Almas debaixo do altar

Lições da Bíblia1

5. Como as “almas” dos mártires choram “debaixo do altar”? Ap 6:9-11

Ap 6:9-11 (ARA)2: “9 Quando ele abriu o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que sustentavam. 10 Clamaram em grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? 11 Então, a cada um deles foi dada uma vestidura branca, e lhes disseram que repousassem ainda por pouco tempo, até que também se completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iam ser mortos como igualmente eles foram.”

A abertura do quinto selo apocalíptico revela uma cena inusitada. As almas dos mártires foram vistas metaforicamente “debaixo do altar” clamando a Deus por vingança (Ap 6:9-11). Alguns comentaristas tendem a identificar esse “altar” como o altar de incenso mencionado no sétimo selo (Ap 8:1-6). Mas a referência a “sangue” (em vez de “incenso”) nos leva a ver uma alusão ao altar do holocausto, onde era derramado o sangue dos sacrifícios (Lv 4:18, 30, 34). Assim como o sangue desses sacrifícios costumava ser aspergido ao redor do altar, o sangue dos mártires foi simbolicamente derramado no altar de Deus quando, ao permanecer fiéis à palavra de Deus e ao testemunho de Jesus (Ap 6:9, veja também 12:17; 14:12), eles perderam a vida.

As “almas” sob o altar são simbólicas. Ao considerá-las de forma literal, seria necessário concluir que os mártires não estão felizes no Céu, pois clamam por vingança. Esse quadro dificilmente soa como se estivessem desfrutando a recompensa da salvação. O desejo de vingança pode tornar miserável a vida. Mas a morte também?

Além disso, é importante lembrar que João não recebeu uma visão do Céu como ele realmente é. “Lá, não há cavalos nas cores branca, vermelha, preta e amarela com cavaleiros de aspecto guerreiro. Jesus não aparece na forma de um cordeiro como tendo sido morto. Os quatro seres viventes não representam criaturas aladas reais com as características animais citadas. […] De igual modo, não há ‘almas’ debaixo de um altar no Céu. Toda a cena consiste em uma representação pictórica e simbólica” (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 7, p. 861).

George E. Ladd escreveu: “No exemplo presente [Ap 6:9-11], o altar é claramente o altar do sacrifício onde o sangue sacrificial era derramado. O fato de João ter visto as almas dos mártires sob o altar não tem nada a ver com o estado dos mortos, nem com a situação deles no estado intermediário; é apenas uma forma vívida de retratar o fato de que eles haviam sido martirizados em nome de seu Deus” (A Commentary on the Revelation of John [Grand Rapids, MI: Eerdmans, 1972], p. 103).

Quem já não clamou por justiça, e espera que ela seja feita? Por que devemos, pela fé, confiar que a justiça finalmente virá? Que conforto obtemos com essa promessa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s