A pedra viva

Lições da Bíblia

“2. Leia 1 Pedro 2:4-8 (veja também Is 28:16Sl 118:22Is 8:14, 15). Que verdade fundamental foi mencionada por Pedro? Como devemos agir em resposta ao sacrifício de Jesus? Assinale a alternativa correta:”1

“4 Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, 5 também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo. 6 Pois isso está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será, de modo algum, envergonhado. 7 Para vós outros, portanto, os que credes, é a preciosidade; mas, para os descrentes, A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular 8 e: Pedra de tropeço e rocha de ofensa. São estes os que tropeçam na palavra, sendo desobedientes, para o que também foram postos.” (1 Pedro 2:4-8 ARA)2. “Portanto, assim diz o SENHOR Deus: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, pedra já provada, pedra preciosa, angular, solidamente assentada; aquele que crer não foge.” (Isaías 28:16 ARA)2. “A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular;” (Salmo 118:22 ARA)2. “14 Ele vos será santuário; mas será pedra de tropeço e rocha de ofensa às duas casas de Israel, laço e armadilha aos moradores de Jerusalém. 15 Muitos dentre eles tropeçarão e cairão, serão quebrantados, enlaçados e presos.” (Isaías 8:14-15 ARA).

A. ( ) Jesus é a pedra que não será rejeitada por ninguém.
B. ( ) Jesus foi a grande Pedra, mas está morto e não pode nos ajudar em nada.
C. ( ) Jesus é a pedra angular, rejeitada por muitos. Devemos nos achegar a Ele e oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus.

Resposta sugestiva: Alternativa C.

“Depois de instruir seus leitores a buscar o alimento espiritual, Pedro dirigiu imediatamente a atenção deles para Jesus Cristo, a Pedra viva, muito provavelmente uma referência ao templo de Jerusalém. Em 1 Pedro 2:4-8, ele citou três passagens do Antigo Testamento que ressaltam a importância das pedras angulares. Essas pedras representam a função de Jesus em Sua igreja. Pedro não foi o único a relacionar esses versos a Cristo. O próprio Salvador empregou o Salmo 118:22 na conclusão de uma de Suas parábolas (Mt 21:42). Pedro fez o mesmo em Atos 4:11, em seu discurso à liderança judaica. Paulo usou Isaías 28:16 em Romanos 9:33.”1

“O argumento de Pedro é que, embora Jesus tivesse sido rejeitado e crucificado, Ele havia sido escolhido por Deus para Se tornar a pedra angular da casa espiritual divina. Por isso, os cristãos também são pedras vivas edificadas nessa casa. Ao usar a terminologia da pedra angular e da pedra fundamental, Pedro estava apresentando um retrato da igreja, que é fundada sobre Jesus, mas formada por aqueles que O seguem.”1

“Tornar-se cristão significa passar a fazer parte de uma comunidade cristã ou igreja. Assim como um tijolo deve ser usado para edificar uma estrutura maior, os cristãos também são chamados a ser seguidores de Cristo em comunidade. Um cristão que não adora nem trabalha com outros cristãos para o avanço do reino de Deus é uma contradição. Os cristãos são batizados em Cristo e, sendo batizados nEle, também são batizados em Sua igreja.”1

“Pedro falou também sobre a função da igreja, que é formar um ‘sacerdócio santo’ (1Pe 2:5) que ofereça ‘sacrifícios espirituais’. No Antigo Testamento, os sacerdotes mediavam entre Deus e Seu povo. Muitas vezes, Pedro e outros autores do Novo Testamento lançaram mão da linguagem do templo e do sacerdócio a fim de apresentar a igreja como templo vivo de Deus, e Seu povo, como sacerdotes desse templo. Pedro mencionou o sistema de culto do Antigo Testamento para revelar verdades sobre a maneira pela qual os cristãos devem viver e agir hoje.”1

“3. Leia 1 Pedro 2:5. O que significa ‘oferecer sacrifícios espirituais’?”1

também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.” (1 Pedro 2:5 ARA).

Segunda-feira, 10 de abril de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Viver como cristão

Lições da Bíblia

“A primeira palavra de 1 Pedro 2:1(NVI) é ‘portanto’. Isso significa que o que se segue é resultado do que vem antes. Como vimos anteriormente, o primeiro capítulo de 1 Pedro foi uma obra-prima a respeito do que Cristo fez por nós e da resposta que devemos dar diante do que Ele fez em nosso favor. No capítulo seguinte, Pedro retomou esse tema e o aprofundou ainda mais.”1

“1. De acordo com 1 Pedro 2:1-3, como devemos viver? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

“1 Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências, 2 desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação, 3 se é que já tendes a experiência de que o Senhor é bondoso.” (1 Pedro 2:1-3 ARA)2.

