Jejum e adoração

Lições da Bíblia

1. Leia Neemias 9:1-3. Por que o povo estava se apartando de todos os estrangeiros? Assinale a alternativa correta:

Neemias (9:1-3 ARA)2: “1 No dia vinte e quatro deste mês, se ajuntaram os filhos de Israel com jejum e pano de saco e traziam terra sobre si. 2 Os da linhagem de Israel se apartaram de todos os estranhos, puseram-se em pé e fizeram confissão dos seus pecados e das iniquidades de seus pais. 3 Levantando-se no seu lugar, leram no Livro da Lei do Senhor, seu Deus, uma quarta parte do dia; em outra quarta parte dele fizeram confissão e adoraram o Senhor, seu Deus.”

A. (   ) Porque a mistura com os estrangeiros produziria uma etnia mais fraca.
B. (   ) Para não se contaminar com outros deuses.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Embora Neemias desejasse muito que o povo associasse esse momento com a alegria, ele conduziu a assembleia ao jejum. Eles se humilharam perante Deus, jogaram pó na cabeça e vestiram pano de saco. Como os estrangeiros não tiveram participação no pecado coletivo do povo de Israel, os israelitas se apartaram deles, pois sabiam que seus pecados precisavam ser perdoados. Eles reconheceram os pecados de sua nação, que a levaram ao exílio.”1

“Suas orações e confissão coletivas demonstraram uma profunda compreensão da natureza do pecado. Os israelitas poderiam ter ficado indignados com o fato de que seus antecessores haviam falhado, levando toda a nação ao exílio. Ou poderiam ter reclamado das escolhas dos líderes e da falta de piedade demonstrada pelas gerações anteriores, as quais os haviam conduzido à situação em que se encontravam naquele momento, sendo apenas um pequeno grupo de repatriados. No entanto, em vez de nutrirem ódio e mágoas, eles se voltaram para Deus em humildade e confissão.”1

“De acordo com Neemias 9:3, os israelitas leram o Livro da Lei durante uma quarta parte do dia; na outra quarta parte, confessaram seus pecados e adoraram a Deus. Essa era a terceira leitura da Torá, um texto importante na confissão, que deve ser fundamentada na verdade originada em Deus. Mediante a leitura da Bíblia, Deus Se aproxima de nós, e o Espírito Santo pode falar conosco e nos ensinar. A verdade da Sua Palavra molda nosso pensamento e compreensão, encorajando-nos e elevando-nos.”1

“O povo também se entristeceu e chorou, pois passar tempo na santa presença de Deus tornou-o consciente de Sua beleza e bondade. Também é extraordinário o fato de que o Criador do Universo escolhe estar conosco, apesar da nossa indignidade. Portanto, percebemos que sem Deus em nossa vida e sem um compromisso com Ele repetiremos os erros dos nossos antepassados espirituais. Somente a atuação divina nos torna quem devemos ser.”1

