Preparando-se para a velhice

Lições da Bíblia

“Leia o salmo 90:10 [‘Os dias da nossa vida sobem a setenta anos ou, em havendo vigor, a oitenta; neste caso, o melhor deles é canseira e enfado, porque tudo passa rapidamente, e nós voamos.’]2. Essas palavras de Moisés nos lembram da inevitável passagem do tempo. Conforme os anos vêm e vão, começamos a ver e a sentir mudanças em nosso corpo. Nosso cabelo fica grisalho ou cai, começamos a desacelerar, e dores tornam-se nossa companhia diária. Se somos casados e temos filhos, nossos filhos podem ter seus próprios filhos, e então podemos aproveitar a companhia dos nossos netos. As fases anteriores da vida nos ajudam a nos preparar para a última.”1

“5. Leia o Salmo 71. O que esse salmo nos ensina sobre a preparação para a velhice e sobre a vida em geral?”1

Salmo (71 ARA)2: “1 Em ti, SENHOR, me refugio; não seja eu jamais envergonhado. 2 Livra-me por tua justiça e resgata-me; inclina-me os ouvidos e salva-me. 3 Sê tu para mim uma rocha habitável em que sempre me acolha; ordenaste que eu me salve, pois tu és a minha rocha e a minha fortaleza. 4 Livra-me, Deus meu, das mãos do ímpio, das garras do homem injusto e cruel. 5 Pois tu és a minha esperança, SENHOR Deus, a minha confiança desde a minha mocidade. 6 Em ti me tenho apoiado desde o meu nascimento; do ventre materno tu me tiraste, tu és motivo para os meus louvores constantemente. 7 Para muitos sou como um portento, mas tu és o meu forte refúgio. 8 Os meus lábios estão cheios do teu louvor e da tua glória continuamente. 9 Não me rejeites na minha velhice; quando me faltarem as forças, não me desampares. 10 Pois falam contra mim os meus inimigos; e os que me espreitam a alma consultam reunidos, 11 dizendo: Deus o desamparou; persegui-o e prendei-o, pois não há quem o livre. 12 Não te ausentes de mim, ó Deus; Deus meu, apressa-te em socorrer-me. 13 Sejam envergonhados e consumidos os que são adversários de minha alma; cubram-se de opróbrio e de vexame os que procuram o mal contra mim. 14 Quanto a mim, esperarei sempre e te louvarei mais e mais. 15 A minha boca relatará a tua justiça e de contínuo os feitos da tua salvação, ainda que eu não saiba o seu número. 16 Sinto-me na força do SENHOR Deus; e rememoro a tua justiça, a tua somente. 17 Tu me tens ensinado, ó Deus, desde a minha mocidade; e até agora tenho anunciado as tuas maravilhas. 18 Não me desampares, pois, ó Deus, até à minha velhice e às cãs; até que eu tenha declarado à presente geração a tua força e às vindouras o teu poder. 19 Ora, a tua justiça, ó Deus, se eleva até aos céus. Grandes coisas tens feito, ó Deus; quem é semelhante a ti? 20 Tu, que me tens feito ver muitas angústias e males, me restaurarás ainda a vida e de novo me tirarás dos abismos da terra. 21 Aumenta a minha grandeza, conforta-me novamente. 22 Eu também te louvo com a lira, celebro a tua verdade, ó meu Deus; cantar-te-ei salmos na harpa, ó Santo de Israel. 23 Os meus lábios exultarão quando eu te salmodiar; também exultará a minha alma, que remiste. 24 Igualmente a minha língua celebrará a tua justiça todo o dia; pois estão envergonhados e confundidos os que procuram o mal contra mim.

“O salmo 71 retrata uma pessoa idosa que vivencia os desafios inerentes à vida, mas que é feliz porque desde o princípio depositou sua confiança em Deus. A melhor maneira de envelhecer é confiar Nele enquanto ainda somos jovens. Em termos gerais, o autor desse salmo compartilhou três lições importantes que ele aprendeu ao caminhar para essa fase da vida. De acordo com ele, precisamos desenvolver:”1

