Repetição, padrões de palavras e significado

Lições da Bíblia

“No pensamento hebraico, existem diversas maneiras de expressar ideias que reforçam o significado e enfatizam a importância de conceitos. Ao contrário das línguas europeias, o hebraico não possui sinais de pontuação no idioma original. Por isso, na estrutura do idioma foram desenvolvidas outras formas de comunicar essas ideias.”1

“5. Quais palavras foram repetidas em Gênesis 1:26, 27 e Isaías 6:1-3? Como essas palavras são realçadas por diferentes conceitos introduzidos por meio da repetição?”1

Gênesis 1:26, 27 (ARA)2: “26 Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. 27 Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”

Isaías 6:1-3 (ARA)2: “1 No ano da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo. 2 Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobria o rosto, com duas cobria os seus pés e com duas voava. 3 E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.”

“Uma das maneiras pelas quais o escritor hebraico podia enfatizar certo atributo de Deus era repeti-lo três vezes. À medida que o relato da criação chega ao ápice da divina obra criativa, o texto enfatiza a importância singular da humanidade criada. O termo bara (‘criar’) sempre tem apenas Deus como sujeito. Ou seja, somente Deus tem o poder de criar sem depender de matéria pré-existente. O texto descreve a criação do homem: ‘Criou Deus, pois, o homem à Sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou’ (Gn 1:27). Observe a tripla repetição do verbo ‘criar’. Portanto, Moisés enfatizou que o ser humano foi criado por Deus e que também foi criado à Sua imagem. Essas verdades eram a sua ênfase.”1

“Na visão e chamado de Isaías, os serafins repetiram as palavras ‘santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos’ (Is 6:3). A ênfase está na santidade de um Deus maravilhoso, cuja presença enche o templo. Também vemos essa santidade mediante as palavras de Isaías, quando ele estava na presença do Todo-Poderoso: ‘Ai de mim! Estou perdido!’ (Is 6:5). Mesmo o profeta Isaías, confrontado com a santidade e o caráter de Deus, encolheu-se ante a sua indignidade. Vemos assim, muito antes da exposição de Paulo sobre a pecaminosidade humana e a necessidade de um Salvador (Rm 1-3), a Bíblia expressando a natureza decaída da humanidade, mesmo em uma pessoa ‘boa’ como Isaías.”1

“Em Daniel 3, há uma repetição (com variações) da expressão ‘imagem que o rei Nabucodonosor tinha levantado’ (Dn 3:1-3, 5, 7, 12, 14, 15, 18). Essa expressão, ou variações dela, é repetida dez vezes no capítulo para contrastar a ação de Nabucodonosor em desafio à imagem que Deus lhe havia revelado por meio de Daniel (Dn 2:31-45). A ênfase nesse caso está na tentativa do ser humano de se tornar um deus a ser adorado, em contraste com o único Deus verdadeiro, o único digno de adoração.”1

Terça-feira, 12 de maio de 2020. Saiba mais, faça um Curso Bíblico

_______________
1 LIÇÃO da Escola Sabatina. Com interpretar as Escrituras Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, n. 500, abr. mai. jun. 2020. Adulto, Professor. 
2 BÍBLIA. Português. Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Almeida. Revista e atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s