“Leia Daniel 9:4-19 [‘4 Orei ao Senhor, meu Deus, confessei e disse: ah! Senhor! Deus grande e temível, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; 5 temos pecado e cometido iniquidades, procedemos perversamente e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos; 6 e não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, nossos príncipes e nossos pais, como também a todo o povo da terra. 7 A ti, ó Senhor, pertence a justiça, mas a nós, o corar de vergonha, como hoje se vê; aos homens de Judá, os moradores de Jerusalém, todo o Israel, quer os de perto, quer os de longe, em todas as terras por onde os tens lançado, por causa das suas transgressões que cometeram contra ti. 8 Ó Senhor, a nós pertence o corar de vergonha, aos nossos reis, aos nossos príncipes e aos nossos pais, porque temos pecado contra ti. 9 Ao Senhor, nosso Deus, pertence a misericórdia e o perdão, pois nos temos rebelado contra ele 10 e não obedecemos à voz do Senhor, nosso Deus, para andarmos nas suas leis, que nos deu por intermédio de seus servos, os profetas. 11 Sim, todo o Israel transgrediu a tua lei, desviando-se, para não obedecer à tua voz; por isso, a maldição e as imprecações que estão escritas na Lei de Moisés, servo de Deus, se derramaram sobre nós, porque temos pecado contra ti. 12 Ele confirmou a sua palavra, que falou contra nós e contra os nossos juízes que nos julgavam, e fez vir sobre nós grande mal, porquanto nunca, debaixo de todo o céu, aconteceu o que se deu em Jerusalém. 13 Como está escrito na Lei de Moisés, todo este mal nos sobreveio; apesar disso, não temos implorado o favor do Senhor, nosso Deus, para nos convertermos das nossas iniquidades e nos aplicarmos à tua verdade. 14 Por isso, o Senhor cuidou em trazer sobre nós o mal e o fez vir sobre nós; pois justo é o Senhor, nosso Deus, em todas as suas obras que faz, pois não obedecemos à sua voz. 15 Na verdade, ó Senhor, nosso Deus, que tiraste o teu povo da terra do Egito com mão poderosa, e a ti mesmo adquiriste renome, como hoje se vê, temos pecado e procedido perversamente. 16 Ó Senhor, segundo todas as tuas justiças, aparte-se a tua ira e o teu furor da tua cidade de Jerusalém, do teu santo monte, porquanto, por causa dos nossos pecados e por causa das iniquidades de nossos pais, se tornaram Jerusalém e o teu povo opróbrio para todos os que estão em redor de nós. 17 Agora, pois, ó Deus nosso, ouve a oração do teu servo e as suas súplicas e sobre o teu santuário assolado faze resplandecer o rosto, por amor do Senhor. 18 Inclina, ó Deus meu, os ouvidos e ouve; abre os olhos e olha para a nossa desolação e para a cidade que é chamada pelo teu nome, porque não lançamos as nossas súplicas perante a tua face fiados em nossas justiças, mas em tuas muitas misericórdias. 19 Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e age; não te retardes, por amor de ti mesmo, ó Deus meu; porque a tua cidade e o teu povo são chamados pelo teu nome.’].

A oração e a confissão do profeta se aplicam a nós hoje? O que a realidade dessa aplicação nos revela individualmente e como igreja?”1

Domingo, 10 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Nosso Deus perdoador

Lições da Bíblia

“O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (Pv 28:13).1

“Após o fim da Festa dos Tabernáculos (Sukkot), os líderes reuniram o povo novamente. Eles tinham acabado de celebrar; agora era hora de voltar à obra inacabada de arrependimento e confissão de seus pecados diante de Deus.”1

“Anteriormente, os líderes haviam mandado que o povo parasse de se lamentar e de ficar triste por causa de seus erros, mas isso não significava que a lamentação e a confissão não fossem importantes. Agora que haviam celebrado as festas era hora de passar a uma apropriada confissão.”1

“A ordem dos eventos aqui apresentados não significa necessariamente que a alegria e a confissão tenham sempre essa sequência; nem significa que apenas a ordem inversa deva ser seguida. Embora a confissão possa vir primeiro, seguida pela celebração, esta talvez deva vir em primeiro lugar em nossa vida. Afinal, Romanos 2:4 declara que é a bondade de Deus que nos leva ao arrependimento. Sua bondade, então, deve suscitar louvor e celebração, enquanto também nos lembra de que precisamos que Deus nos perdoe, purifique e recrie.”1

Sábado, 09 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 

A leitura da Palavra – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Texto de Ellen G. White: Profetas e Reis, p. 661-668 (“Instruídos na Lei de Deus”).

“Agora eles deviam manifestar fé em Suas promessas. Deus havia aceitado o seu arrependimento; deviam agora alegrar-se na certeza do perdão dos pecados e na sua restauração ao favor divino […].

“Toda conversão verdadeira ao Senhor produz permanente alegria na vida. Quando um pecador se rende à influência do Espírito Santo, ele vê sua própria culpa e mácula em contraste com a santidade do grande Examinador dos corações. Ele se vê a si mesmo condenado como transgressor. Mas não deve por causa disso se entregar ao desespero; pois o seu perdão já está assegurado. Ele pode se alegrar na certeza do perdão dos pecados, no amor de um Pai celestial perdoador. É a glória de Deus envolver os seres humanos pecadores arrependidos nos braços do Seu amor, ligar suas feridas, purificá-los do pecado e vesti-los com as vestes da salvação” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 668).1

Perguntas para discussão

“1. Em quais condições você pode sentir ‘a alegria do Senhor’ (Ne 8:10) como sua força? Precisamos fazer algo para experimentar o poder de Deus e Seu perdão? O quê?”1

“2. Como encontrar o equilíbrio entre o lamento pelos nossos pecados e a alegria no Senhor? Essas atitudes não são contraditórias entre si? Como a Lei e o evangelho apresentam a resposta?

