“Pele por pele”: a batalha continua

Lições da Bíblia

“Oinício de Jó 2:1-3 é quase uma repetição de Jó 1:6-8. A grande diferença é a última parte de Jó 2:3, em que o próprio Senhor fala de como Jó permanecia fiel apesar das calamidades que lhe sobrevieram. Portanto, quando chegamos a Jó 2:3, parece que as acusações de Satanás se provaram falsas. Jó permaneceu fiel a Deus e não O amaldiçoou como Satanás havia dito que ele faria.”1

“2. Leia Jó 2. O que acontece nesse capítulo? Qual é a importância do fato de que tanto em Jó 1 como em Jó 2, os ‘filhos de Deus’ estavam ali para testemunhar o diálogo entre Deus e Satanás?”1

“1 Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles apresentar-se perante o SENHOR. 2 Então, o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? Respondeu Satanás ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. 3 Perguntou o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal. Ele conserva a sua integridade, embora me incitasses contra ele, para o consumir sem causa. 4 Então, Satanás respondeu ao SENHOR: Pele por pele, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. 5 Estende, porém, a mão, toca-lhe nos ossos e na carne e verás se não blasfema contra ti na tua face. 6 Disse o SENHOR a Satanás: Eis que ele está em teu poder; mas poupa-lhe a vida. 7 Então, saiu Satanás da presença do SENHOR e feriu a Jó de tumores malignos, desde a planta do pé até ao alto da cabeça. 8 Jó, sentado em cinza, tomou um caco para com ele raspar-se. 9 Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre. 10 Mas ele lhe respondeu: Falas como qualquer doida; temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios. 11 Ouvindo, pois, três amigos de Jó todo este mal que lhe sobreviera, chegaram, cada um do seu lugar: Elifaz, o temanita, Bildade, o suíta, e Zofar, o naamatita; e combinaram ir juntamente condoer-se dele e consolá-lo. 12 Levantando eles de longe os olhos e não o reconhecendo, ergueram a voz e choraram; e cada um, rasgando o seu manto, lançava pó ao ar sobre a cabeça. 13 Sentaram-se com ele na terra, sete dias e sete noites; e nenhum lhe dizia palavra alguma, pois viam que a dor era muito grande.” (Jó 2 ARA)2.

“A frase ‘pele por pele’ é uma expressão idiomática que tem deixado perplexos os críticos e comentaristas. No entanto, a ideia é a seguinte: ‘Permita que algo aconteça com o próprio Jó, e ele revelará onde realmente está sua lealdade. Destrua o corpo de Jó e sua saúde, e veja o que acontecerá.’”1

“Curiosamente, o que ocorreu com Jó também não aconteceu por si só, ‘do nada’. Ambas as ocasiões do conflito no Céu, reveladas no livro de Jó, aconteceram no contexto de um confronto entre esses seres celestiais e Deus. Satanás estava fazendo suas acusações ‘publicamente’; isto é, diante de outros seres. Essa ideia se encaixa perfeitamente no que sabemos sobre o grande conflito: ele está se desdobrando diante de todo o Universo (veja 1Co 4:9; Dn 7:10; Ap 12:7-9).”1

Porque a mim me parece que Deus nos pôs a nós, os apóstolos, em último lugar, como se fôssemos condenados à morte; porque nos tornamos espetáculo ao mundo, tanto a anjos, como a homens.” (1 Coríntios 4:9 ARA)2.

Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e miríades de miríades estavam diante dele; assentou-se o tribunal, e se abriram os livros.” (Daniel 7:10 ARA)2.

“7 Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; 8 todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. 9 E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.” (Apocalipse 12:7-9 ARA)2.

