As escolhas que fazemos – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

Estudo adicional

“Ao longo de toda a Bíblia, somos confrontados com a realidade do livre­arbítrio humano. Mesmo Adão e Eva, que eram perfeitos (Gn 3) tiveram liberdade de escolha e, infelizmente, fizeram a escolha errada. Se seres não caídos, perfeitos, fizeram mau uso da liberdade de escolha, quanto mais seres como nós, mergulhados no pecado!”1

“Lembremos que o livre-arbítrio significa liberdade. Apesar da pressão que sofremos de dentro e de fora, não precisamos escolher o que é errado. Podemos, mediante o poder de Deus, fazer as escolhas certas. Portanto, é muito importante avaliar cuidadosamente nossas decisões, especialmente pensando em como elas afetam nossa vida familiar. A livre escolha de Caim de matar seu irmão devastou sua família. A livre decisão dos irmãos de José de vendê-lo à escravidão arruinou a vida do seu pai. ‘Ele a reconheceu e disse: É a túnica de meu filho; um animal selvagem o terá comido, certamente José foi despedaçado. Então, Jacó rasgou as suas vestes, e se cingiu de pano de saco, e lamentou o filho por muitos dias. Levantaram-se todos os seus filhos e todas as suas filhas, para o consolarem; ele, porém, recusou ser consolado e disse: Chorando, descerei a meu filho até à sepultura. E de fato o chorou seu pai’ (Gn 37:33-35).”1

“Assim como ocorre na vida, encontramos na Bíblia exemplos da maneira pela qual a livre escolha de membros da família afetam os outros para o bem ou para o mal. Assim foram as escolhas de Corá, Datã e Abirão (Nm 16:1-32; veja também Dn 6:23, 24; Gn 18:19).”1

Perguntas para discussão

“1. Que escolhas você fez hoje? O que elas revelam sobre você, seu relacionamento com Deus e com os outros? Quais decisões você gostaria que tivessem sido diferentes?”1

“2. Quais personagens da Bíblia fizeram escolhas erradas e o que podemos aprender com elas? Como prejudicaram a própria família?”1

“3. Todos se arrependem de escolhas erradas. Por que o evangelho é uma boa notícia em momentos de arrependimento? Quais promessas bíblicas você reivindica em momentos de angústia e culpa por escolhas erradas?”1

“4. Se alguém o procurasse para conversar sobre casamento, qual conselho você daria? Por quê? Quais princípios bíblicos você indicaria para ajudar essa pessoa a tomar tão importante decisão?”1

Sexta-feira, 12 de abril de 2019. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.

Fazendo as escolhas certas

Lições da Bíblia

“Todos sabemos muito bem a importância das decisões que tomamos. E entendemos também como as escolhas erradas podem impactar negativamente nossa vida e a vida de outras pessoas. A questão é: como podemos fazer as escolhas certas?”1

“3. Quais são os passos que nos ajudam a tomar as decisões corretas?”1

1Ts 5:17 “Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino.2

Tg 1:5 “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.2

Is 1:19 “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.”2

Mt 7:24, 25 “24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; 25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.2

Sl 119:105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.2

2Tm 3:16 “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça,2

Pv 3:5, 6 “5 Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. 6 Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.2

Is 58:11 “O SENHOR te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam.2

Pv 15:22 “Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito.2

Pv 24:6 “Com medidas de prudência farás a guerra; na multidão de conselheiros está a vitória.2

“Antes de cada decisão importante que tomamos, é fundamental que busquemos ao Senhor em oração, que tenhamos certeza de que nossa escolha não nos levará a transgredir a lei de Deus, de nenhuma maneira, nem os princípios de Sua Palavra. É essencial que confiemos em Deus, que entreguemos a Ele nossa escolha; isto é, devemos orar para que as escolhas que fizermos O glorifiquem e para que estejamos prontos para renunciar aos nossos desejos se eles forem contrários ao Seu plano para a nossa vida. Muitas vezes, também, conselheiros sábios podem ser uma grande ajuda quando procuramos fazer escolhas. No fim, podemos ter grande segurança ao saber que Deus nos ama e deseja o que é melhor para nós, e que se nós, com fé e humildade, entregarmos nossa vida a Ele, podemos seguir em frente, confiantes em relação às escolhas que fazemos.”1

“Como você faz grandes escolhas? Quais passos espirituais você toma ao fazê-las?”1

Fortaleça sua vida por meio do estudo da Palavra de Deus: acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org

Segunda-feira, 08 de abril de 2019. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

As escolhas que fazemos

Lições da Bíblia

Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR” (Js 24:15).1

“Você já percebeu que a vida é repleta de decisões? Na verdade, poderíamos afirmar que, de muitas maneiras, todo o nosso dia, desde o momento em que nos levantamos até a hora de dormir, se resume em fazer escolhas. Muitas vezes nem pensamos nelas. Apenas as fazemos.”1

