A igreja de Cristo e a lei – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

“’Os três anjos de Apocalipse 14 representam o povo que aceita a luz das mensagens de Deus, e vão como agentes Seus fazer soar a advertência por toda a extensão e largura da Terra. Cristo declara a Seus seguidores: ‘Vós sois a luz do mundo’ (Mt 5:14). A toda pessoa que aceita a Jesus, a cruz do Calvário diz: ‘Vede o valor da alma’; ‘Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura’ (Mc 16:15, ARC). Não se deve permitir que coisa alguma impeça esta obra. É a obra mais importante para este tempo; deve ser de tão vasto alcance como a eternidade. O amor que Jesus manifestou pelas pessoas no sacrifício feito por sua redenção, impulsionará todos os Seus seguidores’ (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 5, p. 455, 456).”1

“’O tema da maior importância é a mensagem do terceiro anjo, que abrange as mensagens do primeiro e do segundo anjos’ (Ellen G. White, Evangelismo, p. 196).”1

Perguntas para reflexão

“1. Apocalipse 12:17 descreve os ‘remanescentes’. Com a presença de centenas de outras igrejas guardadoras do sábado, qual é o propósito específico da Igreja Adventista do Sétimo Dia? O que estamos proclamando que essas outras igrejas não estão?”1

“2. Leia Romanos 4:3, Gálatas 3:6 e Tiago 2:23, dentro de cada contexto. Como esses versos nos ajudam a compreender a salvação por meio da fé?”1

“3. Note que na mensagem do primeiro anjo, que começa com o ‘evangelho eterno’, há também uma proclamação de que ‘é chegada a hora do Seu juízo’. Assim, o evangelho, a lei e o juízo aparecem juntos nas mensagens dos três anjos. Qual é o papel da lei e da graça no juízo? Como todos eles se encaixam?”1

Sexta-feira, 20 de junho de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

A lei de Deus e a lei de Cristo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

“Leia, de Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 7, p. 260-264: ‘Disciplina da Igreja’; p. 265, 266: ‘Consideração Mútua’.”1

’Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo’ (Gl 6:2, ARC). Aqui, de novo, acha-se claramente exposto o nosso dever. Como podem os professos seguidores de Cristo considerar tão levianamente essas ordens inspiradas? […] Pouco sabemos de nosso próprio coração, e pouca intuição temos de nossa própria necessidade da misericórdia de Deus. Por isso é que tão pouco acariciamos aquela suave compaixão que Jesus manifesta para conosco, e que devemos também manifestar uns para com os outros. Devemos lembrar-nos de que nossos irmãos são fracos e falíveis mortais, tais como nós mesmos. Suponhamos que um irmão, por falta de vigilância, tenha sido arrastado pela tentação e que, contrariamente à sua conduta geral, tenha cometido algum erro. Que procedimento devemos ter para com ele? Aprendemos, da história bíblica, que homens empregados por Deus para realizar uma grande e boa obra cometeram pecados graves. O Senhor não os passou por alto, sem repreensão, tampouco rejeitou Seus servos. […] Considerem os pobres e fracos mortais quão grande é sua necessidade de misericórdia e longanimidade de Deus e de seus irmãos. Guardem-se eles de julgar e condenar os outros”2

Perguntas para reflexão

“1. Reflita sobre a citação acima. Por que é tão importante que ofereçamos graça aos que pecam?”1

“2. Pense em alguns personagens bíblicos bem conhecidos que caíram em pecado. Deus os perdoou e continuou a usá-los. Que lição importante existe para nós nesses exemplos?”1

“3. De que forma podemos aplicar a disciplina da igreja e, ao mesmo tempo, mostrar graça e misericórdia aos que cometem pecado? Por que devemos entender que esses dois conceitos, disciplina e graça, não estão em contradição?”1

Sexta-feira, 23 de maio de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

2 WHITE, Ellen Gould; PAGANI, Cesar Luis. Testemunhos para a igreja. v. 5. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2006. p. 246, 247