“‘Mas o plano da redenção tinha um propósito ainda mais vasto e profundo do que a salvação do ser humano. Não foi para isso apenas que Cristo veio à Terra; não foi simplesmente para que os habitantes deste pequeno mundo pudessem considerar a lei de Deus como ela devia ser considerada, mas para reivindicar o caráter de Deus perante o Universo […] O ato de Cristo ao morrer pela salvação do homem, não somente tornaria o Céu acessível à humanidade, mas diante de todo o Universo justificaria Deus e Seu Filho em Seu modo de lidar com a rebelião de Satanás. Estabeleceria a perpetuidade da lei de Deus e revelaria a natureza e os resultados do pecado’ – Ellen G. White, Patriarcas e Profetas, p. 68, 69.”1

Segunda-feira, 10 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Jó, servo de Deus

Lições da Bíblia

“1. Leia Jó 1. Concentre-se especificamente nas acusações de Satanás contra Jó. O que está implícito em seus ataques? No fim das contas, a quem Satanás realmente estava acusando? Assinale a(s) alternativa(s) correta(s):”1

1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal. 2 Nasceram-lhe sete filhos e três filhas. 3 Possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas; era também mui numeroso o pessoal ao seu serviço, de maneira que este homem era o maior de todos os do Oriente. 4 Seus filhos iam às casas uns dos outros e faziam banquetes, cada um por sua vez, e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles. 5 Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. 6 Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles. 7 Então, perguntou o SENHOR a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. 8 Perguntou ainda o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal. 9 Então, respondeu Satanás ao SENHOR: Porventura, Jó debalde teme a Deus? 10 Acaso, não o cercaste com sebe, a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicaram na terra. 11 Estende, porém, a mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face. 12 Disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR. 13 Sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam e bebiam vinho na casa do irmão primogênito, 14 que veio um mensageiro a Jó e lhe disse: Os bois lavravam, e as jumentas pasciam junto a eles; 15 de repente, deram sobre eles os sabeus, e os levaram, e mataram aos servos a fio de espada; só eu escapei, para trazer-te a nova. 16 Falava este ainda quando veio outro e disse: Fogo de Deus caiu do céu, e queimou as ovelhas e os servos, e os consumiu; só eu escapei, para trazer-te a nova. 17 Falava este ainda quando veio outro e disse: Dividiram-se os caldeus em três bandos, deram sobre os camelos, os levaram e mataram aos servos a fio de espada; só eu escapei, para trazer-te a nova. 18 Também este falava ainda quando veio outro e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa do irmão primogênito, 19 eis que se levantou grande vento do lado do deserto e deu nos quatro cantos da casa, a qual caiu sobre eles, e morreram; só eu escapei, para trazer-te a nova. 20 Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou; 21 e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR! 22 Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.” (Jó 1 ARA)2.

“A. (   ) Satanás acusou Jó de servir a Deus por interesse.

B. (   ) Satanás se vangloriou de suas tentações, mas elogiou a fé que o patriarca tinha.

C. (   ) Satanás acusou Deus de ser tirano, pois não seria possível servi-Lo por amor.

D. (   ) Satanás reconheceu que Jó servia a Deus por amor incondicional.”1

Resposta: alternativa A

“‘Acaso não puseste uma cerca em volta dele, da família dele e de tudo o que ele possui? Tu mesmo tens abençoado tudo o que ele faz, de modo que todos os seus rebanhos estão espalhados por toda a terra’ (Jó 1:10, NVI). O livro de Jó começa fazendo referência não apenas à justiça de Jó e ao seu bom caráter, mas também às suas bênçãos materiais e sua família próspera. Especificamente, essas eram as coisas que ajudavam Jó a ser reverenciado como ‘o mais poderoso de todos os homens do oriente’ (Jó 1:3, tradução livre). E essas também eram as coisas específicas que Satanás ‘jogou na face’ de Deus, ao dizer basicamente o seguinte: ‘Jó só Te serve porque Tu fazes tudo isso por ele.’”1

“O que, então, está implícito na acusação de Satanás, quando ele diz que, se o Senhor tirasse de Jó todas essas coisas, ele certamente amaldiçoaria Deus na Sua face? (Jó 1:11). Na verdade, esse foi um ataque contra o próprio Criador. Seja como for, essa é a essência do grande conflito. Se Deus fosse tão maravilhoso e bondoso assim, Jó obedeceria, temeria e adoraria o Senhor somente por amor e apreço. Afinal de contas, quem não amaria um Deus que fizesse tanto por ele? Em certo sentido, Satanás estava dizendo que tudo o que Deus fez foi apenas subornar Jó para que Lhe fosse fiel. Por isso, Satanás afirmou que Jó não servia a Deus por amor, mas por motivos egoístas.”1

“Pense em governantes e líderes políticos indecentes e detestáveis, que têm amigos fiéis até a morte simplesmente porque esses poderosos foram bons para com eles. Se Deus fosse, de fato, bondoso, amoroso e cuidadoso como O descreviam, então, mesmo que Jó perdesse todas as coisas boas que possuía, ele ainda serviria ao Senhor. No entanto, ao afirmar que Jó não permaneceria fiel, Satanás insinuou que até mesmo Jó não confiava plenamente em Deus, e que ele era fiel apenas por causa das coisas que Deus lhe havia concedido. Ou seja, no fim, de acordo com Satanás, Jó continuaria sendo leal a Deus somente se isso fosse um bom negócio para ele.”1

“Por que você serve ao Senhor? Vamos supor que seus motivos não sejam puros. Se você tivesse que esperar até que eles se tornassem puros, o que poderia acontecer com você e com sua fé?”1

Domingo, 09 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Respostas na cruz

Lições da Bíblia

“O livro de Jó levanta muitas questões importantes. Porém, muitas dessas questões não são respondidas ali. Precisamos do restante da Bíblia e, mesmo assim, ainda ‘vemos como em espelho, obscuramente’ (1Co 13:12).”1

“Como vimos ontem, por exemplo, o livro de Jó não menciona como a rebelião de Satanás começou e também não diz como Satanás será finalmente derrotado no grande conflito. Apesar de seu papel importante em tudo o que se segue na narrativa, após aparecer somente duas vezes no livro de Jó (1:6-12; 2:1-7), Satanás sai de cena. Ele simplesmente desaparece, embora a destruição causada por ele tenha permanecido. O restante do livro nem sequer faz menção a ele. Em vez disso, quase tudo o que se segue no livro trata de Deus, não de Satanás. E isso faz sentido porque, afinal, o livro de Jó é sobre Deus e como Ele é.”1

“Ainda que muitas questões não sejam respondidas no livro de Jó, a Bíblia responde à nossa pergunta a respeito da derrota de Satanás no grande conflito; e a morte de Jesus na cruz é fundamental para essa derrota.”1

“6. Jesus fez algo que vai pôr um fim no grande conflito. Os textos a seguir ajudam a explicar o que Ele fez. Leia João 12:31, 32; Apocalipse 12:10-12; Romanos 3:26 e Hebreus 2:14 e complete as lacunas:”1

“31 Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso. 32 E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo.” (João 12:31-32 ARA)2.

“10 Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. 11 Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. 12 Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.” (Apocálipse 12:10-12 ARA)2.

tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.” (Romanos 3:26 ARA)2.

Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo,” (Hebreus 2:14 ARA)2.

“Ele veio como um ser humano e moreu em uma cruz.”1

“Na cruz, ficou plenamente exposto ao universo quem Satanás realmente era: assassino e homicida. Aqueles que conheceram Jesus quando Ele ainda reinava no Céu devem ter ficado atônitos quando o viram sendo tão humilhado pelos servos de Satanás. Esse foi o ‘juízo’ de Satanás ao qual Jesus Se referiu em João 12:31. Na cruz, o Salvador morreu pelos pecados ‘do mundo inteiro’ (1Jo 2:2), e só então o Céu pôde proclamar que a salvação era chegada. Ali, naquele momento, a promessa divina, feita ‘antes dos tempos eternos’ (2Tm 1:9), tornou-se uma realidade. Por causa de Sua morte em nosso favor, Cristo pode ser ‘justo e justificador daquele que tem fé em Jesus’ (Rm 3:26, NVI). Isto é, na cruz Ele refutou as acusações do diabo de que Deus não poderia manter Sua lei (ser justo) e, ao mesmo tempo, salvar aqueles que haviam quebrado essa lei (ser justificador). Depois do Calvário, foi dada a sentença de Satanás.”1

“Como podemos nos alegrar com o que Deus fez por nós na cruz, mesmo em meio às lutas e provações que enfrentamos no grande conflito?”1

Quinta-feira, 06 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma de hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Conflito cósmico

