Os hábitos de um mordomo – Estudo adicional

 Lições da Bíblia

 –
Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Enoque e Noé fizeram de sua caminhada com Deus um hábito, numa época em que poucos permaneceram fiéis em meio à intemperança, ao materialismo e à violência (Gn 5:24; 6:9). Eles compreenderam e aceitaram a graça de Deus, e, assim, foram bons mordomos dos bens e tarefas a eles confiados.”

“‘Ao longo dos séculos, pessoas caminharam com Deus exatamente como Enoque e Noé. Por exemplo, Daniel e seus amigos ‘compreenderam que, para poderem permanecer como representantes da verdadeira religião no meio das religiões falsas do paganismo, deviam possuir clareza de intelecto e aperfeiçoar o caráter cristão. E o próprio Deus foi o professor deles. Orando constantemente, estudando conscienciosamente e mantendo-se em contato com o Invisível, andaram com Deus como Enoque andou’ (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 486).”1

“‘Andar com Deus’ define o que um mordomo faz: ele vive com Deus diariamente na Terra. Em meio a um mundo corrompido, um mordomo sábio tornará sua caminhada com o Senhor um hábito, pois somente por meio dessa conexão com Deus podemos nos resguardar de cair nos males predominantes.”1

“Ser um mordomo fiel envolve nossa vida completamente, e ela deve, primeiramente, estar de acordo com a vontade de Deus (Am 3:3). Devemos andar em Cristo (Cl 2:6), em novidade de vida (Rm 6:4), em amor (Ef 5:2), em sabedoria (Cl 4:5), na luz (1Jo 1:7), em integridade (Pv 19:1), em Sua lei (Êx 16:4), em boas obras (Ef 2:10) e no caminho reto (Pv 4:26).”1

Perguntas para discussão

“1. Defina ‘humildade’. Qual é o seu papel na vida do mordomo? (Mt 11:29; Ef 4:2; Fp 2:3; Tg 4:10). Por que ela é importante em nossa caminhada com Deus? (Mq 6:8).”1

Mateus (11:29 ARA)2: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.”.

Efésios (4:2 ARA)2: “com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,”.

Filipenses (2:3 ARA)2: “Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo.”.

Tiago (4:10 ARA): “Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará.”.

Malaquias (6:8 ARA): “Ele te declarou, ó homem, o que é bom e que é o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia, e andes humildemente com o teu Deus.

“2.Como podemos ajudar os que estão presos aos hábitos maus e destrutivos?”1

“3. Quais outros bons hábitos os mordomos cristãos devem ter? (Veja, por exemplo, Tt 2:7; Sl 119:172; Mt 5:8).”1

Tito (2:7 ARA)2: “Torna-te, pessoalmente, padrão de boas obras. No ensino, mostra integridade, reverência,”.

Salmo (199: 192 ARA)2: “A minha língua celebre a tua lei, pois todos os teus mandamentos são justiça.”.

Mateus (5:8 ARA)2: “Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.”.

“4. Discuta sobre os mistérios do tempo. Por que o tempo parece passar tão rápido? Por que devemos ser bons mordomos do pouco tempo que temos?”1

Sexta-feira, 23 de março de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A função da mordomia cristã – Estudo adicional

Lições da Bíblia
 –
Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Às vezes, o filete de ferro tinha que ser reacomodado às rodas da carruagem devido ao estiramento causado pelo toque do metal no chão. Esse conserto demandava duras marteladas no próprio filete de ferro. A reacomodação do filete de ferro representa a mordomia como santificação prática. É ter a mente de Cristo ao reagir a cada aspecto da vida, mesmo quando o processo é difícil e doloroso. Como esse processo diz respeito ao uso do nosso dinheiro, às nossas relações familiares ou emprego, devemos reagir a todos eles segundo a vontade de Cristo. Às vezes, como todos sabemos muito bem, só aprendemos essa lição mediante algumas duras pancadas.”1

“Não é fácil consertar o ferro. Também não é fácil consertar o caráter humano. Pense na experiência de Pedro. Ele havia estado em todos os lugares com Jesus, mas não esperava estas palavras dos lábios de Cristo: ‘Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu, pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos’ (Lc 22:32). Não muito depois disso, após negar Jesus, Pedro vivenciou uma mudança em sua vida, mas somente depois de uma experiência muito dolorosa e difícil. Em certo sentido, sua mordomia foi restaurada. Pedro foi convertido novamente, e sua vida passou a seguir uma nova direção, mas só depois de algumas verdadeiras ‘pancadas’.”1