(Veja Rm 3:19-24 [‘19 Ora, sabemos que tudo o que a lei diz, aos que vivem na lei o diz para que se cale toda boca, e todo o mundo seja culpável perante Deus, 20 visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado. 21 Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; 22 justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção, 23 pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, 24 sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, 25 a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; 26 tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.’]2).”1

“3. Em Neemias 8:10 foi dito ao povo: ‘Ide, comei carnes gordas, tomai bebidas doces e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força’. Como podemos nos alegrar em Deus? O que o fato de ser ‘consagrado’ significa nesse contexto?”1

Sexta-feira, 08 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A alegria do Senhor

Lições da Bíblia

“A frase ‘a alegria do Senhor é a vossa força’ (Ne 8:10) serve como um lembrete de que Deus deseja que nos regozijemos e desfrutemos a vida. Acima de tudo, não é qualquer tipo de alegria, mas a alegria que vem porque conhecemos a Deus e a realidade do Seu amor. Todos os dias devemos nos esforçar para nos deleitar no Senhor e em Sua bondade, ­regozijando-nos por tudo o que Ele nos concedeu. Além disso, a alegria em Deus nos dá forças para enfrentar o dia e lidar com o que surge em nosso caminho.”1

“7. Leia Neemias 8:13-18. O que ocorreu ali e o que isso revela sobre o povo e seus líderes naquele momento?”1

Neemias (8:13-18 ARA)2: “13 No dia seguinte, ajuntaram-se a Esdras, o escriba, os cabeças das famílias de todo o povo, os sacerdotes e os levitas, e isto para atentarem nas palavras da Lei. 14 Acharam escrito na Lei que o Senhor ordenara por intermédio de Moisés que os filhos de Israel habitassem em cabanas, durante a festa do sétimo mês; 15 que publicassem e fizessem passar pregão por todas as suas cidades e em Jerusalém, dizendo: Saí ao monte e trazei ramos de oliveiras, ramos de zambujeiros, ramos de murtas, ramos de palmeiras e ramos de árvores frondosas, para fazer cabanas, como está escrito.16 Saiu, pois, o povo, trouxeram os ramos e fizeram para si cabanas, cada um no seu terraço, e nos seus pátios, e nos átrios da Casa de Deus, e na praça da Porta das Águas, e na praça da Porta de Efraim. 17 Toda a congregação dos que tinham voltado do cativeiro fez cabanas e nelas habitou; porque nunca fizeram assim os filhos de Israel, desde os dias de Josué, filho de Num, até àquele dia; e houve mui grande alegria. 18 Dia após dia, leu Esdras no Livro da Lei de Deus, desde o primeiro dia até ao último; e celebraram a festa por sete dias; no oitavo dia, houve uma assembleia solene, segundo o prescrito.”

“No dia seguinte, os líderes do povo foram a Esdras para aprender mais sobre o Livro Sagrado. Essa iniciativa demonstrada pelos líderes revelou seu desejo de conduzir a comunidade a Deus. Eles entenderam que não poderiam guiar o povo da maneira certa se eles mesmos não buscassem o Senhor e o conhecimento Dele.”1

“8. Leia Levítico 23:39-43. O que os israelitas deveriam fazer? Por quê?”1

Levítico (23:39-43 ARA)2: “39 Porém, aos quinze dias do mês sétimo, quando tiverdes recolhido os produtos da terra, celebrareis a festa do Senhor, por sete dias; ao primeiro dia e também ao oitavo, haverá descanso solene. 40 No primeiro dia, tomareis para vós outros frutos de árvores formosas, ramos de palmeiras, ramos de árvores frondosas e salgueiros de ribeiras; e, por sete dias, vos alegrareis perante o Senhor, vosso Deus. 41 Celebrareis esta como festa ao Senhor, por sete dias cada ano; é estatuto perpétuo pelas vossas gerações; no mês sétimo, a celebrareis. 42 Sete dias habitareis em tendas de ramos; todos os naturais de Israel habitarão em tendas, 43 para que saibam as vossas gerações que eu fiz habitar os filhos de Israel em tendas, quando os tirei da terra do Egito. Eu sou o Senhor, vosso Deus.”

“O texto de Neemias 8:15 menciona que os israelitas estavam agindo de acordo com o que estava ‘escrito’. Vemos aqui outro exemplo de como desejavam seriamente obedecer à Palavra de Deus, especialmente porque depois de décadas em cativeiro haviam aprendido a desobedecer. Além disso, conforme o texto de Levítico, eles deveriam celebrar a festa ‘e, por sete dias’, alegrar-se ‘perante o Senhor’, seu Deus (Lv 23:40). Em outras palavras, ao se lembrarem dos atos divinos de misericórdia, graça e salvação, o povo precisava se alegrar com o que o Senhor havia feito por eles.”1

“Pense no que recebemos em Jesus (Ele está simbolizado em todas as festas do antigo Israel). Como podemos nos alegrar no Senhor mesmo durante provações difíceis e dolorosas? Por que, especialmente durante esses momentos, é crucial que façamos isso?”1

Quinta-feira, 07 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

A resposta do povo

Lições da Bíblia

“Quando Esdras abriu a Palavra de Deus, a Torá hebraica, o povo se levantou. Antes de ler, ele bendisse o nome de Deus. Após a leitura, ‘o povo respondeu: Amém! Amém!’ (Ne 8:5, 6) em uníssono ao erguer as mãos para o céu. Eles então inclinaram a cabeça e adoraram com o rosto em terra.”1

“6. Leia Neemias 8:9-12. Por que os líderes disseram ao povo: ‘não pranteeis, nem choreis’? Assinale a alternativa correta:”1

Neemias (8:9-12 ARA)2: “9 Neemias, que era o governador, e Esdras, sacerdote e escriba, e os levitas que ensinavam todo o povo lhe disseram: Este dia é consagrado ao Senhor, vosso Deus, pelo que não pranteeis, nem choreis. Porque todo o povo chorava, ouvindo as palavras da Lei. 10 Disse-lhes mais: ide, comei carnes gordas, tomai bebidas doces e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força. 11 Os levitas fizeram calar todo o povo, dizendo: Calai-vos, porque este dia é santo; e não estejais contristados.12 Então, todo o povo se foi a comer, a beber, a enviar porções e a regozijar-se grandemente, porque tinham entendido as palavras que lhes foram explicadas.”

A. (   ) Porque aquele era um dia consagrado, de alegria ao Senhor.
B. (   ) Porque o povo precisava ser forte para vencer a guerra.

Resposta sugestiva: Alternativa A

“Assim, nos anos posteriores, quando a Lei de Deus foi lida em Jerusalém aos cativos que voltaram de Babilônia, e o povo chorava por causa de suas transgressões, foram proferidas as graciosas palavras: ‘Não vos lamenteis. […] Ide, e comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque esse dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força’” (Ne 8:9, 10; Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver, p. 281).1

“Enquanto ouviam as palavras de Deus, o povo ficou impressionado com sua própria pecaminosidade e começou a chorar. Quando Deus Se revela a nós e começamos a compreender que Ele é cheio de amor, bondade, misericórdia e fidelidade, nossas insuficiências e falhas em ser o que devemos ser são colocadas em primeiro plano. Ver a santidade de Deus por meio da Sua Palavra nos faz perceber, sob uma nova luz, nossa condição terrível. Essa percepção fez com que os israelitas chorassem e lamentassem, mas eles não deviam se entristecer, ‘porque a alegria do Senhor’ era a sua força (Ne 8:10). Em outras palavras, apesar de seus fracassos, eles podiam confiar no poder de Deus.”1

“Esse também era um dia especial, um dia santo, a Festa das Trombetas (Rosh Hashaná), no qual o curto toque das trombetas sinalizava a importância da preparação do ‘coração’ para o juízo do Senhor (Dia da Expiação, celebrado no 10o dia do mês de tishri). O toque das trombetas indicava o chamado para estar diante de Deus e arrepender-se. Visto que a intenção daquele dia era lembrar o povo de que devia se voltar para Deus, o choro e o lamento é compreensível. Mas os líderes lembraram os israelitas de que, como tinham se arrependido, Deus os havia escutado e, portanto, era hora de se alegrar no perdão de Deus.”1

“Jesus teve que ir para a cruz como a única maneira de resolver o problema do pecado e nos dar esperança. O que isso revela sobre a gravidade do pecado?”1

Quarta-feira, 06 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Lendo e interpretando a Palavra

Lições da Bíblia

“4. Leia Neemias 8:4-8. Como foi feita a leitura da Lei?”