A. ( ) Abandonando a maldade, a hipocrisia e a inveja, e buscando o verdadeiro alimento espiritual.
B. ( ) Deixando de lado o amor, a disciplina e o bom senso.
C. ( ) Rejeitando a graça e confiando em nós mesmos.

Respostas sugestivas: V; F; F.

“Pedro utilizou duas imagens distintas para mostrar que o cristão tem um duplo dever. Uma delas é negativa, no sentido de que algumas coisas devem ser abandonadas. A outra é positiva, no sentido de que devemos buscar fazer algo.”1

“Em sua primeira imagem, Pedro exortou os cristãos a se livrarem da maldade, engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência (1Pe 2:1, NVI). Dessa maneira, nosso comportamento como cristãos será diferente da prática de muitas pessoas ao redor. Rejeitando a maldade, não teremos o desejo de prejudicar os outros, mas buscaremos o bem deles. Tendo abandonado a falsidade, não enganaremos o próximo, mas seremos francos e honestos. Não teremos inveja daqueles que têm mais posses do que nós; em vez disso, estaremos contentes com nossa vida e floresceremos onde a Providência nos tem colocado. Também não faremos declarações que prejudiquem deliberadamente a reputação do nosso próximo.”1

“A segunda imagem que Pedro utilizou é a de um bebê ávido por leite (1Pe 2:2), o que apresenta o lado positivo de seu ensino. A vida cristã não é apenas uma questão de abandonar coisas ruins. Uma vida assim seria vazia. Viver o cristianismo significa buscar o alimento espiritual com a mesma intensidade que um bebê faminto chora, pedindo leite. Pedro dirigiu seus leitores à fonte desse alimento espiritual (veja também Hb 4:12; Mt 22:29; 2Tm 3:15-17), a Bíblia. É na Palavra de Deus que podemos crescer espiritual e moralmente, pois nela temos a revelação mais plena possível de Jesus Cristo. Temos em Jesus a maior representação do caráter e da natureza do Deus santo a quem devemos amar e servir.”1

“Buscar o alimento espiritual na Palavra nos ajuda a abandonar as más atitudes sobre as quais Pedro nos advertiu?”1

Domingo, 09 de abril de 2017. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1MCLVER, Robert K. Apascenta as Minhas ovelhas: 1 e 2 Pedro. Lições da escola sabatina. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 488, Abr. Mai. Jun. 2017. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Viver como Cristo

Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como Eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros” (Jo 13:34).1

“Contrário ao que muitos pensam, o mandamento de amar o próximo não foi um ensinamento iniciado no Novo Testamento. No Antigo Testamento, Deus já havia ordenado Seu povo a amar o próximo como a si mesmo (Lv 19:18) e amar o estrangeiro como a si mesmo (Lv 19:34).”2

“Por que, então, Jesus disse: ‘Novo mandamento vos dou’? A novidade do mandamento de Jesus estava no fato de que havia uma nova medida: ‘Assim como Eu vos amei’. Antes da encarnação de Cristo, os homens não tiveram uma revelação plena do amor de Deus. Então, mediante Sua vida abnegada e morte, Jesus demonstrou o real e mais profundo significado do amor.”2

“’O amor era o elemento em que Cristo Se movia, andava e trabalhava. Ele veio enlaçar o mundo com os braços de Seu amor. […] Devemos seguir o exemplo dado por Cristo, e torná-Lo nosso modelo, até que tenhamos para com os outros o mesmo amor que Ele manifestou para conosco’ (Ellen G. White, O Cuidado de Deus [MM 1995], p. 26).”2

“Nesta semana, ao considerarmos a vida amorosa, benevolente, atenciosa e compassiva de Jesus, permitamos que nosso coração seja tocado e moldado pelo divino princípio ativo do amor, que é a marca do verdadeiro cristianismo.”2

“Está chegando o Batismo da Primavera. Experimente a emoção de ver pessoas entregando o coração a Jesus. Ajude na preparação das pessoas que receberão o batismo nessa festa espiritual.”2

Sábado, 09 de agosto de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudioda Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

2 LIÇÕES da escola sabatina. Ensino de Jesus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 477, Jul. Ago. Set. 2014. Adulto, Professor.

