Segundo a ordem de Melquisedeque

Lições da Bíblia1

Leia Gênesis 14:18-20 e Hebreus 7:1-3. Quem foi Melquisedeque e como ele prefigurou Jesus?

Gênesis 14:18-20 (ARA)2: “18 Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; era sacerdote do Deus Altíssimo; 19 abençoou ele a Abrão e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, que possui os céus e a terra; 20 e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abrão o dízimo.”

Hebreus 7:1-3 (ARA)2: “1 Porque este Melquisedeque, rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, que saiu ao encontro de Abraão, quando voltava da matança dos reis, e o abençoou,para o qual também Abraão separou o dízimo de tudo (primeiramente se interpreta rei de justiça, depois também é rei de Salém, ou seja, rei de paz; 3 sem pai, sem mãe, sem genealogia; que não teve princípio de dias, nem fim de existência, entretanto, feito semelhante ao Filho de Deus), permanece sacerdote perpetuamente.

Melquisedeque era rei e sacerdote. Ele também era superior a Abraão, visto que este lhe deu o dízimo. Da mesma forma, Jesus é Rei e Sacerdote (Hb 1:3); diferente de Melquisedeque, porém, Jesus não tinha pecado (Hb 7:26-28).

Hebreus 7:15 explica que Jesus era sacerdote “à semelhança de Melquisedeque”. Isso é o que significa a expressão anterior, “segundo a ordem de Melquisedeque” (Hb 5:6). Jesus não foi sucessor de Melquisedeque, mas Seu sacerdócio era semelhante ao dele.

Por exemplo, Paulo diz que Melquisedeque não tinha pai, mãe, genealogia, nascimento nem morte. Alguns sugeriram que Melquisedeque foi uma encarnação de Jesus na época de Abraão, porém isso não se encaixa no argumento de Hebreus. Melquisedeque “se assemelha” a Jesus, o que implica que não era igual a Ele (Hb 7:3).

Também se sugeriu que Melquisedeque fosse um ser celestial, mas isso destruiria o argumento de Hebreus. Se Melquisedeque não teve pai, mãe, começo nem fim, ele seria o próprio Deus. Isso representa um problema. O sacerdócio celestial de Melquisedeque, totalmente divino, teria precedido o ministério de Jesus. Se fosse esse o caso, “que necessidade haveria ainda de que se levantasse outro Sacerdote” (Hb 7:11)?

Hebreus usou o silêncio das Escrituras a respeito do nascimento, da morte e genealogia de Melquisedeque para construir uma tipologia, um símbolo, para o ministério sacerdotal de Cristo (Gn 14:18-20) e para o fato de que o próprio Jesus era eterno. Em suma, Melquisedeque foi um rei-sacerdote cananeu que serviu como um tipo de Cristo.

“Foi Cristo que falou através de Melquisedeque, o sacerdote do Deus altíssimo. Melquisedeque não era Cristo, mas era a voz de Deus no mundo, representante do Pai. E através de todas as gerações do passado, Cristo falou; Cristo dirigiu Seu povo e tem sido a luz do mundo” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 409).

O que a revelação sobre Melquisedeque nos ensina sobre a forma pela qual Deus trabalha entre aqueles que nunca ouviram missionários pregando?

Segunda-feira, 31 de janeiro de 2022. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Hebreus mensagem para os últimos dias. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 507, jan. fev. mar. 2022. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s