Sangue inocente?

Lições da Bíblia

“Muitas vezes ouvimos sobre o assunto do sofrimento de ‘inocentes’. A Bíblia até mesmo utiliza a expressão ‘sangue inocente’ (Is 59:7; Jr 22:17; Jl 3:19), geralmente no contexto de agressão ou até assassinato de pessoas que não mereciam o que lhes aconteceu. Se utilizarmos essa interpretação de ‘sangue inocente’, então, veremos que nosso mundo está repleto de muitos exemplos disso.”1

“Por outro lado, a Bíblia fala sobre a realidade da pecaminosidade e corrupção humanas, o que levanta uma questão válida sobre o significado do termo ‘inocente’. Se todos pecaram e transgrediram a lei de Deus, quem de fato é inocente? Como disse alguém: ‘Sua certidão de nascimento atesta sua culpa.’”1

“Embora teólogos e estudiosos da Bíblia tenham debatido por séculos a exata natureza da relação humana para com o pecado, a Bíblia deixa claro que o pecado impactou toda a humanidade. O conceito da pecaminosidade humana não se encontra apenas no Novo Testamento. Ao contrário, a investigação do tema no Novo Testamento é uma expansão do que foi escrito no Antigo Testamento.”1

“2. O que os textos seguintes ensinam sobre a realidade do pecado? 1Rs 8:46; Sl 51:5; Pv 20:9; Is 53:6; Rm 3:10-20. Complete as lacunas de acordo com o conteúdo dos textos:”1

Quando pecarem contra ti (pois não há homem que não peque), e tu te indignares contra eles, e os entregares às mãos do inimigo, a fim de que os leve cativos à terra inimiga, longe ou perto esteja;” (1 Reis 8:46 ARA)2.

Eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe.” (Salmo 51:5 ARA)2.

Quem pode dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou do meu pecado?” (Provérbios 20:9 ARA)2.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.” (Isaías 53:6 ARA)2.

“10 como está escrito: Não há justo, nem um sequer, 11 não há quem entenda, não há quem busque a Deus; 12 todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer. 13 A garganta deles é sepulcro aberto; com a língua, urdem engano, veneno de víbora está nos seus lábios, 14 a boca, eles a têm cheia de maldição e de amargura; 15 são os seus pés velozes para derramar sangue, 16 nos seus caminhos, há destruição e miséria; 17 desconheceram o caminho da paz. 18 Não há temor de Deus diante de seus olhos. 19 Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus, 20 visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado.” (Romanos 3:10-20 ARA)2.

“Esses textos nos ensinam  que todos nós nascemos em pecado. Portanto, somos todos pecadores e merecemos a morte.”1

“Além do claro testemunho das Escrituras, qualquer pessoa que tenha conhecido o Senhor pessoalmente e tido um vislumbre da bondade e santidade de Deus conhece a realidade da pecaminosidade humana. Nesse sentido, quem dentre nós é verdadeiramente ‘inocente’? (Vamos desconsiderar por enquanto a questão dos bebês e das crianças).”1

“Por outro lado, não é bem essa a questão. Jó era um pecador. Nesse sentido ele não era inocente, assim como seus filhos também não eram. Contudo, o que ele havia feito, ou eles haviam feito, para merecer a sorte que recaiu sobre eles? Não seria essa, talvez, a grande pergunta da humanidade em relação ao sofrimento? Diferente dos ‘provérbios de cinza’ (Jó 13:12) de seus amigos, Jó sabia que não merecia o que lhe estava acontecendo.”1

“O amor e a santidade de Deus intensificam nosso senso de pecaminosidade. Essa percepção nos ajuda a enxergar nossa absoluta necessidade da cruz?”1

Segunda-feira, 14 de novembro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O livro de Jó. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 486, Out. Nov. Dez. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s