Cristo, o fim da lei – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

“A lei nos revela o pecado, levando-nos a sentir nossa necessidade de Cristo e a fugir para Ele em busca de perdão e paz mediante o exercício do arrependimento para com Deus e fé em nosso Senhor Jesus Cristo. […] A lei dos Dez Mandamentos não deve ser considerada tanto do lado proibitivo, como do lado da misericórdia. Suas proibições são a segura garantia de felicidade na obediência. Recebida em Cristo, ela realiza em nós a purificação do caráter que nos trará alegria através dos séculos da eternidade. Para os obedientes ela é um muro de proteção. Contemplamos nela a bondade de Deus que, revelando aos homens os imutáveis princípios da justiça, procura resguardá-los dos males que resultam da transgressão”1

Perguntas para reflexão

“1. Comente sobre a esperança encontrada em Gálatas 3:21 RA [‘É, porventura, a lei contrária às promessas de Deus? De modo nenhum! Porque, se fosse promulgada uma lei que pudesse dar vida, a justiça, na verdade, seria procedente de lei.’]2. Como o evangelho é claramente apresentado ali? Por que esse texto é o antídoto para o legalismo?”3

“2. Muitos indivíduos bem-intencionados realçam a necessidade de alcançarmos a ‘perfeição’, se quisermos entrar no reino. Infelizmente, os que abraçam essa doutrina não apenas promovem a autossuficiência como chave para a salvação, mas ignoram a natureza pecaminosa do homem. Os seres humanos possuem tendências herdadas para o pecado e são constantemente bombardeados com a tentação. Ainda mais preocupante é o desânimo que pode vir aos que estão constantemente olhando para si mesmos e para seu desempenho como forma de avaliar sua salvação. Quem está à altura da santidade de Deus e de Sua lei? Como podemos evitar as ideias que colocam a esperança da salvação em outras coisas além do perdão de Cristo?”3

3. Qual é a finalidade da lei?3

Sexta-feira, 16 de maio de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 WHITE, Ellen Gould. Mensagens escolhidas. Tradução de Isolina A Waldvogel, Luiz Waldvogel. 4. ed. São Paulo – SP: Casa Publicadora Brasileira, 2010. v. 1, p. 234-235

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

3 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

Cristo e o sábado – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

“Desde o início do grande conflito no Céu, tem sido o intento de Satanás subverter a lei de Deus. Foi para realizar isto que ele entrou em rebelião contra o Criador; e, embora fosse expulso do Céu, continuou a mesma luta na Terra. Enganar os homens, levando-os assim a transgredir a lei de Deus, é o objetivo que perseverantemente ele tem procurado atingir. Quer seja isto alcançado pondo de parte toda a lei, quer rejeitando um de seus preceitos, o resultado será finalmente o mesmo. Aquele que tropeça ‘em um só ponto’ manifesta desprezo pela lei toda; sua influência e exemplo estão do lado da transgressão; torna-se ‘culpado de todos’ (Tg 2:10).”1

Perguntas para reflexão

“1. Considere a declaração acima. A rejeição ao sábado ao longo da história do cristianismo nos ajuda a entender o ataque de Satanás à lei de Deus?”2

“2. Nos textos seguintes (Mc 3:2; Lc 13:14; Jo 5:18; 9:16) Jesus foi acusado de transgredir o sábado. Leia também Êxodo 20:8-11 e responda: O que você diria aos que afirmam que essas passagens seriam evidências de que Jesus tivesse transgredido o sábado?”2

“3. Quais atividades você pretende fazer aos sábados com a família e com a igreja, aproveitando mais os benefícios desse dia especial?”2

“4. Para você, o sábado é um dia de libertação, descanso e liberdade, ou é de mal-estar, escravidão e estresse? Como você pode desfrutar o sábado, torná-lo prazeroso, como somos instruídos neste verso: ‘Se desviares o teu pé do sábado, de fazer a tua vontade no Meu santo dia, e se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do Senhor digno de honra, e se o honrares, não seguindo os teus caminhos, nem pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falar as tuas próprias palavras’ (Is 58:13)?”2

Sexta-feira, 01 de maio de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 WHITE, Ellen Gould; GRELLMANN, Helio L. O Grande Conflito: acontecimentos que mudarão o seu futuro. São Paulo – SP: Casa Publicadora Brasileira, 2012. p. 582

2 LIÇÕES da escola sabatina. Cristo e sua lei. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 476, Abr. Maio Jun. 2013. Adulto, Professor.

