Abraão no crisol

Lições da Bíblia1

Sem explicação, de repente Deus chamou Abraão para oferecer seu filho como oferta queimada. Você pode imaginar como o patriarca se sentiu? Seria revoltante que Deus pedisse que você sacrificasse seu filho. Mesmo que Abraão julgasse isso aceitável, o que aconteceria com a promessa da herança? Sem o filho, ela não se cumpriria.

1. Leia Gênesis 22:1, 2. Por que Deus pediu a Abraão para oferecer esse sacrifício? Se Ele sabe tudo, qual era a questão?

Gênesis 22:1, 2 (ARA)2: “1 Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova e lhe disse: Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui! Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei.

O pedido divino e o momento em que foi feito não foram casuais. Foram calculados para ocasionar a mais profunda angústia possível, pois “Deus guardara Sua última e mais rigorosa prova a Abraão, até que o fardo dos anos fosse pesado sobre ele, e ele almejasse o repouso das ansiedades e trabalhos” (Ellen G. White, Patriarcas e Profetas, p. 117 [147]). Esse foi o teste de um Deus louco? De forma nenhuma, pois “a aflição que Abraão sofreu durante os dias tenebrosos daquela terrível prova foi permitida para que compreendesse por sua própria experiência algo da grandeza do sacrifício feito pelo infinito Deus para a redenção do ser humano” (Patriarcas e Profetas, p. 122 [154]).

Foi apenas um teste. O Senhor nunca desejou que Abraão matasse seu filho. Isso destaca algo muito importante sobre a maneira como Deus às vezes trabalha. Ele pode pedir que façamos algo que não pretende que completemos. Pode pedir para irmos a algum lugar aonde nunca deseja que cheguemos. O importante para Ele não é necessariamente o fim, mas o que aprendemos à medida que somos remodelados pelo processo.

É possível que Jesus estivesse pensando sobre a experiência de Abraão quando disse aos judeus: “Abraão, o pai de vocês, alegrou-se por ver o Meu dia; e ele viu esse dia e ficou alegre” (Jo 8:56). Essa percepção poderia ter escapado a Abraão, e ele poderia ter desprezado as instruções como se fossem oriundas de Satanás. A chave para a sobrevivência e aprendizagem de Abraão através de todo o processo foi o fato de ele ter conhecido a voz de Deus.

Como conhecer a voz de Deus? Como saber quando Ele está falando com você? De que forma Ele lhe comunica Sua vontade?

Domingo, 24 de julho de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Provados pelo fogo. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 509, jul. ago. set. 2022. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s