Lições da Bíblia

“Olivro de Jó começa na Terra, em um lugar de paz e tranquilidade. No entanto, no sexto verso do primeiro capítulo há uma mudança de local. A cena muda instantaneamente para outra dimensão da realidade, uma dimensão completamente diferente, que não é vista pelos seres humanos a não ser por meio da revelação divina. E, curiosamente, essa outra dimensão da realidade (o Céu) não parece ser tão tranquila e pacífica como as coisas na Terra, pelo menos nessa primeira descrição.”1

“3. Leia Jó 1:6-12. Em contraste com a boa circunstância de Jó descrita nos primeiros versos do livro, o que acontece para mudar a situação? Analise as alternativas e marque a opção correta:”1

“6 Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles. 7 Então, perguntou o SENHOR a Satanás: Donde vens? Satanás respondeu ao SENHOR e disse: De rodear a terra e passear por ela. 8 Perguntou ainda o SENHOR a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal. 9 Então, respondeu Satanás ao SENHOR: Porventura, Jó debalde teme a Deus? 10 Acaso, não o cercaste com sebe, a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? A obra de suas mãos abençoaste, e os seus bens se multiplicaram na terra. 11 Estende, porém, a mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra ti na tua face. 12 Disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto ele tem está em teu poder; somente contra ele não estendas a mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR.” (Jó 1:6-12 ARA)2.

I. Satanás vagueia pela Terra e começa a analisar a vida de Jó.

II. Satanás entra na presença de Deus e questiona a integridade de Jó.

III. Satanás concorda com Deus a respeito da integridade de Jó.

IV. Satanás entra na presença de Deus e propõe um teste na vida de Jó.

A. ( ) As alternativas II e IV estão corretas.

B. ( ) As alternativas I e III estão corretas.

C. ( ) A alternativa IV está correta.

D. ( ) Todas as alternativas estão corretas.

Resposta:  A

“Há muito o que analisar nesses poucos versos. Eles revelam um conflito cósmico. Não vemos nessa passagem uma conversa calma, pacífica e tranquila. Humanamente falando, Deus falou de Jó com um ‘sentimento de orgulho’, como um pai que tem orgulho de seu filho. Satanás, em contrapartida, zombou do que o Senhor disse a respeito de Jó. ‘Será que Jó não tem razões para temer a Deus?’, respondeu Satanás’ (Jó 1:9, NVI). Quase podemos ouvir um sarcasmo, um tom de zombaria no que Satanás disse ao Senhor.”1

“Embora o texto não afirme explicitamente que esse confronto tenha ocorrido no Céu, certamente foi ali que aconteceu. Portanto, diante de Deus e de outros ‘filhos de Deus’ no Céu, estava aquele ser criado, um anjo caído que O desafiava face a face. É difícil imaginar alguém falando com um líder terrestre daquela maneira, mas nesse trecho vemos um ser falando assim com o próprio Deus! Como isso pôde acontecer?”1

“A resposta se encontra num tema que surge de variadas formas em toda a Bíblia: o grande conflito. Ele nos oferece um modelo poderoso que nos ajuda a compreender toda a Bíblia, bem como sua explicação da triste história do pecado e sofrimento na Terra. Também nos ajuda a compreender mais o que Jesus realizou por nós na cruz para resolver o problema do pecado e do sofrimento.”1

Segunda-feira, 03 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Um pequeno Céu na Terra

Lições da Bíblia

“O livro de Jó começa com um tom positivo. Pelo menos da perspectiva terrestre, vemos um homem abençoado em todos os aspectos.”1

“1. Leia Jó 1:1-4. Como era o estilo de vida de Jó? Quais eram os aspectos positivos da vida desse patriarca?”

“1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal. 2 Nasceram-lhe sete filhos e três filhas. 3 Possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas; era também mui numeroso o pessoal ao seu serviço, de maneira que este homem era o maior de todos os do Oriente. 4 Seus filhos iam às casas uns dos outros e faziam banquetes, cada um por sua vez, e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles.” (Jó 1:1-4 ARA)2.