Perguntas para discussão

“1. O que a santificação prática tem a ver com a instrução de Jesus de que devemos negar-nos a nós mesmos, dia a dia tomarmos a nossa cruz e segui-Lo? (Lc 9:23 [‘Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.’]). O que deve ser crucificado? (Gl 6:14 [‘Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo.’]). Como isso ilustra o processo de santificação? De que maneira a santificação prática nos ajuda a pensar como Deus? (1Co 2:16 [‘Pois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir? Nós, porém, temos a mente de Cristo.’]).”1

“2. As provações podem ensinar lições poderosas sobre a vida cristã e a experiência de seguir Jesus. Qual tem sido sua experiência com relação a isso? Permita que os que se sentem confortáveis falem sobre essas experiências e o que eles aprenderam. O que podemos aprender com as experiências uns dos outros?”1

“3. Pense em outras crenças que nós, adventistas do sétimo dia, temos, como o sábado, o estado dos mortos, a criação, a segunda vinda de Jesus, etc. De que maneira essas crenças devem influenciar nossa conduta?”

Sexta-feira, 02 de março de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.

 

Mordomia

Lições da Bíblia

“Cristo quer que vivamos em santidade. Sua vida ilustra a santidade e como deve ser a mordomia suprema (Hb 9:14). Devemos administrar nossa vida de maneira agradável a Deus, inclusive o que nos tem sido confiado. A mordomia é uma expressão dessa santidade.”1

“5. Compare 1 Pedro 1:15, 16 com Hebreus 12:14. O que significa ‘ser santo’ e ‘santificação’? Como isso se relaciona com a nossa mordomia? Assinale a alternativa correta:”

1 Pedro (1:15, 16 ARA)2: “15 pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, 16 porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.

Hebreus (12:14 ARA)2: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,”.

A.( ) É ser separado para fins santos; a santificação é um processo diário, que se completará na volta de Jesus, com a extinção do pecado. Desenvolvemos a mordomia no processo diário da santificação.
B.( ) Ser santo é não ter nenhum pecado; a santificação já foi completada. Nossa mordomia jamais será um reflexo da nossa santificação.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Os romanos descobriram que a roda de uma carruagem durava mais se um filete de ferro fosse colocado ao redor do aro. O artesão aquecia o metal a fim de expandi-lo apenas o suficiente para que ele deslizasse sobre o aro. A água fria o encolhia de modo que o encaixe ficava firme. O filete de ferro então tocava o chão à medida que a roda girava.”1

“O filete de ferro no aro representa o conceito de mordomia. Esse é o momento da verdade em que nossa vida espiritual desliza sobre nossa vida prática. É o momento em que nossa fé enfrenta os altos e baixos da vida mediante os sucessos e fracassos. É quando nossas crenças se tornam reais nas lutas turbulentas do cotidiano. A mordomia é a embalagem externa do que somos e do que fazemos. É uma testemunha da nossa conduta e de uma vida bem administrada. Nossas ações diárias que revelam Cristo são como o ferro na roda que toca o chão.”1

“As ações são poderosas e devem ser governadas pelo nosso compromisso com Cristo. Devemos viver com esta garantia e promessa: ‘Tudo posso Naquele que me fortalece’ (Fp 4:13).”1

“‘A santificação do ser pela operação do Espírito Santo é a implantação da natureza de Cristo na humanidade. A religião do evangelho é Cristo na vida — um princípio vivo e atuante. É a graça de Cristo revelada no caráter e expressa em boas obras. Os princípios do evangelho não podem estar desligados de nenhum setor da vida diária. Todo ramo de trabalho e experiência cristãos deve ser uma representação da vida de Cristo’ (Ellen G. White, Parábolas de Jesus, p. 384).”1

“Considere sua vida cotidiana. Ela revela a realidade de Cristo em você, a atuação Dele em sua vida, fazendo de você um novo ser? Quais escolhas conscientes você precisa fazer para que a santidade Dele seja revelada em sua vida?”1

Quinta-feira, 08 de março de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Cristo como centro

Lições da Bíblia

“Jesus é a figura central em toda a Bíblia (Jo 5:39), e precisamos olhar para nós sempre em relação a Ele. Cristo pagou a penalidade do pecado, e é o ‘resgate por muitos’ (Mc 10:45). Jesus tem toda autoridade no Céu e na Terra (Mt 28:18), e todas as coisas estão em Suas mãos (Jo 13:3). Não há nome mais exaltado que o Seu, e um dia todo joelho se dobrará diante Dele (Fp 2:9-11).”1