Neemias (8:4-8 ARA)2: “4 Esdras, o escriba, estava num púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; estavam em pé junto a ele, à sua direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaseias; e à sua esquerda, Pedaías, Misael, Malquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão. 5 Esdras abriu o livro à vista de todo o povo, porque estava acima dele; abrindo-o ele, todo o povo se pôs em pé.Esdras bendisse ao Senhor, o grande Deus; e todo o povo respondeu: Amém! Amém! E, levantando as mãos; inclinaram-se e adoraram o Senhor, com o rosto em terra. 7 E Jesua, Bani, Serebias, Jamim, Acube, Sabetai, Hodias, Maaseias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías e os levitas ensinavam o povo na Lei; e o povo estava no seu lugar. 8 Leram no livro, na Lei de Deus, claramente, dando explicações, de maneira que entendessem o que se lia.

“Dois grupos de 13 homens permaneceram com Esdras durante a leitura. O primeiro grupo de 13 (Ne 8:4) ajudou a ler a Palavra de Deus, e o segundo grupo de 13 (Ne 8:7) ajudou na compreensão das passagens. Não temos nenhuma informação sobre como esse arranjo funcionou em praça aberta; entretanto, os homens que ajudaram na leitura possivelmente tenham segurado a Torá (os manuscritos em hebraico eram pesados e precisavam ser desenrolados por outras pessoas), para a lerem sucessivamente e de maneira alternada. Como leram desde a manhã até ao meio-dia, devem ter descoberto um modo de alcançar a todos na praça.”

“As frases ‘dando explicações’ e ‘de maneira que entendessem o que se lia’ (Ne 8:8) podem se referir à interpretação ou à tradução das passagens. Ambas são igualmente prováveis nesse caso. O povo havia retornado de Babilônia, onde tinham vivido por muitos anos, e onde a língua principal era o aramaico. Portanto, pode não ter sido fácil entender a leitura em hebraico, especialmente para as gerações mais jovens. Esse relato mostra que os leitores da Bíblia podem se beneficiar de explicações ou comentários. A pregação e a explicação tornam o texto vivo e incentivam os ouvintes a aplicar as informações pessoalmente.”

“5. Como os acontecimentos de Atos 8:26-38 se assemelham ao que estava acontecendo em Jerusalém? Quais são as lições para nós?”1

Atos (8:26-38 ARA)2: “26 Um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Dispõe-te e vai para o lado do Sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza; este se acha deserto. Ele se levantou e foi. 27 Eis que um etíope, eunuco, alto oficial de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todo o seu tesouro, que viera adorar em Jerusalém, 28 estava de volta e, assentado no seu carro, vinha lendo o profeta Isaías. 29 Então, disse o Espírito a Filipe: Aproxima-te desse carro e acompanha-o. 30 Correndo Filipe, ouviu-o ler o profeta Isaías e perguntou: Compreendes o que vens lendo? 31 Ele respondeu: Como poderei entender, se alguém não me explicar? E convidou Filipe a subir e a sentar-se junto a ele. 32 Ora, a passagem da Escritura que estava lendo era esta: Foi levado como ovelha ao matadouro; e, como um cordeiro mudo perante o seu tosquiador, assim ele não abriu a boca. 33 Na sua humilhação, lhe negaram justiça; quem lhe poderá descrever a geração? Porque da terra a sua vida é tirada. 34 Então, o eunuco disse a Filipe: Peço-te que me expliques a quem se refere o profeta. Fala de si mesmo ou de algum outro? 35 Então, Filipe explicou; e, começando por esta passagem da Escritura, anunciou-lhe a Jesus. 36 Seguindo eles caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que seja eu batizado? 37 [Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.] 38 Então, mandou parar o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco.”