“Algumas escolhas são simples e até se tornam rotineiras, enquanto outras transformam a vida e têm consequências eternas, não apenas para nós, mas também para nossa família.”1

“Portanto, é fundamental avaliar bem nossas decisões, especialmente as grandes – as que podem trazer consequências que afetem para sempre a nossa vida e a vida de nossos familiares.”1

“Quantos de nós hoje lamentamos as escolhas que fizemos? Quantos vivem com a vida destroçada por causa de erros cometidos há muito tempo? Felizmente, há perdão. Há redenção e cura, mesmo para as piores decisões.”1

“Nesta semana, examinaremos de um modo muito amplo a importância das escolhas que fazemos, como devemos fazê-las e o impacto que elas têm sobre nós e sobre nossa família.”1

Sábado, 06 de abril de 2019. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Estações da vida. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 496, abr. maio. jun. 2019. Adulto, Professor.

Deus escolheu você (1Ts 1:4)

Lições da Bíblia.

“3. A eleição ou escolha divina significa que não temos escolha? Por outro lado, isso significa que alguém que não foi escolhido por Deus não pode ter salvação, mesmo que a deseje?” “reconhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição,” (1 Ts 1:4). “A eleição divina é uma oportunidade para todos os seres humanos, mas Deus respeita os que rejeitam sua oferta de salvação; assim, somente os que demonstram fé são confirmados como eleitos.”

“O verso 4 continua a mesma sentença iniciada por Paulo no verso 2, com a expressão ‘damos graças’. Uma das razões pelas quais Paulo dava graças a Deus era que ele sabia que Deus tinha ‘escolhido’ os tessalonicenses.”

“Alguns cristãos têm levado ao extremo essa ideia de ser ‘escolhido’. Querem afastar o cristão de qualquer ênfase no estilo de vida ou comportamento. Em vez disso, ensinam que nossa salvação depende da escolha de Deus e não da nossa decisão. Tal ensino também pode levar à ideia de que a graça de Deus é apenas para uns poucos e que, uma vez salva, uma pessoa não pode decidir se perder.”

“4. Como os textos a seguir nos ajudam a compreender que a salvação é nossa própria escolha?” “Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.” (Josué 24:15). o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” (1 Tim. 2:4). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” (Apoc. 3:20). Cabe a nós escolher a quem servir; Deus deseja a salvação de todos; Cristo bate à porta e chama, porém é o ser humano que deve ouvir e abrir a porta.”

“É impossível obter fé sem o poder divino de atração. No entanto, Deus permite que os seres humanos tomem as próprias decisões em relação a Ele e ao que Ele tem feito por nós. E o que Ele fez por nós foi nos ‘escolher’ em Cristo. Todos fomos ‘eleitos’ para ter a salvação. O fato de que alguns não serão salvos reflete a escolha deles, não a de Deus. A escolha de Deus é que toda a humanidade seja salva. Como Paulo diz em 1 Timóteo 2:4, Deus deseja que ‘todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade’ (NVI). Mas nem todos reclamarão essa salvação para si mesmos.”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina (LES) – segunda-feira 23 de julho de 2012. Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico. Este conteúdo é uma adaptação da LES e é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress. Para impressão acesse arquivo em PDF

Escolha e acaso

Lições da Bíblia

“Embora todos tenham o poder de escolha, nem todos têm oportunidades iguais. Algumas escolhas limitam as possibilidades e oportunidades futuras. Alguns sofrem desvantagens independentemente de escolha. Pense nas desvantagens que obscurecem a vida de alguns: crianças nascidas em lares em que são usadas drogas, em que prevalece a violência doméstica, em que a pobreza é extrema. Pense na destruição provocada por violência, corrupção e desespero. Todos nós, em certa medida, fomos colocados em situações que não são de nossa escolha.”

Independentemente da situação que estejamos enfrentando, resultado ou não de nossas escolhas, Cristo continua sendo a melhor e única saída para todas as circunstâncias. Embora possamos ter desvantagens em relação a outras pessoas, só em Cristo, teremos a oportunidade de superar todos os obstáculos que nos impedem de sermos salvos e de produzirmos o fruto do Espírito. Deus não nos julga como julga o homem, exteriormente, mas segundo o coração, de forma justa, considerando as oportunidades que tivermos ou não e avaliando todas as circunstâncias envolvidas.

"Compassivo e justo é o SENHOR; o nosso Deus é misericordioso." (Salmos 116:5).

"Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei; porque o SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração." (1 Samuel 16:7).

"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." (Romanos 8:28).

Ênfases acrescentadas.

