A terceira viagem missionária – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“‘O êxito que a pregação do evangelho alcançou havia despertado novamente a ira dos judeus. De todos os lados, chegavam informações sobre a disseminação da nova doutrina, segundo a qual os judeus eram libertos da observância dos ritos da lei cerimonial e os gentios eram admitidos a privilégios iguais aos dos judeus, como filhos de Abraão. Em sua pregação em Corinto, Paulo apresentou os mesmos argumentos que expunha com tanta veemência em suas cartas. Sua categórica afirmação, de que ‘não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão’ (Cl 3:11), foi considerada pelos inimigos como ousada blasfêmia; por isso, decidiram que sua voz devia ser silenciada’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 390).”1

“‘Além disso, Paulo não poderia contar com a solidariedade e o auxílio de seus próprios irmãos na fé. Os judeus não convertidos, que haviam seguido seus passos de perto, não haviam demorado em fazer circular em Jerusalém os boatos mais desfavoráveis sobre ele e sua obra, tanto por carta quanto pessoalmente; e alguns, mesmo dentre os apóstolos e anciãos, tinham aceitado esses relatos como verdadeiros, não fazendo nada para contestá-­los nem manifestando desejo de entrar em acordo com Paulo’ (Ibid., p. 398).”1

Perguntas para discussão

“1. Os 12 discípulos que Paulo conheceu em Éfeso eram ex-seguidores de João Batista que haviam se tornado discípulos de Jesus (At 19:1-7). É correto usar essa passagem para exigir o rebatismo de cristãos de outras denominações que já haviam sido batizados por imersão? Qual é o significado do fato de que Apolo não foi rebatizado?”1

“2. Paulo foi rejeitado por seus compatriotas que não acreditavam em Jesus. Mesmo entre os judeus cristãos, muitos o viam com suspeita e desconfiança, porque achavam que ele estava pervertendo os “marcos”. Muitos pagãos odiavam o evangelho que ele proclamava. No entanto, por que Paulo prosseguiu, apesar da oposição? O que podemos aprender com a história do apóstolo?”1

“3. Muitos dizem que o sábado foi alterado para o domingo ou que ele não é mais válido. Assim como a obediência aos outros nove mandamentos não é legalismo, a obediência ao sábado não o é, desde que obedeçamos pela fé, compreendendo onde está nossa salvação. Como você abordaria alguém que defende a guarda do domingo?”1

Sexta-feira, 07 de setembro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.

Éfeso: Parte 1

Lições da Bíblia

“Atos 18:24-28 relata que, enquanto Paulo ainda estava a caminho de Éfeso, um cristão judeu chamado Apolo chegou a essa cidade. Ele era eloquente e tinha grande conhecimento das Escrituras. Apolo era seguidor de Jesus; isso fica claro na descrição de Lucas: ‘Era ele instruído no caminho do Senhor; e, sendo fervoroso de espírito, falava e ensinava com precisão a respeito de Jesus’ (At 18:25). No entanto, ele conhecia apenas o batismo de João. Tendo sido batizado por João Batista, Apolo conhecera Cristo durante Sua vida terrestre, mas deve ter se mudado da Judeia – provavelmente de volta a Alexandria – antes dos eventos da Paixão e do Pentecostes.”1

“Isso explica por que Áquila e Priscila o instruíram ‘com mais exatidão’ (At 18:26). Embora pudesse mostrar, mediante as Escrituras, que Jesus era o Messias de Israel (At 18:28), Apolo precisava conhecer o progresso do cristianismo desde o ministério de Jesus. Áquila e Priscila fizeram mais por Apolo: deram-lhe uma carta de recomendação para as igrejas na Acaia (At 18:27), o que lhe permitiu ter um ministério eficaz em Corinto (1Co 3:4-6; 4:6; 16:12).”1

“1. De acordo com Atos 19:1-7, o que aconteceu com Paulo quando ele chegou a Éfeso?”1

Atos (19:1-7 ARA)2: “1 Aconteceu que, estando Apolo em Corinto, Paulo, tendo passado pelas regiões mais altas, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, 2 perguntou-lhes: Recebestes, porventura, o Espírito Santo quando crestes? Ao que lhe responderam: Pelo contrário, nem mesmo ouvimos que existe o Espírito Santo. 3 Então, Paulo perguntou: Em que, pois, fostes batizados? Responderam: No batismo de João. 4 Disse-lhes Paulo: João realizou batismo de arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que vinha depois dele, a saber, em Jesus. 5 Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus. 6 E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam. 7 Eram, ao todo, uns doze homens.