“Como protestantes, entendemos que cada cristão deve conhecer a Palavra de Deus por si mesmo e que não deve aceitar cegamente a palavra de mais ninguém quanto à verdade bíblica, independentemente da sua autoridade. Ao mesmo tempo, quem já não foi abençoado porque alguém o ajudou a entender o significado de algum texto? Todos precisamos conhecer nossas crenças por nós mesmos, mas isso não significa que, às vezes, não possamos ser iluminados pelos ensinamentos de outros.”1

Terça-feira, 05 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Lendo e ouvindo a Lei

Lições da Bíblia

“Esdras ‘trouxe a Lei’ para ler diante da assembleia. O que ele leu para eles? Somente os Dez Mandamentos repetidamente até o meio do dia? A referência ao livro da Lei deve ser entendida como os cinco livros de Moisés, de Gênesis a Deuteronômio, conhecidos como a Torá hebraica. O termo ‘Lei’, portanto, envolvia apenas uma parte do que foi incluído na leitura; seria melhor traduzi-lo como ‘instruções’ de Deus, que nos permitem conhecer o caminho que devemos trilhar a fim de não perder o alvo. Quando Esdras leu essas instruções, o grupo ouviu sua história como povo de Deus, começando com a criação até os dias de Josué. Mediante histórias, canções, poemas, bênçãos e leis, eles foram lembrados de suas lutas para obedecer a Deus e da fidelidade do Senhor. A Torá inclui a ‘Lei’, mas ela é mais do que isso; ela abrange a história do povo de Deus e revela especialmente Sua direção. Consequentemente, ela apresentou à comunidade suas raízes e identidade.”1

3. Leia Neemias 8:3; Deuteronômio 4:1; Deuteronômio 6:3, 4; Josué 1:9; Salmo 1:2; Provérbios 19:20; Ezequiel 37:4 e Mateus 17:5. Como devemos nos relacionar com a Palavra de Deus? Assinale a alternativa correta:”1

Neemias (8:3 ARA)2: “E leu no livro, diante da praça, que está fronteira à Porta das Águas, desde a alva até ao meio-dia, perante homens e mulheres e os que podiam entender; e todo o povo tinha os ouvidos atentos ao Livro da Lei.”

Deuteronômio (4:1 ARA)2: “Agora, pois, ó Israel, ouve os estatutos e os juízos que eu vos ensino, para os cumprirdes, para que vivais, e entreis, e possuais a terra que o Senhor, Deus de vossos pais, vos dá.”

Deuteronômio (6:3 ARA)2: “3 Ouve, pois, ó Israel, e atenta em os cumprires, para que bem te suceda, e muito te multipliques na terra que mana leite e mel, como te disse o Senhor, Deus de teus pais. 4 Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor.”

Josué (1:9 ARA)2: “Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o Senhor, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.”

Salmo (1:2 ARA)2: “Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.”

Provérbios (19:20 ARA)2: “Ouve o conselho e recebe a instrução, para que sejas sábio nos teus dias por vir.”

Ezequiel (37:4 ARA)2: “Disse-me ele: Profetiza a estes ossos e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor.”

Mateus (17:5 ARA)2: “Falava ele ainda, quando uma nuvem luminosa os envolveu; e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi.

A. (   ) Devemos usar a Palavra de Deus como um amuleto.
B. (   ) Devemos ouvir e cumprir as palavras escritas na Bíblia, pois assim teremos sucesso em nossa caminhada cristã.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“O fato de as pessoas desejarem ouvir a Palavra de Deus provavelmente era resultado da leitura e do ensino das Escrituras promovidos por Esdras desde a sua chegada a Jerusalém, cerca de 13 anos antes. Ele era dedicado à obra de Deus e determinado a fazer a diferença. A Palavra do Senhor se tornava real para os israelitas à medida que eles continuavam ­ouvindo-a por meio de Esdras. Como resultado, o povo tomou uma decisão consciente de ouvir e obedecer, pois estava interessado em saber mais a respeito de Deus. Portanto, nessa ocasião, eles se aproximaram da Torá com reverência e desejo de aprender.”1

“Fartar-nos da Palavra faz surgir em nossa vida um anseio mais profundo por Deus.”1

“Como você se relaciona com a Palavra de Deus? Ou seja, embora afirme acreditar nela, como essa afirmação se manifesta em sua vida? De que modo você busca obedecer ao que ela ensina? Sua vida seria muito diferente se você não obedecesse à Bíblia?”1

Segunda-feira, 04 de novembro de 2019. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Esdras e Neemias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 498, out. nov. dez. 2019. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.