“1. Conhecimento profundo e pessoal de Deus. Desde a sua juventude (Sl 71:17), Deus havia sido o seu forte refúgio (v. 1, 7), seu Salvador (v. 2), sua rocha e fortaleza (v. 3), sua esperança e confiança (v. 5). Ele falou das maravilhas de Deus (v. 16, 17), de Sua força e poder (v. 18), e de todas as grandes coisas que Ele fez (v. 19). Por fim, ele bradou: ‘Grandes coisas tens feito, Ó Deus; quem é semelhante a Ti?’ (v. 19). Essas conversas diárias com Deus, ao estudarmos a Sua Palavra e ao pararmos para refletir sobre tudo o que Ele faz por nós, aprofundarão nossa experiência com Ele.”1

“2. Bons hábitos. Boa alimentação, exercício, água, luz solar, descanso, etc. Esses recursos nos ajudarão a desfrutar de uma vida mais longa e melhor. Considere, de maneira especial, a referência do salmista aos hábitos de confiar (Sl 71:3), louvar (Sl 71:6) e esperar (Sl 71:14).”1

“3. Paixão e entusiasmo pela missão de Deus. A pessoa desse salmo não aguardava com ansiedade para estar ociosa em sua velhice. Mesmo em seu recolhimento ou ‘aposentadoria’ queria continuar louvando a Deus (Sl 71:8) e contando a outros sobre Ele (Sl 71:15-18).”1

“Quais são alguns benefícios de envelhecer? Você pode compartilhar algo que sabe hoje, mas que não sabia quando era mais jovem?”1

Quarta-feira, 17 de abril de 2019. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Passando adiante o legado. “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano.” (Sal 92:12).

Lições da Bíblia.

“Em algumas culturas, a velhice é altamente respeitada, e os mais idosos estão bem integrados à sociedade sendo procurados em busca de conselho e sabedoria. Outras culturas consideram que os cidadãos idosos não mais são produtivos e, portanto, são ignorados e marginalizados. Esta última visão parece estar crescendo no mundo. Calebe deu um maravilhoso exemplo do valor positivo da velhice.”

“Calebe evitou os extremos normalmente associados aos anos dourados. Ele não se permitiu ser intimidado pelos outros por causa de seus anos. Simplesmente não desistiu da vida ao se aposentar. Não usou a idade como desculpa para não se envolver com sua comunidade. Nem se agarrou a sua posição nem considerou todas as tentativas dos mais jovens de liderar como ameaças pessoais.”

“O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano. Plantados na Casa do SENHOR, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice darão ainda frutos, serão cheios de seiva e de verdor, para anunciar que o SENHOR é reto. Ele é a minha rocha, e nele não há injustiça.” (Sal. 92:12-15)

“Tem sido declarado que Deus não tem netos. Se Deus for considerado apenas o Deus de meus pais, Ele não terá nada que ver comigo, pessoalmente. Calebe sabia que cada geração deve ter sua própria experiência com Deus. Os israelitas, coletiva e individualmente, não podiam viver os milagres do Egito, nem mesmo a experiência de seus pais no deserto. Calebe considerou seu dever criar um ambiente para que a geração mais jovem desse os primeiros passos de fé.”

“Disse Calebe: A quem derrotar Quiriate-Sefer e a tomar, darei minha filha Acsa por mulher. Tomou-a, pois, Otniel, filho de Quenaz, o irmão de Calebe, mais novo do que ele; e Calebe lhe deu sua filha Acsa por mulher.” (Juí. 1:12-13)

“O povo de Judá estava tomando posse da terra. As tribos de Judá e Simeão cooperaram e trabalharam juntas em fé a fim de fazer uso das promessas de Deus. Mas, para atacar a cidade fortificada de Quiriate-Sefer (v. 12), eles enfrentaram um desafio tremendo. Pela arqueologia, conhecemos a estrutura frequentemente elaborada dos sistemas de fortificação da Idade de Bronze Posterior na Palestina. Porém, em vez de olhar para os muros, Calebe considerou esse desafio uma oportunidade para crescimento. Aqui, alguém podia reivindicar as promessas de Deus e ter a vitória. Embora pareça estranho para nós, Calebe ofereceu um incentivo maravilhoso. Quem conquistasse a cidade se tornaria seu genro. Otniel, sobrinho de Calebe (Jz 1:13), assumiu o desafio e Deus lhe deu a vitória. Pelo incentivo de Calebe, nasceu um novo herói. O investimento de Calebe pagou ricos dividendos nos anos posteriores. Deus usaria esse jovem como primeiro juiz e libertador de Israel (Jz 3:7-11).”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – quarta-feira, 06 de outubro de 2011. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF