As mulheres no ministério de Jesus

Lições da Bíblia

“‘Pois todos vós sois filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus; […] não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus’ (Gl 3:26-28).”1

“O evangelho de Lucas é às vezes chamado de ‘o evangelho das mulheres’ porque, mais do que qualquer outro, ele menciona, de maneira especial, o quanto Jesus era solícito para com as necessidades das mulheres, e também quão envolvidas elas estavam em Seu ministério.”1

“No tempo de Jesus, como em algumas culturas de hoje, as mulheres eram consideradas de pouco valor. Alguns judeus naquela época agradeciam a Deus por não terem nascido como escravos, gentios ou mulheres. A sociedade grega e a romana às vezes tratavam as mulheres de maneira ainda pior. A cultura romana desenvolveu uma licenciosidade sem limites. Um homem frequentemente tinha uma esposa apenas para produzir filhos legítimos que herdassem sua propriedade, e possuía concubinas para seu próprio prazer pecaminoso.”1

“Jesus trouxe as boas-novas de que elas são filhas de Abraão (Lc 13:16). Quão felizes as mulheres daquela época devem ter ficado ao ouvir que, em Jesus, elas eram filhas de Deus e, aos Seus olhos, tinham o mesmo valor dos homens! A mensagem para as mulheres de todas as nações continua sendo a mesma: homens e mulheres são um em Cristo Jesus.”1

“No dia 30 de maio teremos a distribuição do livro Viva com Esperança. Faça uma lista de pessoas especiais para você. Entre em contato com elas e diga que você está orando para que Deus abençoe a vida delas.”1

Participe do projeto “Reavivados por Sua Palavra”: acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org/

Sábado, 02 de maio de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. O evangelho de Lucas. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 480, Abr. Mai. Jun. 2015. Adulto, Professor.

As mulheres e o vinho – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

“‘Quando condescenderam com seu apetite por vinho e enquanto estavam sob seu estímulo excitante, sua razão se tornou anuviada e não conseguiram discernir a diferença entre o sagrado e o comum. Contrariando as indicações expressas por Deus, eles O desonraram oferecendo fogo comum em lugar de fogo santo. Deus os visitou com Sua ira; saiu fogo de Sua presença e os destruiu’ (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 3, p. 295).”1

“‘Aprendam as crianças e jovens pela Bíblia como Deus tem honrado a lida do trabalhador. Leiam […] acerca da mulher sábia descrita no livro dos Provérbios, a qual ‘busca lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos, […] dá mantimento à sua casa e a tarefa às suas servas, […] planta uma vinha, […] e fortalece os braços, abre a mão ao aflito, […] ao necessitado estende as mãos, olha pelo governo de sua casa e não come o pão da preguiça’ (Pv 31:13, 15-17, 20, 27; Ellen G. White, Educação, p. 217).”1

Perguntas para reflexão

“1. Por que a única opção certa é a total abstinência do álcool?”1

“2. Reflita mais na ideia de que, embora tenhamos muito mais conhecimento, não temos necessariamente mais sabedoria. De que maneiras o conhecimento sem sabedoria pode ser ainda mais perigoso do que a falta de conhecimento sem sabedoria? Quais são alguns exemplos recentes de quanto pode ser prejudicial o conhecimento sem sabedoria?”1

“3. Recapitule as características da ‘mulher virtuosa’. Como os princípios que estão por trás do que é revelado nessa situação específica podem ser aplicados aos crentes, independentemente de sexo, estado civil ou idade?”1

“4. O livro de Provérbios está cheio de sabedoria prática. Isso deveria nos dizer que a nossa religião, mesmo com toda a sua exaltada teologia e suas dimensões espirituais, tem igualmente um lado muito prático. Como podemos ter certeza de que não iremos negligenciar os aspectos práticos da fé ao procurarmos cumprir suas dimensões teológicas e espirituais?”1

Sexta-feira, 27 de março de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Provérbios. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 479, Jan. Fev. Mar. 2015. Adulto, Professor.

Mulher virtuosa

Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas joias” (Pv 31:10).1

“Quem é a ‘mulher virtuosa’ de Provérbios 31:10? Vários indicativos sugerem que o autor tinha em mente algo mais do que uma mulher piedosa ou a esposa ideal. Seguindo a pista de muitas passagens do livro (Pv 1:20-33; 3:13-20; 4:5-9; Pv 8), temos boas razões para crer que a ‘mulher virtuosa’ represente a sabedoria. Essa personificação da sabedoria como uma mulher é justificada não somente porque a palavra hebraica para ‘sabedoria’, chokmah, é um substantivo feminino, mas porque isso também permite que o escritor hebraico extraia todos os tipos de lições concretas para nossa vida diária. A sabedoria não é retratada como um ideal sublime e inatingível, mas como uma mulher muito prática e acessível que poderia se tornar nossa companheira de vida.”1

“Este último ensino sobre a sabedoria é dado por meio de um belo poema acróstico: cada verso começa com uma letra hebraica em ordem alfabética, como no livro de Lamentações e em muitos salmos.”1

“3. Compare o texto sobre a sabedoria, em Provérbios 8, com nosso texto sobre a ‘mulher virtuosa’. Quais características da ‘mulher virtuosa’ nos fazem lembrar da sabedoria apresentada no livro de Provérbios?”1 “Tanto a sabedoria quanto a mulher virtuosa são descritas como tendo grande valor, maior que o de joias; como fornecedoras de alimento; como fortes e sábias.”1

a. Ela é preciosa e vale a pena encontrá-la (Pv 31:10; 8:35).1

Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.” (Provérbios 31:10 ARA)2. “Porque o que me acha acha a vida e alcança favor do SENHOR.” (Provérbios 8:35 ARA)2

b. Seu valor excede o de finas joias (Pv 31:10; 8:10, 11, 18, 19).

Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias.” (Provérbios 31:10 ARA)2. “10 Aceitai o meu ensino, e não a prata, e o conhecimento, antes do que o ouro escolhido. 11 Porque melhor é a sabedoria do que jóias, e de tudo o que se deseja nada se pode comparar com ela. […] 18 Riquezas e honra estão comigo, bens duráveis e justiça. 19 Melhor é o meu fruto do que o ouro, do que o ouro refinado; e o meu rendimento, melhor do que a prata escolhida.”  (Provérbios 8:10, 11, 18, 19 ARA)2

c. Ela provê alimento (Pv 31:14; 8:19).

É como o navio mercante: de longe traz o seu pão.” (Provérbios 31:14 ARA)2Melhor é o meu fruto do que o ouro, do que o ouro refinado; e o meu rendimento, melhor do que a prata escolhida. (Provérbios 8:19 ARA)2.

d. Ela é forte (Pv 31:17, 25; 8:14).

“17 Cinge os lombos de força e fortalece os braços. […]  25 A força e a dignidade são os seus vestidos, e, quanto ao dia de amanhã, não tem preocupações.” (Provérbios 31:17, 25 ARA)2. “Meu é o conselho e a verdadeira sabedoria, eu sou o Entendimento, minha é a fortaleza.” (Provérbios 8:14 ARA)2.

e. Ela é sábia (Pv 31:26; 8:1).

Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua.” (Provérbios 31:26 ARA)2. “Não clama, porventura, a Sabedoria, e o Entendimento não faz ouvir a sua voz?” (Provérbios 8:1 ARA)2.

f. Ela é elogiada (Pv 31:28; 8:34).

Levantam-se seus filhos e lhe chamam ditosa; seu marido a louva, dizendo:” (Provérbios 31:28 ARA)2. “Feliz o homem que me dá ouvidos, velando dia a dia às minhas portas, esperando às ombreiras da minha entrada.” (Provérbios 8:34 ARA)2.

“Embora vivamos na chamada era da informação, e tenhamos adquirido muito mais conhecimento do que as gerações passadas, pouca coisa indica que nossa geração seja mais sábia do que as anteriores. Na verdade, como disse Martin Luther King Jr.: ‘Temos mísseis guiados e homens desorientados.’”1

“Leia 1 Coríntios 1:21. O que esse verso diz a você, e como essa ideia pode ajudá-lo a viver pela fé?” “Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura da pregação.” (1 Coríntios 1:21 ARA)2.

Terça-feira, 24 de março de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Provérbios. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 479, Jan. Fev. Mar. 2015. Adulto, Professor.

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

As mulheres e o vinho

Lições da Bíblia

Não dês às mulheres a tua força, nem os teus caminhos, às que destroem os reis. Não é próprio dos reis, ó Lemuel, não é próprio dos reis beber vinho, nem dos príncipes desejar bebida forte” (Pv 31:3, 4).1

“O livro de Provérbios começa com os ensinos de um pai (Pv 1:1, 8; 4:1) e termina com os ensinos de uma mãe (Pv 31:1). O nome Lemuel pode ser uma alusão a Salomão; caso o seja, então a mãe de Lemuel é a mãe de Salomão, e ela adverte o filho contra as duas mais sérias ameaças ao rei: o vinho e as mulheres.”1

“A associação entre vinho e mulheres é deliberada. Para ser eficiente como governante, o rei tem que ser cuidadoso com as influências que enfrenta, e esses dois fatores podem ser muito fortes. Embora possa haver uma mulher certa, que traga benefícios, o álcool só traz problemas.”1

“A introdução do pai dizia respeito à aquisição espiritual da sabedoria. Agora, a conclusão da mãe diz respeito à aplicação da sabedoria na vida real, pois os princípios espirituais ensinados pelo pai não significariam nada se os conselhos práticos dados pela mãe não fossem seguidos.”1

No próximo sábado, 28 de março, começará a Semana Santa, que terá como tema “A Paixão de Cristo é Você!” Já convidou a pessoa que você levará às reuniões? Comece hoje a orar por essa pessoa.

Sábado, 21 de março de 2015 . Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Provérbios. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 479, Jan. Fev. Mar. 2015. Adulto, Professor.

Uma companheira para Adão

Lições da Bíblia.

“Deu nome o homem a todos os animais domésticos, às aves dos céus e a todos os animais selváticos; para o homem, todavia, não se achava uma auxiliadora que lhe fosse idônea.” (Gênesis 2:20 RA)

“Gênesis 2:20, texto em que Adão dá nome aos animais, ajuda a revelar a grande diferença entre os seres humanos e outras criaturas terrestres. Não havia animal que fosse comparável a Adão. Nem mesmo entre os macacos havia alguma criatura semelhante a Adão, porque ele não era semelhante a um macaco. Esse é um ponto importante para lembrarmos, porque muitos em nossa sociedade promovem a ideia de que os seres humanos são nada mais do que macacos desenvolvidos. Não somos macacos, e uma macaca não seria uma companheira mais adequada para Adão do que seria para nós.”

“3. Que significado encontramos no método usado por Deus para criar uma companheira para Adão?” “Então, o SENHOR Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne. E a costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe.” (Gênesis 2:21-22 RA) ”Eva foi feita da costela de Adão. Os dois tinham a mesma substância e precisavam um do outro. Eva não foi feita a partir da cabeça nem de uma parte inferior, o que demonstra a igualdade entre eles. Deus criou o ser humano com Seu toque especial.”

“Assim como Deus havia formado pessoalmente o corpo de Adão a partir do pó da terra, Ele formou pessoalmente o corpo de Eva, usando uma das costelas de Adão. Deus não precisava disso para criar Eva. Ele poderia tê-la criado como havia criado Adão ou até mesmo trazê-la à existência por meio da palavra.”

“Mas Deus tinha um motivo para formar Eva de uma costela de Adão. Se os dois tivessem sido criados de um modo completamente separado, isso poderia indicar que, por natureza, eles eram indivíduos totalmente independentes. Mas a carne compartilhada pelos dois indicava que deviam estar unidos e foram planejados para ser ‘uma só carne’.”

“Depois de ser criada, Eva foi levada a Adão para ser sua auxiliadora (‘Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.’ Gênesis 2:18 RA). Ela foi feita de Adão (‘E a costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe.’ Gênesis 2:22 RA) e dada a Adão (v. 22). O processo pelo qual Deus criou Eva mostrou claramente que Ele poderia prover qualquer companheira que Adão necessitasse. Esse ponto se tornou importante mais tarde, quando Adão enfrentou a tentação de se juntar a Eva em comer o fruto, em vez de confiar no cuidado de Deus naquela situação. Adão tinha ampla razão para acreditar que Deus poderia cuidar dele e isso tornou mais grave seu pecado.”

“4. Qual foi a resposta de Adão a Eva?” “E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada.” (Gênesis 2:23 RA). “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”.

“Adão ficou tão maravilhado quando viu Eva que cantou em poesia. Esse é o primeiro poema na Bíblia e reflete o afeto de Adão por sua esposa e a intimidade de seu relacionamento. Ela deveria ser igual a ele, outro aspecto da criação que foi prejudicado pela queda."

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – segunda-feira 25 de fevereiro de 2013. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

A mulher e a serpente

Lições da Bíblia.

“3. Como a mulher respondeu à serpente? Que erros ela cometeu?” “Respondeu-lhe a mulher: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais.” (Gên. 3:2-3). “A mulher disse que podia comer do fruto de todas as árvores, exceto da árvore que estava no meio do jardim, mas disse que não podia tocar na árvore, o que Deus não havia dito. O principal erro dela foi se deter na conversa com Satanás e desconfiar do Senhor.”

“Embora Eva conhecesse claramente a ordem de Deus, o que realça sua culpa, ela fez uma declaração que foi além do que Deus havia dito, pelo menos conforme o registro bíblico. Deus tinha instruído Adão e Eva claramente a não comer da árvore. Nada havia sido dito sobre não tocá-la. Visto que não sabemos o que a levou a dizer isso, é melhor não especular sobre suas causas. No entanto, não há dúvida de que, ao pensar que não deveria tocar no fruto, ela estaria menos inclinada a comê-lo, porque ela não poderia comer o que não pudesse tocar.”

“Muitas vezes nos deparamos com a mesma situação: alguém apresenta ensinamentos que, na maioria dos pontos, estão em harmonia com as Escrituras. Os poucos pontos que não estão de acordo com a Bíblia podem arruinar tudo. O erro, mesmo misturado com a verdade, ainda é erro.”

“4. Que repreensão Jesus deu aos escribas e fariseus sobre a adição de pensamento humano à Palavra de Deus? Quais são os perigos de criar regras que supostamente nos protegerão contra o pecado?” Hipócritas! Bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.” (Mat. 15:7-9); compare com “Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro;” (Apoc. 22:18); “Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças: não manuseies isto, não proves aquilo, não toques aquiloutro, segundo os preceitos e doutrinas dos homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem. Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a sensualidade.” (Col. 2:20-23). “Chamou-os de hipócritas, porque adoravam ao Senhor apenas com palavras e não com o coração. Cumpriam mandamentos de homens e não a lei de Deus. Há uma maldição para quem acrescenta ou tira partes da revelação de Deus. As tradições humanas podem prejudicar nossa vida espiritual.”

“O problema com o pecado não é a falta de regras, mas um coração depravado. Mesmo na sociedade secular, muitas vezes ouvimos pedidos de mais leis contra o crime, quando já existem leis suficientes. Não precisamos tanto de novas leis quanto de novos corações.”

“De que forma poderíamos estar em perigo de seguir as coisas sobre as quais somos alertados aqui? Normas baseadas em princípios bíblicos são essenciais. A questão é: Como podemos ter certeza de que as normas e regras que aplicamos não nos desviarão do caminho? Comente com a classe.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – segunda-feira 04 de fevereiro de 2013. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

A concubina do rei.

Lições da Bíblia.