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Quinta-feira, 08 de abril de 2010.
Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF

Escolha e a próxima geração

Lições da Bíblia

“Vê que proponho, hoje, a vida e o bem, a morte e o mal; se guardares o mandamento que hoje te ordeno, que ames o SENHOR, teu Deus, andes nos seus caminhos, e guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, então, viverás e te multiplicarás, e o SENHOR, teu Deus, te abençoará na terra à qual passas para possuí-la. Porém, se o teu coração se desviar, e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido, e te inclinares a outros deuses, e os servires, então, hoje, te declaro que, certamente, perecerás; não permanecerás longo tempo na terra à qual vais, passando o Jordão, para a possuíres. Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência,” (Deut. 30:15-19). Ênfase acrescentada.

“As consequências de escolhas da vida afetam não somente a nós mesmos mas, frequentemente, afetam também os nossos filhos. Nossa influência é maior do que imaginamos, especialmente sobre os filhos.”

“Um exemplo é o de beber álcool. Tem-se feito muito alarde sobre o “suposto” benefício de um copo de bebida alcoólica por dia. Essa promoção, impulsionada pelos lucros da indústria de bebidas alcoólicas, enganou a muitos. Mas alguns estão cientes de que esses estudos foram seriamente adulterados, e quando se aplicam as correções a essas falhas, descobre-se que esses pretensos benefícios são inexistentes.”

“O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; todo aquele que por eles é vencido não é sábio.” (Provérbios 20:1).

“O álcool continua o que sempre foi, um dos grandes flagelos da humanidade; e com todas as advertências que recebemos sobre isso, quão tolo seria baixar a guarda agora.”

“Quem não viu exemplos da destruição provocada pelo consumo do álcool? Por que ser tolo e correr riscos para si mesmo ou, ainda pior, por que fazer algo que influencie os outros na direção errada?”

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Quarta-feira, 07 de abril de 2010.
Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF

Escolhas: boas e más

Lições da Bíblia

Mesmo depois da queda (pecado), embora tenha havido mudanças em nossa natureza, continuamos com a capacidade do livre-arbítrio, podemos escolher e decidir viver ou não em harmonia com a vontade de Deus. A bíblia relata exemplos de escolhas e suas consequências:

O caso de Abraão e Sara: “Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dava filhos; tendo, porém, uma serva egípcia, por nome Agar, disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de dar à luz filhos; toma, pois, a minha serva, e assim me edificarei com filhos por meio dela. E Abrão anuiu ao conselho de Sarai. Então, Sarai, mulher de Abrão, tomou a Agar, egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão, seu marido, depois de ter ele habitado por dez anos na terra de Canaã. Ele a possuiu, e ela concebeu. Vendo ela que havia concebido, foi sua senhora por ela desprezada.” (Gêneses 16:1-4). Ênfases acrescentadas.

“A poligamia se tornara tão espalhada que deixara de ser considerada pecado; mas nem por isso deixava de ser uma violação da lei de Deus, e era de resultado fatal à santidade e paz na relação da família. Do casamento de Abraão com Hagar resultaram males, não somente para a sua própria casa, mas para as gerações futuras” (WHITE, E. G. Patriarcas e Profetas, p. 145).

O caso de Daniel: "Disse o rei a Aspenaz, chefe dos seus eunucos, que trouxesse alguns dos filhos de Israel, tanto da linhagem real como dos nobres, jovens sem nenhum defeito, de boa aparência, instruídos em toda a sabedoria, doutos em ciência, versados no conhecimento e que fossem competentes para assistirem no palácio do rei e lhes ensinasse a cultura e a língua dos caldeus. Determinou-lhes o rei a ração diária, das finas iguarias da mesa real e do vinho que ele bebia, e que assim fossem mantidos por três anos, ao cabo dos quais assistiriam diante do rei. Entre eles, se achavam, dos filhos de Judá, Daniel, Hananias, Misael e Azarias. O chefe dos eunucos lhes pôs outros nomes, a saber: a Daniel, o de Beltessazar; a Hananias, o de Sadraque; a Misael, o de Mesaque; e a Azarias, o de Abede-Nego. Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então, pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se." (Daniel 1:3-8). Ênfases acrescentadas.

“De que maneira podemos programar nossa mente de forma que estejamos mais preparados para tomar as decisões certas?”

“Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti.” (Sal. 119:11).

“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” (Filip. 4:8).

“Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra;” (Col. 3:2).

Saiba mais, estude a Lição da Escola Sabatina – Terça-feira, 06 de abril de 2010.
Escolha o formato para o estudo: Texto, Comentário em áudio ou se preferir faça um Curso Bíblico.

Este conteúdo é publicado simultaneamente em: Blogspot, WordPress, Livejournal.

Para impressão acesse arquivo em formato PDF