A universalidade do evangelho

Lições da Bíblia

“1. Leia Apocalipse 14:6, Mateus 24:14 e 28:19. Qual tema é encontrado nesses textos? A pregação do evangelho e o testemunho são importantes para nosso propósito como igreja? Assinale a alternativa correta:”1

Apocalipse (14:6 ARA): “Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo,”.

Mateus (24:14 ARA)2: “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.”.

Mateus (28:19 ARA)2: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;”.

A.(  ) A pregação do evangelho e o testemunho, que são muito importantes.
B.(  ) A identidade dos 144 mil, que é fundamental para o cumprimento da missão.

Resposta sugestiva: Alternativa A.

“Em certo sentido, pode-se dizer que a primeira mensagem angélica é a Grande Comissão (Mt 28:19), dada hoje no contexto dos últimos dias. Ela é, de fato, a ‘verdade presente’.”1

“Observe que todos os três textos enfatizam a pregação do evangelho a todo o mundo, a ‘todas as nações’ e ‘a cada nação, e tribo, e língua, e povo’. Em outras palavras, essa mensagem é de âmbito universal. Toda pessoa precisa ouvi-la!”1

“2. Leia Gálatas 3:22. Por que todo o mundo precisa ouvir o evangelho? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”

Gálatas (3:22 ARA)2: “Mas a Escritura encerrou tudo sob o pecado, para que, mediante a fé em Jesus Cristo, fosse a promessa concedida aos que crêem.”.

A.(  ) Porque todos pecaram e precisam da salvação em Jesus Cristo.
B.(  ) Porque Deus deseja forçar a humanidade a aceitar Sua graça.

Resposta sugestiva: V; F.

“A universalidade do pecado explica a universalidade da nossa missão e do nosso chamado. ‘Toda nação, tribo, língua e povo’ pecaram (Ap 14:6, NVI); transgrediram a lei de Deus e foram encerrados debaixo do pecado (Gl 3:22, NVI). A queda de Adão no Éden afetou todo ser humano; nenhuma nação, tribo nem povo estão imunes. Todos nós enfrentamos as consequências imediatas do pecado e, a menos que uma solução fosse apresentada, todos nós enfrentaríamos a consequência suprema: a morte eterna.”1

“Essa solução foi providenciada por meio da vida, morte e ressurreição de Jesus, e Seu ministério no santuário celestial. Ele é a única solução para o problema do pecado. Todos precisam conhecer a grande esperança do que Deus lhes ofereceu em Jesus Cristo. Por essa razão, os adventistas do sétimo dia têm ido a todo o mundo, buscando levar a mensagem de Jesus aos que ainda não a ouviram.”1

“Por que a pregação do evangelho traz muitos benefícios espirituais para quem prega? Alcançar pessoas seria uma das melhores maneiras de se preparar para a volta de Jesus?”1

Viva em comunidade: Convide uma família do seu bairro para almoçar em sua casa. Convide também amigos da igreja. Semeie o amor e multiplique esperança.

Domingo, 20 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Adore o Criador

Lições da Bíblia

Vi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo um evangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre a Terra, e a cada nação, e tribo, e língua, e povo” (Ap 14:6).1

“Como cristãos adventistas do sétimo dia, acreditamos no conceito bíblico de ‘verdade presente’ (2Pe 1:12). É basicamente a ideia de que Deus revela a verdade à humanidade no momento em que ela é necessária, dando-nos cada vez mais luz ao longo dos tempos. A primeira promessa do evangelho, em Gênesis 3:15, revelou ao casal caído que a esperança viria por meio da semente (ou descendente) da mulher. A promessa a Abraão, de que ele ‘certamente’ viria ‘a ser uma grande e poderosa nação, e nele” seriam “benditas todas as nações da Terra’ (Gn 18:18), é uma revelação mais completa da promessa do evangelho. A vinda de Jesus, que proclamou que o ‘Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate por muitos’ (Mc 10:45), é evidentemente uma revelação ainda maior da verdade do evangelho.”1