Discipulando líderes espirituais – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

Leia de Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 349-358: "Os Primeiros Evangelistas"; p. 488-496: "A Última Jornada da Galileia"; p. 298-314: "O Sermão da Montanha"; Atos dos Apóstolos, p. 17-24: "O Preparo dos Doze"; p. 25-34: "A Grande Comissão"; p. 87-96: "Os Sete Diáconos".1

"Por todo o campo de trabalho de Cristo havia almas despertas para as próprias necessidades, famintas e sequiosas da verdade. Chegara o tempo de enviar as boas novas de Seu amor a esses anelantes corações. A todos esses deviam os discípulos ir como representantes Seus. Os cristãos seriam assim levados a considerá-los mestres divinamente designados, e quando o Salvador lhes fosse tirado, não seriam deixados sem instrutores. Nessa primeira viagem, os discípulos só deviam ir aos lugares em que Jesus já estivera antes, e onde fizera amigos. Seus preparativos de viagem deviam ser os mais simples. Não deviam permitir que coisa alguma lhes distraísse a mente de sua grande obra, nem de maneira nenhuma despertar oposição e fechar a porta ao trabalho posterior"2

Perguntas para reflexão

“1. Que qualidades você gostaria de ver nos líderes da igreja? Você tem orado a Deus para ter essas qualidades?”1

“2. Leia Atos 6:1-6. Por que a igreja precisa de bons líderes?”1 ”Ora, naqueles dias, multiplicando-se o número dos discípulos, houve murmuração dos helenistas contra os hebreus, porque as viúvas deles estavam sendo esquecidas na distribuição diária. Então, os doze convocaram a comunidade dos discípulos e disseram: Não é razoável que nós abandonemos a palavra de Deus para servir às mesas. Mas, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, aos quais encarregaremos deste serviço; e, quanto a nós, nos consagraremos à oração e ao ministério da palavra. O parecer agradou a toda a comunidade; e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau, prosélito de Antioquia. Apresentaram-nos perante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos.” (Atos 6:1-6 RA)3

“3. Pense na ideia do equilíbrio entre experiência e conhecimento na vida cristã. É possível que pessoas diferentes necessitem de equilíbrios diferentes? Como podemos aprender a ser sensíveis a essa diferença, em nossos esforços para fazer discípulos? Observe este texto: ‘Os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria’ (1Co 1:22, RC). Como esse texto revela as diferenças entre conhecimento e experiência?”1

Sexta-feira, 13 de março de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Discipulado. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 475, Jan. Fev. Mar. 2013. Adulto, Professor, p. 139

2 WHITE, Ellen Gould. O desejado de todas as nações. Tradução de Isolina A Waldvogel. 22. ed. São Paulo: Casa Publicadora Brasileira, 2004. p. 351

3 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Discipulando poderosos – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

“Leia de Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 315-318: ‘O Centurião’; p. 698-715: ‘Perante Anás e o Tribunal de Caifás’; p. 723-740: ‘Na Sala de Julgamento de Pilatos’; A Ciência do Bom Viver, p. 209-216: ‘O Ministério em Favor dos Ricos’; Atos dos Apóstolos, p. 433-438: ‘Quase Persuadido’.”1

“Não é por nenhum toque casual, acidental, que pessoas ricas, que amam e adoram o mundo, podem ser atraídas a Cristo. Essas pessoas são muitas vezes as de mais difícil acesso. É preciso em seu favor um esforço pessoal da parte de homens e mulheres dotados de espírito missionário, que não fracassem nem desanimem. Alguns são especialmente habilitados a trabalhar nas classes mais elevadas”2

Perguntas para reflexão

“1. A turbulência vulcânica geralmente fica oculta sob a crosta da montanha. Medir visualmente sua intensidade é impossível. Da mesma forma, o potencial explosivo do movimento de Jesus permaneceu escondido durante Seu ministério terreno. Entretanto, após Sua ressurreição, o reino entrou em erupção, evidenciada pelas conversões em massa, mesmo entre pessoas influentes. A fiel semeadura finalmente produziu colheita abundante. O que esses fatos nos dizem sobre a importância de não ficar desanimado quando nosso testemunho não parece tão eficaz como gostaríamos que fosse, especialmente entre a elite poderosa?”1

“2. Ellen G. White escreveu no texto citado que alguns são especialmente habilitados para o trabalho de alcançar os poderosos. Quais poderiam ser algumas dessas qualificações? Por que precisamos ser cuidadosos para não limitar aqueles que poderíamos considerar desqualificados para esse trabalho?”1

Sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Discipulado. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 475, Jan. Fev. Mar. 2013. Adulto, Professor, p. 113

2 WHITE, Ellen Gould. A ciência do bom viver. Tradução de Carlos Alberto Trezza. 10.ed. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2004. p. 213

Jesus e os excluídos sociais – “[…] Vinde comigo e vede um Homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo?!" (Jo 4:28, 29) – Vídeo

Lições da Bíblia.

Assista em vídeo a discussão do tema da semana.

 

“Leia de Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 183-195: ‘Junto ao Poço de Jacó’; p. 333-341: ‘Cala-te, Aquieta-te’; p. 460-462: ‘Por Entre Laços’; e A Ciência do Bom Viver, p. 164-169: ‘Auxílio aos Tentados’; p. 171-182: ‘A Obra em Favor dos Intemperantes’; p. 183-200: ‘Os Desempregados e os Destituídos de Lar’.”1

“A classe que Ele nunca favorecia era a daqueles que ficavam à parte na própria estima, e olhavam os outros de alto para baixo. […] Os caídos devem ser levados a sentir que não é demasiado tarde para serem íntegros. Cristo honrou o homem com Sua confiança, colocando-o assim em sua própria honra. Mesmo aqueles que haviam caído mais baixo, Ele tratava com respeito. Era para Cristo uma contínua dor o contato com a inimizade, a depravação e a impureza; nunca, porém, proferiu Ele uma expressão que mostrasse estarem as Suas sensibilidades chocadas ou ofendidos os Seus apurados gostos. […] Ao partilharmos de Seu Espírito, olharemos todos os homens como irmãos […] Então nos aproximaremos deles de modo a não desanimá-los nem repeli-los, mas a despertar esperança em seu coração”3

Perguntas para reflexão

“1. Que atitudes você precisa mudar a fim de se tornar uma testemunha eficiente para com os excluídos? Que práticas sua igreja precisa mudar?”1

“2. Como Jesus evitava tanto desculpar o pecado como condenar os pecadores? De que modo Ele utilizou a confiança para reverter a espiral descendente dos excluídos? Uma vez que os marginalizados geralmente desconfiavam dos religiosos, como Cristo fez para que essas pessoas ficassem à vontade com Ele?”1

“3. Que barreiras se interpõem entre os excluídos sociais e sua igreja?”1

Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014. Saiba mais, ouça o Comentário em áudio da Lição da Escola Sabatina (LES) ou se preferir faça um Curso Bíblico.

__________________

1 LIÇÕES da escola sabatina. Discipulado. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 475, Jan. Fev. Mar. 2013. Adulto, Professor, p. 86

2 BIBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

3 WHITE, Ellen Gould. A ciência do bom viver. Tradução de Carlos Alberto Trezza. 10. ed. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2004. p. 164-165