O sinal da aliança – Estudo adicional

Lições da Bíblia1

Textos de Ellen G. White: Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 7, p. 1.096; Testemunhos Para a Igreja, v. 6, p. 349-351 (“A observância do sábado”); Patriarcas e Profetas, p. 295-297 (“Do Mar Vermelho ao Sinai”).

Os Dez Mandamentos definem de maneira abrangente e fundamental as relações entre Deus e o ser humano e também entre o ser humano e seus semelhantes. No decálogo, o mandamento do sábado é central. Ele identifica o Senhor do sábado de modo especial e indica Sua esfera de autoridade e propriedade. Observe estes dois aspectos: (1) a identidade da Divindade: Yahweh (SENHOR), que é o Criador (Êx 20:11; 31:17) e que, portanto, ocupa lugar singular; (2) a esfera de Sua propriedade e autoridade – “os céus e a Terra, o mar e tudo o que neles há” (Êx 20:11; compare com Êx 31:17). Nesses dois aspectos, o mandamento do sábado tem as características típicas dos selos de documentos de tratados internacionais do antigo Oriente Próximo. Esses selos geralmente estão no centro de documentos de tratados e contêm (1) a identidade da divindade (geralmente um deus pagão) e (2) a esfera de propriedade e autoridade (geralmente uma área geográfica limitada).

“A santificação do Espírito assinala a diferença entre os que têm o selo de Deus e os que guardam um dia de repouso espúrio. Quando vier a prova, será mostrado claramente o que é a marca da besta. Ela é a observância do domingo […]. Deus designou o sétimo dia como seu dia de repouso [citado Êx 31:13, 17, 16]. Assim é traçada a distinção entre os leais e os desleais. Aqueles que desejam ter o selo de Deus em sua fronte devem guardar o sábado do quarto mandamento” (Ellen G. White, Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 7, p. 1.096).

Perguntas para consideração

1. Levítico 19:30 relaciona o santuário e o sábado. Considerando o que aprendemos sobre o sábado como sinal, por que essa relação tem sentido?

2. A guarda do sábado tem ajudado sua vida? Você precisa fazer mudanças?

Resumo: O sábado é o sinal da aliança que vai até a consumação do plano da salvação; aponta para a criação passada, e, como sinal da aliança da graça, para a restauração final, quando Deus renovará todas as coisas.

Sexta-feira, 28 de maio de 2021. Saiba mais, faça gratuitamente um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. A promessa: a aliança eterna de Deus. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 504, abr. maio. jun. 2021. Adulto, Professor. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s