Uma nova criatura

Lições da Bíblia

“Tendo enfatizado a centralidade da cruz de Cristo para a vida cristã, Paulo destacou o segundo princípio fundamental da sua mensagem do evangelho: a justificação pela fé.”1

“Como vimos durante o trimestre, Paulo tinha basicamente colocado a circuncisão em oposição ao evangelho. No entanto, ele não era contra essa prática em si. Paulo havia feito várias declarações fortes contra a circuncisão (Gl 5:2-4), mas ele não queria que os gálatas concluíssem que ser incircunciso seria mais agradável a Deus do que ser circuncidado. Esse não era o seu argumento, porque as pessoas podem ser igualmente legalistas acerca do que fazem quanto acerca do que não fazem. Espiritualmente falando, a questão da circuncisão por si mesma é irrelevante. A verdadeira religião não está baseada no comportamento exterior, mas na condição do coração humano. Como o próprio Jesus disse, uma pessoa pode parecer maravilhosa por fora, mas estar espiritualmente podre por dentro! (Mt 23:27).”1

“4. De acordo com Gálatas 6:15 e 2 Coríntios 5:17, o que significa ser uma nova criatura?”1

Gálatas (6:15 ARA)2: “Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura.”. 2 Coríntios (5:17 ARA)2: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”.

“Ktisis é a palavra grega traduzida por ‘criatura’. Ela tanto podia se referir a uma ‘criatura’ individual (Hb 4:13) como a toda a ordem ‘criada’ (Rm 8:22). Em ambos os casos, a palavra implicava a ação de um Criador. Esse era o ponto que Paulo queria apresentar. Tornar-se uma ‘nova criatura’ não era algo que podia ser realizado por algum esforço humano – quer fosse a circuncisão, quer fosse qualquer outra coisa. Jesus Se referiu a esse processo como o ‘novo nascimento’ (Jo 3:5-8). É o ato divino em que Deus toma uma pessoa espiritualmente morta e sopra nela a vida espiritual. Essa é também mais uma metáfora para descrever o ato de salvação que Paulo geralmente definia como justificação pela fé.”1

“Paulo se referiu a essa experiência da nova criação em 2 Coríntios 5:17. Ele explicou que tornar-se uma nova criatura significa muito mais do que uma mudança em nosso status nos livros do Céu. Essa experiência produz uma transformação em nossa vida. Como observa Timothy George, ela ‘envolve todo o processo de conversão: a obra regeneradora do Espírito Santo que leva ao arrependimento e fé, o processo diário de mortificação e vivificação, e o crescimento na santidade, que por fim leva à semelhança com Cristo’ (Galatians [Gálatas], p. 438).”1

“Tornar-se uma nova criatura, no entanto, não é o que nos justifica. Em vez disso, essa mudança radical é a manifestação inequívoca da verdadeira experiência da justificação.”1

“Você percebeu em sua vida as mudanças que devem ocorrer quando nos tornamos ‘novas criaturas’? O que você pode fazer para facilitar a obra do Espírito Santo?”1

Quarta-feira, 27 de setembro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s