Isaías

Lições da Bíblia

“6. Leia Isaías 1:15-23; 3:13-15; 5:7, 8. Qual foi a resposta do profeta ao observar a sociedade ao seu redor?”1

Isaías (1:15-23; 3:13-15; 5:7, 8)2: 1:15-23 “15 Pelo que, quando estendeis as mãos, escondo de vós os olhos; sim, quando multiplicais as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue. 16 Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer o mal. 17 Aprendei a fazer o bem; atendei à justiça, repreendei ao opressor; defendei o direito do órfão, pleiteai a causa das viúvas.  18 Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. 19 Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra. 20 Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse. 21 Como se fez prostituta a cidade fiel! Ela, que estava cheia de justiça! Nela, habitava a retidão, mas, agora, homicidas. 22 A tua prata se tornou em escórias, o teu licor se misturou com água. 23 Os teus príncipes são rebeldes e companheiros de ladrões; cada um deles ama o suborno e corre atrás de recompensas. Não defendem o direito do órfão, e não chega perante eles a causa das viúvas.”; 3:13-15 “3 o capitão de cinquenta, o respeitável, o conselheiro, o hábil entre os artífices e o encantador perito. 4 Dar-lhes-ei meninos por príncipes, e crianças governarão sobre eles. 5 Entre o povo, oprimem uns aos outros, cada um, ao seu próximo; o menino se atreverá contra o ancião, e o vil, contra o nobre. 6 Quando alguém se chegar a seu irmão e lhe disser, na casa de seu pai: Tu tens roupa, sê nosso príncipe e toma sob teu governo esta ruína; 7 naquele dia, levantará este a sua voz, dizendo: Não sou médico, não há pão em minha casa, nem veste alguma; não me ponhais por príncipe do povo.  8 Porque Jerusalém está arruinada, e Judá, caída; porquanto a sua língua e as suas obras são contra o SENHOR, para desafiarem a sua gloriosa presença. 9 O aspecto do seu rosto testifica contra eles; e, como Sodoma, publicam o seu pecado e não o encobrem. Ai da sua alma! Porque fazem mal a si mesmos. 10 Dizei aos justos que bem lhes irá; porque comerão do fruto das suas ações. 11 Ai do perverso! Mal lhe irá; porque a sua paga será o que as suas próprias mãos fizeram. 12 Os opressores do meu povo são crianças, e mulheres estão à testa do seu governo. Oh! Povo meu! Os que te guiam te enganam e destroem o caminho por onde deves seguir. 13 O SENHOR se dispõe para pleitear e se apresenta para julgar os povos. 14 O SENHOR entra em juízo contra os anciãos do seu povo e contra os seus príncipes. Vós sois os que consumistes esta vinha; o que roubastes do pobre está em vossa casa. 15 Que há convosco que esmagais o meu povo e moeis a face dos pobres? —diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos.”; 5:7, 8 “7 Porque a vinha do SENHOR dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta dileta do SENHOR; este desejou que exercessem juízo, e eis aí quebrantamento da lei; justiça, e eis aí clamor. 8 Ai dos que ajuntam casa a casa, reúnem campo a campo, até que não haja mais lugar, e ficam como únicos moradores no meio da terra!

“O sermão inicial de Isaías, nos primeiros cinco capítulos, é uma mistura de 1) críticas severas ao tipo de sociedade que o povo de Deus havia formado, 2) advertências do juízo iminente em resposta à sua rejeição a Deus e contínuas transgressões, e 3) ofertas de esperança caso o povo se voltasse para Deus e reformasse sua vida e sua sociedade. Mas talvez a emoção mais forte expressa nas palavras do profeta seja um sentimento de pesar. Fundamentado em sua compreensão de quem era Deus e do que Ele desejava para Seu povo, o profeta estava lamentando o que havia se perdido, as inúmeras pessoas negligenciadas que estavam sendo feridas e o juízo que estava para vir sobre a nação.”1

“Isaías continuou nesse padrão ao longo de seu ministério profético. Ele exortava o povo a se lembrar do que Deus havia feito por eles e oferecia ao povo a esperança do que Deus desejava fazer por eles no futuro. Portanto, eles deveriam buscar o Senhor naquele momento, pois esse relacionamento renovado com Ele incluía o arrependimento de seus erros e a mudança na maneira de tratar os outros.”1

“Nos capítulos 58 e 59 de Isaías, o profeta voltou a falar especificamente da preocupação com a justiça. Ele novamente descreveu uma sociedade em que ‘o direito se retirou, e a justiça se pôs de longe; porque a verdade’ andava ‘tropeçando pelas praças, e a retidão não’ podia ‘entrar’ (Is 59:14). Mas ele também declarou que Deus estava ciente disso e que Ele resgataria Seu povo – ‘Virá o Redentor’ (Is 59:20).”1

“Ao longo do livro de Isaías, uma parte significativa da atenção do profeta é dada à proclamação da vinda do Messias, aquele que finalmente restabeleceria o reino de Deus na Terra e traria consigo justiça, misericórdia, cura e restauração.”1

“7. Leia Isaías 9:6, 7; 11:1-5; 42:1-7; 53:4-6. Como essas profecias se encaixam no que você compreende da vida, ministério e morte de Jesus? O que essas profecias sugerem sobre o propósito de Sua vinda a este mundo?”1

Isaías (9:6, 7; 11:1-5; 42:1-7; 53:4-6)2:  9:6, 7 “6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz; 7 para que se aumente o seu governo, e venha paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e o firmar mediante o juízo e a justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto.”; 11:1-5 “1 Do tronco de Jessé sairá um rebento, e das suas raízes, um renovo. 2 Repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR. 3 Deleitar-se-á no temor do SENHOR; não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos; 4 mas julgará com justiça os pobres e decidirá com equidade a favor dos mansos da terra; ferirá a terra com a vara de sua boca e com o sopro dos seus lábios matará o perverso. 5 A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade, o cinto dos seus rins.”; 42:1-7 “1 Eis aqui o meu servo, a quem sustenho; o meu escolhido, em quem a minha alma se compraz; pus sobre ele o meu Espírito, e ele promulgará o direito para os gentios. 2 Não clamará, nem gritará, nem fará ouvir a sua voz na praça. 3 Não esmagará a cana quebrada, nem apagará a torcida que fumega; em verdade, promulgará o direito. 4 Não desanimará, nem se quebrará até que ponha na terra o direito; e as terras do mar aguardarão a sua doutrina. 5 Assim diz Deus, o SENHOR, que criou os céus e os estendeu, formou a terra e a tudo quanto produz; que dá fôlego de vida ao povo que nela está e o espírito aos que andam nela. 6 Eu, o SENHOR, te chamei em justiça, tomar-te-ei pela mão, e te guardarei, e te farei mediador da aliança com o povo e luz para os gentios;para abrires os olhos aos cegos, para tirares da prisão o cativo e do cárcere, os que jazem em trevas.”; 53:4-6 “4 Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. 5 Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. 6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.”.

“No dia 24 de agosto, será realizado o Projeto ‘Quebrando o Silêncio’. Leve esperança à sua comunidade.”1

Quinta-feira, 01 de agosto de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. “Meus pequeninos irmãos”: servindo aos necessitados. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, jul. ago. set. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s