Ele era íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal. Era abençoado espiritualmente, socialmente e financeiramente. Sua família era feliz e unida. Ele era fiel a Deus.1 

“Jó tinha tudo o que alguém pudesse desejar, inclusive um caráter justo. A palavra traduzida como ‘íntegro’ em Jó 1:1 vem de um termo que pode significar ‘completo’ ou ‘cheio de integridade’. Já a palavra ‘reto’, significa ‘direito’, o que pode dar a ideia de andar em um caminho direito. Em suma, o livro começa com um cenário edênico, retratando um homem de fé e integridade, abastado e que tinha tudo que alguém podia desejar.”1

“Entretanto, ele levava uma vida quase perfeita em um mundo caído.”1

“2. Ele vivia em um mundo caído e afetado pelo mal. Qual é a característica do mundo caído, de acordo com Jó 1:5, 6? Marque a opção correta.”1

“5 Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente. 6 Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles.” (Jó 1:5-6 ARA)2.

A. ( ) No mundo caído, todas as pessoas morrem.

B. ( ) No mundo caído, o ser humano tem inclinação para o mal.

C. ( ) No mundo caído reina o sofrimento.

D. ( ) No mundo caído, Satanás possui o domínio e se julga no direito de nos representar diante de Deus.

Resposta: Alternativa D

“‘Nas festividades de seus filhos e filhas, Jó temia que eles desagradassem a Deus. Como fiel sacerdote do lar, ele oferecia sacrifícios por eles individualmente. Conhecia o ofensivo caráter do pecado; o pensamento de que seus filhos pudessem se esquecer das reivindicações divinas o levava a Deus como intercessor em favor deles’ (Ellen G. White,Comentário Bíblico Adventista, v. 3, p. 1291).”1

“Evidentemente, Jó desfrutava de boas circunstâncias; seria quase impossível ter uma vida melhor do que a dele. O cenário apresentado é realmente edênico: um homem com uma vida plena, com uma grande família, um nome importante e muitas posses. No entanto, Jó ainda vivia em um planeta caído, mergulhado no pecado e, portanto, como ele logo percebeu, com todos os perigos que vida aqui pode nos trazer.”1

“Que coisas boas fazem parte da sua vida neste momento? Como você pode aprender a ter sempre uma atitude de gratidão por elas?”

Participe do projeto “Reavivados por Sua Palavra”:
acesse o site reavivadosporsuapalavra.org/

Domingo, 02 de outubro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O papel da igreja na comunidade. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Jul. Ago. Set. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nota: As ofertas apresentadas em forma de anúncios junto de nossas publicações são de responsabilidade da plataforma hospedagem deste blog. Isso ocorre por termos optado pela modalidade de hospedagem gratuita.

Pedro como Satanás

Lições da Bíblia

4. Leia Mateus 16:21-23. Por que Jesus, repentinamente, foi tão duro com Pedro?

“21 Desde esse tempo, começou Jesus Cristo a mostrar a seus discípulos que lhe era necessário seguir para Jerusalém e sofrer muitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes e dos escribas, ser morto e ressuscitado no terceiro dia. 22 E Pedro, chamando-o à parte, começou a reprová-lo, dizendo: Tem compaixão de ti, Senhor; isso de modo algum te acontecerá. 23 Mas Jesus, voltando-se, disse a Pedro: Arreda, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus, e sim das dos homens.” (Mateus 16:21-23 ARA)2.

Porque Pedro tentou afastar Jesus do Seu propósito e de Sua missão de salvar por meio da morte na cruz. Embora pudesse ter boas intenções, devido à compreensão equivocada ou interesses egoístas, Pedro tentou controlar Jesus ou desviá-Lo de Sua obra.”1

“Oproblema de Pedro não foi que ele estivesse tentando proteger Jesus. Ele estava tentando conduzir Jesus. Não estava mais seguindo Jesus; estava dizendo a Ele que o seguisse.”1

“Jesus disse: ‘Para trás de Mim, Satanás!’ (v. 23, NVI) porque, como o próprio inimigo no deserto, Pedro havia se tornado uma ameaça à missão de Cristo.”1

“Marcos 8:33 declara que, durante essa conversa, Jesus Se virou e olhou para Seus discípulos. Ele tinha vindo para salvá-los. Não cairia na tentação de fazer outra coisa, e certamente isso não ocorreria por meio de um de Seus próprios discípulos, não importando suas boas intenções.”1