“A história de Apolo está ligada ao relato dos 12 homens que Paulo encontrou em Éfeso. Sua descrição como ‘discípulos’ (At 19:1) e a pergunta feita por Paulo (At 19:2) indicam claramente que eles já eram cristãos. Ao mesmo tempo, sua resposta ao apóstolo mostra que, semelhantemente a Apolo, eles também eram ex-discípulos de João Batista, que haviam se tornado seguidores de Jesus sem terem passado pelo Pentecostes. Eles tinham agora a oportunidade de desfrutar uma experiência mais profunda com o Senhor.”1

“‘Chegando a Éfeso, Paulo encontrou doze conversos que, à semelhança de Apolo, tinham sido discípulos de João Batista e, como ele, alcançado algum conhecimento da missão de Cristo. Eles não possuíam a habilidade de Apolo, mas com a mesma sinceridade e fé procuravam espalhar o conhecimento que haviam recebido’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 282).”1

“Devemos entender o novo batismo deles à luz dessa situação singular. Eles não estavam vindo de outra denominação cristã nem experimentando a conversão. Eles só estavam sendo reintegrados ao corpo central da igreja. O fato de terem recebido o Espírito e falado em línguas provavelmente significa que eles eram missionários cristãos, assim como Apolo, e que agora estavam sendo totalmente capacitados para testemunhar sobre Jesus Cristo, aonde quer que fossem.”1

Domingo, 02 de setembro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A terceira viagem missionária

Lições da Bíblia

Em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus” (At 20:24).1

“O relato de Lucas sobre a terceira viagem de Paulo começa de maneira um tanto abrupta e inesperada. O texto afirma apenas que, depois de passar um tempo em Antioquia, centro das missões de Paulo, o apóstolo ‘partiu dali e viajou por toda a região da Galácia e da Frígia, fortalecendo todos os discípulos’ (At 18:23, NVI). Portanto, os primeiros 2.400 quilômetros da viagem são cobertos em uma única frase.”1

“Isso ocorre porque o foco da viagem era Éfeso, onde Paulo passou mais tempo do que em qualquer outra cidade no decurso de suas viagens. Do ponto de vista evangelístico, o ministério em Éfeso foi muito frutífero; o impacto da pregação do apóstolo chegou a toda a província da Ásia (At 19:10, 26). Provavelmente durante esse período, as igrejas de Colossos, Hierápolis e Laodiceia foram fundadas, talvez por meio de Epafras (Cl 4:12, 13), um dos colaboradores de Paulo (Cl 1:7; Fm 23).”1

“Algo notável sobre essa viagem é que ela foi a última viagem de Paulo registrada em Atos como um homem livre. Lucas também registra outra viagem do apóstolo, desta vez para Roma, mas como prisioneiro.”1

Vem aí o Dia Mundial dos Desbravadores! Será no dia 15 de setembro, sábado. Valorize esse ministério em sua igreja.

Sábado, 01 de setembro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A segunda viagem missionária – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“‘Os que hoje ensinam verdades impopulares não devem ficar desanimados se por vezes encontram, mesmo por parte dos que se dizem cristãos, uma recepção desfavorável, como a que foi dada a Paulo e seus companheiros por aqueles por quem trabalharam’ (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 230).”1

“‘Se, nas cenas finais da história da Terra, aqueles a quem são proclamadas verdades decisivas seguissem o exemplo dos bereanos, examinando diariamente as Escrituras e comparando com a Palavra de Deus as mensagens a eles levadas, haveria hoje em dia grande número de pessoas leais aos preceitos da lei de Deus, onde agora existem relativamente poucas. […]. Todos serão julgados de acordo com a luz que receberam. O Senhor envia Seus embaixadores com a mensagem de salvação; e Ele faz com que aqueles que a ouvem sejam responsáveis pelo modo como tratam as palavras de Seus servos. Os que procuram de forma sincera a verdade pesquisarão cuidadosamente, à luz da Palavra de Deus, as doutrinas apresentadas a eles’ (Ibid., p. 232).”1

Perguntas para discussão

“1. Discuta as implicações da seguinte declaração: ‘É necessário mais cuidadoso preparo dos que se apresentam candidatos ao batismo. […] Os princípios da vida cristã devem ser claramente explicados aos recém-­convertidos’ (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 6, p. 91).”1

“2. Como demonstrar a mesma compreensão que Paulo tinha sobre as diferenças culturais e a mesma disposição de encontrar as pessoas onde elas estão, sem comprometer o evangelho e a nossa identidade?”1

“3. Leia Atos 17:32-34 [‘32 Quando ouviram falar de ressurreição de mortos, uns escarneceram, e outros disseram: A respeito disso te ouviremos noutra ocasião. 33 A essa altura, Paulo se retirou do meio deles. 34 Houve, porém, alguns homens que se agregaram a ele e creram; entre eles estava Dionísio, o areopagita, uma mulher chamada Dâmaris e, com eles, outros mais.’]2. Quais lições extraímos das três respostas à mensagem de Paulo em Atenas? ‘(1) Alguns zombaram […]. É possível tratar a vida com tal menosprezo, mas quem faz isso descobrirá que o que começou como uma comédia deve acabar em tragédia. (2) Alguns adiaram sua decisão. O dia mais perigoso de todos é quando um homem descobre quanto é fácil falar sobre o amanhã. (3) Alguns acreditaram. O sábio percebe que apenas o tolo rejeita a oferta de Deus’ (William Barclay, The Acts of the Apostles, rev. ed. Philadelphia: Westminster, 1976, p. 133).”1

“4. Paulo citou um escritor pagão (At 17:28) em seu argumento. Usar fontes como essa pode ser útil? Quais são os perigos de se fazer isso?”1

Sexta-feira, 31 de agosto de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

De volta a Listra

Lições da Bíblia

“Segundo os eventos selecionados por Lucas no livro de Atos, Paulo foi quase que diretamente para Derbe e Listra. A única coisa que Lucas diz sobre a Síria e a Cilícia é que Paulo passou por essas regiões, ‘confirmando as igrejas’ (At 15:41).”1

“1 Leia Atos 16:1-13. O que a ação de Paulo nos ensina sobre sua sensibilidade ao procurar alcançar outras pessoas?”1

Atos (16:1-13 ARA)2: “1 Chegou também a Derbe e a Listra. Havia ali um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia crente, mas de pai grego; 2 dele davam bom testemunho os irmãos em Listra e Icônio. 3 Quis Paulo que ele fosse em sua companhia e, por isso, circuncidou-o por causa dos judeus daqueles lugares; pois todos sabiam que seu pai era grego. 4 Ao passar pelas cidades, entregavam aos irmãos, para que as observassem, as decisões tomadas pelos apóstolos e presbíteros de Jerusalém. 5 Assim, as igrejas eram fortalecidas na fé e, dia a dia, aumentavam em número. 6 E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, 7 defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu. 8 E, tendo contornado Mísia, desceram a Trôade. 9 À noite, sobreveio a Paulo uma visão na qual um varão macedônio estava em pé e lhe rogava, dizendo: Passa à Macedônia e ajuda-nos. 10 Assim que teve a visão, imediatamente, procuramos partir para aquele destino, concluindo que Deus nos havia chamado para lhes anunciar o evangelho. 11 Tendo, pois, navegado de Trôade, seguimos em direitura a Samotrácia, no dia seguinte, a Neápolis 12 e dali, a Filipos, cidade da Macedônia, primeira do distrito e colônia. Nesta cidade, permanecemos alguns dias. 13 No sábado, saímos da cidade para junto do rio, onde nos pareceu haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido.

“Embora o pai de Timóteo fosse um gentio, sua mãe era uma cristã judia; o nome dela era Eunice. Embora não fosse circuncidado, Timóteo conhecia as Escrituras desde a infância (2Tm 3:15), o que sugere que ele também era uma pessoa piedosa. Como cristão, ele já havia conquistado o respeito e a admiração de todos os fiéis daquela região.”1

“Visto que os judeus consideravam a ascendência judaica por meio da linhagem materna, e não paterna, Timóteo era judeu. Ele não fora circuncidado ao oitavo dia após o nascimento, talvez porque seu pai, um grego, considerasse a circuncisão algo bárbaro.”1

“Desejando ter Timóteo como colaborador e sabendo que, como judeu incircunciso, ele seria proibido de entrar nas sinagogas judaicas sob a acusação de apostasia, Paulo o circuncidou. A motivação de Paulo para fazer isso, portanto, era inteiramente prática e não deve ser vista como uma contradição ao evangelho que ele pregava.”1

