O Senhor respondeu a Jó

Lições da Bíblia

“8. O que Jó 38 ensina sobre Deus, não apenas como Criador, mas como Mantenedor de toda a vida? Como essa verdade importante deve influenciar nossa maneira de entender as artes e as ciências?”1

Jó 38 (ARA)2: 1 Depois disto, o Senhor, do meio de um redemoinho, respondeu a Jó: 2 Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento? 3 Cinge, pois, os lombos como homem, pois eu te perguntarei, e tu me farás saber. 4 Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento. 5 Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? 6 Sobre que estão fundadas as suas bases ou quem lhe assentou a pedra angular, 7 quando as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus? 8 Ou quem encerrou o mar com portas, quando irrompeu da madre; 9 quando eu lhe pus as nuvens por vestidura e a escuridão por fraldas? 10 Quando eu lhe tracei limites, e lhe pus ferrolhos e portas, 11 e disse: até aqui virás e não mais adiante, e aqui se quebrará o orgulho das tuas ondas? 12 Acaso, desde que começaram os teus dias, deste ordem à madrugada ou fizeste a alva saber o seu lugar, 13 para que se apegasse às orlas da terra, e desta fossem os perversos sacudidos? 14 A terra se modela como o barro debaixo do selo, e tudo se apresenta como vestidos; 15 dos perversos se desvia a sua luz, e o braço levantado para ferir se quebranta. 16 Acaso, entraste nos mananciais do mar ou percorreste o mais profundo do abismo? 17 Porventura, te foram reveladas as portas da morte ou viste essas portas da região tenebrosa? 18 Tens ideia nítida da largura da terra? Dize-mo, se o sabes. 19 Onde está o caminho para a morada da luz? E, quanto às trevas, onde é o seu lugar, 20 para que as conduzas aos seus limites e discirnas as veredas para a sua casa? 21 Tu o sabes, porque nesse tempo eras nascido e porque é grande o número dos teus dias! 22 Acaso, entraste nos depósitos da neve e viste os tesouros da saraiva, 23 que eu retenho até ao tempo da angústia, até ao dia da peleja e da guerra? 24 Onde está o caminho para onde se difunde a luz e se espalha o vento oriental sobre a terra? 25 Quem abriu regos para o aguaceiro ou caminho para os relâmpagos dos trovões; 26 para que se faça chover sobre a terra, onde não há ninguém, e no ermo, em que não há gente; 27 para dessedentar a terra deserta e assolada e para fazer crescer os renovos da erva? 28 Acaso, a chuva tem pai? Ou quem gera as gotas do orvalho? 29 De que ventre procede o gelo? E quem dá à luz a geada do céu? 30 As águas ficam duras como a pedra, e a superfície das profundezas se torna compacta. 31 Ou poderás tu atar as cadeias do Sete-estrelo ou soltar os laços do Órion? 32 Ou fazer aparecer os signos do Zodíaco ou guiar a Ursa com seus filhos? 33 Sabes tu as ordenanças dos céus, podes estabelecer a sua influência sobre a terra? 34 Podes levantar a tua voz até às nuvens, para que a abundância das águas te cubra? 35 Ou ordenarás aos relâmpagos que saiam e te digam: Eis-nos aqui? 36 Quem pôs sabedoria nas camadas de nuvens? Ou quem deu entendimento ao meteoro? 37 Quem pode numerar com sabedoria as nuvens? Ou os odres dos céus, quem os pode despejar, 38 para que o pó se transforme em massa sólida, e os torrões se apeguem uns aos outros? 39 Caçarás, porventura, a presa para a leoa? Ou saciarás a fome dos leõezinhos, 40 quando se agacham nos covis e estão à espreita nas covas? 41 Quem prepara aos corvos o seu alimento, quando os seus pintainhos gritam a Deus e andam vagueando, por não terem que comer?”

“Muitos ensinam que a matéria possui força vital: que certas propriedades são comunicadas à matéria que, então, passa a agir por sua própria energia inerente, e que os fenômenos da natureza são dirigidos de acordo com leis fixas, nas quais o próprio Deus não pode interferir. Isso é ciência falsa e não é apoiado pela Palavra de Deus. A natureza é serva de seu Criador. […] A natureza testifica de uma inteligência, uma presença, uma energia ativa que opera em suas leis e por meio delas. O Pai e o Filho atuam de forma constante na natureza. Cristo diz: ‘Meu Pai trabalha até agora, e Eu trabalho também’ (Jo 5:17; Ellen G. White, Patriarcas e Profetas, p. 114).”1

“Infelizmente, como afirmado anteriormente, grande parte da ciência trabalha com base em pressupostos ateístas e materialistas. Portanto, isso significa que um cientista pode olhar para algo de extrema beleza e complexidade e ainda assim afirmar que isso surgiu por acaso, sem premeditação nem intenção.”1

“A ciência faz essa alegação o tempo todo. A vida na Terra, em toda a sua beleza e complexidade, desde as borboletas aos seres humanos, é explicada como sendo somente o resultado de substâncias químicas que, há bilhões de anos, formaram por acaso uma vida simples que, mediante mutações aleatórias e seleção natural, evoluiu para tudo o que vive, respira e se move hoje.”1

“A ciência, conforme hoje constituída, defende que a própria ideia de um Criador sobrenatural não é científica, uma vez que não pode ser testada cientificamente e, portanto, é uma noção com a qual a ciência não pode lidar. Esse pressuposto não é algo que a própria ciência ensina, mas é, em vez disso, uma posição filosófica imposta à disciplina pelos próprios cientistas. Entretanto, a verdadeira ciência parece ensinar o oposto: toda a beleza e complexidade do mundo realmente apontam para um Criador.”1

“As Escrituras ensinam que Deus não apenas criou todas as coisas, mas também as sustenta. Isso significa que toda a verdadeira educação cristã em ciência teria que trabalhar com pressupostos radicalmente diferentes dos que a ciência em geral afirma. Inevitavelmente, ocorrerão confrontos, principalmente no que diz respeito à questão das origens.”1

Quinta-feira, 03 de dezembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

Leia o livro Em Busca de Esperança,
baixe o seu exemplar gratuitamente

Esperança Viva

UMA ESCOLHA INTELIGENTE

A vida é cheia de alternativas. Diversas profissões e carreiras, variadas opções filosóficas e éticas, múltiplas religiões. O que escolher?

A verdade vai além de doutrinas. Significa conhecer um Ser pessoal, que é a verdade em essência. Por outro lado, a verdade que provém desse Ser divino desperta novas convicções sobre a vida e o futuro. Traz uma esperança viva!

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Educação e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 502, out. nov. dez. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s