamento e separação entre as águas debaixo do firmamento e as águas sobre o firmamento. E assim se fez. […] 14 Disse também Deus: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos. […] 18 para governarem o dia e a noite e fazerem separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom.”

O povo confrontou Esdras com o problema dos casamentos mistos. A terminologia que eles usaram ao listar as nações envolvidas em abominações demonstrava seu conhecimento da Torá, já que a lista foi tirada diretamente dos relatos bíblicos. Curiosamente, os líderes civis levaram a notícia a Esdras, pois até mesmo os líderes espirituais da nação, sacerdotes e levitas, eram culpados dessa transgressão.

“Em seu estudo das causas que levaram ao cativeiro babilônico, Esdras havia verificado que a apostasia de Israel se devia em grande parte a sua mistura com nações pagãs. Ele notara que, se eles tivessem obedecido à ordem de Jeová de se conservarem separados das nações que os cercavam, teriam sido poupados de muitas experiências tristes e humilhantes. Agora ao compreender que não obstante as lições do passado, homens preeminentes ousavam transgredir as leis dadas como salvaguarda contra a apostasia, seu coração se afligiu. Ele se lembrou da bondade de Deus em outra vez dar a Seu povo permanência em sua terra nativa, e se sentiu presa de justa indignação e aborrecido com a ingratidão deles” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 620).

A palavra ‘separado’ é usada para designar entidades contrastantes. Na verdade, denota opostos completos. Por essa declaração, o povo admitiu ter compreensão e conhecimento prévios do mandamento de Deus de se manterem longe das falsas religiões. Eles entendiam que ninguém poderia se casar com um cônjuge cujas crenças diferentes não tivessem impacto sobre o casamento ou a maneira de criar os filhos. Eles perceberam a gravidade do problema.

O que podemos fazer para manter viva a fé em nosso lar e família, mesmo que tenhamos tomado decisões erradas no passado?

Movimento de oração e resgate: Nos dias 6 a 15 de fevereiro, participaremos dos 10 Dias de Oração. No primeiro sábado (8/2) vamos jejuar, orar e sair para convidar pessoas para o reencontro com Jesus, no último sábado (15/2). Prepare sua igreja para resgatar muitos amigos.

Terça-feira, 17 de dezembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s