“‘Jesus é o centro vivo de todas as coisas’ (Ellen G. White, Evangelismo, p. 186).”1

“Cristo é o centro da nossa mordomia e a fonte do nosso poder. Por causa Dele temos uma vida que vale a pena ser vivida, demonstrando a todos que Ele é o foco central da nossa existência. Paulo passou por muitas provações, mas não importava onde ele estivesse nem o que lhe acontecesse, ele tinha uma prioridade. Ele disse: ‘Para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro’ (Fp 1:21).”

“1. Leia Colossenses 1:16-18, Romanos 8:21 e 2 Coríntios 5:17. O que esses textos nos revelam sobre o papel central de Jesus em nossa vida?”1

Colossenses (1:16-18 ARA)2: “16 pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17 Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. 18 Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia,

Romanos (8:21 ARA)2: “na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.”

2 Coríntios (5:17 ARA)2: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.

“Não existe mordomia genuína se Cristo não for o nosso centro (Gl 2:20). Ele é a essência da ‘bendita esperança’ (Tt 2:13), e ‘Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste’ (Cl 1:17). Assim como o eixo é o centro da roda e, portanto, carrega o peso de uma carruagem, Cristo é o centro da vida do mordomo. Assim como um eixo sólido proporciona estabilidade, permitindo que as rodas girem, Jesus também é o centro fixo e estável da nossa existência cristã (Hb 13:8). Sua influência deve produzir efeito sobre tudo o que pensamos e fazemos. Todos os aspectos da mordomia giram em torno de Cristo e encontram seu centro Nele.”1

“‘Sem Mim nada podeis fazer’ (Jo 15:5). O centro da mordomia não é um espaço vazio, mas a realidade do Cristo vivo, que trabalha para moldar nosso caráter agora e para a eternidade.”1

“Uma coisa é dizer que Jesus é o centro da nossa vida, outra coisa é viver essa realidade. Como você pode ter certeza de que Jesus está, de fato, vivendo em você, conforme Ele prometeu fazer se O deixarmos entrar em nosso coração?”1

Hoje iniciamos uma jornada de 30 dias buscando #PrimeiroDeus, até o dia 2 de abril.

Domingo, 04 de março de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A função da mordomia cristã

Lições da Bíblia

Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação” (1Ts 4:7).1

“Devido à profundidade e amplitude do conceito de mordomia, é fácil se perder no quadro geral, ficar preso em assuntos periféricos e perplexo diante de sua imensidão. A mordomia é simples mas também complexa e, portanto, pode ser facilmente mal compreendida. Contudo, o cristão e a igreja não podem existir nem funcionar sem ela. Ser cristão é também ser um bom mordomo.”1

“Mordomia ‘não é uma teoria nem uma filosofia, mas um programa de trabalho. É, em verdade, a lei da vida cristã […]. Ela é necessária para uma compreensão adequada da existência, e essencial para uma verdadeira e vital experiência religiosa. Não é simplesmente uma questão de aceitação mental, mas um ato da vontade, uma operação definitiva e decisiva que diz respeito a todos os aspectos da vida’ (LeRoy E. Froom, Stewardship in Its Larger Aspects [Mordomia em seus aspectos mais amplos]. Mountain View, CA: Pacific Press, 1929, p. 5).”1

“Quais são alguns princípios fundamentais do que significa ser um mordomo cristão? Nesta semana, examinaremos as funções que a mordomia desempenha na vida cristã. Vamos fazer isso, porém, por meio de uma analogia interessante: a roda de uma carruagem.”1

Hoje encerramos os Dez Dias de Oração com dez horas de jejum e o lançamento da Jornada #PrimeiroDeus.
Ore para que você e sua família permaneçam firmes até a volta de Jesus.

Sábado, 03 de março de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.

Mordomos da graça de Deus

Lições da Bíblia

“2. De acordo com Efésios 2:8, o que mais recebemos de Deus?”1

Efésios (2:8 ARA)2: “8 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;”.