“Por mais que Pedro tivesse crescido espiritualmente, ainda estava tentando controlar as coisas, inclusive o próprio Jesus. Nesse sentido, Pedro não era tão diferente de outro discípulo, Judas, que tentava controlar Jesus e executar seus próprios planos a respeito daquilo que ele achava que um Messias devia ser. Mas, ao contrário de Judas, Pedro se arrependeu profundamente e se dispôs a ser disciplinado e perdoado.”1

“5. Leia Mateus 16:24-27. O que Jesus queria dizer quando declarou: ‘Quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por Minha causa, a encontrará’ (v. 25, NVI)?”1

“24 Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. 25 Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á. 26 Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma? 27 Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras.” (Mateus 16:24-27 ARA)2.

Quem quiser viver de acordo com sua própria vontade não tomará a cruz da renúncia nem seguirá Jesus. Preservará a vida terrestre, mas perderá a vida eterna. Porém, quem toma a cruz da renúncia e do serviço, perde a vida de prazeres e ganha a alegria eterna.”1

“A cultura em que vivemos nos diz que devemos seguir nossos sonhos e sacrificar tudo pelo que queremos. Mas Jesus nos diz o oposto. Ele nos convida a renunciar aos nossos sonhos e entregá-los ao Senhor. Pedro e os discípulos estavam gradualmente aprendendo o que é a verdadeira fé, que não deve ser simplesmente uma experiência emocionante de ir em busca do que mais se deseja. A verdadeira fé é a dolorosa experiência de renunciar ao que mais se deseja. Quando você deixa de se apegar aos seus sonhos, está ‘perdendo sua vida’ e, ao mesmo tempo, a está encontrando.”1

“Que coisas você teve que perder para seguir Jesus? Talvez essas coisas parecessem importantes, mas, olhando para trás, como elas se parecem agora?”1

Terça-feira, 17 de maio de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
__________________
1 LIÇÕES da escola sabatina. O Evangelho de Mateus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 485, Abr. Mai. Jun. 2016. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Satanás amarrado

Lições da Bíblia

“1. O que é descrito em Apocalipse 20:1-3 e que esperança isso nos oferece?” “1 Então, vi descer do céu um anjo; tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente. 2 Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; 3 lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem os mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo.” (Apocalipse 20:1-3 ARA). “A prisão de Satanás por mil anos. Um dia o mal e o sofrimento terão fim.

“Oconceito de prender ou ser preso é usado de várias formas na Bíblia. No nível mais simples, aplica-se a um prisioneiro. Jesus libertou muitos que haviam sido presos por Satanás. Além disso, o ato de prender é usado para descrever o poder que Deus concede à igreja sobre o mal, tornando-o um símbolo do juízo.”1

“Quando um criminoso perigoso é capturado, é necessário prendê-lo. Contudo, quando as pessoas são presas nos relatos bíblicos, muitas vezes elas não são criminosas. João Batista foi preso com correntes porque denunciou os atos imorais do rei (Mt 14:3, 4). Jesus teve as mãos presas no jardim (Jo 18:12) e em Seu julgamento (Jo 18:24), e foi atado com panos em Sua morte (Jo 19:40). Paulo (At 21:33) e Pedro (At 12:6) foram acorrentados.”1

“Jesus também passou bastante tempo face a face com pessoas que Satanás havia acorrentado. Houve um endemoninhado que arrebentava as correntes que prendiam seus pulsos e tornozelos (Mc 5:3, 4). Antes de Jesus libertá-lo dos demônios, ninguém podia conter o mal. O Senhor encontrou uma mulher encurvada e a libertou (Lc 13:11, 12, 16). Ele também libertou Lázaro da sepultura e dos panos que o envolviam (Jo 11:43, 44). Houve também Barrabás que, embora acorrentado, foi solto pela turba para que Jesus fosse crucificado (Mc 15:7-15). Em todos esses casos, vemos Satanás tentando manter as pessoas aprisionadas com aflições ou prendendo pessoas inocentes para permitir que o mal florescesse. Mas também vemos Jesus quebrando os grilhões da morte a fim de trazer livramento e liberdade a um mundo irremediavelmente aprisionado por Satanás. No fim, ele será acorrentado e lançado fora, nas trevas (Ap 20:1-3).”1