A vida cristã – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

“Leia da Associação Ministerial da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia, Nisto Cremos, edição de 2010, capítulos 22 e 23; e de Miroslav M. Kis, ‘Estilo de Vida e Comportamento do Cristão’, em Raoul Dederen (editor), Handbook of Seventh-day Adventist Theology [Tratado de Teologia Adventista do Sétimo Dia], p. 675-723.”

“O sistema de doação foi ordenado a fim de evitar o grande mal: a avareza. Cristo viu que, no desempenho dos negócios, o amor às riquezas seria a maior causa da eliminação da verdadeira piedade do coração. Ele viu que o amor ao dinheiro se congelaria profunda e solidamente no coração humano, fazendo parar o fluxo de generosos impulsos e bloqueando seus sentimentos às necessidades dos sofredores e aflitos” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 3, p. 547).

“Se alguém possui saúde e energia, esse é seu capital, e ele precisa fazer correto uso dele. Se despende horas em ociosidade e desnecessárias visitas e conversas, é relapso nos negócios, o que a Palavra de Deus proíbe. Esses têm um trabalho a fazer para prover suas famílias e pôr de parte meios, para fins caritativos, conforme Deus os prosperar (‘No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte, em casa, conforme a sua prosperidade, e vá juntando, para que se não façam coletas quando eu for.’ 1 Cor. 16:2).”

“Não fomos postos neste mundo meramente para cuidar de nós mesmos, mas somos chamados a ajudar na grande obra da salvação, imitando assim a vida de Cristo, abnegada, altruísta e útil” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 1, p. 325).

Perguntas para reflexão

“1. A questão do casamento e o divórcio é motivo de grande preocupação, como deveria ser, tendo em conta que o divórcio é tão excessivo em alguns países. Como podemos aplicar o claro ensino da Bíblia, ao abordar esse tema? Se aplicássemos os ensinamentos de Jesus de maneira mais rigorosa, as pessoas estariam menos propensas ao divórcio? Comente essa questão.”

“2. Pense mais na questão do dízimo. Alguns argumentam que deveriam ser livres para dar o dízimo a quem quisessem, em vez de utilizar os canais do corpo da igreja organizada, da qual são membros. Qual é o grande perigo dessa atitude?”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – sexta-feira 14 de dezembro de 2012. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

A vida cristã

Lições da Bíblia.

“Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a Sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos” (1Jo 3:16).

“Pensamento-chave: Qualquer um pode dizer que é cristão. Porém, o que isso significa, em termos práticos?”

“O cristianismo prático inclui viver e administrar nossa vida cotidiana de forma que reflita nosso amor a Deus e pelos que nos rodeiam.”

“Meus irmãos, qual é o proveito, se você disser que tem fé, mas não mostrá-la por suas obras? Pode esse tipo de fé salvar alguém?” (Tg 2:14, New Living Translation [tradução nossa]).

“A Bíblia enfatiza a ‘sã doutrina’, mas essa ênfase está no contexto de uma vida santa (‘impuros, sodomitas, raptores de homens, mentirosos, perjuros e para tudo quanto se opõe à sã doutrina,’ 1 Tim. 1:10; ‘Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. Quanto aos homens idosos, que sejam temperantes, respeitáveis, sensatos, sadios na fé, no amor e na constância. Quanto às mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias em seu proceder, não caluniadoras, não escravizadas a muito vinho; sejam mestras do bem, a fim de instruírem as jovens recém-casadas a amarem ao marido e a seus filhos, a serem sensatas, honestas, boas donas de casa, bondosas, sujeitas ao marido, para que a palavra de Deus não seja difamada.’ Tito 2:1-5), a fim de salientar que o verdadeiro objetivo do ensino bíblico é uma vida ética, manifestada nas obrigações para com os outros. Na verdade, os textos de Timóteo e Tito ligam a sã doutrina com a vida correta, como se a vida correta fosse em si mesma a sã doutrina!”

“O cristão é salvo a fim de ser um agente de Deus para a salvação e o bem dos semelhantes, em meio ao grande conflito entre o bem e o mal. A expressão ‘mente tão voltada para o Céu que não tem utilidade para a Terra’, por mais que seja um clichê, representa uma realidade que os cristãos precisam evitar. Certamente, o Céu é nosso lar definitivo, mas por enquanto, estamos ainda na Terra e precisamos saber como viver aqui.”

“Nesta semana, estudaremos como algumas práticas cristãs devem se manifestar em nossa vida.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – sábado 08 de dezembro de 2012. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF