Palavras de desafio

Lições da Bíblia

“‘Ezequias era o rei de Judá quando a nova superpotência, a Assíria, conquistou Israel, o reino do norte, e espalhou seus habitantes por toda a Mesopotâmia (2Rs 18:9-12). ‘Aquilo que [Deus] não mais podia fazer por intermédio deles na terra de seus pais, procuraria realizar espalhando-os entre os pagãos. Seu plano para a salvação de todo aquele que escolhesse se beneficiar do perdão mediante o Salvador da humanidade ainda devia ser cumprido. E nas aflições levadas a Israel, Ele estava preparando o caminho para que Sua glória fosse revelada às nações da Terra’ (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 292).”1

“Alguns anos mais tarde, o rei assírio Senaqueribe voltou sua atenção para Judá, conquistou todas as suas cidades fortificadas e impôs um pesado tributo (2Rs 18:13-15). Embora Ezequias tivesse esvaziado os tesouros do templo e do palácio, o rei assírio não ficou satisfeito e enviou oficiais para negociar a rendição de Jerusalém.”1

“Os assírios, então, zombaram do povo dizendo que, uma vez que os deuses das nações ao redor não as tinham salvado da Assíria, o que fazia os judeus pensarem que seu Deus Se sairia melhor? (Ver 2Rs 18:28-30, 33-35.)”1

“Ezequias, então, fez a única coisa que lhe era possível fazer: orou (2Rs 19:15-19). Antes, Deus já havia usado Isaías para encorajar Ezequias (2Rs 19:6), e agora Ele enviou o profeta novamente ao rei.”1

“3. Leia 2 Reis 19:21-34, especialmente os versos 21 e 22. Qual é a mensagem de Deus para Seu povo em meio à terrível crise?”1 “21 e esta é a palavra que o SENHOR falou a respeito dele: A virgem, filha de Sião, te despreza e zomba de ti; a filha de Jerusalém meneia a cabeça por detrás de ti. 22 A quem afrontaste e de quem blasfemaste? E contra quem alçaste a voz e arrogantemente ergueste os olhos? Contra o Santo de Israel. 23 Por meio dos teus mensageiros, afrontaste o SENHOR e disseste: Com a multidão dos meus carros subi ao cimo dos montes, ao mais interior do Líbano; deitarei abaixo os seus altos cedros e seus ciprestes escolhidos, chegarei a suas pousadas extremas, ao seu denso e fértil pomar. 24 Eu mesmo cavei, e bebi as águas de estrangeiros, e com as plantas de meus pés sequei todos os rios do Egito. 25 Acaso, não ouviste que já há muito dispus eu estas coisas, já desde os dias remotos o tinha planejado? Agora, porém, as faço executar e eu quis que tu reduzisses a montões de ruínas as cidades fortificadas. 26 Por isso, os seus moradores, debilitados, andaram cheios de temor e envergonhados; tornaram-se como a erva do campo, e a erva verde, e o capim dos telhados, e o cereal queimado antes de amadurecer. 27 Mas eu conheço o teu assentar, e o teu sair, e o teu entrar, e o teu furor contra mim. 28 Por causa do teu furor contra mim e porque a tua arrogância subiu até aos meus ouvidos, eis que porei o meu anzol no teu nariz e o meu freio na tua boca e te farei voltar pelo caminho por onde vieste. 29 Isto te será por sinal: este ano, se comerá o que espontaneamente nascer e, no segundo ano, o que daí proceder; no terceiro ano, porém, semeai, e colhei, e plantai vinhas, e comei os seus frutos. 30 O que escapou da casa de Judá e ficou de resto tornará a lançar raízes para baixo e dará fruto por cima; 31 porque de Jerusalém sairá o restante, e do monte Sião, o que escapou. O zelo do SENHOR fará isto. 32 Pelo que assim diz o SENHOR acerca do rei da Assíria: Não entrará nesta cidade, nem lançará nela flecha alguma, não virá perante ela com escudo, nem há de levantar tranqueiras contra ela. 33 Pelo caminho por onde vier, por esse voltará; mas, nesta cidade, não entrará, diz o SENHOR. 34 Porque eu defenderei esta cidade, para a livrar, por amor de mim e por amor de meu servo Davi.” (2 Reis 19:21-34 ARA)2. “Israel devia confiar no Senhor, porque Ele defenderia Seu povo e lhe daria a vitória sobre seus inimigos.”1

“O resultado de tudo isso foi visto quando o imenso exército assírio se acampou ao redor dos muros de Jerusalém. Os assustados habitantes da cidade sitiada, ao se levantarem certa manhã, não viram os atos finais de um exército conquistador que estava prestes a vencer as defesas da cidade, mas souberam que milhares de soldados foram espalhados pelo chão, numa quietude mortal, até onde a vista podia alcançar (2Rs 19:35). O infeliz rei assírio voltou para casa, onde encontrou seu fim nas mãos de dois de seus próprios filhos (2Rs 19:36, 37).”1

“Como aprender a confiar no Senhor em meio às situações desanimadoras e aparentemente impossíveis? Por que sempre precisamos olhar para o quadro mais amplo, especialmente quando as coisas não parecem tão positivas?”1

Terça-feira, 26 e janeiro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se pref//8ça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s