Da própria mão de Paulo

Lições da Bíblia

“1. Compare as palavras finais de Paulo em Gálatas 6:11-18 com as considerações finais que ele fez em suas outras cartas. De que forma o encerramento de Gálatas é semelhante e em que aspecto é diferente das demais? Veja as considerações finais em Romanos, 1 e 2 Coríntios, Efésios, Filipenses, Colossenses, e 1 e 2 Tessalonicenses”1

Gálatas (6:11-18 ARA)2: “11 Vede com que letras grandes vos escrevi de meu próprio punho. 12 Todos os que querem ostentar-se na carne, esses vos constrangem a vos circuncidardes, somente para não serem perseguidos por causa da cruz de Cristo. 13 Pois nem mesmo aqueles que se deixam circuncidar guardam a lei; antes, querem que vos circuncideis, para se gloriarem na vossa carne. 14 Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. 15 Pois nem a circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura. 16 E, a todos quantos andarem de conformidade com esta regra, paz e misericórdia sejam sobre eles e sobre o Israel de Deus. 17 Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas de Jesus. 18 A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito. Amém!”.

“As observações finais de Paulo nem sempre são iguais, mas uma série de elementos comuns aparece nelas: (1) saudações a indivíduos específicos, (2) uma exortação final (3), uma assinatura pessoal, e (4) uma benção final. Quando essas características típicas são comparadas às palavras finais de Paulo em Gálatas, duas diferenças significativas aparecem.”1

“Em primeiro lugar, ao contrário de muitas cartas de Paulo, Gálatas não contém nenhuma saudação pessoal. Por quê? Assim como ocorreu com a ausência da tradicional ação de graças no início da carta, esse é provavelmente mais um indício da relação tensa entre Paulo e os gálatas. Paulo foi educado, mas formal.”1

“Em segundo lugar, devemos lembrar que era costume de Paulo ditar suas cartas a um escriba (Rm 16:22). Então, depois de terminar, Paulo muitas vezes tomava a pena e acrescentava algumas breves palavras do próprio punho para concluir a carta (1Co 16:21).”1

Em Gálatas, no entanto, Paulo não seguiu esse seu costume. Quando pegou a pena do escriba, Paulo ainda estava tão preocupado com a situação na Galácia que acabou escrevendo mais do que era comum. Ele simplesmente não pôde soltar a pena antes de apelar aos gálatas mais uma vez para que abandonassem seus caminhos insensatos.”1

“Em Gálatas 6:11, Paulo enfatizou que escreveu a carta com letras grandes. Realmente não sabemos por quê. Alguns têm especulado que Paulo não estava se referindo ao tamanho das letras, mas ao seu formato malfeito. Eles sugerem que, talvez, as mãos de Paulo estivessem tão debilitadas em consequência da perseguição, ou deformadas por causa do trabalho de fazer tendas, que ele não podia traçar as letras com precisão. Outros acreditam que seus comentários fossem mais uma evidência de sua deficiência visual. Embora ambas as versões sejam possíveis, parece muito menos especulativo concluir simplesmente que Paulo estivesse escrevendo intencionalmente com letras grandes a fim de destacar e enfatizar novamente sua mensagem, semelhante à nossa maneira de enfatizar uma palavra ou conceito importantes sublinhando, colocando em itálico ou escrevendo em letras maiúsculas.”1

“Seja qual for a razão, Paulo certamente queria que os leitores prestassem atenção às suas advertências e admoestações.”1

Participe do projeto “Reavivados por Sua Palavra”: acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org/

Domingo, 24 de setembro de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 COSAERT, Carl. O evangelho em Gálatas. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 489, Jul. Ago. Set. 2017. Adulto, Professor.
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s