Intromissão

Lições da Bíblia

“Uma das alegrias dos professores é organizar a sala de aula: pendurar quadros de avisos, organizar suprimentos e tornar a sala agradável. Considerando a visão de Deus para Sua sala de aula, o Jardim do Éden, vemos o cuidado divino ao preparar um ambiente de aprendizado para Adão e Eva. Ele desejava cercá-los de beleza. Cada flor, pássaro, animal e árvore oferecia uma oportunidade para aprender mais sobre o mundo e sobre o Criador.”1

“No entanto, há uma mudança abrupta de Gênesis 2 para Gênesis 3. Listamos as coisas boas criadas por Deus. Mas em Gênesis 3:1 nos damos conta de Sua provisão para o livre-arbítrio. A presença da serpente, ‘mais sagaz que todos os animais selváticos’, é um afastamento da linguagem usada até então. Palavras como ‘muito bom’, ‘não se envergonhavam’ e ‘agradáveis’ são adjetivos usados para descrever a criação nos capítulos anteriores. Em seguida, porém, com a serpente, há uma mudança de tom. A palavra ‘sagaz’ também é traduzida em algumas versões como ‘astuta’. De repente, um elemento negativo é introduzido no que, até então, era apenas perfeição.”1

“Em contraste com isso, Deus é apresentado como o oposto de ‘astuto’. Ele é claro sobre Suas expectativas para o casal. A ordem de Gênesis 2:16, 17 mostra que Deus havia estabelecido uma regra a que eles deviam obedecer: não deviam comer da árvore proibida.”1

“De tudo o que podemos extrair dessa história, uma coisa se destaca: Adão e Eva foram criados como seres morais livres, capazes de escolher entre a obediência e a desobediência. Portanto, desde o início, mesmo em um mundo não caído, podemos ver a realidade do livre-arbítrio humano.”1

“2. Leia Gênesis 3:1-6 e examine as descrições que a serpente usou e que Eva aceitou. O que você observa sobre as informações que a serpente apresentou à mulher? De que modo Eva passou a considerar a árvore do conhecimento do bem e do mal?”1

Gênesis 3:1-6 (ARA): “1 Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? 2 Respondeu-lhe a mulher: Do fruto das árvores do jardim podemos comer,mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais. 4 Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis.Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal. Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu.”

“Em Gênesis 2:17, o Senhor disse a Adão que se ele comesse da árvore ‘certamente’ morreria. Quando Eva, em Gênesis 3:3, repetiu a ordem, ela não a expressou com tanta intensidade, deixando de fora a palavra ‘certamente’. Em Gênesis 3:4, a serpente colocou a palavra de volta, mas em completa contradição com o que Deus havia dito. Parece que, embora Eva tivesse sido ensinada por Deus no jardim, ela não levou tão a sério quanto deveria o que tinha aprendido, como podemos ver pela própria linguagem usada por ela.”1

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Educação e redenção. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 502, out. nov. dez. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s