“Depois de visitar novamente os lugares em que havia estado em sua primeira viagem, Paulo decidiu ir para o sudoeste, possivelmente para Éfeso, na província da Ásia, mas o Espírito Santo o impediu de fazê-lo. Então, ele seguiu para o norte, tentando ir para Bitínia; mas novamente, de uma maneira não revelada, o Espírito o impediu de ir para lá. Visto que ele já estava passando pela Mísia, a única opção de Paulo foi ir para o oeste, para a cidade portuária de Trôade, de onde ele poderia partir para várias direções.”1

“Em uma visão noturna, porém, Deus lhe mostrou que ele deveria navegar pelo mar Egeu até a Macedônia. Quando seus companheiros ficaram sabendo da visão, concluíram que Deus realmente os tinha chamado para compartilhar o evangelho com os macedônios.”1

“Pense sobre a razão pela qual Paulo circuncidou Timóteo. Estamos dispostos a fazer certas coisas com as quais nem sempre concordamos ou julgamos necessárias, mas que servirão a uma causa maior?”1

Domingo, 26 de agosto de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A segunda viagem missionária

Lições da Bíblia

Não temas; pelo contrário, fala e não te cales; porquanto Eu Sou contigo, e ninguém ousará fazer-te mal, pois tenho muito povo nesta cidade” (At 18:9, 10).

“De volta a Antioquia, Paulo e Barnabé alimentaram espiritualmente a igreja e se envolveram em novos trabalhos evangelísticos. Aparentemente, essa foi a última vez em que eles trabalharam juntos, uma vez que um grave desentendimento levou à sua separação. O motivo da divergência foi Marcos, primo de Barnabé (Cl 4:10). Quando Paulo convidou Barnabé para retornar aos lugares que haviam evangelizado em sua viagem anterior, Barnabé quis levar o primo, mas Paulo foi contra, por causa do fracasso anterior de Marcos (At 13:13).”1

“A separação de Paulo e Barnabé, no entanto, transformou-se em bênção, pois, ao dividirem os esforços, eles percorreram uma área mais ampla do que haviam inicialmente planejado. Barnabé levou consigo Marcos e retornou a Chipre, sua terra natal (At 4:36). Enquanto isso, tendo convidado Silas para acompanhá-lo, Paulo passou pela Síria e Cilícia, fortalecendo as igrejas dali. Antes de chegar a Antioquia pela primeira vez, Paulo havia passado vários anos em Tarso (At 9:30; 11:25, 26). Agora tinha a oportunidade de visitar novamente as congregações que ele estabelecera ali. No entanto, o plano de Deus para o apóstolo era muito maior do que ele havia inicialmente concebido.”1

Sábado, 25 de agosto de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.

A primeira viagem missionária de Paulo

Lições da Bíblia

Tomai, pois, irmãos, conhecimento de que se vos anuncia remissão de pecados por intermédio deste; e, por meio Dele, todo o que crê é justificado de todas as coisas das quais vós não pudestes ser justificados pela lei de Moisés” (At 13:38, 39).1

É certo que o evangelho deveria alcançar os gentios, bem como os judeus. Esta é a mensagem que os primeiros cristãos judeus estavam, aos poucos, começando a entender.1

“O primeiro relato explícito sobre gentios que se uniram à fé em larga escala se refere a Antioquia. Em outras palavras, a primeira igreja gentílica foi fundada em Antioquia, ainda que ela também tivesse um contingente substancial de cristãos judeus (Gl 2:11-13). Em virtude do zelo missionário de seus fundadores e do novo ímpeto proporcionado pela chegada de Barnabé e Paulo, a igreja cresceu rapidamente e se tornou o primeiro centro cristão importante fora da Judeia. De fato, em alguns aspectos, ela até ultrapassou a igreja em Jerusalém.”1

“Estando os apóstolos ainda em Jerusalém, Antioquia se tornou o berço das missões cristãs. A partir dessa cidade, e com o apoio inicial dos cristãos locais, Paulo saiu para realizar suas três viagens missionárias. Por causa do compromisso desses cristãos, o cristianismo se tornou o que Jesus almejava: uma religião mundial, na qual o evangelho seria espalhado para ‘cada nação, e tribo, e língua, e povo’ (Ap 14:6).”1

Sábado, 11 de agosto de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. O livro de Atos dos Apóstolos. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 493, jul. ago. set. 2018. Adulto, Professor.