“Hoje acreditamos que as três mensagens angélicas de Apocalipse 14:6 a 12 são a ‘verdade presente’ para os que vivem nos últimos dias antes da volta de Cristo e também o cumprimento de todas as nossas esperanças como cristãos.”1

“Nesta semana, vamos nos concentrar especialmente na primeira mensagem angélica, pois ela contém verdades essenciais aos que buscam permanecer fiéis em meio aos perigos do tempo do fim.”1

No dia 27 de maio realizaremos o Impacto Esperança, entregando milhões de livros O Poder da Esperança! Alcancemos lugares ainda não alcançados e com grande circulação de pessoas. Com cada livro, podemos também oferecer abraços.

Sábado, 19 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.

Mateus 24 e 25 – Estudo adicional

Lições da Bíblia

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

Estudo adicional

“O homem que recebeu um talento ‘foi, e cavou na terra, e escondeu o dinheiro do seu senhor’” (Mt 25:18, ARC).1

“‘O que havia recebido a menor dádiva deixou o talento improdutivo. Nisso é feita uma advertência a todos quantos pensam que a pequenez de seus dotes os dispense do trabalho para Cristo. Se pudessem fazer alguma coisa grande, com que boa vontade não a empreenderiam! Mas, porque só podem servir em coisas pequenas, pensam que são justificados ao não fazer nada. Erram nisso. O Senhor prova o caráter na distribuição dos dons. O homem que foi negligente em fazer prosperar seu talento mostrou-se um servo infiel. Se houvesse recebido cinco talentos, os teria enterrado como fez com um único. Seu mau uso do único talento mostrou que desprezava as dádivas do Céu.”1

“‘Quem é fiel no mínimo também é fiel no muito’ (Lc 16:10, ARC). A importância das coisas pequenas é muitas vezes subestimada por serem simples; porém, suprem muito da real disciplina da vida. Realmente, não há coisas não essenciais na vida cristã. A formação de nosso caráter será cheia de perigos, se avaliarmos mal a importância das coisas pequenas’ (Ellen G. White, Parábolas de Jesus, p. 355, 356).”1

Perguntas para discussão

“1. Quais ideologias e ideais as pessoas acreditam que inaugurariam uma utopia na Terra? Quais foram essas ideias e por que, sem exceção, todas falharam?”1

“2. A obediência ao que Deus nos manda fazer fortalece nossa fé? Ou seja, por que a fé sem as obras é ‘morta’ (Tg 2:26)? Considerando as provações que sobrevirão aos que ‘guardam os mandamentos de Deus’ (Ap 14:12), por que é tão importante nos prepararmos hoje para o que virá quando menos esperarmos?”1

“3. Reflita: O que nos garante que não seremos enganados como as virgens insensatas?”1

“4. Qual é a nossa compreensão sobre os ‘eleitos’? (Veja Mt 24:31 [‘E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.’]2; Rm 8:33 [‘Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica.’]2; Cl 3:12 [‘Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.’]2). O que isso revela sobre o grande poder dos enganos?”1

Sexta-feira, 18 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Usando seus talentos

Lições da Bíblia

“7. Leia Mateus 25:13 a 30. O uso dos nossos dons na causa de Deus pode nos ajudar na preparação para a volta de Cristo?”1

Mateus (25:13 a 30 ARA)2: 13 Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora. 14 Pois será como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens. 15 A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um, a cada um segundo a sua própria capacidade; e, então, partiu. 16 O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar com eles e ganhou outros cinco. 17 Do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois. 18 Mas o que recebera um, saindo, abriu uma cova e escondeu o dinheiro do seu senhor. 19 Depois de muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles. 20 Então, aproximando-se o que recebera cinco talentos, entregou outros cinco, dizendo: Senhor, confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei. 21 Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. 22 E, aproximando-se também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, dois talentos me confiaste; aqui tens outros dois que ganhei. 23 Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor. 24 Chegando, por fim, o que recebera um talento, disse: Senhor, sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste, 25 receoso, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. 26 Respondeu-lhe, porém, o senhor: Servo mau e negligente, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? 27 Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu. 28 Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez. 29 Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. 30 E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes.”.

“Embora essa parábola seja diferente da anterior, ambas falam sobre a necessidade de estar pronto para a volta de Jesus. As duas tratam dos que estavam prontos e dos que não estavam. E ambas mostram o destino daqueles que, por sua negligência espiritual, enfrentaram a perdição eterna.”1

“Assim como o azeite representa o Espírito Santo para as dez virgens, as ‘moedas de ouro’ (Mt 25:15, NTLH) representam talentos, que vem da palavra grega talanta. ‘Os talentos representam dons especiais do Espírito Santo, juntamente com todos os dotes naturais’ (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 5, p. 545).”1

“Todos os servos da parábola haviam recebido bens de seu mestre. Perceba que eram talentos de seu senhor (Mt 25:14), que lhes haviam sido confiados ‘a cada um segundo a sua capacidade’ (Mt 25:15). Os dons lhes haviam sido confiados; em um sentido real, esses servos eram mordomos do que não era deles, mas eram responsáveis por esses recursos. Por essa razão, quando o senhor voltou, ele ‘acertou contas com eles’ (Mt 25:19, NVI).”1

“Os dons espirituais vêm do Espírito Santo (veja 1Co 12:1-11, 28-31; Ef 4:11). Há boas notícias para os que julgam ter o menor dom. Os dons nunca são recebidos sem o Doador. Portanto, essas pessoas recebem seu dom ao receberem o dom maior: o Espírito Santo.”1

“Os dons já são nossos em Cristo, mas nossa posse efetiva depende do nosso recebimento do Espírito Santo e entrega ao Senhor. Esse foi o erro do empregado inútil. Ele recebeu um dom, mas não fez nada com esse recurso. Ele não aperfeiçoou seu dom. Não fez um esforço para obter alguma coisa com o que tinha graciosamente recebido, a fim de multiplicá-lo. Como resultado, Jesus o chamou de ‘servo mau e negligente’ (Mt 25:26) – uma poderosa condenação.”1

“Jesus contou essa parábola no contexto dos últimos dias e de Sua volta. O uso dos nossos talentos é fundamental para estarmos preparados para os últimos dias?”1

Fortaleça sua experiência com Deus. Acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org/

Quinta-feira, 17 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

As dez virgens

Lições da Bíblia

“Depois de Seu discurso sobre os sinais de Sua vinda (Mt 24), Jesus falou sobre a preparação para esse evento (Mt 25).”1

“6. Leia Mateus 25:1 a 13, a parábola das dez virgens. Como podemos nos preparar para a volta de Cristo?”1

Mateus (25:1-13 ARA)2: “1 Então, o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram a encontrar-se com o noivo. 2 Cinco dentre elas eram néscias, e cinco, prudentes. 3 As néscias, ao tomarem as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo; 4 no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas. 5 E, tardando o noivo, foram todas tomadas de sono e adormeceram. 6 Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro! 7 Então, se levantaram todas aquelas virgens e prepararam as suas lâmpadas. 8 E as néscias disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas estão-se apagando. 9 Mas as prudentes responderam: Não, para que não nos falte a nós e a vós outras! Ide, antes, aos que o vendem e comprai-o. 10 E, saindo elas para comprar, chegou o noivo, e as que estavam apercebidas entraram com ele para as bodas; e fechou-se a porta. 11 Mais tarde, chegaram as virgens néscias, clamando: Senhor, senhor, abre-nos a porta! 12 Mas ele respondeu: Em verdade vos digo que não vos conheço. 13 Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora.”.

“Jesus começou essa parte de Seu discurso falando sobre dez virgens. O fato de serem chamadas de ‘virgens’ sugere que elas representavam os que professavam ser cristãos. No conflito, elas não estavam do lado de Satanás. Elas são comparadas ao ‘reino dos Céus’ (Mt 25:1). Mas no tempo do fim, todas adormeceram (Mt 25:5). Cristo já havia alertado que os cristãos deviam se manter vigiando (Mt 24:42), ou ficar acordados para que não se encontrassem despreparados quando Ele retornasse.”1

“Todas as dez virgens tinham lâmpadas, e todas saíram ao encontro do noivo, o que significa que todas estavam aguardando ansiosamente sua vinda. Houve um atraso, e todas essas que acreditavam em Sua vinda adormeceram. De repente, na calada da noite, todas foram despertadas: o noivo estava chegando (Mt 25:1-6)!”1

“As virgens tolas ficaram espantadas, despreparadas. Por quê? Uma versão diz: ‘nossas lâmpadas se apagaram’ (Mt 25:8). Outras versões, fiéis ao original grego, dizem que as lâmpadas estavam se apagando. Ainda havia uma chama vacilante. Elas ainda tinham um pouco de azeite, mas não o suficiente para estar prontas para o encontro com Cristo.”1

“Qual é, então, o problema?”1

“Essas virgens representam os cristãos que estão esperando a volta de Cristo, mas que têm uma experiência superficial com Ele. Eles têm um pouco de azeite, alguma atuação do Espírito em sua vida, mas a chama é vacilante. Eles estavam satisfeitos com pouco, quando precisavam de muito.”1

“‘O Espírito trabalha no coração do homem de acordo com o seu desejo e consentimento, nele implantando uma nova natureza; mas a classe representada pelas virgens loucas se contentou com uma obra superficial. Não conhecem a Deus; não estudaram Seu caráter; não tiveram comunhão com Ele; por isso não sabem como confiar, olhar e viver. Seu serviço para Deus se degenera em formalidade’ (Ellen G. White, Parábolas de Jesus, p. 411).”1

“Como ter certeza de que não estamos cometendo os mesmos erros que essas pessoas cometeram? Se nos encontramos nessa situação, como podemos mudar?”1

Quarta-feira, 16 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

“A abominação da desolação”

Lições da Bíblia

“Em Seu poderoso discurso sobre o tempo do fim, Cristo mencionou ‘a abominação da desolação’ (Mt 24:15, ARC), uma imagem do livro de Daniel (Dn 9:27; 11:31; 12:11).”1

“Quando algo era uma grave transgressão de Sua lei, Deus declarava que isso era ‘abominável’, como a idolatria (Dt 27:15) ou as práticas sexuais imorais (Lv 18:22). Por isso, essa ‘abominação desoladora’ envolvia um certo tipo de apostasia religiosa.”1

“5. Leia Mateus 24:15 e Lucas 21:20. Sobre o que Jesus Se referiu quando falou sobre a ‘abominação desoladora’? Assinale ‘V’ para verdadeiro ou ‘F’ para falso:”1

Mateus (24:15 ARA)2: “Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda),”.

Lucas (21:20 ARA)2: “Quando, porém, virdes Jerusalém sitiada de exércitos, sabei que está próxima a sua devastação.”.

A.( ) Ao sofrimento causado pela seca, falta de alimentos e doenças.
B.( ) À destruição de Jerusalém.

Resposta sugestiva: F; V.

“Esses dois textos deixam claro que a profecia de Jesus inclui, em um sentido mais imediato, a terrível destruição que viria sobre Jerusalém em 70 d.C., quando Roma pagã destruiria não apenas a cidade, mas também o templo sagrado.”1

“No entanto, há um segundo cumprimento para essa profecia, em que os eventos mais imediatos, como a destruição de Jerusalém, constituem um tipo do futuro, os eventos finais. ‘Cristo viu em Jerusalém um símbolo do mundo endurecido na incredulidade e rebelião, e apressando-se ao encontro dos divinos juízos retributivos’ (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 22).”1

“Em Daniel 12:11 e 11:31, a ‘abominação desoladora’ aparece relacionada à última fase de Roma, o período papal, em que um sistema alternativo de mediação e salvação foi estabelecido, e que busca usurpar o que Cristo fez e está fazendo por nós hoje no santuário celestial.”1

“Daniel 8, especialmente os versos 9 a 12, coloca esses eventos em seu contexto histórico, dividindo o poder romano em duas fases. A primeira fase, vista na rápida expansão horizontal do chifre pequeno (Dn 8:9), mostra o vasto império de Roma pagã. Na segunda fase (Dn 8:10-12), o chifre pequeno cresce verticalmente, lançando por terra algumas estrelas (perseguindo o povo de Deus) e engrandecendo-se até ao ‘príncipe do exército’ (Dn 8:11), Jesus. Essa fase representa o período papal, que surgiu da queda do Império Romano pagão, mas continua sendo Roma. É por isso que um único símbolo, o chifre pequeno, representa ambas as fases do mesmo poder. O juízo em Daniel 7:9, 10, a purificação do santuário em Daniel 8:14 e os sinais no céu em Mateus 24 – todos indicam a intervenção de Deus em favor de Seu povo nos últimos dias.”1

Terça-feira, 15 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Perseverando até o fim

Lições da Bíblia

“2. Leia Mateus 24:9 e Apocalipse 13:11 a 17. Quais são os paralelos entre o que Jesus disse em Mateus e o que Ele inspirou João a escrever no Apocalipse?”1

Mateus (24:9 ARA)2: “Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome.”.

Apocalipse (13:11 a 17 ARA)2: “11 Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. 12 Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. 13 Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. 14 Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; 15 e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. 16 A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, 17 para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.”.

“A preocupação de Cristo com Seu povo no tempo do fim inclui um engano de esfera global que fará com que as nações se oponham à verdadeira fé e imponham uma falsa forma de adoração no mundo. Aqueles que permanecerem firmes enfrentarão ódio, tribulação e até morte.”1

“3. Leia Mateus 24:13. Qual é o segredo para ser salvo e se manter fiel, mesmo em meio à oposição mundial? Assinale a alternativa correta:”1

Mateus (24:13 ARA)2: “Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.”.

A.( ) Devemos parar de pecar e garantir nossa salvação.
B.( ) Devemos perseverar na fé em Cristo até o fim.

Resposta Sugestiva: Alternativa B.

“‘Nenhuma pessoa, a não ser os que fortaleceram a mente com as verdades da Escritura, poderá resistir no último grande conflito’ (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 593). Isso significa que todos os que fortalecem a mente com as verdades bíblicas não serão arrastados por nenhum engano do tempo do fim. Eles devem estar fundamentados na verdade para este tempo; caso contrário, os enganos os esmagarão.”1

“4. De acordo com Mateus 7:24 a 27, o que é fundamental para que permaneçamos fiéis a Deus? Assinale a alternativa correta:”1

Mateus (7:24-27 ARA)2: “24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; 25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. 26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; 27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.”.

A.( ) Apoiar-se na sabedoria das pessoas mais inteligentes.
B.( ) Firmar-se na Rocha, que é Cristo e Sua Palavra, e obedecer.

Resposta sugestiva: Alternativa B.

“Por mais importante que seja fundamentar-se intelectualmente na Palavra de Deus, de acordo com Jesus, isso não é suficiente para que permaneçamos fiéis em meio às provações que enfrentaremos. Devemos praticar o que aprendemos; ou seja, temos que obedecer à verdade como ela é em Jesus. Na parábola acima, ambos os construtores ouviram as palavras de Cristo. A diferença entre eles, entre resistir e não resistir, foi a obediência ao que Jesus ensinava.”1

“Por que aquele que obedece se mantém de pé e o que não obedece cai? A obediência faz a diferença para que permaneçamos firmes na fé?”1

Segunda-feira, 14 de maio de 2018. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio  da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.
_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Preparação para o tempo do fim. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 492, abr. maio jun. 2018. Adulto, Professor.
2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.