“Além disso, parte da missão de Jesus de libertar aqueles que o inimigo havia prendido consistia em dar poder aos Seus seguidores. Ele lhes assegurou que Satanás (o ‘valente’) podia ser preso e sua casa saqueada (Mt 12:26-29). Em outras palavras, o diabo não tem poder contra Cristo nem contra Seus seguidores porque Jesus libertou Seu povo das cadeias de Satanás.”1

“Como Paulo declarou, ‘a Palavra de Deus não está algemada’ (2Tm 2:9). Ela foi o meio pelo qual Jesus silenciou o tentador (Mt 4:4, 7, 10), e nós também podemos usar o mesmo poder para resistir ao inimigo.”1

“Que promessas você pode reivindicar para ser liberto das correntes que o maligno usa para prendê-lo?”1

Pense no que Jesus significa para você! Hoje é o segundo dia da Semana Santa.
Participe com seu pequeno grupo.

Domingo, 20 de março de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se pref//8ça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A queda: parte 1

Lições da Bíblia

“Descrita como mais ‘sagaz’ do que qualquer outro animal (Gn 3:1), a serpente se tornou um poderoso símbolo ao longo da história bíblica. Moisés levantou uma serpente de bronze numa haste para impedir que as pessoas morressem numa praga de serpentes mortais durante o êxodo (Nm 25:5-9). A mesma serpente de bronze se tornou objeto de idolatria e de prática do ocultismo, e foi destruída pelo rei Ezequias cerca de 700 anos mais tarde (2Rs 18:4). No livro do Apocalipse, a ‘antiga serpente’ é claramente identificada como ‘diabo e Satanás’ (Ap 12:9).”1

“4. Leia Gênesis 3:1-5. Que tática Satanás usou para enganar Eva?”1 “1 Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o SENHOR Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? 2 Respondeu-lhe a mulher: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, 3 mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais. 4 Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis. 5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal.” (Gênesis 3:1-5 ARA)2. “Satanás usou cinismo e inspirou dúvidas em Eva. Em seguida, ele questionou a veracidade da palavra de Deus que os advertiu de que, se comessem da árvore, certamente morreriam.1

“As primeiras palavras proferidas pela serpente foram de cinismo e dúvida: ‘Foi isto mesmo que Deus disse […]?’ (Gn 3:1, NVI). Em vez de pensar por que uma serpente estava falando, Eva foi imediatamente apanhada pelas provocantes observações que tinham o objetivo de destruir sua fé. Quando Satanás perguntou: ‘Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’?’ (Gn 3:1, NVI), a implicação (com base na língua original) foi que Deus os havia proibido de comer de todas as árvores, quando, na verdade, não era isso que Deus os havia proibido de fazer.”1

“O caráter de Deus foi questionado ali. Esse foi um ataque direto a Ele. A serpente deve ter confundido Eva, porque a resposta dela acrescentou um detalhe que, segundo o relato bíblico, Deus não havia exigido, ao responder à serpente: ‘Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: ‘Não comam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão’ (Gn 3:2, 3, NVI; ver Gn 2:17). A parte sobre não tocar no fruto foi acrescentada por Eva, talvez por estar confusa.”1

“O sucesso de Satanás até esse ponto o tornou ousado; por isso, ele desafiou diretamente a autoridade de Deus: ‘Certamente não morrerão!’ (Gn 3:4, NVI). O fato de que a serpente, na árvore, estava tocando o fruto e continuava viva, tornou suas declarações dignas de crédito. Então Satanás lançou a ideia final: ‘Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal’ (v. 5, NVI). O tentador fez parecer que Deus não só era desonesto, mas que estava deixando de dar a eles alguma coisa boa.”1

“Satanás misturou a verdade com o erro. Quais são algumas crenças que misturam a verdade com o erro? Por que essa mistura é sempre mortal, especialmente em termos de teologia?”1

Terça-feira, 05 de janeiro de 2016. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Rebelião e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 484, Jan. Fev. Mar. 2016. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.