Listra e Derbe

Lições da Bíblia

“O próximo lugar para onde Paulo e Barnabé viajaram foi Listra, uma aldeia desconhecida a cerca de 18 quilômetros a sudoeste de Icônio. Embora tenham passado um tempo ali (At 14:6, 7, 15), Lucas relata apenas uma história e seus desdobramentos: a cura de um homem aleijado, provavelmente um mendigo, enfermo desde o nascimento.”1

“5. Leia Atos 14:5-19. O que a reação do povo para com Paulo revela acerca de como estavam imersos na ignorância?”1

Atos (14:5-19 ARA)2: “5 E, como surgisse um tumulto dos gentios e judeus, associados com as suas autoridades, para os ultrajar e apedrejar, 6 sabendo-o eles, fugiram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia e circunvizinhança, 7 onde anunciaram o evangelho. 8 Em Listra, costumava estar assentado certo homem aleijado, paralítico desde o seu nascimento, o qual jamais pudera andar. 9 Esse homem ouviu falar Paulo, que, fixando nele os olhos e vendo que possuía fé para ser curado, 10 disse-lhe em alta voz: Apruma-te direito sobre os pés! Ele saltou e andava. 11 Quando as multidões viram o que Paulo fizera, gritaram em língua licaônica, dizendo: Os deuses, em forma de homens, baixaram até nós. 12 A Barnabé chamavam Júpiter, e a Paulo, Mercúrio, porque era este o principal portador da palavra. 13 O sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo para junto das portas touros e grinaldas, queria sacrificar juntamente com as multidões. 14 Porém, ouvindo isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgando as suas vestes, saltaram para o meio da multidão, clamando: 15 Senhores, por que fazeis isto? Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles; 16 o qual, nas gerações passadas, permitiu que todos os povos andassem nos seus próprios caminhos; 17 contudo, não se deixou ficar sem testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos do céu chuvas e estações frutíferas, enchendo o vosso coração de fartura e de alegria. 18 Dizendo isto, foi ainda com dificuldade que impediram as multidões de lhes oferecerem sacrifícios. 19 Sobrevieram, porém, judeus de Antioquia e Icônio e, instigando as multidões e apedrejando a Paulo, arrastaram-no para fora da cidade, dando-o por morto.

“As multidões ficaram tão impressionadas com o milagre que confundiram Paulo e Barnabé com deuses – pensaram que Barnabé era Zeus, o deus supremo do panteão grego, e Paulo, Hermes, o assistente e porta-voz de Zeus. Na verdade, as pessoas queriam lhes oferecer sacrifícios.”1

“O poeta latino Ovídio (43 a.C.-17/18 d.C.) já havia registrado uma lenda sobre esses mesmos dois deuses, disfarçados de humanos, visitando uma cidade na mesma região (‘as colinas da Frígia’) e procurando um lugar para repousar. De acordo com a lenda, um casal humilde e idoso os tratou com gentileza e hospitalidade; o restante do povo foi indiferente. Por causa de sua bondade e cuidado para com os visitantes desconhecidos, a casa daqueles idosos foi transformada em um templo e eles, em sacerdotes, enquanto o restante da cidade foi completamente destruído (Metamorfoses, 611-724).”1

“Com essa história circulando na região, a reação do povo diante do milagre de Paulo não causa nenhuma surpresa. A lenda também explica a razão pela qual a multidão assumiu que os missionários fossem aqueles dois deuses, e não Asclépio, por exemplo, o deus da cura. Paulo e Barnabé, no entanto, conseguiram pôr fim àquela falsa adoração que o povo tentava lhes prestar. No fim, alguns opositores de Antioquia e Icônio reverteram completamente a situação, e Paulo foi apedrejado e dado como morto.”1

“6. Leia Atos 14:20-26. Onde Paulo e Barnabé terminaram a viagem? O que eles fizeram no caminho de volta? Assinale a alternativa correta:”1

Atos (14:20-26 ARA)2: “20 Rodeando-o, porém, os discípulos, levantou-se e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu, com Barnabé, para Derbe. 21 E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, e Icônio, e Antioquia, 22 fortalecendo a alma dos discípulos, exortando-os a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus. 23 E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros, depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido. 24 Atravessando a Pisídia, dirigiram-se a Panfília. 25 E, tendo anunciado a palavra em Perge, desceram a Atália 26 e dali navegaram para Antioquia, onde tinham sido recomendados à graça de Deus para a obra que haviam já cumprido.

A (  ) Em Antioquia da Síria. Eles visitaram as igrejas que haviam fundado, exortando-as a prosseguir na fé cristã.
B ( ) Na ilha de Chipre, de onde iniciaram a segunda viagem missionária.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Paulo disse: ‘Através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus’ (At 14:22). O que isso quer dizer? Você já experimentou o que ele disse nesse verso? Mais importante ainda, como você pode crescer na fé enfrentando ‘tribulação’?”

Quinta-feira, 16 de agosto de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s