A.(   ) Graça.
B.(   ) Condenação.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Graça é ‘favor imerecido’. É um dom que não merecemos. Deus derramou Sua graça neste planeta e, se não a rejeitarmos, ela alcançará e transformará nossa vida, agora e pela eternidade. Toda a riqueza e o poder do Céu estão contidos no dom da graça (2Co 8:9). Até mesmo os anjos ficam maravilhados com esse dom supremo (1Pe 1:12).”1

“Não há dúvida: de tudo o que Deus nos concede, a graça que nos é concedida em Jesus Cristo é o dom mais precioso de todos. Sem a graça, não teríamos esperança! O doloroso impacto do pecado sobre a humanidade é muito grande para que os seres humanos se libertem dele sozinhos. Nem mesmo a obediência à lei de Deus poderia nos trazer vida. ‘É, porventura, a lei contrária às promessas de Deus? De modo nenhum! Porque, se fosse promulgada uma lei que pudesse dar vida, a justiça, na verdade, seria procedente de lei’ (Gl 3:21). Afinal, se alguma lei pudesse nos salvar, seria a lei de Deus. Mas Paulo disse que nem mesmo essa lei seria capaz de nos redimir. Só podemos ser salvos pela graça.”1

“3. Leia 1 Pedro 4:10. Qual é a relação entre mordomia e graça? Como o ato de devolver a Deus o que Lhe pertence e doar aos outros manifesta a graça divina?”1

1 Pedro (4:10 ARA)2: “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.”.

“Pedro disse que, visto que recebemos o dom da graça de Deus, em retribuição, devemos ser ‘despenseiros da multiforme graça de Deus’ (1Pe 4:10). Deus nos concedeu dádivas; portanto, precisamos dar do que nos foi dado. O que recebemos pela graça não é apenas para nossa satisfação e benefício, mas para a promoção do evangelho. De graça nos foi dado (é isso que a graça significa); gratuitamente, então, precisamos doar de todas as maneiras que pudermos.”1

“Pense em tudo que você recebeu de Deus. De que maneira você pode ser um mordomo da graça que foi lhe dada gratuitamente?”1

Dez Dias de Oração Ore para que Deus console seu coração e, assim, você leve o consolo divino àqueles que sofrem.

Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Marcas de um mordomo – Estudo adicional

Lições da Bíblia
 .
Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Outra característica de um bom mordomo é a responsabilidade individual. ‘Sempre tem sido o desígnio de Satanás afastar a mente do povo, de Jesus para o homem, e destruir a responsabilidade individual. Satanás fracassou em seu desígnio quando tentou o Filho de Deus; porém, foi mais bem-sucedido quando veio ao homem decaído. O cristianismo se corrompeu’ (Ellen G. White, Primeiros Escritos, p. 213).”1

“Tendo Cristo no centro do nosso ser, estamos abertos à Sua orientação. Como resultado, nossa fé, lealdade, obediência, consciência limpa, confiabilidade e responsabilidade individual serão reveladas em nossa vida. Assim, tornamo-nos plenos nas mãos de Deus (Sl 139:23, 24).”1

“A responsabilidade individual é um princípio bíblico essencial. Enquanto esteve na Terra, Jesus foi responsável perante o Pai (Jo 8:28). Somos responsáveis por toda palavra frívola que pronunciamos (Mt 12:36; leia também Lc 12:48). Porém, a maior ameaça à responsabilidade individual é a tendência de transferir nossas responsabilidades para outra pessoa. ‘Não é nossa propriedade particular que é confiada a nós para investimento. Se fosse, poderíamos reivindicar poder arbitrário sobre ela; poderíamos transferir nossa responsabilidade para os outros e deixar nossa mordomia com eles. Todavia, não pode ser assim, porque o Senhor nos fez individualmente Seus mordomos’ (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 7, p. 177).”1

Perguntas para discussão

“1. Um mordomo deve ter responsabilidade individual, confiabilidade, obediência e consciência limpa. Qual é a relação entre elas? A negligência em uma área leva à negligência nas outras? A fidelidade em uma área pode levar à fidelidade nas outras?”1

“2. As promessas do evangelho podem ajudar aqueles que estão lutando com a ‘má consciência’? Quais promessas eles podem reivindicar?”1

“3. Muitas vezes vemos o conceito de ‘lealdade’ como algo bom. Mas é sempre assim? Podemos ser leais a alguém ou algo que não é bom? Por que o conceito de ‘lealdade’ deve ser sempre entendido num contexto específico, para que verifiquemos se essa lealdade é boa ou inapropriada?”1

Sexta-feira, 09 de fevereiro de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da escola sabatina. Mordomia cristã: motivos do coração. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 491, Jan. Fev. Mar. 2018. Adulto, Professor.