Cades-Barneia

Lições da Bíblia

Uma sombra paira sobre as primeiras partes de Deuteronômio: o relato de Cades-Barneia. Essa história infeliz definiu o primeiro cenário relatado no livro, e vale a pena recapitulá-la.

5. Leia Números 14. Como o povo reagiu ao relato dos espias e quais foram os resultados dessa reação? (Leia também Dt 1:20-46.)

Números 14 (ARA)2: “1 Levantou-se, pois, toda a congregação e gritou em voz alta; e o povo chorou aquela noite. Todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto! 3 E por que nos traz o Senhor a esta terra, para cairmos à espada e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos para o Egito? 4 E diziam uns aos outros: Levantemos um capitão e voltemos para o Egito. 5 Então, Moisés e Arão caíram sobre o seu rosto perante a congregação dos filhos de Israel. 6 E Josué, filho de Num, e Calebe, filho de Jefoné, dentre os que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes 7 e falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssimo boa. 8 Se o Senhor se agradar de nós, então, nos fará entrar nessa terra e no-la dará, terra que mana leite e mel. 9 Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor e não temais o povo dessa terra, porquanto, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o Senhor é conosco; não os temais. 10 Apesar disso, toda a congregação disse que os apedrejassem; porém a glória do Senhor apareceu na tenda da congregação a todos os filhos de Israel.”

Dt 1:20-46 (ARA)2: “20 Então, eu vos disse: tendes chegado à região montanhosa dos amorreus, que o Senhor, nosso Deus, nos dá. 21 Eis que o Senhor, teu Deus, te colocou esta terra diante de ti. Sobe, possui-a, como te falou o Senhor, Deus de teus pais: Não temas e não te assustes. 22 Então, todos vós vos chegastes a mim e dissestes: Mandemos homens adiante de nós, para que nos espiem a terra e nos digam por que caminho devemos subir e a que cidades devemos ir. 23 Isto me pareceu bem; de maneira que tomei, dentre vós, doze homens, de cada tribo um homem. 24 E foram-se, e subiram à região montanhosa, e, espiando a terra, vieram até o vale de Escol, 25 e tomaram do fruto da terra nas mãos, e no-lo trouxeram, e nos informaram, dizendo: É terra boa que nos dá o Senhor, nosso Deus. 26 Porém vós não quisestes subir, mas fostes rebeldes à ordem do Senhor, vosso Deus.

Podemos tirar muitas lições importantes dessa história. Outra boa lição de Deuteronômio também pode ser encontrada em Números 14.

6. Leia Números 14:11-20. Embora Moisés intercedesse mais uma vez, qual foi seu argumento para que o Senhor não destruísse o povo?

Números 14:11-20 (ARA)2: “11 Disse o Senhor a Moisés: Até quando me provocará este povo e até quando não crerá em mim, a despeito de todos os sinais que fiz no meio dele? 12 Com pestilência o ferirei e o deserdarei; e farei de ti povo maior e mais forte do que este. 13 Respondeu Moisés ao Senhor: Os egípcios não somente ouviram que, com a tua força, fizeste subir este povo do meio deles, 14 mas também o disseram aos moradores desta terra; ouviram que tu, ó Senhor, estás no meio deste povo, que face a face, ó Senhor, lhes apareces, tua nuvem está sobre eles, e vais adiante deles numa coluna de nuvem, de dia, e, numa coluna de fogo, de noite. 15 Se matares este povo como a um só homem, as gentes, pois, que, antes, ouviram a tua fama, dirão: 16 Não podendo o Senhor fazer entrar este povo na terra que lhe prometeu com juramento, os matou no deserto. 17 Agora, pois, rogo-te que a força do meu Senhor se engrandeça, como tens falado, dizendo: 18 O Senhor é longânimo e grande em misericórdia, que perdoa a iniquidade e a transgressão, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniquidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta gerações. 19 Perdoa, pois, a iniquidade deste povo, segundo a grandeza da tua misericórdia e como também tens perdoado a este povo desde a terra do Egito até aqui. 20 Tornou-lhe o Senhor: Segundo a tua palavra, eu lhe perdoei.”

Pense no que Moisés disse a Deus: se fizer isso, como aparecerá aos olhos dos egípcios e das outras nações? Esse ponto é importante, pois tudo o que Deus queria fazer com Israel não era apenas para o bem desse povo, mas da humanidade. A nação de Israel deveria ser uma luz para o mundo, testemunha sobre o amor, o poder e a salvação encontrados em Deus, não nos ídolos sem valor.

Porém, como Moisés disse, se o Senhor acabasse com esse povo, o que aconteceria? As nações diriam: “Visto que o Senhor não conseguiu fazer este povo entrar na terra que lhe prometeu com juramento, matou-os no deserto” (Nm 14:16).

O relato contém um tema encontrado na Bíblia: Deus deve ser glorificado em Seu povo. A glória, a bondade, o amor e o poder divinos devem ser revelados em Sua igreja, pelo que Ele faz por meio de Seu povo. Nem sempre as pessoas tornam isso fácil, mas no final das contas Deus quer ser glorificado por meio de suas ações.

Leia Efésios 3:10. Como a “multiforme sabedoria” de Deus se manifesta no cosmos? Como indivíduos, que papel temos para que isso aconteça?

Quarta-feira, 06 de outubro de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A verdade presente em Deuteronômio. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 506, out. nov. dez. 2021. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s