No Antigo Testamento, existem muitas referências a concubinas, desses relatos certamente podemos aprender muitas lições. “Abraão deu tudo o que possuía a Isaque. Porém, aos filhos das concubinas que tinha, deu ele presentes e, ainda em vida, os separou de seu filho Isaque, enviando-os para a terra oriental.” (Gên. 25:5-6) “Teve Gideão setenta filhos, todos provindos dele, porque tinha muitas mulheres. A sua concubina, que estava em Siquém, lhe deu também à luz um filho; e ele lhe pôs por nome Abimeleque.” (Juí. 8:30-31) “Tomou Davi mais concubinas e mulheres de Jerusalém, depois que viera de Hebrom, e nasceram-lhe mais filhos e filhas. São estes os nomes dos que lhe nasceram em Jerusalém: Samua, Sobabe, Natã, Salomão, Ibar, Elisua, Nefegue, Jafia, Elisama, Eliada e Elifelete.” (2 Sam. 5:13-16) “mulheres das nações de que havia o SENHOR dito aos filhos de Israel: Não caseis com elas, nem casem elas convosco, pois vos perverteriam o coração, para seguirdes os seus deuses. A estas se apegou Salomão pelo amor. Tinha setecentas mulheres, princesas e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração.” (1 Reis 11:2-3)

“Frequentemente, as concubinas eram tiradas de entre as servas ou empregadas de uma família. Seu propósito expresso era produzir herdeiros, e, se produziam descendentes masculinos, seu status e posição social eram semelhantes às das esposas legítimas. Os homens eram considerados maridos de suas concubinas (Jz 20:4), e seus filhos apareciam nas genealogias (Gn 22:24) e recebiam parte da herança (Gn 25:5, 6). É interessante notar que as concubinas apareciam principalmente no período patriarcal. Durante a primeira monarquia, as concubinas estavam relacionadas com as casas reais.”

Entre as diversas concubinas encontramos Rispa, que estava inteiramente à mercê de seu senhor, sem muito espaço próprio para decisões. “Havendo guerra entre a casa de Saul e a casa de Davi, Abner se fez poderoso na casa de Saul. Teve Saul uma concubina, cujo nome era Rispa, filha de Aiá. Perguntou Isbosete a Abner: Por que coabitaste com a concubina de meu pai? Então, se irou muito Abner por causa das palavras de Isbosete e disse: Sou eu cabeça de cão para Judá? Ainda hoje faço beneficência à casa de Saul, teu pai, a seus irmãos e a seus amigos e te não entreguei nas mãos de Davi? Contudo, me queres, hoje, culpar por causa desta mulher. Assim faça Deus segundo lhe parecer a Abner, se, como jurou o SENHOR a Davi, não fizer eu, transferindo o reino da casa de Saul e estabelecendo o trono de Davi sobre Israel e sobre Judá, desde Dã até Berseba. E nenhuma palavra pôde Isbosete responder a Abner, porque o temia.” (2 Sam. 3:6-11)

“Rispa, cujo nome significa “brasa viva” (veja Is 6:6), fazia parte da casa real de Isbosete (“homem de vergonha”), o único filho restante de Saul, que, com a ajuda de Abner, tinha sido feito rei sobre Israel e se mudara para o outro lado do Jordão, em Maanaim (2Sm 2:8-10). O simples fato de que o autor bíblico incluiu informações sobre o pai de Rispa (“filha de Aiá”) sugere que a família dela deve ter sido importante e que ela não era uma simples escrava. Ironicamente, o nome do filho de Saul aparece com outra forma na genealogia de Saul, como Esbaal, “homem de Baal” (1Cr 8:33).”

“A forma usada em 2Sm 2:8-10 parece ser um sutil insulto do autor bíblico: o homem de Baal era um embaraço para a casa de Saul e, assim, um “homem de vergonha”. As circunstâncias pessoais de Rispa estavam longe do ideal. […] Seu destino parecia totalmente fora de suas mãos, determinado por forças e circunstâncias além de sua autoridade ou controle.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – domingo 21 de novembro de 2010. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF